Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Contos adultos » Contos eróticos verídicos » Amigo do meu Papai Comeu meu cu na festa da Fazenda sem dó

Amigo do meu Papai Comeu meu cu na festa da Fazenda sem dó

Publicado em junho 30, 2021 por Giullia

Meu nome é Danielly, tenho 21 anos e moro em uma cidade que fica no interior do Estado de São Paulo. Sou uma loirinha baixinha, 1,60 de altura, cinturinha fininha, uma bunda muito grande, de 120 cm de bunda, coxas grossas e seios pequenos. Resolvi escrever aqui no site, alguma das minhas transas que eu considero mais diferentes mais loucas.

A primeira delas e essa, onde acabei transando com um amigo do meu pai Minha primeira loucura aconteceu quando eu tinha apenas 16 anos logo depois que terminei com meu namoradinho da época. Depois que acabamos, descobri um tesão que tenho por homem mais mais velhos, (hoje em dia, eu transo com 3 caras com mais de 40 anos). Um deles é esse amigo do meu pai, para quem inclusive eu trabalho hoje. Depois explico melhor como isso acabou acontecendo.

Continua depois da publicidade

Ele é um coroa bonitão, charmoso, bem cuidado que malha e tudo mais, e de quebra, tem um belo de um pauzão, 19cm grosso, daqueles de encher a boca. Bom desde a primeira vez que vi o cara com olhos de puta que tenho, soube que acabaria dando pra ele. E ele me olhando, acho que não foi diferente. Claro, isso aconteceu, pois eu chamo muito a atenção, desde de meus 13 anos de idade, eu já tinha bunda grande. Para vocês terem um ideia, com 15 anos de idade, minha bunda já tinha 96 cm.

Mas chega de enrolar, e vamos ao que realmente importa. Em um FDS, meu pai resolveu dar um festa, para comemorar os lucros da fazenda dele. Chamou muitas pessoas, inclusive, esse cara. Só podia dar merda mesmo! Festa rolando, todo mundo bebendo e claro, se divertindo muito lá, mas eu, eu não conseguia parar de olhar para ele, me imaginava sendo chupada e pelada em cima daquele homem, e claro via eu percebendo que ele me comia com os olhos, até que na metade da festa e veio até mim e começamos a conversar.

Ficamos falando de muitas coisa, uma mais nada a ver que a outra, mas no fundo, queríamos a mesma coisa, dava pra perceber, os olhos dele, passeando por todo meu corpo, já que eu estava usando apenas vestido curto, no meio das coxas, que praticamente desenhava o meu bundão naquele vestido.

Continua depois da publicidade

Conforme a festa foi passando, as coisas foram esquentando, até que estávamos em um canto, quase perto do mato, ele escorado em um muro, e eu quase largada em cima dele, e nessa hora, a mão dele varias vezes chegava nas minhas coxas, passando de leve, como quem não quer nada, mas eu confesso, aquilo começou a me da um tesão louco, minha vontade era arrancar aquele vestido, e ficar pelada na frente dele. Já tinha mais de 1 hora que estamos lá naquele escurinho, eu pronta para ser a putinha dele, apenas esperando ele me atacar, até que a conversar tomou um rumo diferente. Comecei a exibir meu corpão pra ele, até que ele me puxou com vontade pra cima dele e disse:

– Não aguento mais! Agora tu vai ter o que quer!

Me agarrou, começou a me beijar como um lobo selvagem, e eu, uma putinha toda indefesa, louca pra dar pra ele. Então, ficamos nos beijando no escuro, debaixo de algumas arvores, quase no meio do mato da fazenda. A mão dele, passeava por cada pedaço do meu corpo, principalmente na minha bundona. Acariciando, apertando, passando a mão… Que delicia só de lembrar. Então, do nada, ele Puxou meu vestido todo pra cima deixando meu bundão todo exposto, apenas com um fio dental minúsculo, todo atolado, praticamente entrando no meu cu. Ele apertava e brincava com a minha bunda com muito gosto enquanto me beijava como se não tivesse amanha. E claro, eu puta faminta de pau que sou, não fiquei pra trás, na mesma hora eu já fui com a mão na pica dele! E que pica! Só na apertada, já imaginei aquele pau entrando na minha bundona Comecei a apertar aquele pau grosso com vontade, mesmo por cima da calça, dava pra sentir ele latejando. Nem pensei, me ajoelhei na frente dele, desabotoei a calça, pronta pra dar aquela mamada, mas ele me segurou e disse:

– Aqui não! Vai dar merda! Faz assim, fala com teus pais, diz que tá mal, inventa alguma coisa, e eu vou te esperar no meu carro lá na ponta da entrada da fazenda.

Então, dei mais um beijo nele, falando que ia fazer isso, mas pra deixar ele ainda mais louco, tirei minha calcinha, coloquei na mão dele, dei um sorrizinho de puta, e sai rebolando.

Conversei com a minha mãe, disse que estava me sentindo mal e ia pra casa. Ela concordou, até porque tava bem feliz bebendo com todos, que nem prestou atenção direto no que eu disse. Então, já fui tirando meu salto, para ir mais rápido para o meu macho. Logo que cheguei perto do carro dele, ele já veio e minha direção, me pegando pelos cabelos, me deu um puta beijo e disse:

– Já que tá afim de se exibir, tira esse vestido e fica pelada logo, eu sei que tu quer isso!!

Essa foi a primeira experiencia que eu tive, de um macho me dando ordens, e eu adorei! Fiquei toda melada só ouvir ele falando assim comigo, que na mesma hora, tirei o vestido e fiquei completamente pelada, e o pior, a festa a 50 metros da onde o carro dele estava. Imagina, alguém sai da vesta, e tô eu, peladona na frente de um cara com 40 anos. Enfim, ele nem perdeu tempo! Me pegou, me jogou dentro de seu carro pelada. Ele ligou o carro, botou sua pica enorme pra fora e só falou:

– Vem minha putinha, agora mostra o que você sabe! Tava louca pra mamar meu pauzão né?

Nem pensei 2 vezes! Cai de boca naquela rolona grossa! Mas mamava com vontade, praticamente d4 dentro do carro enquanto ele dirigia pra casa dele. Mas chupei igual uma louca, morta de fome, só escutava ele urrando de tesão, até que senti a mão dele segurando minha cabeça contra o pauzão dele. Não deu outro, ele encheu minha boca de porra quentinha, mas, como eu como adoro um leitinho bem quentinho na boquinha, acabei bebendo tudo ali mesmo, dentro do carro. Quando ele viu que eu bebi o leitinho dele todo, ele fez uma cara de tesão inexplicável. Me tirou do carro pelada, me levou pra dentro da sua casa e ai meus amigos, não teve mais volta!

Ele me deu uma chupada tão gostosa, mas tão gostosa, que fiquei louca! Aliás, até hoje ele me chupa assim no escritório. Gozei tanto na boca dele, que eu tava completamente entregue, faria tudo. Me colocou d4, mandando eu empinar minha bundona, enquanto chupava minha buceta e brincava com meu cu, colocando 1 2 3 dedos, escutando eu gemer e falando:

– Gemendo com 3 dedos no cu em Dany… Eu sabia que uma raba igual essa, deveria adorar uma rola entrando no cu… Safada!

Minha vontade era dizer! Sim!! To louca pra receber esse pau enorme no cu… Mas fui me contendo. Então, ele se ajeitou atrás de mim, puxou meus cabelos, mandou eu empinar a bunda dando um tapa com força nela, e socou o o pau buceta tudo de 1 vez! E essa foi a pegada dele a noite toda, metendo em mim sem dó! O prazer dele era sentir eu me contorcendo, sem poder me mexer e ele me fodendo. E quanto mais eu gemia, mais ele metia com força, e me batia.

Me fodeu em todos os lugares de sua casa, Durante umas 4 horas de sexo, eu fui a puta dele. Sendo fodida em todos os lugares, e de todos os jeitos que ele mandava, sem dizer absolutamente nenhum não. Mas, para fechar com chave de ouro, na última trepada, ele me apoiou no sofá, mandou eu empinar e ficar com a bunda pra cima, abriu bem a bundona, ajeitou aquele pauzão no meu cu e começou a enfiar aquela rola de 19 cm, super grossa! Eu me contorcia inteira pra aguentar aquele pau, e claro, gemia alto, gritava, fazendo escândalo! Ele, sem dó algum de mim, me batia e mandava eu calar a boca, dizendo que eu era puta dele agora, e merecia o pau dele inteiro enfiado no cu! Quase 1 hora, aguentei aquele macho metendo na minha bunda, quase nem aguentava mais, estava toda cansada já, não era acostumada a foder por tanto tempo assim, até porque, meu ex era meio fraco de foda, e ainda tinha uma pica bem menor! Quando ele viu que ia gozar, tirou o pau do meu cu, me mandou ficar de joelhos no chão, abrir a boca e colocou o pau na entrada da minha boca e gozou dentro da boquinha da puta, mais uma vez.

Ficou rindo e me olhando, toda vadia, gozada e rindo com porra quase vazando da boca. Achei que tinha acabado, que depois de horas e horas sendo fodida, ele tinha cansado. Mas me enganei. Entramos os dois na ducha pra nos limpar, e adivinha, para minha surpresa, aquele mostro tava duro de novo e já cutucando meu cu… Não teve jeito, me fodeu ainda mais uma vez, escorada na parede do banheiro.

Assim que me lavei de mais uma gozada, sai do banho e tava sentido que meu cu tava largo. Então, fui até um espelho, puxei as bandas da minha bundona, e vi uma cratera no meio da minha bunda! Acho que caberia um trem de tão largo que estava. Meu cu estava todo arrombado! Ele viu a cena, eu toda assustada com o tamanho do meu cu arrombado, começou a rir e disse:

– Olha Dany, vou te falar. Sou acostumado a foder putas que tu nem imagina… Mas você, 15 aninhos, aguentou pau de um jeito que nem acredito… O que eu fiz com tua bundona hoje, nenhuma garota de programa aguentou!! Tu é uma bela de uma puta em!

Depois disso ele me levou até a minha casa, isso era quase 6 horas da manha. Mas por muita sorte, meus pais ainda não tinham chegado da fazenda. Acabaram até dormindo lá. Aí descobri que esse amigo do meu pai, jogou meu vestido na sei a onde, e podem adivinhar? Estava pelada e precisava entrar no condômino. Cheguei na entrada, tentando não mostrar que tava completamente pelada dentro do carro dele. Pedi pra eles abrirem o portão. Por sorte, me reconheceram e me deixaram entrar. Não sei dizer se me viram pelada! Mas por sorte, entrei.

Bom, essa é a primeira de muitas transas que eu já tive. Vou contar algumas outras. Se alguém quiser falar comigo e ser meu amigo, pode mandar e-mail para [email protected]

46759 views

Contos relacionados

O EMPRÉSTIMO – PARTE IV

O EMPRÉSTIMO - PARTE IV 16 e 17/01 Acordei com beijos. A Soraia acordou antes e veio me acordar aos beijos. Abracei-a, aos beijos. Ela deitou sobre meu peito, olhando pra mim e passando a mão em...

LER CONTO

A evangelica q virou putinha

Oi leitores esse é meu primeiro conto Me chamo "styfler" apelido .. sou de Bragança do Pará . Sou moreno.tenho 1,80 corpo normal.as mulheres dizem q tenho um pau grande ..nao acho assim tão...

LER CONTO

Crente puta sentou no meu pau duro

Eai galera, tudo em ordem?! Meu nome é Bruno, tenho 27 anos, moro em Jundiaí e vou contar para vocês como foi o dia em que uma crente puta sentou no meu pau com vontade. Sou frentista de um...

LER CONTO

2 - Comentário(s)

  • Angela Cunha 11/07/2021 05:40

    Contos maravilhosos queria viver um assim. Deve ser muito bom

  • João tuzi da Cruz 06/07/2021 14:25

    Quero ver suas fotos desse rabo

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 3 + 4 = ?

Se você gosta de ler contos eróticos o contos adultos é o site perfeito para você. Aqui você vai ler contos sexuais reais, e o melhor de tudo é que o site é atualizado diariamente.

© 2021 - Contos adultos