Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Contos adultos » Contos de fetiche » Cunhada virgem deixou eu chupar seus peitos

Cunhada virgem deixou eu chupar seus peitos

Publicado em janeiro 23, 2019 por CooledCutie

Eu me chamo Carlos e minha namorada Vanessa, tenho 34 anos e ela 24. Vou contar como foi o dia em que chupei os peitos de minha cunhada virgem com a autorização de minha esposa.

Vanessa e eu temos uma relação muito gostosa, sentimos tesão louco um pelo outro, ela é uma verdadeira putinha na cama.

Conversamos sempre sobre nossas vontades e fantasias, Vanessa como minha putinha safada sempre faz e me fala coisas que me deixa louco de tesão, certo dia estávamos aos amassos no sofá quando minha cunhadinha Bruna acabou passando pela sala e acabou vendo alguma coisa, só de pensar que ela poderia ter visto algo me deixou mais louco ainda de tesão com alguns pensamentos.

Vanessa percebeu e desde esse dia começou a me provocar com a irmanzinha, me mandando fotos dela de toalha, mandando áudios bem safados falando de Bruninha minha cunhadinha linda de apenas 18 aninhos que tem um corpinho que chama bastante atenção, bumbum grande, uma cinturinha e seios redondos durinhos que só de pensar me dá muito tesão.

Certa noite estávamos conversando e eu sugeri algo diferente…

Que saíssemos no fim de semana pra uma balada e que dessa vez levássemos Bruna, e que depois se ela quisesse e Bruna também aceitasse poderíamos dormir em um motel por a balada ser um pouco longe de casa. Falei com um pouco de receio do que Vanessa iria pensar ou dizer, mais em minha cabeça passava mil coisas. Pra minha surpresa olhei para minha putinha que estava com uma cara de safada me olhando e disse que adorou a ideia, concordou na mesma hora.

Chegando fim de semana fui buscar elas, no caminho eu já estava louco de tesão pensando nas duas. Chegamos na balada peguei bebidas pra elas começaram a ficar bem animadas, eu dançando com Vanessa naqueles amassos gostosos, e minha putinha safada percebeu que eu estava olhando pra minha cunhadinha, foi quando de repente ela coloca Bruna pra dançar na nossa frente, uau que delícia.

Vanessa mexendo com minha mente mandando olhar minha cunhadinha dançando, segurava o cabelo dela e passava as mãos junto as minhas pelo corpo de Bruna e sentindo meu pau latejando de tanta vontade, que tesão gostoso estávamos sentindo.

Vanessa me disse que iriam ao banheiro, então esperei na mesa. Quando voltaram Vanessa me disse ao ouvido:- Sim. UAU Bruna havia concordado em irmos dormir no Motel. Aquilo não saiu do meu pensamento, esperei ansioso passava mil coisas em minha cabeça, mas claro Bruna era apenas minha cunhadinha.

Algum tempo depois Vanessa me disse que estavam cansadas e queriam ir embora, então paguei a conta e saímos rumo ao estacionamento onde estava o carro, que pra minha surpresa minha putinha sentou no banco de trás deixando minha cunhadinha Bruna ir na frente ao meu lado, não sabia o que estava acontecendo se tinham combinado algo, mas não questionei apenas segui para o motel.

Chegando próximo, Vanessa abaixou atrás do banco do carro e me disse quietinho amorzinho finge que não estou aqui, nossa que sensação gostosa de proibido com tesão estava adorando tudo. Minha namoradinha safada sabe como me deixar com tesão.

Entramos então no quarto, minha putinha foi direto pro banho e pediu pra Bruninha me fazer companhia. Bruna deitou-se na cama e eu fiquei sentado junto a ela esperando Vanessa sair do banho.

Vanessa saiu e estava só de toalha, me puxou pela camisa até garagem, deixou a toalha cair e mandou chupa-la ali mesmo, uau que delicia, minha putinha já estava molhadinha ,cheia de tesão eu ali chupando e ela gemendo sem se importar com a irmãzinha ali no quarto, até que escuto Vanessa falar para Bruninha:

-Quer participar irmãzinha?

Olhei para Vanessa sem acreditar no que ela tinha dito, ela mandou que eu não parece que ia gozar continuei até sentir gozar em minha boca, que delicia ver minha Putinha safada gozando, se tremendo toda.

Chupando os peitos da cunhada virgem

Então ela entra no carro e me diz porque não vai lá na Bruninha, vê se ela ta bem se ficou com vontade. Olhei para Vanessa e pensei que Putinha safada que eu tenho. Obedeci e fui ver minha cunhadinha estava ali deitada, ouvindo tudo.

Sentei na cama ao lado de Bruninha segurei em seu ombro e perguntei: Está bem cunhadinha? Ela me olhou, sorriu e me disse que sim, me atrevi a passar a mão em seus cabelos e vi que estava gostando, mil coisas passavam em minha cabeça, e Vanessa no carro cheia de tesão mas não entrou no quarto, sentir que quis me deixar a vontade e sua irmãzinha também. Que safada pensei.

Passei a mão em seus cabelos descendo para o ombro, pescoço até que passei a mão em um dos seus seios e sentir Bruna ficar ofegante de olhos fechados.

Ela me pedia pra parar mas ao mesmo tempo não queria que eu parasse, quando percebi já estava passando a língua em seu peito, que tesão pela minha cunhadinha, como eu queria que Vanessa visse aquilo, e pra minha surpresa minha putinha entra no quarto dizendo hummm safadinhos, ta gostando Bruninha do meu macho safado e volta pro carro falando que quer gozar mais, o meu tesão só aumentava com toda aquela situação, estava tão duro, tão excitado, louco pra gozar.

Foi uma delícia chupar os peitos de minha cunhada virgem, uma sensação que eu não nunca tinha sentido antes.

Achei melhor parar, minha cunhadinha estava com tesão mas ainda não havia feito sexo, já valeu ter chupado aqueles peitinhos durinhos e redondos e ver o quanto minha Putinha é safada, fui até o carro e Vanessa começou a me chupar no banco de trás enquanto eu contava o que havia acontecido, que tinha chupado os peitos de minha cunhada virgem.

Me lembro perfeitamente do tesão que senti, sentia meu pau pulsar na boca da minha namoradinha de tanto tesão e ela me pedindo pra foder ela bem gostoso pensando no que tinha acontecido, no fato de ter chupado minha cunhada virgem. Gozamos muito juntos aquela noite e minha cunhadinha escutando tudo.

Que noite maravilhosa, um tesão sem igual, lembro dessa noite todos os dias. Minha putinha adora me ver excitado me fazendo lembrar dela. Essa foi uma de nossas loucuras.

17287 views

Contos relacionados

Velas e Desejo

Há coisas que apenas a vida desportiva consegue proporcionar. Costumava ir a uma área de saltos que era uma viagem de hora e meia de onde morava, por conta da distância e da necessidade de acordar...

LER CONTO

Chupando a buceta amanhecida sem lavar, natural com sebo!!!

Eu estava em um dia muito exaustivo. Semana de prova, passava o dia inteiro na biblioteca e sala de estudos. No penúltimo dia de prova estava estudando como sempre das 9h da manhã até 19h. Uma...

LER CONTO

Sou tarado, pervertido é viciado em pornô

Enviado por: Leonardo Olá! Me chamo Leonardo, tenho 26 anos, comecei a assistir pornô na adolescência, uns 15, 16 anos, desde então vou adquirindo fetiches e fantasias sexuais, ao longo do...

LER CONTO

Come uma gordinha que conhece no Bar

Fala galerinha! bl? Vamos para mais um Conto Adulto. Era uma noite de sábado e eu fui tomar uma cerveja em um barzinho perto de casa. Entre uma cerveja e outra avistei uma gordinha gostosa pra...

LER CONTO

3 - Comentário(s)

  • Morena linda 28/01/2019 14:33

    Uau que delicia,fiquei com tesão só de ler imaginando a cena .

    Resposta:
    Oi queria chupar seus peitinhos gostoso também além deste corpo delicioso

  • Moreno 23/01/2019 15:06

    Que burro não aproveitou a oportunidade de fude gostoso a cunhadinha putinha TB Porque se a irmã ofereceu e a cunhadinha tava loca por pika eu comeria as duas ainda fazia a namorada putona segurar as pernas da irmã botava as duas de quando metia rola alternado a se é eu teria feito uma bela de uma surruba. Olha só de pensar como seria gozei gostoso aqui

  • Dx 23/01/2019 14:39

    Muito top

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 4 + 3 = ?

Se você gosta de ler contos eróticos o contos adultos é o site perfeito para você. Aqui você vai ler contos sexuais reais, e o melhor de tudo é que o site é atualizado diariamente.

© 2020 - Contos adultos