website page counter
Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Contos adultos » Contos eróticos gay » O JAPONÊS COMEDOR DE JAÚ

O JAPONÊS COMEDOR DE JAÚ

Publicado em dezembro 16, 2022 por Ademir

O JAPONÊS COMEDOR DE JAÚ

O tempo de criança que me lembro, me arremete a cidade de jaú, uma cidade de tamanho médio localizada na região central do estado de São Paulo, foi lá que fiz o primário e acabei também sendo iniciado sexualmente, eu me descobri bi sexual ali, ocorre que quanto tinha meus 14 anos, meu pai trabalhava na empresa Teatral Peduti, uma empresa de cinema e como ele era eletricista, vivia viajando, deixando eu minha irmã e minha mãe sozinhos, minha mãe trabalhava na mesma empresa fazendo limpeza no cinema da cidade e junto ao cinema, existia um clube dos ricos da cidade onde trabalhava um japonês, seu Tanaka que devido a proximidade, fez amizade com minha mãe, amizade essa que acabou virando caso, minha mãe virou amante do japonês.

Eu como bom filho virei o correio entre minha mãe e o japonês, era eu que levava recado para ele sobre quando podia ir ou não em casa, nesse dia a minha mãe deixava o portão aberto para ele entrar, sempre bem tarde após eu e minha irmã dormir; Diversas vezes eu acordei ouvindo os gemidos da minha mãe metendo com o japonês, eu levantava em silencio e ficava espiando através de uma fresta da porta o japonês comendo minha mãe e acabava me masturbando, o japonês era taradão e metia em minha mãe durante toda a madrugada indo embora bem cedo para ninguém ver, nossa isso era constante, pelo menos a cada 2 dias o japonês vinha em casa comer minha mãe e quando meu pai chegava de viagem, eu que ia avisar o japonês para não ir em casa rsrsr.

Uma noite acordei com os gemidos fortes da minha mãe e levantei, nossa o cara estava tentando comer o cu dela e ela não deixava, reclamando muito, o cara acabou desistindo e meteu na buceta mesmo, fiquei ali assistindo o enorme cacete brilhante do japonês entrando e saindo na buceta da minha mãe até esporrar dentro dela, ai ele tirava o cacete ainda duro e brilhante dos sucos da minha mãe, nossa como era grande o cacete do japonês, fiquei ali olhando ele pegando no pau e esfregando nas nádegas da minha mãe que devido estar cansada do trabalho dormiu, ele pareceu desistir de comer o cu dela e continuou ali alisando o cacete enorme e muito duro ainda.

Eu estava admirado com o volume do nervo brilhante e sem querer empurrei a porta, o japonês me viu e sorriu, eu rapidamente muito envergonhado corri para minha cama com aquela imagem do japonês pegando no pinto, estava quase dormindo quando senti alguém apalpando minha bunda sobre a coberta, me assustei e me virei, vendo o japonês com um sorriso de tarado, oi ele disse, gostou de ver eu comendo sua mãe?

Eu estava paralisado e o japonês continuou, gostou do meu cacete né viadinho, eu tentei protestar mas ele tapou minha boca com a mão e disse calma, vamos brincar um pouco e enfiou a mão por sob a coberta apalpando minha bunda, eu estremeci e gelei, será que o japonês tava querendo me comer, senti ele enfiando a mão por dentro da minha cueca e seu dedo atrevido coçando meu cuzinho virgem, nossa eu não sei se impedia o japonês ou deixava rolar, só sei que era muito bom sentir suas caricias, me ajeitei de bruços para facilitar para o japonês que percebendo que eu estava gostando tirou minha coberta e abaixou minha cueca tirando pelos pés, senti seus dentes me mordendo as nádegas e percebi que estava adorando aquilo.

Sua língua escorregou por entre minhas nádegas branquinhas e começou a lamber meu cu que piscava loucamente, nossa era delicioso demais, senti suas mãos abrindo minhas nádegas e sua língua penetrando meu cuzinho virgem que piscava de tesão, que delicia quase gozei na língua dele, ele percebeu que eu estava adorando e tirando a língua do meu cuzinho se ajeitou sobre mim e colocou o cacete duro entre minha nádegas pincelando devagar, seu pau estava super lubrificado de tesão babando um monte e meu cu também da sua saliva, assim com tanto lubrificante, senti a cabeça do seu cacete escorregar e entrar no meu cuzinho gemi de dor e tentei escapar, ele me segurou forte e disse não faça barulho tapando minha boca com a mão, relaxa, abre o cuzinho pra mim, eu assustado e sentindo muita dor devido a grossura do seu pinto continuava tentando escapar mas ele me segurou firmemente e continuou a falar manso em meu ouvido, calma, abre o cu pra mim, abre, relaxa que entra sem doer tanto enquanto deslizava para dentro de mim, nossa que dor, parecia que um ferro em brasa estava entrando em minha bunda.

Ele continuava a tapar minha boca, e dizia calma viadinho, calma que está entrando, delicia de cuzinho, quente e apertado, e foi forçando até enterrar tudo na minha bundinha dolorida, eu sofria de dor enquanto ele se divertia dentro de mim, iniciou um vai e vem e foi aumentando o ritmo até se enterrar totalmente e gozar bem no fundo do meu cuzinho, ficou ali gemendo me mordendo o pescoço agarrado a meu corpo até terminar o longo e farto gozo, estava ofegante e suado, tirou a mão da minha boca e perguntou gostou viadinho, eu respondi que não, doeu muito, ele disse que e sempre assim a primeira vez mas depois eu me acostumo, foi tirando o pinto ainda meio duro da minha bunda e deitou-se a meu lado, senti o esperma grosso e visguento do japonês escorrer do meu cu melando minhas coxas e a cama, o japonês disse que iria me comer sempre que viesse ali meter com minha mãe, eu concordei e ele levantou-se e foi para junto da minha mãe que dormia sem perceber nada, dali pra frente ele sempre comia meu cu depois de meter com minha mãe e eu adorava; Minha mãe nunca percebeu que o japonês tarado vinha comer ela e depois que ela dormia comia minha bunda, era muito bom, isso se estendeu por mais de um ano até que mudamos de Jaú para São Paulo, uma pena perdi o pinto gostoso do japonês…

Leia outros Contos eróticos gay bem excitantes abaixo:

O cara do aplicativo

Fui estuprado por 2 flanelinhas

4600 views

Contos Eróticos relacionados

DANDO O CUZINHO PARA O AMIGO DO MEU AMANTE MANOLO

OLA, AQUI ESTOU NOVAMENTE PARA CONTAR MAIS UMA AVENTURA VERDADEIRA DO CARVALHO50; COMO EU DISSE NO ULTIMO CONTO, MEU ATUAL AMANTE O MANOLO, A PRINCIPIO ERA SOMENTE MAIS UM GAROTO DE PROGRAMA E...

LER CONTO

Fui pedir um orçamento e acabei cheio de porra

Durante essa pandemia aqui no RJ tive que me adaptar a nova rotina de home office, tudo começou quando o proprietário pediu de volta a casa onde eu estava morando e com isso precisei achar um novo...

LER CONTO

Fui pedir um orçamento e acabei cheio de porra – parte 2

Finalmente chegou o tão esperado dia, sábado! No dia anterior o Diego havia me mandado mensagem que chegaria as 9h e pediu para eu providenciar um café e confirmei que tudo bem. As 9h em...

LER CONTO

Razão e emoção: Reta final

Após aquele encontro no escritório de Everton eu me isolei de Geraldo procurando afastar-me o máximo que podia; algo em meu interior me deixava um pouco atemorizado com a ideia de que ele...

LER CONTO

1 - Comentário(s)

  • Mato Grosso 7 19/12/2022 13:45

    Delícia de conto adorei.

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 1 + 1 = ?
ContosAdultos.Club - O seu site de Contos Eróticos
Se você gosta de ler contos eróticos ou contos adultos é o site perfeito para você. Aqui você vai ler contos sexuais reais, e o melhor de tudo é que o site é atualizado diariamente.
© 2023 - Contos adultos