Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]

O Sequestro

Publicado em novembro 10, 2019 por Roberto

Minha história começa num final de tarde muito quente de fevereiro,já quase escurecendo, quando saia da academia indo para casa à pé, pois naquele dia resolvi deixar ao carro na garagem. A academia até que não era muito longe.

De repente escutei buzinar do meu lado, dizendo: ” Quer uma carona?”. Era uma amiga ( que aqui vamos chamar de Linda),que também voltava de uma outra academia próxima a minha. “Não, pode deixar. Vou fazendo um pouco mais de exercício caminhando”, falei.

“Cadê seu carro”?, perguntou ela.

 Deixei em casa…resolvi vir à pé hoje!

“É um pouco longe heim! E já está escurecendo!, disse ela.

-Tá ok, aceito a carona…. e entrei no carro dela. E logo notei que ela estava de vestido e não com roupa de ginástica e perguntei:

– “Você vem de onde, da academia?“Sim,disse ela,  é que umas amigas combinaram de se encontrar no Shoping daqui a pouco e para adiantar já tomei banho e me troquei na academia,…na verdade eu nem estava a fim de ir, tanto que nem dei certeza de ir…..queria mais ir pra casa descansar”. 

– Ah legal, mas não vou te atrasar?

– Que nada..eu só vou dar uma passada na casa de uma amiga para pegar uns perfumes que encomendei, é rapidinho. Tudo bem?

– Sem problemas, não tenho pressa pra chegar!

Foi rápido mesmo e voltando já estava escuro e  ela iria me deixar em casa. Quando na estradinha logo a frente tinha uma bicicleta no chão e uma garota caída levantando a mão pedindo ajuda. Ela diminui a velocidade mas pedi pra não parar.

-“Não pare , pode ser perigoso, lá na frente a gente procura avisar o resgate!”

– “Mas ela parece estar mal..é melhor dá uma olhada“.

E não adiantou falar. Ela não só parou como desceu do carro para ver a garota.

Não demorou muito e  dois sujeitos armados mal encarados adentraram no carro e a garota que estava caída se levantou e também com uma arma rendeu Linda.

Vai entra no carro e dirige logo senão mato vocês dois , gritava um deles.

Linda assustada dirigia enquanto eles vasculhavam a bolsa dela.

Como não tinha muito dinheiro na bolsa e eu também estava sem minha carteira pegaram o cartão de crédito dela e mandou ir até um caixa eletrônico sacar dinheiro.
Passado algum tempo ele volta furioso.

-Porra…..Só deu pra sacar 500 paus!”

Sua vagabunda, vocês devem ter mais grana, Vocês devem moram por aqui, vamos ver o que vocês tem de bom em casa ou  vamos mata essa puta.

Colocaram Linda no banco de trás do carro junto comigo e a garota comparsa, não menos mal encarada, e começaram a andar mandando ela orientar o caminho da casa dela. Eles achavam que éramos marido e mulher, mas não falamos nada. Talvez fosse pior se descobrissem que a gente fosse só amigos.

A garota não falava nada mas olhava o tempo todo para as pernas de Linda que estavam bem descobertas e à amostra depois de toda aquela agitação. A Garota não se contentou e com o cano da arma levantou o vestido de Linda,  que ficou paralisada, até aparecer a calcinha e disse: ‘Eu sabia que era preta….é a que eu gosto mais!’

Chegamos abriram o portão do prédio que era automático e entraram na garagem. Eles tiraram a gente do carro e fomos para o apartamento onde ela morava sozinha.

Linda abriu o apartamento e foi andando na frente deles quando um deles disse:

– Essa tua mulher é bem gostosa, dá vontade de  dar um trato nela.

Realmente ela é uma mulher muito bonita e atraente apesar dos seus 48 anos de idade!

Linda tentou argumentar e pedir pra deixar ela em paz quando foi lembrada pela mira da ponta do revolver:

— Cala boca sua puta senão eu te dou um tiro na cara!!!

Daí esse cara sentou do meu lado no sofá da sala e disse:

– Tá vendo aquela ali, é minha garota e acho que ela gostou da sua mulher também cara!

– O outro meu amigo não sei bem qual é a dele mas é um bom observador!

Então tentei dialogar:

– Olha, vocês já tem o dinheiro e podem pegar o que quiserem no apartamento, podem levar o carro, mas não precisam agir com violência.

– Ah é, disse ele, o que você tem de bom pra deixar acalmar a gente então?

Eu sabia que Linda tinha algumas bebidas no bar que ela ganhava e comprava nas viagens dela, então disse:

-Olha, está vendo aquele armário ali do bar, dá uma olhada lá!

O sujeito foi até lá e gritou: Puta que pariu quanto Whisky!!! É  hoje!!

Daí veio até mim e falou: Gostei de você cara!!Descobriu meu ponto fraco, e soltou uma gargalhada.

O três elementos começaram então a beber e ficar alegres. então pensei: Não sei se foi uma boa eu ter feito isso!

Depois da primeira garrafa o que parecia o chefe da gang falou dirigindo-se para Linda:

— Vamos lá madame faz um showzinho pra gente.

– Showzinho? Perguntou ela.

– É faz um strip-tease, tira toda a tua roupa pra começar a esquentar.
Linda ficou paralisada, mil coisas deve ter passado pela cabeça dela, o fato de eu estar ali e ser seu amigo, fora todo constrangimento. Mas de repente foi trazida para a realidade por uma ordem aos gritos:

— Tira logo essa roupa sua puta!!! Toma esse copo e toma esse whisky pra te dar coragem, vamos!!

E sob a mira do revólver ela bebeu quase todo o copo.

Vi logo que não adiantou muito minha conversa com o cara.

Eles ligaram um rádio desses que encontraram e acharam umas músicas de funk  e obrigaram Linda a dançar dando ordens para ir tirando a roupa e sempre rebolando. Seguindo as ordens do chefe da gang  tirou as sandálias, a saia vermelha e blusa branca, ficando somente de tanguinha e sutiã, já meio tonta sob o efeito do whisky.

.– Olha o tamanho do rabão dessa puta, olha como ela é gostosa…. tira mais vamos!!.

Ela tirou o sutiã e ficou só de calcinha dançando. Nisso chega o segundo ladrão dizendo que já tinha colocado muita coisa que encontro no carro, e   quando me viu Linda praticamente nua deu um sorriso e disse:

— Nossa!!! Que coroa deliciosa eu gosto muito de ver isso. Parabéns, você tem um belo corpo!!

Parece até que percebi de Linda ter gostado do elogio apesar do “coroa“.

Daí o chefão continuou:

— Vai andando até a parede de costas pra gente, tira a calcinha bem devagar, depois volta e vai dar ela aqui na mão da minha garota que ela gostou da sua calcinha.

-Depois venha aqui e me sirva outro whisky

E sempre sob a mira de um revolver ele obedeceu e tirou a calcinha.

Então ela se virou e mostrando todo seu corpo nua, toda depilada e maravilhosa, porque também era surpresa para mim, e com a calcinha na mão trêmula entregou à garota, que retribuiu com um longo beijo de língua na boca de Linda e com uma das mãos apalpando bunda dela e com a a outra  enfiando o dedo na sua xoxota disse:

— A putinha casada ta carente, olha como ela tá molhada, olha como ela arrepia fácil.

-Vamos lá até seu quarto agora

– Antes a vadia vai  me servir aquele whisky! Pega lá! Ordenou o chefão.

Linda sempre obedecendo colocou whisky no copo e foi servir o chefe que estava sentado ao meu lado no sofá. Entregou o copo e ficou ali parada em frente, nua e tensa esperando novas ordens.

E com a arma apontada para a barriga dela, com a outra mão tirou o pau pra fora e disse:

-Ajoelha aí sua putinha e dá um trato aqui nesse caralho!

E  com a arma sempre apontada pra ela, ajoelhou em frente já quase com aquele cacete enorme batendo na sua testa.

-Vai!… segura aí, faz uma massagem primeiro e depois pode engolir!

Linda então, toda trêmula e com lagrimas correndo pelo rosto, começou a massagear aquele cassete que mal conseguia segura como um só mão.

-Vamos, bate uma punheta bem rápido…anda logo com isso!!

Linda obedeceu e acelerou o mais que pode na punheta que ele logo ejaculou com a porra esguinchando toda no seus seios e rosto.

-Agora chupa meu pau sua vadia!!

E com a ponta da arma no seu rosto quando ela se preparava para abocanhar aquela rola que mal iria caber na sua boca, a gorota gritou:

-Chega porra!!.. para com isso! Vamos logo  pro seu quarto!…pode chamar seu marido também!

-Tá legal !!Vão lá vocês que vou ficar aqui dando um trato nessas bebidas!-

-Mas se vacilarem mete bala neles sem dó!!

Linda então se levantou foi até o banheiro se lavar e fomos para o quarto e lá a garota tirou toda a sua roupa e me fez tirar a minha também.

Lá estávamos os todos pelados em pé ao lado da cama de casal.

Primeira a bandida fez Linda deitar e com o revolver acariciava os mamilos e a boceta depilada de Linda. Depois fez Linda abrir as pernas e chupou a xoxota dela com tanta volúpia, que a  língua  da danada levou minha amiga  a um orgasmo rapidamente.

Então bateram na porta do quarto e entrou o sujeito que parecia menos violento..o observador, como o chefão tinha dito.

– Tá vendo esse cara, é meu irmão. Ele gosta muito de olhar a gente fazendo coisas, mas ela mesmo não faz nada! Vai ficar ali sentado só olhando!

Então o sujeito chamou a irmã lá no canto do quarto e disse alguma coisa no ouvido dela.

– Agora vamos atender um pedido do meu mano…ele quer ver como marido e mulher transam!

Podem conversar aí pensar em um bom espetáculo senão já sabem o que pode acontecer….

Falei então baixo com Linda.

– E agora o que a gente faz, você é minha amiga, gosto de você, te admiro muito e te respeito muito também.

-Sim eu entendo, disse ela, mas se a gente

desobedecer eles vão nos matar….não temos saída!

-Vamos lá, tá demorando muito!! – disse a garota balançando a arma.

– A putinha deita aí e o maridão tenta dar um trato nela com a língua…vamos ver se é melhor que eu!

Então Linda subiu na cama, deitou de costas e abriu as pernas lentamente. Depois também subi e antes de começar murmurei:  Puxa Linda me desculpe!!

– Você não tem que se culpar, disse ela, pode ir em frente!

Então olhando para aquela bucetinha toda raspadinha comecei acariciar as laterais dela com a língua suavemente até chegar no centro daquela iguaria, que jamais pudera imaginar estaria fazendo com ela, e comecei a chupar e lamber seu clitóris cada vez com mais força a ponto de não querer para mais, ao ver ela gozar uma, duas, três vezes.

Foi quando a garota falou:

– Gostei de ver…o maridão deu um trato lega!!  Ele é sempre assim? Putinha de sorte você heim!!

Daí ela mandou eu deitar de costas dessa vez e disse:

– Agora quero ver você sua putinha! Dá um trato legal nele heim! E só para quando eu mandar!!

Então me preparei meu pau já estava ereto e duro de tesão antes mesmo dela começar. Então Linda abaixou a cabeça e começou a chupar minha pau também  devagar e indo aumentando a velocidade. Eu estava nas nuvens de tanto tesão. Como ela chupava gostoso,  e como era carinhosa, conseguindo engolir todo ele! Depois de uns 15 minutos, a bandida mandou parar.

-Agora você continua aí com o pau pra cima que ela vai cavalgar um pouco.

Mas uma vez murmurei: Que situação Linda, chega a ser constrangedor minha amiga!

Mas ela já foi se ajeitando pegou meu pau e direcionou para sua bucetinha, sentando devagar até fazer ele sumir completamente dentro dela. Então começou a se movimentar naquele sob e desce cada vez mais rápido e eu me controlando para não gozar. Foi quando ela deitou com seu seio pressionados no meu peito e seus lábios tocarem na minha boca e nos beijamos com força e tesão quando senti  ela gozar mais uma vez

Ficamos ali imóveis por uns trinta segundos quando a garota a garota falou:

– Nossa gostei do que vi, a putinha aí trabalhou bem,  e meu irmão então, já se masturbou várias vezes! Vai ter trabalho pra limpar o tapête!

Então agora vocês vão deixar a gente em paz e vão embora agora certo?- eu disse pra ela.

-Daqui a pouco vamos embora…agora vão se lavar e voltem aqui em 10 minutos! Vamos rápido!!

Fomos então para o banheiro e passando pela sala vimos o bandido chefe com um litro de whisky na mão e parecendo que tinha se apagado.

– Vamos nos lavar e na volta vou ver se ele está dormindo.

Fomos os dois para o chuveiro já sem constrangimento algum depois de tudo aquilo e se lavamos, nos enxugamos e como ainda não tinha dado os 10 minutos falei para Linda:

-Parece quer está dormindo mesmo, vou ver se pego a arma dele.

Mas ele estava praticamente sentado em cima dela.

– É perigoso , e se ele acordar? disse Linda apavorada.

Foi quando veio a voz lá do quarto:

 -E aí? Já se lavaram? Vamos lá, não tenho muito tempo!!

Daí não teve jeito, e lá fomos nós novamente para o quarto.

-Agora pra terminar eu que vou deitar e a putinha aí vai dar um trato na minha xoxota!

Eu ainda tentei argumentar: Mas isso não, por favor!!

Isso não o caralho!! …e apontando a arma pra mim falou!

E tem mais…você sua putinha, deve tem algum óleo aí que você  usa pra se embelezar, se hidratar ou massagear…pega lá!!

Linda pegou rapidamente um óleo aromático de massagem que tinha e a bandida ordenou:

Agora vamos fazer diferente. Eu deito e você deita por cima num 69 eu chupo sua xoxota e você a minha. Enquanto isso o maridão vai passando o óleo na sua bundinha e meu irmão fica apontando a arma pra vocês pra ver se vão fazer direitinho o que eu mandar!

Então a garota deitou e Linda por cima e enquanto uma chupava a boceta da outra eu passava óleo na bunda de Linda como ela ordenou e ia me falando o que fazer entre uma chupada e outra na boceta de minha amiga.

– Agora passa bastante óleo no cuzinho dela e enfia um dedinho massageando. Eu olhava para o cara sentado com a arma apontada pra gente e obedecia.

– Isso..agora enfia dois dedinhos! E perguntava para Linda: Pode mais um dedo? Cuidado com a resposta…eu posso não gostar!

E Linda sem ter opção respondia: Pode!

Daí eu enfie três dedos no cuzinho de Linda e senti que ela gemia um pouco mas depois relaxava.

Não de um tempo massageando com os três dedos enfiado e tirando do cuzinho de Linda a garota disse baixinho:

– Agora come o cu dela. Enfia seu pau ou meu irmão enfia uma bala na sua cabeça.

Então segurei a bunda de Linda por trás, e enquanto as duas chupavam a boceta uma da outra, e comecei a enfiar meu pau no cuzinho de Linda e sentia que ela estava aceitando , tanto que se movimentava e empinava a bunda para trás até meu pau entrar todo nela.

Foi quando a garota saiu debaixo de Linda mas mandou ficarmos na mesma posição. Ela de quatro enquanto eu fodia o cuzinho dela.

-Agora vamos observar um pouco daí estão liberados! Continuem aí até eu para mandar! Vou dar uma saída mas meu irmão continua apontando a arma pra vocês!

Como mais uma vez não tínhamos alternativa continuamos. Linda mais relaxada sem ter a garota por baixo dela, movimentava a sua bundinha para frente e pra trás cada vez com mais força e desta vez cheguei a gozar lá no fundo do cuzinho dela chegando ao êxtase total.

Foi quando para minha surpresa, Linda se entregou de vez e disse:

– Não para , não para , vou gozar também, não para!!

– Mais rápido, mais rápido. E eu claro que obedecia…

-Ai , ai, ai….vou gozar, vou gozar!! E ela gozou mesmo, que sentia as contrações de seu cuzinho apertando minha rola!

Ficamos ali imóveis por uns 15 minuto. Ela como rosto colado na cama com a bunda empinada pra cima com meu pau ainda dentro do cuzinho dela.

Daí percebi um certo silêncio e fui tirando devagar meu pau de dentro dela e falei:

– Linda! Não tem ninguém deles aqui no quarto!

Meia ainda que anestesiada, ela disse:

-Esses filhos da puta devem estar na sala bebendo!

Abri o quarto devagar, estava um silêncio então fui até a sala e não vi mais ninguém lá. Só algumas garrafas vazias. Voltei rapidamente para o quarto e chamei: Venha…. eles já foram embora.

E Linda que ainda estava deitada nua na cama deu um salto e correu pra sala trancou a porta com a chave e não se conteve de alegria:

-Graças a Deus que se foram…e estamos vivos!

E chorando como eu nunca tinha visto nos abraçamos os dois pelados no meio da sala. Eu a consolava acariciando seu rosto  até nos beijarmos intensamente.

Fomos então os dois tomar um banho juntos se enxugamos e fomos para o quarto vestir nossas roupa e eu ir embora pois já estava quase amanhecendo. Foi quando ela parou nua na minha frente e me puxou para a cama e disse: Agora vamos fazer amor sem pressão alguma e só nós dois! Então  rolamos pela cama nos beijando, e ela disse:

-Vamos começar de onde paramos estava até bom demais!

Ela foi até a gaveta e pegou um óleo aromático que ela dizia ser especial e passou no corpo todo. Daí ela se posicionou de quatro no meio da cama e disse:

-Vem, acaba de passar o óleo onde você quiser e faça o que tiver vontade de fazer comigo!

É claro que obedeci como se fosse uma ordem, mesmo não tendo nenhuma arma apontada pra mim.

Peguei o óleo e massageando suas nádegas e depois o cuzinho de Linda, coloquei me pau que já estava ereto bem devagar esfregando na entradinha do seu rosado ânus e fui enfiando enquanto sentia ele se alargando e parei já com a metade dentro , quando ela disse:

– Vai..pode enfiar todo ele!

E mais uma vez obedeci. Enfiei até o fim e ela começava a se movimentar com a bunda pra frente e pra trás enquanto eu ficava parado. Até ela pedir:

– Vai…mete com força agora no cuzinho da putinha!

Então continuamos tudo de novo até acabar por completo nossas forças.

E depois de tudo a danada ainda disse:

– Tá vendo se você não tivesse aceitado minha carona?

Fiquei pensando então:

-É verdade….e hoje seríamos apenas bons amigos.

Como somos até hoje…só que com algo a mais no meio!!

956 views

Contos relacionados

Conto porno com vizinha novinha

Enviado por: Brenno de Porto Alegre Tudo que escrevo é real. Geralmente ficamos desconfiados que os textos aqui são invenções. O meu é verdadeiro. Vamos lá! Moro ao lado de uma família...

LER CONTO

Meu mecânico meu amante

Bom deixa eu me apresentar primeiro, me chamo Rose tenho 46 anos sou bem atraente os homens na rua me come com os olhos principalmente quando olham pra minha bunda, um baita rabao XxxGG rs, Sou...

LER CONTO

Suruba na praia com o primo do meu noivo

Olá, me chamo Liz, tenho 22 anos e estou noiva de Eduardo estamos juntos à 7 anos. Isso mesmo desde os 16 anos de idade. Neste conto vou relatar a suruba na praia que tivemos. Sempre tivemos...

LER CONTO

Comendo minha amiguinha na casa de praia

Tenho uma casa de praia da família e sempre passo as férias por lá, desde criança. Muito tempo atrás, conheci Sabrina, uma loirinha magrinha, com cabelo liso e comprido, muito faladeira e um ano...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 2 + 2 = ?

Se você gosta de ler contos eróticos o contos adultos é o site perfeito para você. Aqui você vai ler contos sexuais reais, e o melhor de tudo é que o site é atualizado diariamente.

© 2019 - Contos adultos