Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Contos adultos » Contos de incesto » Desejo profano

Desejo profano

Publicado em março 11, 2020 por Harry

Por algum tempo estou me sentindo uma imunda, puta, pecadora, estou dívidida entre a culpa e o prazer.

Meu nome é Carla tenho 43 anos, sou loira, corpo bem cuidado, sei que sou atraente.

Nem sei porque estou me expondo dessa forma, mas já não aguento carregar esse segredo. Depois de ler algumas histórias resolvi compartilhar.

Era por volta de três da tarde, eu abri a geladeira pra pegar algumas frutas pra fazer um suco, estava vestindo uma calça legging florida, e uma blusinha colada, me abaixei e fiquei com minha bunda arrebitada, ele chegou por trás com a desculpa de pegar uma garrafa de água, senti seu pau encostar em mim, fiquei sem reação. Ele começou a se esfregando e notei que estava excitado, não falava nada e eu muito menos, tentou tirar minha roupa evitei segurando sua mão, ele percebeu que esse era o limite, se esfregou e quase me penetrando por cima da roupa de tão duro que estava, segurava em minha cintura e vazia o movimento, dobrou minha calça envolvendo seu pênis e assim ele gozou nas minhas costas. Respirei fundo, me levantei, virei e olhei em seus olhos arregalados e com medo do que tinha feito, o abracei e disse

_ Te amo filho!

Sim, meu filho! Nunca percebi seus desejos por mim, sempre achei que o apego que tinha por mim era normal entre mãe e filho.

Henrique é um menino doce, loiro, olhos claros, simpático, tem 20 anos. Fiquei com receio depois daquela experiência, mas meus desejos começaram a atormentar minha cabeça, mas não queria me entregar.

Era outra tarde, Henrique estava vendo TV, me sentei do seu lado e vi que ele me desejava, dei um abraço nele e falei.

Quer mamar?

Fui colocando meus seios em sua boca, ele mamava com muita vontade, meus seios em sua boca me fez lembrar quando ele era um bebê. Minha buceta estava ficando molhada, enquanto mamava fui passando a mão em seu pênis duro, que por sinal é maior do que do pai dele, sem tirar pra fora fui masturbando meu bebê, sua bermuda ficou toda gozada, fui pro banheiro bater uma siririca pensando nele.

A noite espero meu marido dormir, ele tem o sono pesado, entro no quarto do Henrique e repito o que fizemos naquele dia na sala, ele mama na mamãe e eu masturbo meu filho, como uma boa mãe levo sempre um paninho pra ele não se sujar, ele por várias vezes tentou ir além, mas eu não deixo, ainda não estou tranquila totalmente pra ser penetrada por ele, apesar do tesão que sinto.

Todas as noites entro em seu quarto e bato uma pra ele, seu pau goza ferozmente em minha mão, ele começou a me tocar também, me faz gozar em suas mãos habilidosas, tenho orgasmos maravilhosos e me sinto pecadora depois de fazer isso.

Tenho muita vontade de ser sua, de gozar sentando em seu pau grosso, sei que ele deseja também transar comigo, mas não sei se devo parar por aqui ou ir além e ceder aos meus desejos profanos.

Enfim, hoje estou vivendo esse dilema, devo voltar a ser uma mãe normal ou me entrego de vez aos desejos sexuais esquecendo que ele é meu filho e tratando somente como homem que ele é.

Agradeço a oportunidade de contar minha história, um beijo a todos!

10483 views

Contos relacionados

Como perdi minha virgindade no cu da minha mãe

Vou contar aqui da forma que nunca contei em toda a minha vida.  Os meus pecados e desejos que eu deveria mas não me arrependo, me arrependo sim de não ter aproveitado as situações que...

LER CONTO

Iniciando meu irmão

Vamos direto ao ponto, meu nome é Rebeca tenho 22 anos, 1,70 de altura, 53 kg, pele clara, cabelos pretos, meu corpo é normal de uma mulher gostosa. Tenho um irmão mais novo chamado Júnior, está...

LER CONTO

Eu e minhas primas gostosas

Enviado por: Dinho Bom dia a todos (as) que gostam de ler contos reais a respeito de experiencias vividas pelos diversos tipos de pessoas. Mas vamos ao que interessa! A pouco tempo descobrir um...

LER CONTO

Eu e minha sobrinha fazendo amor no sofá da sala.

A filha da minha cunhada veio passar férias em minha casa a qual vou chamar ela de Monaliza. Ela tem 25 anos, 1,65 metros, de cor morra jambo, cabelos liso e olhos castanho claro. Eu, 45...

LER CONTO

6 - Comentário(s)

  • Diso 30/03/2020 01:43

    Vai fundo emoções fortes foram feitas pra se senti

  • Junior 26/03/2020 20:03

    Olha o se vc já chegou até esse momento, eu digo vai até o final , se vc está na praia a aproveita e mergulha nesse oceano... disponível para aconselhamento.

  • david 14/03/2020 17:27

    Relaxa e goza. tudo tá sendo consensual. Aproveita. Quiser mandar nudes...

  • Alec 14/03/2020 01:43

    Sou puto safado já transei com casais e mulheres sós mas nunca pratiquei incesto mas tenho um tesão do caralho.Estou com 47 anos sou moreno claro ativo 19 cm de pica discreto honesto sigiloso.Pra vc mãe gostosa do conto só falo pra tomar cuidado com a situação devir ao quarto do seu filho com o corninho na casa mas já que chegou até aí aproveita durante o dia e fode essa buceta na rola do seu filho

  • ATHIRSON SOUSA SILVA 13/03/2020 21:15

    Pelo que já aconteceu entre vcs 2 acho que valeria a pena ceder e transar com o muleque , ótimo conto

  • [email protected] 13/03/2020 06:19

    Adorei o conto isso aconteceu bem parecido comigo e minha mãe só que eu fui até o final quem quiser ler mande um e-mail

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 1 + 1 = ?

Se você gosta de ler contos eróticos o contos adultos é o site perfeito para você. Aqui você vai ler contos sexuais reais, e o melhor de tudo é que o site é atualizado diariamente.

© 2020 - Contos adultos