website page counter
Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Contos adultos » Contos eróticos de corno » DO NAMORO AO NOIVADO E AO CASAMENTO 01c noivado

DO NAMORO AO NOIVADO E AO CASAMENTO 01c noivado

Publicado em novembro 17, 2023 por JOÂO LUIZ

…… Depois que noivamos, a Jussara abaixou a guarda, topava tudo, a Vera se tornou a melhor amiga dela. Como eu viajava durante todas semana, comecei a desconfiar de algumas coisas. O Paulo e a Vera estava tomando conta dela, tudo faziam juntos, saiam pro clube, pro chopping , até indo a outra cidade , no shopping lá.

Quando eu chegava no fim da semana, a Jussara sempre apresentava uma programação e sempre com o casal de amigos junto. Lembro que uma vez coloquei a Jussara na parde, lembrando que tudo que era combinado não era pecado, e perguntei direto se ela tinha feito algo com o Paulo, na minha ausencia. Ela depois de um silêncio de segundos, me contou que a Paulo ela e a Vera no apto dele, que o Paulo estava muito louco, e que começou agarrar a Vera, arrastou ela pra cama, só levantando a saia dela, já foi se acomodando por tras dela  ajoelhada na beira da cama, rindo muito, ele chamou a Jussara pra olhar, como era que acontecia, a Jussara confirmou que foi pertinho olhar e me disse que ficou impressionada com a cena, ela nunca tinha visto. Ele entrou na bucetinha da Vera, com tudo numa longa estocada, a Vera só gemeu, que ela achou uma coisa louca do Paulo se mostrar daquele jeito, saiu de perto foi pra cozinha. Só ouvia a Vera reclamando , pedindo pro Paulo se acalmar. Por qualquer razão o que aconteceu não me agradou, a Jussara vibrava contando, depois e falei pra ela, que ficou meia de cara torcida comigo. Reclamei, olhar de perto e ainda gostar……..não gostei nem um pouco do que ela me falou.

Eu então viajava a semana toda, saia segunda a voltava na sexta. Numa volta, já sábado a tarde fui na casa da Jussara, pra gente sair, ela me deixou no sofá foi se arrumar, meu celular estava terminando a carga da bateria, pequei o dela de cima da mesa, pra usar. Curiosidade mata…., fui olhar o album de fotos dela, e ví alí dois negrões, depois eles individualmente, em fotos, pelados, com aquela coisa enormes, eram destes senegaleses que ficam nas esquinas vendendo coisas, achei estranho aquilo no telefone dela. Fiquei na minha. No domingo, lá na casa dela também no sofá, lembrei da fotos falei pra ela que tinha usado o telefone dela, e perguntei, sobre os negrões, ela meio que travou, começou brigar comigo por ter olhado o telefone dela. Apertei e ela então me contou que tinha sido coisa da Vera. Elas foram durante um dia da semana,  em uma casa, na saída da cidade na BR, lá tinham esses caras que faziam programa por dinheiro. Que a Vera levou ela lá como companhia dela, pq ela não queria ficar sozinha, e tinha a fantasia de ficar com destes negrões. Quando entraram , a Vera escolheu um num album, e depois quando devolvia o album apontou um outro, acabou chamando dois. A ideia da Vera  era a Jussara ficar por perto, no quarto. So que dai entraram no quarto dois e a Vera disse que tinha escolhido também um para ela. Que os dois vieram pra cima delas, tiraram a toalha, só que dai  a Jussara não consegui explicar pq deu pra um deles. Eu fiquei muito louco, muito mesmo, logo depois  disse que queria ir embora, e me fui procurar o Paulo, pergunta se ele sabia, e pior, ele sabia sim, fiquei mais louco ainda. Não voltei naquele domingo na casa da Jussara, e sai de viagem na segunda, voltei na sexta e simplesmente não procurei a Jussara. Mas no domingo a noite o Paulo e a Vera, foram na minha casa, tentar arrumar a bagunça do meu noivado. Segunda cedo viajei outra vez, como era minha rotina, em resumo, já havia desistido do meu noivado.

Se passaram quase 3 meses, quando encontrei com a Jussara outra vez, eu estava com o Paulo no shopping, ela chegou com a Vera, desconfiei que o Paulo havia ligado informando que a gente estava lá. Naquele encontro alí, começamos reatar nosso noivado. Levei ela pra casa mais tarde, ficamos no sofá conversando, nos apalpamos um pouco, mas nada mais que isso.

No outro final de semana, procurei não encontrar com o Paulo e a Vera, eu tinha idéia de afastar a Vera da Jussara, a Vera estava muito solta, isso pq o Paulo não dava bola, ainda incentivava.

Aos poucos semanas depois a Jussara já começou a se soltar mais, eu também, ela chegou a comentar algumas coisas dos negrões, ficou entendido pra mim, que foi só uma aventura e voltamos a noivar. O Paulo vinha forçando nossos encontros até que voltamos de boa. A dança no clube voltou acontecer, casais trocados repetidas vezes, Paulo como sempre avançando sobre a Jussara, que eu sabia que gostava, acabamos no motel, como fazíamos antes. Casais trocados, mas então em apartamentos diferentes naquela primeira vez. Logo na próxima os dois casais na suíte novamente, como eu estava de olho no comportamento da Jussara, notei que ela estava bem mais solta, mais a vontade com meu amigo, dava pra ver que ela tinha passado meio a comandar o Paulo na cama. Estava por baixo dele, falou algo , e mudaram a posição, ela subia, segurando o pauzão dele pra cima, e sentou, com a bucetinha, baixando até o fim. Começou logo a cavalgar, estava no comendo. Puxei a Vera pela mão e fui pra beira da cama deles, ali do ladinho, vendo a Jussara com tudo dentro, ela subia e descia bem devagar. Visão do inferno, um pouco de ciúme com certeza. A Vera , no tapete no chão, de quatro, não perdi mais nenhum segundo, notei que a Jussara me olhou, enquanto cavalgava. Foi bom, reconheço,

No outro final de semana, tinha um feriadão, época de verão, loco a Vera com a Jussara, organizaram, passar dois dias inteiros na praia, alugando uma casa. Chegamos lá ainda na noite de quinta feira. Um rápido lanche, TV, não saímos, logo fomos dormir tranquilos.

Sexta pela manhã o Paulo foi o primeiro a levantar, já preparava o café quando entrei na cozinha, as madames dormindo ainda. ” cara acredita, estou com uma tesão incrível, vai ser muita foda ” , risos. Ele com uma sunga ridícula que ele sempre usava, o pauzão deitado lá dentro, ele fazia questão de mostrar. Logo as noivas desceram e logo fomos pra beira mar. Sai caminhando na beira com a Jussara, Paulo e Vera, ficaram lá , sentados nas toalhas. Jussara estava exuberante, estava alegre, feliz, mas eu tinha uma pergunta a fazer, mais adiante, perguntei, ” me conta, vc tem se encontrado com o Paulo sozinha ? ” jurou que não, que nunca tinha feiro isso, todas as vezes eu estava junto, eu sabia que era mentira, pq quando estávamos brigados ela sai com eles. Outra pergunta, vc alguma vez fez anal com ele ?”….. Enrolou, e disse que uma vez só e que eu estava junto, tinha sido numa vez no motel. Não convenceu. Mas eu já estava mesmo por conta, pensei deixar rolar, tínhamos nos transformado em um só casal com o Paulo e a Vera.

 

Eu com certeza um corno apaixonado…….. segue no …..01d

Leia outros Contos eróticos de corno bem excitantes abaixo:

Primeira vez com outro

TRAI MEU MARIDO COM O CAMINHONEIRO

10703 views

Contos Eróticos relacionados

traí meu marido com o auditor

Traí meu marido com auditor Tenho 38 anos e trabalho em uma empresa pública no setor administrativo, tenho algumas responsabilidades sérias e na empresa é grande o número de funcionários do...

LER CONTO

Diana e o estagiário negro IV

Já se tinha passado oito dias desde do acontecido entre a dra. Diana, diretora da área jurídica de uma grande companhia de seguros e seu estagiário Bernardo, um belo negro de de 25 anos, que todos...

LER CONTO

O CHACAREIRO VIRA MACHO DE ESTIMAÇÃO DA MINHA ESPOSA

O CHACAREIRO VIRA MACHO DE ESTIMAÇÃO DA MINHA ESPOSA Tem um pau atravessado no meu caminho. Preciso remover isso, acertando tudo para que a minha esposa realize seu desejo. Ela quer dar a buceta...

LER CONTO

Violada No Busão Lotado

Violada No Busão Lotado

LER CONTO
  • Enviado por: Admin
  • ADS

Enrabando a enteada no cinema

Enrabando a enteada no cinema

LER CONTO
  • Enviado por: Admin
  • ADS

Safadezas Na Fazenda

Safadezas Na Fazenda

LER CONTO
  • Enviado por: Admin
  • ADS

Noiva Safada me fez de corno manso

Olá, vou relatar o fato que aconteceu com a gente, tenho 28 anos e minha noiva 27, faz um ano que começei a fantasiar ser corno manso , ver minha noiva com outro homem, na hora da transa quando eu...

LER CONTO

Amo meu marido e meus machos I

O belo luar do Caribe iluminava o jardim-varanda de nossa suíte onde eu e Tony estávamos sentados, e abraçada por ele. Conversávamos banalidades, mas Tony ainda estava cabreiro com o que aconteceu...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 2 + 5 = ?
ContosAdultos.Club - O seu site de Contos Eróticos
Se você gosta de ler contos eróticos ou contos adultos é o site perfeito para você. Aqui você vai ler contos sexuais reais, e o melhor de tudo é que o site é atualizado diariamente.
© 2024 - Contos adultos