Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Contos adultos » Contos eróticos verídicos » A Cuidadora de Idosos.

A Cuidadora de Idosos.

Publicado em setembro 24, 2019 por Antônio Henriques

Meu nome é Antônio Henriques, tenho 40 anos, carioca, militar e a estória que irei relatar ocorreu em 2010 conforme a seguir:

Houve um período em que minha avó necessitava de cuidados especiais e foi necessário contratarmos uma cuidadora. Não poderíamos colocar qualquer pessoa em nossa casa, sendo assim, perguntamos a nossa diarista se ela conhecia alguém foi quando ela nos apresentou a sua sobrinha Marcela recém-chegada de Minas Gerais, uma preta de 1,72m, 22 anos, dona de uma bunda maravilhosa, muito educada, boa de trabalho, de poucas palavras e cumpria com o horário nos finais de semana alguém da nossa família cobria a sua folga.

Já se fazia três meses que Marcela trabalhava lá em casa eu acabava tendo pouco contato com ela, pois, nessa época eu trabalhava todos os dias e ainda fazia faculdade ao chegar em casa ela já havia se recolhido, porém, eu estava com algumas matérias da faculdade atrasada e como eu tinha umas folgas prometidas pelo meu superior eu pedi para tira las a fim de me organizar, foi quando eu ouvi Marcela dizer a sua tia que minha farda era linda e que gostava de ver um militar fardado.

Na hora do almoço comecei a puxar assunto com elas demonstrando para Marcela uma simpatia de minha parte que ela ainda não tinha visto, e perguntei se haviam quarteis em sua cidade etc.. Ela disse que achava linda a carreira e que se um dia fosse mãe iria fazer de tudo para que seu filho fosse militar. Aproveitei para perguntar se ela era casada respondeu dizendo ser sozinha eu aproveitei e disse que teria que arrumar logo alguém para o seu sonho ser realizado ela sorriu e depois disso passamos a ter um diálogo na minha mente estava tentando desenvolver um plano de como pegar Marcela comecei por agrada-la na pascoa com um ovo de chocolate, depois a elogiar e assim fomos ficando íntimos.

Numa sexta feira tumultuosa, pois meus pais tinham que viajar e a minha irmã estava de plantão, Marcela não teve folga e teve que passar o final de semana em nossa casa. Por volta das 17h, eu me deslocava para o alojamento para tirar a farda e seguir para casa foi quando me lembrei de que estaria a sós com Marcela então resolvi mudar a rotina: Fui para casa fardado, peguei algumas retenções no caminho e quando cheguei em casa um silêncio e na cozinha estava a Marcela preparando algo para comer quando ela menos esperou eu estava atrás dela peguei em sua cintura e puxei seu corpo para junto do meu ela de inicio mandou eu parar eu comecei a alisar aquela bunda enorme tasquei um beijo em seu pescoço e ela se rendeu começamos a nos beijar ali mesmo ela se abaixou abriu a minha calça e começou a chupar meu pau e saco em seguida retirei a sua roupa e a posicionei apoiada na pia e comecei a colocar com força em sua buceta ultra molhada ela pedia para não parar. “Me come meu milico! Vai me fode!” A coloquei de quatro no chão e continuamos a brincadeira.

Marcela deitou se e continuei metendo tudo ela gozou de se contorcer no chão e pediu para não tirar, soquei mais um pouco e resolvi chupar seu grelinho e assim eu fiz em seguida levantei uma de suas pernas e coloquei novamente naquela big xota ,deitei ao chão ela veio por cima e cavalgou na pica , Marcela ficou novamente de quatro e eu entendi o recado e coloquei o Obama em seu cuzinho molhado com seus fluidos vaginais e fui empurrando e ela aceitado e soquei muito e sem pena quando eu iria gozar tirei de dentro a arranquei a camisinha e gozei sobre seu rabão ela seguiu para o banheiro e fui para o meu quarto.

Após um banho, verifiquei que estava tudo em ordem na casa, aguardei meus pais ligarem, fiz uma voz de sono e cansado, alegando que eles tinham me acordado em seguida fui ao quarto percebi que a paciente dormia muito bem e retornei para o meu quarto, peguei uma babá eletrônica que estava lá perdida desde a época que meu sobrinho era bebê, instalei lá e Marcela veio para o meu quarto onde nuca comia tanto um cu como naquela noite.

[email protected]

1789 views

Contos relacionados

Empregada gostosa sentando no meu pau e gemendo alto

Olá pessoa, meu nome é Jackson, tenho 25 anos e hoje vou contar a história do dia em que eu acabei fodendo a empregada gostosa do meu pai. Meu pai é um empresário rico e bastante conhecido,...

LER CONTO

Realizando um sonho antigo, comi o cu da coroa gostosa

Como já relatei em outros contos, sou divorciado, tenho 56 anos, não sou o tipo de coroa que chama a atenção das mulheres por onde passa, mas também não sou de se jogar fora, não sou gordo e...

LER CONTO

Empregada noiva, religiosa e novinha descobriu vocação para Puta!

Trabalho em um escritório e sempre recebo pedidos de pessoas para estágio, desse vez quem tinha chamado era Alessandra,20 anos, Loira, 1,50cm de altura, bundinha empinada e uns peitos bem...

LER CONTO

Meu primeiro conto – A madura negra

Boa tarde a todos ! Meu nome é Rodrigo , tenho 36 anos , mineiro e casado atualmente. O que aconteceu foi real e recente. Sempre tive vontade de conhecer uma mulher madura e ao mesmo tempo uma...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 4 + 3 = ?

Se você gosta de ler contos eróticos o contos adultos é o site perfeito para você. Aqui você vai ler contos sexuais reais, e o melhor de tudo é que o site é atualizado diariamente.

© 2019 - Contos adultos