Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Contos adultos » Contos eróticos verídicos » Enfermeira Putinha no Asilo

Enfermeira Putinha no Asilo

Publicado em janeiro 16, 2021 por Amanda folmann dourado

Oi gatos. Me chamo Amanda e tenho 24 aninhos. Moro no interior de Santa Catarina com meus pais. Recentemente descobri como é divertido ler as aventuras sexuais dos outros na internet, então resolvi me abri e contar um pouquinho das minhas travessuras também aqui pra vocês. Bom pra começar vale um descrição de como eu sou né gente? Bom sou uma típica catarinense: loirinha, olhos azuis e pele branquinha. Meu corpinho é bem durinho e definido. Tenho seios médios bem rosadinhos e coxas bem torneadas. Mas o que mas chama atenção no meu corpo e minha bunda. É uma delicia rsrsr.. além de ser muito grande , é bem empinadinha. Realmente um espetáculo de que me orgulho muito rsrs.. mas vamos lá gente. O que vou contar agora aconteceu logo que eu terminei a faculdade de enfermagem. Pra ganhar experiência na área eu fui fazer um estagio em um asilo aqui da minha cidade. Eu ia trabalhar cuidando de alguns velhinhos que moravam lá. No começo corria tudo bem, o pessoal era muito simpático comigo, até por que eu trabalhava quase que de graça, como disse trabalhava só para adquirir experiência msm. Então, uma coisa que me chamava muito a atenção lá, era um grupo de idosos que ficavam sempre reunidos no salão do asilo, eram senhores bem arrogantes e atrevidos, segundo uma amiga que trabalhava la, eles eram pessoas bem sucedidas mas que, com a velhice, tinham sido abandonados la pelos seus familiares. Segundo essa amiga tbm, eles costumavam dar em cima das enfermeiras e algumas até já tinha caído na lábia dos coroas. Bom gente, eu não liguei muito para o que ela falou, afinal eu estava la só pra trabalhar msm, e com o tempo, como eu não trabalhava muito na ala deles, fui esquecendo essas historias. Ate que um dia aconteceu uma coisa que mudou tudo. Eu fui procurar minha amiga na ala dos velhos que falei, mas eu não a encontrava em lugar nenhum, então resolvi procurar dentro de um dos quartos e pra minha surpresa quando abri a porta a Rê, minha amiga, tava sendo traçada por três coroas ao mesmo tempo. Quase morri de susto gente, mas resolvi me esconder e assistir um pouco mais daquela suruba. A Rê estava sendo literalmente arrombada, enquanto um dos coroas enfiava-lhe o pau na boquinha dela, os outros dois se deliciavam com o cuzinho e a bucetinha da minha amiga. No começo ate achei que ela estava sendo estrupada ou alguma coisa assim, mas, com o tempo, fui percebendo que a safadinha estava dando por que queria, e parecia esta gostando muito. Tbm ate eu ia gostar de uma foda daquela rsrsrs. Gente vcs não tem idéia do tamanho da rola dos coroas, eram impressionantes. Nossa, muitooo bem dotados e duríssimos, nem pareciam que já tinham mais de 70 anos de uso. Sinceramente, nunca tinha visto pirocas como aquelas. Seu Mauro era o mais dotados de todos. A rola do velho mau cabia na boquinha da Renata. Em determinado momento a safadinha virou pro velho que estava comendo o cú e disse:

Continua depois da publicidade

– vai filho da puta, soca com força na minha bundinha vai, soca que eu quero passa uma semana sem sentar.. aaaaaiiiiiii !!!

– toma cadelinha, toma pica que eu sei que gosta.

A Rê era uma morena muito gostosa, a raba dela era incrível, até eu pegaria rsrsrs…mais naquela noite ela levou msm foi pica daqueles velhos. O mais impressionante era que eles a comiam sem camisinha, e a safada nem se importava. Fiquei escondida até o final da foda, e pude perceber que os três gozaram dentro…no cú, na boceta, e na boquinha. Minha amiga tomou muito leitinho aquele dia…confesso que fiquei com inveja kkk.. mais minha hora ia chegar.

Continua depois da publicidade

Bom, passaram-se alguns dias e resolvi tocar no assunto com a Rê, saber porque ela tinha se entregado aos velhinhos. Cheguei nela e disse

– miga, desculpa, mas tenho que te contar. Há alguns dias vi vc sendo devorada no quarto do seu Mauro…não sabia que vc gostava de idosos….rsrs

-serio, c viu? Você não pode contar nada pra ninguém ta. Eu estava precisando de grana, e eles me ofereceram um bom dinheiro, então resolvi dá. Mais foi só aquela vez…não vou ficar como as outras garotas…

– como assim? Tem mais coisas que eu não sei?

– vc não faz idéia, isso aqui é um verdadeiro prostíbulo, quase todas as meninas se prostituem… os velhinhos daqui são tarados como adolescentes..

Serio miga? Bom saber rrsrs…

-serio, mas oh, fica longe das alas 6, 7. Lá só tem velho pobre, não vale apena..

Aquilo mudou minha historia naquele asilo, de repente eu poderia unir o útil ao agradável, e trabalhar e ainda sentir prazer. Comecei então a planejar quem seria o primeiro a me comer. Mas gente, tenho que confessar, sou muito caridosa rsrs… não consigo ver discriminação… porque só os ricos podem comer bundinhas de qualidade? Eu ia me divertir sim naquele asilo, mas ia ser nos setores que a putinha da Rê disse pra eu evitar…

No dia seguinte comecei minha jornada de trabalho falando com minha supervisora, pedi pra ser transferida pras alas 6 e 7, falei que queria fazer um trabalho social rsrsr…ela prontamente me transferiu.

Fui andando pelos corredores e realmente pude constatar que la as coisas eram bem diferentes…muita gente feia, banguela, negros…sabe? pessoas que com certeza não tiveram vidas fáceis, mas a Amandinha aqui iria compensa-los kkk.

Reparei que num canto de uma sala tinha um senhor franzino que segurava uma bengala com dificuldade, me aproximei e fui ajudá-lo. Seu nome era João e ele tinha 75 anos. Ele disse que precisava ir ao banheiro, mas não conseguia fazer isso sozinho… falei que o ajudaria..

– mas minha filha, geralmente quem faz isso é enfermeiro homem….sabe eu não consigo nem abri meu zíper. Falou ele constrangido.

– não tem problema seu João, eu já estou acostumada.

Ele apenas sorrio, e não se fez de rogado.chegando no banheiro a primeira coisa que fiz foi me curvar para levantar a tampa do vaso. Propositalmente empinei bem o rabo na direção do seu João de forma a encostar a bunda em seu pau. Nessa hora percebi que o velhinho era mais esperto e ativo do que parecia. Ele começou a esfregar a pica na minha bunda e a levantar minha saia de forma que já estava quase mostrando a calcinha. Não fiz nada para não espanta-lo, deixei o velhinho brincar, quando vi que seu cacete já estava duro, me viro e pergunto.

– então seu João, pronto pra colocar esse pau pra fora?

O velho quase caiu pra trás..

– como é?

-pra urinar..o senhor não quer urinar?

-ah sim, claro…abre meu zíper neném..

Vi que o velhinho já tinha sacado minhas intenções, e resolvi colaborar mais ainda. Tranquei a porta do banheiro, me ajoelhei na frente do coroa e abri seu zíper como a boca..

– então seu João, alguma das meninas já fez isso pra vc?

-ahh nunca minha linda, elas so fazem isso com o pessoal das alas 1,2 e 3. Eles são ricos..

– A é, pois hj é seu dia de sorte, essa vai ser a melhor mijada que o senhor já deu kkk

Eu pus a mão dentro da bermuda do velho e quase não acreditei, o velho era magrinho mas tinha uma lapa de pica incrível. Pus pra fora e pude constatar.. era uma rola de respeito..ainda tava meia bomba, mas eu nem conseguia fechar na mao. Tirei a pele de cima da cabeça e vi que o formato era do jeito que eu gosto, bem cabeçuda sabe? Comecei então um boquete bem devagar…dava beijinhos na cabecinha, lambia toda a extensão da pica, colocava os ovos todo na boca…tava uma delicia..eu adoro sentir uma rola ganhando volume na minha boca..meu namorado não gosta de boquete, então fazia tempo que eu não sentia aquela sensação..mamava aquela picona maravilhosa com prazer.. mesmo de joelhos empinava bem a raba, já com a sainha levantada, pro seu joao ver bem minha bundinha. Eu usava uma calcinha fio-dental vermelha minúscula que deixa à mostra minhas marquinhas de sol..depois de uns minuto fodendo minha boquinha seu joão anunciou que iria gozar.

– não to mais agüentando loirinha…vou gozar…é melhor vc tirar da boca

-nem pensar amor..e perder a melhor parte…adoro porra..principalmente de uma jeba preta como a sua.. o gosto deve ser maravilhoso rsrsr… dá leitinho dá..dá essa porra pra tua putinha..mata minha sede…

O velho enlouquecia com meu jeitinho de putinha..nao demorou e começou a gozar.. os três primeiros jatos consegui levar no boquinha, mas ai engasguei, e levei mais uns quatros jatos de porra na cara.. era uma porra meio amarelada sabe? Parece que ficou muito tempo guardada rsrsrs.. mais não tive nojo e engoli tudinho.. tirava com a mão do meu rosto e levada pra minha boquinha…seu João ficava louco rsrs…

-e ai seu João, gostou do meu boquete…

– ahhh… uma delicio loirinha.. .acho que vc deveria conhecer uns amigos meus… eles também merecem uma chance dessa..

-kkkkk claro, me apresenta… mais primeiro vamos fazer o que vc veio fazer aqui né? Mijar! rsrs

Segurei a rola do velho de novo, esfolei a cabeça e fiquei segurando pica dele bem abraçadinha nele até ele começar a mijar… balancei, guardei, fechei o zíper do velho e fui embora. Não sem antes passar meu telefone pra ele, afinal como eles msm falou, tinha mais gente ali que precisava de minha ajuda..

Por hoje é só gente…depois eu volto com mais historinhas pra vcs..tem tantas rsrsrs.. no asilo, nas escolas…dando aulas particulares.. ufa…me aguardem
[email protected]

41949 views

Contos relacionados

Comi a bucetinha da minha irmã safada

Este é o meu terceiro conto e acreditem, os três realmente aconteceram, depois de muito tempo olhando minha irmã gostosa transando com o namorado delicioso dela, eu finalmente consegui fazer ele me...

LER CONTO

MEU CHEFE E SEU AMIGO COMERAM MEU CU SEM DÓ NA PRAIA.

Bom, aqui já tinha 6 meses que trabalhava, sendo puta do chefinho, e ele precisou ir a Florianópolis, onde encontraria um cliente, amigo dele inclusive, e pediu para que eu fosse junto com ele. Na...

LER CONTO

Sarah, a lourinha do Tinder – Parte I

Sou coroa, 52 anos, separado, cabeleireiro, sou boa pinta, ainda tenho um charme. Moro no Rio. Inscrevi-me no Tinder, ando dando curtidas para ver se alguma “desesperada” cai na minha “rede”....

LER CONTO

Pamela na Casa de Swing

Se você já leu no conto anterior, "A PRIMEIRA GANGBANG DE MINHA ESPOSA" e "PAMELA VOLTA NA CASA DO CUMPADRE", "SURPRESA NO BAILE", "SURPRESA DE PAMELA", minha esposa soube aproveitar minha...

LER CONTO

3 - Comentário(s)

  • rorschach 08/03/2021 21:57

    excelente conto. escreve mais experiências com velhos

  • ALCIDES 22/01/2021 03:37

    Gostei do seu conto me chama aí tbem sou enfermeiro.

  • Tanha 20/01/2021 23:12

    Ótimo conto, esperando pelos próximos.

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 2 + 4 = ?

Se você gosta de ler contos eróticos o contos adultos é o site perfeito para você. Aqui você vai ler contos sexuais reais, e o melhor de tudo é que o site é atualizado diariamente.

© 2021 - Contos adultos