website page counter
Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Contos adultos » Contos eróticos verídicos » Não sou de ferro, não resisti.

Não sou de ferro, não resisti.

Publicado em janeiro 12, 2021 por Bianca Saverio Gomes

Olá sumidos, voltei. Estive ausente mas fiquei muito feliz em ver que tanta gente leu meu conto da baladinha onde conto que adoro exibir minhas tetas. Só de imaginar as gozadas de voces já deu aquela satisfação. Rsrs…vamos ao q interessa. Voltei para contar que tive uma aventura deliciosa com um negão que conheci em uma concessionária esse ano. Pensem no homem mais gostoso da vida. Cerca de 40 anos(nem perguntei a idade), 1,80, tranças afro, cara de safado, mas tão gostoso. Estilo casual, bem atraente.Estive em uma loja para ver um carro. A vendedora que me atendeu era muito simpática (e gostosa). Tinha lindas tetas grandes.Ela usava uma camisa branca com lycra q evidenciava os peitos. Eu bem queria me insinuar e ver se depois rolava um clima pra quem sabe mais pra frente mamar gostoso naquelas tetas poreeeem de repente passou pela loja um deus grego, o tal negão. Pensei “vou mudar o foco, vou sair da buceta e vou pra rola”. Disfarçadamente disse para a simpática vendedora: “É seu cliente também? Estou te atrasando?” E ela “A não fique tranquila, esse é o Marlon, segurança da loja”

Ok tentei encurtar o mais rápido que pude o assunto, fiquei de voltar em 2 dias e fui sentido a saída. Estava um calor mas o tempo estava fechando. Cara que ia cair muita água. Eu usava um short preto e uma blusinha meia manga branca bem solta. Estava sem sutiã. Logo pensei em chamar um uber porque estou sem carro e vi que ia chover muito. Comecei a suar de nervoso e de repente, alguem atrás de mim diz: “Quer uma ajuda? Precisa de um táxi ou está esperando alguém”?

Olhei pra trás e lá estava o deus grego. Preto, Alto, Lindo. Dei uma risadinha sem graça e falei q ia chamar um uber mas que meu telefone não estava dando sinal. Apesar do calor ele vestia um look completo de terno. O Ohei pra ele de cima abaixo e minha calcinha sentiu a baba. Eu ja nao estava mais pensando com a cabeça. Estava pensando com a xota.

“Quer usar meu celular? Moça vai chover muito e aqui alaga um pouco”

Pior que era verdade, eu sabia disso. E sim eu estava nervosa. Disse q sim, queria usar o cel dele. Estiquei a mão para pegar e ele falou: “Está no meu carro, logo ali. Vamos”

Andamos apressados até o carro ja sentindo os primeiros pingos. O tempo abafado, calor, e os pingos aumentando. Tentei correr e quase caí. Ele riu e me puxou pela mão para evitar que eu escoregasse. Quando ele abriu a porta do carro e esticou o corpo pra dentro para pegar o cel…pá!!! Caiu o mundo!!! Meu Deus que nervoso. Gente isso foi no início do ano e lembro como se fosse agora. Foi tudo muito rápido. Ele disse “entra moça entra”  e eu entrei. Logo em seguida ele entrou e bateu a porta com tudo. Que alívio! Estava desabando o céu. Trovão…raios…e lá dentro ficou um silêncio. Sério…ficamos assustados. De repente respirei fundo e me permiti sorrir. “Ai moço obrigado; o que foi isso…do nada essa chuva” Ele não falava nada.

Foi então que percebi que ele estava sem graça porque meus mamilos estavam aparecendo. A blusa molhou e ficou transparente. Senti um pouco de vergonha e pensei em cobrir mas…ele era lindo demais…que homem…perguntei “Oq foi? Voce está sem graça porque está dando pra ver minhas…é…meus seios?” Ele mordeu o lábio, deu um sorrisinho de lado e falou “desculpa moça mas realmente da pra ver sim, quer colocar meu paletó pra cobrir enquanto passa a chuva?”  Gente…naquela hora já era. Falei “Não, prefiro isso”. Tirei a blusa. Verdade que saí de casa para ver um carro, mas naquele momento tudo o que eu mais queria era o pau daquele negão.

Ele não perdeu tempo e me beijou. Enfiou a língua com tudo na minha boca enquanto apertava meus biquinhos. Beijou minha boca bem gostoso e desceu pra mamar. Quase morri de tesão. A calcinha ja estava encharcada. Ele chupava o bico tão gostoso e eu estufando o peito cada vez mais pra oferecer pra ele. Parecia que eu sentia meu clitóris pra lá e pra cá. Tudo começou a ficar atiçado. Meu cuzinho piscava, o buraquinho da xota contraía e o grelo parecia ter vida própria. Não aguentava mais de tesão e meti a mão na mala dele. E que mala!!!! O que era aquilo? Quando consegui abrir a calça dele saltou com tudo pra fora. Ele estava sem cueca! Que pica era aquela. Pensa em um pau grosso e grande.

Na moral, Que rola! Perguntei se tinha camisinha e ele disse q sim. Ele pegou e antes de colocar não pensei duas vezes, Chupei. Não sou de ferro, não resisti. Sou especialista em trepar no carro. Chupeta então, direto eu faço nos boys depois da baladinha. Ja tentei me controlar mas não dá. Adoro chupar pinto. Chupei!Chupei tanto. Ele gemia, pegava no meu cabelo, fazia carinho no meu peito e falava tanta baixaria…do jeito que eu gosto. Adoro putaria e ele era muito safado. Ele levantou minha cabeça e ficamos nos encarando enquanto eu chupava. Acho que ele pensava “Que cliente puta do caralho” Aí que eu mandava o pau pra dentro mesmo. Segurava para não engasgar mas quando me encara na hora da chupeta, aí que eu chupo mesmo. Hahah Bom ele desceu meu short e ja senti a calcinha vindo toda babada. Tirei de vez o short e toda peladinha falei para irmos para o banco de trás.

O homem era imenso, na frente não ia dar. Fomos e me arreganhei levantando a perna tipo frango assado só que não deitada;sentada mesmo. Ele veio encaixando e eu lembrei da camisinha. Ja ia metendo no pêlo o putão. Coloquei pra ele e só abri minha xota. Enquanto ele meteu a cabecinha a gente se beijava. O beijo dele era perfeito. Foi beijando beijando e quando meteu tudo…que maravilha…era a melhor coisa que eu poderia esperar daquele dia. Me veio um fogo, um calor na buceta. Eu só pedia mais mais. Ele me comendo com uma pressão. Sem mentira: Só me lembro de ter perguntado “pq vc fode tão gostoso assim?” Ele botou a língua pra fora e não deu nem tempo de beijar. Ja senti o meu gozo gostoso. Ele veio junto. Gozou como um bicho. Tesão demais.Que sorte a minha!!!!  E aconteceu algo que eu não esperava, me mijei toda. Não sei se foi a foda em si ou o nervoso todo da situação da chuva. Só sei que gozei e mijei ao mesmo tempo.E não foi squirt não, Foi xixi mesmo.

Fiquei com a buceta toda lambuzada de mel e xixi e o safado ainda passando a mão nela. Falei que ia deixar um dinheiro para ele higienizar o carro mas ele disse que não precisava. Que não tinha sido muito e ele ia deixar o carro aberto. O cara estava tão louco que nem ligou.

Que dia!

9509 views

Contos relacionados

Quando penso nele fico trêmula

Novembro de 2019 conheci um homem que só de pensar nele minhas pernas chegam a tremer... Nos conhecemos pelo Facebook, nós conversamos durante um mês. No dia do seu aniversário a gente se conheceu...

LER CONTO

Boa esposa, Vizinha Casada, Evangélica e Agora Submissa!!!

Sou casado há vários anos, um casamento feliz em todos os sentidos, eu e minha esposa sempre nos entendemos muito bem, e sempre fui uma pessoa caseira, recatada e muito discreta, do tipo da pessoa...

LER CONTO

O dia em que tirei a virgindade anal da mulata no meio da rua

Olá; Tenho estado com tesão em alta ultimamente, e me lembrando de algumas histórias que já vivi, e vou contar algumas para vocês aqui. Essa é uma história real, e vou contar exatamente...

LER CONTO

Empregada noiva, religiosa e novinha descobriu vocação para Puta!

Trabalho em um escritório e sempre recebo pedidos de pessoas para estágio, desse vez quem tinha chamado era Alessandra,20 anos, Loira, 1,50cm de altura, bundinha empinada e uns peitos bem...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 2 + 2 = ?
ContosAdultos.Club - O seu site de Contos Eróticos
Se você gosta de ler contos eróticos ou contos adultos é o site perfeito para você. Aqui você vai ler contos sexuais reais, e o melhor de tudo é que o site é atualizado diariamente.
© 2022 - Contos adultos