Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Contos adultos » Contos eróticos verídicos » Meu primeiro conto – A madura negra

Meu primeiro conto – A madura negra

Publicado em julho 19, 2019 por Rodrigo

Boa tarde a todos !
Meu nome é Rodrigo , tenho 36 anos , mineiro e casado atualmente. O que aconteceu foi real e recente. Sempre tive vontade de conhecer uma mulher madura e ao mesmo tempo uma mulher negra pois sempre conheci e me relacionei com mulheres de pele clara. Certo é que temos uma conhecida na família que nesse caso vou chamar de Rose ( ficticio ) e admito para vocês que sempre trocamos apenas um bom dia, boa noite e as vezes paravamos pra conversar algo relacionado o dia a dia.

Nunca havia olhado para a Rose com qualquer menção de levar pra cama . A Rose é uma mulher dos seus 42 anos, altura aproximada de 1,62 e magra , seios medios e um bumbum avantajado ( mas nada muito grande, de medio para grande) Um dia estavamos reunidos e as mulheres tiveram a ideia de experimentar algumas lingeries que estava a venda, a Rose logo pegou as peças de lingerie e foi para o quarto experimenta-las , não sabendo eu que meu primo havia deixado dentro do quarto o celular gravando e tao logo em seguida que ela saiu ele me mandou no zap o video dela se trocando , infelizmente pudemos ver apenas a parte dos seios , e que seios ( medios e firmes , mamilos pequenos ) Ao ver a cena daquele dia adiante a minha visão sobre a Rose mudou, não parava de pensar naqueles seios e quantas vezes tive a visão daqueles seios na minha boca.

Continua depois da publicidade

Mas não fazia idéia de como seria aproximar dela sem saber se a atração seria igual. Para minha surpresa um belo dia , ela me manda um zap e pergunta se estava em casa , pois ela queria caminhar e não tinha nenhuma cia, como a minha esposa trabalhava a tarde , disse pra ela : Me de quinze minutos que estou pegando você para irmos caminhar. Chegamos no parque e começamos a caminhar naturalmente , acabamos esquecendo que somos casados nesse dia de tão bom que estava nossa caminhada e nosso papo.

Começamos a falar do dia a dia e logo estavamos falando das nossas vidas de casado. Ela começou a dar deixa que o casamento dela não era dos melhores na parte do sexo. Até sugeri que ela deveria fazer algo diferente , um motel , hidromassagem e acessorios para a relação, ela sorriu e disse: O Eduardo ( ficticio ) não é destas coisas nao. Voltamos do parque a deixei proximo da sua casa e assim que cheguei em casa , chamei ela no zap e disse: Adorei nosso passeio, vc esta de parabéns , esta bela de corpo ( Ela estava com aqueles conjuntos pra caminhanda que marca o corpo ) Até pude notar alguns homens passando e fixando o olhar nela.

Ela sorriu no zap e me disse : São seus olhos, eu respondi : totalmente pra você. No outro dia para minha surpresa ela me chama no zap e pergunta se posso redigir um curriculo para ela , fins tentar um novo emprego. Respondi que sim e a chamei para vir até a minha casa e por morar proximo nao demorou muito pra ela chegar, quando abri o portão ela entrou e perguntou pra mim : Voce esta sozinho mesmo ? disse sim estou sozinho , relaxa.

Continua depois da publicidade

Ela entrou e começamos a conversar , ofereci algo pra beber e fomos para o escritorio cumprir com a solicitação dela. Não pude notar que enquanto eu digitava o curriculo ela parecia estar agitada, as vezes tocando os cabelos, as pernas. Me levantei para ir até a cozinha e ela perguntou se podia usar o banheiro, eu disse que sim , quando eu voltei ela estava de pé na entrada do escritorio e quando me aproximei dela , senti que ela meio que paralisou na entrada , nessa hora a puxei pela cintura , levei minha boca até a dela que não houve rejeição e dei uma beijo de lingua sugando a de encontro com a minha , encostei ela contra a parede e começei a desabotoar sua blusa , deixando a mostra os seios que tanto imaginei, pude sentir eles nas minhas maos, tao logo deslizei minhas maos pela sua cintura e começei a apalpar seu bumbum, firmemente sentindo a respiração dela ofegante no meu ouvido.

Levei meus dedos até a sua calcinha que estava molhada , pude sentir rapidamente o calor da sua bucetinha, meus dedos a tocaram de modo que ela suspirou , puxei a sua mao e levei até o meu penis que a essa altura ja estava quase pulando da box. Sou um homem de boa aparencia, 1,76 e 80 kg , penis na media ( não me considero dotado ) ela o tocou e quando estava para cometer uma loucura dentro da minha propria casa , ela me disse : Aqui não, é muito arriscado. Concordei com ela , tivemos que conter o tesão e desse dia então começamos a teclar frequentemente até saber que ela ja tinha interesse por mim , o que vem depois irei contar em breve pra não ficar um texto enorme. Espero que tenham gostado , meu primeiro conto real e pra quem quizer uma amizade segue meu e-mail : [email protected]

12159 views

Contos relacionados

Empregada noiva, religiosa e novinha descobriu vocação para Puta!

Trabalho em um escritório e sempre recebo pedidos de pessoas para estágio, desse vez quem tinha chamado era Alessandra,20 anos, Loira, 1,50cm de altura, bundinha empinada e uns peitos bem...

LER CONTO

Crente puta sentou no meu pau duro

Eai galera, tudo em ordem?! Meu nome é Bruno, tenho 27 anos, moro em Jundiaí e vou contar para vocês como foi o dia em que uma crente puta sentou no meu pau com vontade. Sou frentista de um...

LER CONTO

Comendo a loira mineira

Enviado por: Pedro Bom, depois de muito tempo lendo contos eróticos, resolvi contar um fato que aconteceu comigo alguns tempo atrás. Vou me chamar de Pedro, sou negro 39 anos 1,60 de altura 58 kg...

LER CONTO

Perdi minha virgindade no pique esconde

Perdi minha virgindade no pique esconde. Meu nome é Karen, tinha acabado de fazer 14 anos, morena, cabelos enrolados, olhos cor de mel, meu corpo se desenvolveu rápido em comparação com as...

LER CONTO

Transando com a ex-namorada e uma amiga

Como já mencionei em outro conto aqui publicado (Fiz anal com a vizinha de Kitinet), fui casado por um tempo, já faz dois anos que estou solteiro, e sempre tendo minhas aventuras sexuais. Sempre...

LER CONTO

Meu primeiro Ménage a trois – verídico

Oi tesudos e tesudas !!!!! já estava louca para postar mais um conto verídico sobre um experiência real... Então mores eu casei muito nova com 15 anos e fiquei com esse boy até os meus 18 anos...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 5 + 5 = ?

Se você gosta de ler contos eróticos o contos adultos é o site perfeito para você. Aqui você vai ler contos sexuais reais, e o melhor de tudo é que o site é atualizado diariamente.

© 2020 - Contos adultos