Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Contos adultos » Contos eróticos verídicos » Pamela Volta na Casa do Cumpadre

Pamela Volta na Casa do Cumpadre

Publicado em janeiro 14, 2021 por douglas e pamela itanhaem/sp

Se você já leu no conto anterior, “A PRIMEIRA GANGBANG DE MINHA ESPOSA”, minha esposa soube aproveitar minha ausência. kkkkk.

Ola, meu nome fictício, lógico, é Douglas e ela, Pamela.
Somos um casal diferente, pois ciúmes não existe, apenas cumplicidade e muito tesão. Minha esposa tem 38 anos bem vividos, altura mediana, 60 kilos, peitos medios e empinados ( estilo pera ), coxas grossas, pele clara, olhos azuis, cabelos loiros longos. Um tesão. Safada e ousada.
Minha esposa foi levar a Rosa na casa dela. Rosa nem falava de vergonha, mas minha esposa disse a ela que não acontecera nada, pois ela voltou na sala e deu uma bronca nos malhadinhos que se aproveitavam dela. Rosa, ou acreditou ou achou melhor não tocar no assunto novamente. Conversaram outros assuntos até chegar em sua casa. Minha esposa e Rosa conversaram um pouco e minha esposa me ligou no celular para dizer que trouxera a Rosa em sua casa e que iria para nossa casa naquele momento. Despediram-se e Pamela dirigindo seu carro foi embora.

Continua depois da publicidade

Ao passar na Avenida principal, avistou o Cumpadre. Ao se aproximar dele, ela pedia para ele não contar nada a ninguém e nem deixar os outros comentarem nada. Ele disse: “Não sei do que você está falando !”. Ela agradeceu a discrição, se despediram e ela foi embora. Ela ainda cansada da festinha, aproveitou para tomar um banho de piscina e foi dormir, pensando na loucura que fizera.

No começo da tarde do outro dia, Rosa liga para ela e disse que esquecera a carteira com seus documentos no banco do nosso carro e que precisava dos cartões para levar sua filha no médico, e que estavam na carteira. Minha esposa como estava no supermercado, disse a ela que assim que acabasse ali, passaria na casa dela para entregar a carteira, que realmente caíra no banco de trás de nosso carro. Entregou a carteira e foi embora, apressada para levar as compras para casa. Ela estava de roupas de academia e quem ela vê na porta da academia da avenida ? O Cumpadre. Ela com pressa de ir embora, diz que nem teve tempo de tomar água e que chegaria logo em casa para banhar-se. Ele diz que água ele pegaria na casa do Fábio que era do lado da academia. Ela desce do carro e espera na ante-sala pela água, quando aparecem quatro rapazes chamando pelo Fábio.

Apressaram-se em se apresentar para ela e foram para a academia. Um dos rapazes volta e diz a minha esposa que o pneu do carro estava furado, e pede para ajudá-la a trocar o pneu. Minha esposa senta no sofá da casa de Fábio e aguarda. Fábio que até então não vira minha esposa, sai do bnheiro só de toalha nas mãos, com a rolona ainda mole bem a vontade. Minha esposa tomou um susto, mas não tirava o olho da ferramenta de Fábio. Nisso o rapaz entra na sala para entregar as chaves do carro e se depara com a cena. Minha esposa olhando para Fábio, que sem pudor, alisava o cacete deixando duro na hora. Aí o Cumpadre chega atras dela e começa a passar as mãos nela e tira a blusinha. o Rapaz, mais do que depressa, ajuda o Cumpadre elogiando minha esposa. Fábio sentou no sofá e senta minha esposa em seu colo, encaixando seu cacete na boceta de minha esposa. O rapaz, rápido se aproxima e coloca a cabeça de seu pau no cuzinho dela, que escapa e entra um pouco na boceta junto do jumento. Os outros rapazes estranhando a demora, vão até a casa de Fábio e entram na sala, abrindo a porta e deparando com uma visão.

Continua depois da publicidade

O Cumpadre diz: ” Vão ficar aí parados ? Onde cabe dois, cabem vocês também.” Ela novamente foi violentada, chupada, lambida, arregaçada em todos os buracos. Gozaram em sua boca, no seu rosto. Fez DP com todos e todos comeram sua boceta e seu cuzinho, e todos diziam que além de safada, era muito apertada e linda. Foderam ela no tapete da sala, no sofá, na cama, DP em pé, no banheiro na ducha. Quando já não se ouvia o barulho da rua, minha esposa se acomodou na cama de Fábio e dormiu o sono dos justos. mas logo, outros corpos se uniram ao dela e dormiram todos ali. Quase amanhecendo o dia, o Cumpadre, acorda minha esposa e coloca a rolona na boca dela. Fãbio, acorda e senta minha esposa em sua rola na boceta e começa tudo de novo. Minha esposa reclamava que sua vagina e seu cuzinho ardiam e só sentia porra saindo dos buracos. Antes das sete horas da manhã, minha esposa, vestiu-se, despediu de todos pedindo a máxima discrição e foi embora, realizada, feliz, ardida e sem a calcinha que sumiu, como troféu para algum dos rapazes. Ela teve 6 machos que a devoraram, e ela devorou todos eles, prometendo uma nova festa em breve. Eu ?? Trabalhando.

Como que eu sei de tudo ?? Ao chegar em casa, ela teve a pachorra de me ligar e contar nos detalhes tudo o que aconteceu. Os rapazes filmaram ela gritando aos berros, tirarm fotos das gozadas, das penetrações. Ela nem sabe me dizer quantas vezes gozou. As compras ficaram esquecidas no carro. kkkkk, mas realizada. Adoro vê-la feliz e desejada.

Se vc pensa que é apenas um conto, não duvide, aconteceu. É verídico. Amigos que queiram um sexo sigiloso, discreto sem compromisso e sem laços afetivos, escrevam-nos para um gangbang em que eu póssa ver e participar, ajudando vcs a comerem minha esposa, pois só fiquei na vontade. Só para dotados e jumentos acima de 23 cm.

e-mail: [email protected]

2379 views

Contos relacionados

Empregada gostosa sentando no meu pau e gemendo alto

Olá pessoa, meu nome é Jackson, tenho 25 anos e hoje vou contar a história do dia em que eu acabei fodendo a empregada gostosa do meu pai. Meu pai é um empresário rico e bastante conhecido,...

LER CONTO

Viagem dos prazeres Parte 2, o negão comeu só o cuzinho

Viagem dos prazeres parte 2, o negão comeu só o cuzinho! Olá, Me chamo Carlos tenho 30 anos 1,81 e 85 KG corpo definido pois malho, e minha esposa Shika tem 27 anos 1,67 e 59kg uma bunda bem...

LER CONTO

Eu e a síndica na virada do ano.

Muito prazer, sou Otávio, 30 anos, atualmente sou morador da capital de São Paulo, mas o que vou contar aconteceu em 2015, quando eu morava em Sto. André e estudava na UFABC. Resolvi escrever...

LER CONTO

O Amigo Do Meu Pai Me Comeu

Oie, eu sou a Julia. Vou contar para vocês uma história erótica que tenho vivido nos últimos meses, resolvi escrever aqui porque tenho muita vergonha de contar para minhas amigas e preciso...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 5 + 3 = ?

Se você gosta de ler contos eróticos o contos adultos é o site perfeito para você. Aqui você vai ler contos sexuais reais, e o melhor de tudo é que o site é atualizado diariamente.

© 2021 - Contos adultos