website page counter
Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Contos adultos » Contos eróticos picantes » FURIA VERMELHA – RENATA

FURIA VERMELHA – RENATA

Publicado em abril 15, 2023 por CARLOS A. LYRA

FURIA VERMELHA – RE
– Os personagens desta historia –
– Vou nos apresentar, meu nome é João Marcos tenho 44 anos 1,80m e 100kg cabelos e olhos claros, ela Renata Cristina, ou Tina, 39anos 1,75m 70kg cabelos pretos olhos castanhos, 105cm de quadril 68cm de cintura coxas grossas e seios pequenos, um tesão de mulher que por onde passa chama a atenção. Estamos juntos a mais de 16 anos.

– Como tudo começou. … Tudo começou logo que começamos a namorar, eu tinha um pequeno comercio, uma agropecuária na nossa cidade, onde vendia remédios rações e todo tipo de produtos para o produtor rural e animais domésticos.
A Tina como os íntimos a chamamos sempre após a aula ia para a agropecuária me ajudar pois na época ainda não tinha funcionário.
– Na época eu com pouco mais de 20 anos me virava como podia e a ajuda dela era muito bem-vinda pois tinha que fazer entregas e ela tomava conta muito bem do comercio e era constantemente elogiada pelos clientes.
– Na época um dos meus maiores clientes era Seu Fernando, um senhor de 74 anos mais de 1,90 m e uns 110 kg moreno do sol no trabalho no campo, um homem muito forte e que quem o via não acreditava que tinha sua idade.

– Ele era solteiro, nunca se casou e vivia em sua fazenda no interior de nossa cidade e tinha um apartamento no centro a menos de uma quadra de meu comercio, sempre que ele estava na cidade ia na loja fazer compras, conversar e tomar chimarrão, com o tempo com a Tina ajudando a atender tinha mais tempo para dar atenção para ele e começamos a criar uma grande amizade principalmente com a Tina que era quem ficava mais na loja.
– Ela sempre usou roupas justas e curtas poucas vezes usava calcinha e quando usava era tão pequenas que sumiam dentro do rabão e da buceta quem também é grande. No início acreditava de era coisa da minha cabeça, ( pois já tinha a fantasia de ver ela com outro) mas com o tempo vi que realmente ele ficava olhando para a bunda dela e para a buceta principalmente quando ela vinha de shortinho largo e várias vezes passava por traz dele para ter sua visão e conseguia ver a sua virilha, imagina o tesão de um homem com a sua idade tendo esta visão e várias vezes deve ter visto sua buceta rosinha, pois ficavam horas sentados nos banquinhos que tinha no fundo da loja onde era o escritório e uma sala com lareira para receber amigos e clientes.
Então com certeza ele tinha uma visão privilegiada.

Com o tempo comecei a notar que Seu Fernando estava na loja com mais frequência do que antes mas não me incomodava pelo contrário, e notei também que a Tina quando sabia que ele viria ficava ansiosa e caprichava no visual principalmente nas calças e shortinhos, ai tive a certeza que ela estava jogado com ele um jogo sem volta o da sedução, pois ela apesar de muito safada e já saber que eu gostava que ela provocasse os homens tinha pouca experiência com homens pois eu tinha sido seu primeiro.
Não demorou muito para as intimidades crescerem ao ponto de eu flagrar ela no colo dele, nas primeiras vezes eles se assustaram e eu fiz que não notei.

– No final do dia ela falou que ia ficar na minha casa, achei bom, mas estranhei, pois, ela só ficava fim de semana, passamos na casa dela para pegar roupa e seus livros para no outro dia largar ela direto na escola pois estudava pela manhã. chegamos em casa tomei banho e fui jantar com meus pais ela tomou um banho demorado e veio se juntar a nos toda perfumada, após o jantar fomos para meu quarto, chegando no quarto ela me agarrou e foi tirando minha bermuda e começou a chupar meu pau, eu comecei a rir e perguntei para ela se sentar no colo do Seu Fernando, ela engasgou e ficou furiosa falando que tinha sido só aquela vez sem querer de brincadeira, eu falei para ela não ficar com vergonha pois tinha me dado muito tesão ver ela no colo dele e principalmente sendo ele um amigo e uma pessoa de nossa confiança que não ia sair falando.
– Ela ficou parada me olhando e fez uma cara de safada que só ela sabe fazer me abraçou me beijou tirou a camiseta que estava usando e ficou de quadro em cima da cama e me falou “então chupa meu rabo corno que hoje só vou te dar o cuzinho para amanhã eu estar com bastante tesão para sentar no colo do Fernandão de novo”.

– Após ela me falar eu quase gozei, mas fiz o que ela mandou chupei e lambi o rabo dela até ela pedir para parar e comer seu cuzinho que na época era bem apertadinho igual sua buceta, após comer seu cu de tudo que era jeito que sabíamos gozamos e fomos dormir.
No outro dia acordamos cedo larguei ela na escola e fui trabalhar perto do meio dia ela chegou e disse que ia almoçar comigo mas antes ia tomar banho, eu encomendava comida de um restaurante ali de perto, a comida chegou me sentei para almoçar e ela saiu do banheiro pelada e notei que tinha se depilado toda coisa que não tinha o costume de fazer até aquele dia, e eu como sempre não seguro a língua falei, achei que ia só sentar no colo do seu Fernando, mas pela faxina está esperando visita.
Foi o que bastou para ela ficar furiosa de novo e falar que tinha sido uma brincadeira e que nunca mais ia fazer aqui pois eu era um idiota.

Pedi desculpas alegando que estava brigado, mas não adiantou ela ficou brava mesmo, acredito por ser tudo muito novo para ela os sentimentos o tesão que sentia e ao mesmo tempo o medo de estar fazendo algo errado a deixou tão transtornada.
– Logo após o almoço seu Fernando chegou como sempre rindo e brincando ela o cumprimentou como sempre com um abraço e um beijo no rosto e ele pergunto se ela tinha acabado de chegar da escola pois estava com o uniforme, ela respondeu de imediato que tinha vindo da escola direto para a loja e tinha trazido roupas para trocar e tomar banho, mas apenas tomou banho e não colocou a roupa nova porque eu havia implicado com ela.

Seu Fernando ficou meio desconfiado, mas não falou nada ela virou e foi para dentro do escritório e passou a tarde trancada estudando seu Fernando ficou um pouco mais e foi embora, e assim se passou alguns dias.
– Passamos o fim de semana em minha casa e acabamos entrando no assunto do seu Fernando e ela desabafou que não sabia o que sentia, só sabia que toda vez que ele entrava na loja e ela sentia o seu perfume e principalmente quando ele a abraçava ela sentia um tesão que nunca tinha sentido antes e que depois que notou que eu ficava observando eles de longe e passava atrás dele para ver o que ele estava vendo ela ficava com mais tesão ainda e ela falou que seu Fernando notou que quando eu me aproximava ela abria ainda mais as pernas só para eu ver que o seu Fernando estava vendo a buceta dela pelo lado do shortinho.

 

Isso me deixou louco de tesão só em escutar o que ela estava falando quase gozei, tanto que mal começamos a transar e eu já estava gozando, mas continuamos até ficarmos exaustos.
– Após ter gozado várias vezes deitamos um ao lado do outro para descansar e fumar, e eu perguntei a ela o que iria fazer, ela pensou um pouco e eu já fui me desculpando mas ela me interrompeu falando que não precisava me desculpar pois tudo era muito novo para ela e que se eu não ficasse com ciúmes ela gostaria de continuar com a brincadeira com o seu Fernando pois ela sabia que me dava muito tesão e ela se sentia segura fazendo isso com ele.
Eu na mesmo hora falei que sentia muito tesão em saber que ela estava se exibindo para um homem enquanto o corno trabalhava.

– Na segunda feira não esperava nada menos ela chegou antes do meio dia entrou na loja me deu um beijo e pediu que assim que tivesse um tempinho fosse no escritório tirar uma dúvida dela e foi correndo para os fundos da loja onde ficava o escritório e o banheiro, se trancou no banheiro e escutei o chuveiro, alguns minutos chegou nossa comida fechei a loja e fui para o escritório ela estava saindo do banho peladinha e toda depiladinha, ela estava ansiosa até a respiração ofegante, me olhou nos olhos e me perguntou se realmente poderia continuar a se exibir para o seu Fernando.

– Na mesma hora disse que sim e que ela poderia ir até onde tivesse vontade no que ela me respondeu que só queria ficar com aquele joguinho de sedução pois eu a satisfazia. Eu sabia que ela estava falando a verdade, mas também sabia que aquilo não ia ficar só no joguinho.
Ela puxou de dentro da bolsa da escola algumas roupas entre elas uma calça de ginastica branca um shortinho também branco de um tecido fino e bem transparente e bem largo algumas calcinhas para mim a ajudar a escolher.
Escolhemos o shortinho uma calcinha rosa, e uma camiseta polo da loja.
Não nos demos conta da hora e quando vimos barulho na porta era seu Fernando entrando pois não tinha o costume de fixar a porta só encostava e quase pega ela pelada, ela correu para o banheiro não sem antes me dar um beijo e dizer que eu era o melhor namorado corno do mundo e que ela ia fazer o seu Fernando gozar nas calças.

Ele chegou me cumprimentou e se sentou viu a comida e perguntou por que não tinha almoçado ainda pois já passava da hora, inventei uma desculpa todo nervoso, mas colou, logo em seguida a Tina sai do banheiro e seu Fernando era só alegria com a surpresa dela, ela estava um tesão com aquela roupinha o shortinho era tão largo e ela o colocou bem para cima da cintura que ficava aparecendo um pedacinho da bunda.
Ele se levantou para cumprimentar ela e ela quase se pendurou no pescoço dele, se beijaram como é costume aqui com dois beijos no rosto e ela ficou pendurada na ponta dos pés com o nariz e a boca encostados no peito dele deu uma fungada forte e falou que estava com saudades dele, pois desde sexta não o via.

Ele ficou meio sem graça, mas eu completei falando que nos finais de semana sentimos muita falta dele. Seu Fernando ainda constrangido pois a Tina ainda não tinha o largado comentou que podíamos ir passar um fim de semana com ele na fazenda, eu na hora concordei e falei que seria maravilhoso que a Tina podia ir com ele na sexta e sábado após fechar a loja eu ia encontrar eles, ele soltou uma gargalhada e me perguntou se eu teria coragem de deixar ela ir sozinha com outro homem, no que respondi que não era qualquer um era seu Fernando e confiava nele, ela olhou nos olhos dele e falou baixinho que também confiava nele e deu um sorrisinho safado, naquele momento tive a certeza que seria corno por completo e ele teve a certeza que comeria ela.
Continua.

Leia outros Contos eróticos picantes bem excitantes abaixo:

Acordei com o cuzinho sendo estourado

TEMA CENTRAL - UM BELO HOMEM – GRISALHO E CHARMOSO

12237 views

Contos Eróticos relacionados

MINHA SOBRINHA – MINHA ‘PUTINHA’ – MINHA SECRETÁRIA MINHA AMANTE – 1ª PARTE

- . . . – TEMA - MINHA SOBRINHA – MINHA ‘PUTINHA’ – E A MINHA SECRETÁRIA MINHA AMANTE. - - - Personagens – Luiza ( Sobrinha) – Antonio Carlos (Tio) e Camila (Tia) - . . . – Os pais...

LER CONTO

A amiga da minha mulher foi lá em casa

Estava em minha casa sozinho pois minha mulher tinha ido viajar, e ela me avisou que a amiga dela ia ir la para buscar um vestido e um sapato que ela queria emprestado. Já era um pouco tarde...

LER CONTO

Comendo minha amiguinha na casa de praia

Tenho uma casa de praia da família e sempre passo as férias por lá, desde criança. Muito tempo atrás, conheci Sabrina, uma loirinha magrinha, com cabelo liso e comprido, muito faladeira e um ano...

LER CONTO

Espiando Mamãe Trepar

Espiando Mamãe Trepar

LER CONTO
  • Enviado por: Admin
  • ADS

Meu Irmão Me Deu Pirulito

Meu Irmão Me Deu Pirulito

LER CONTO
  • Enviado por: Admin
  • ADS

Chupando Professora Peituda

Chupando Professora Peituda

LER CONTO
  • Enviado por: Admin
  • ADS

Swing no Caribe – EP 02 – Prazer logo pela manhã

Não deixe de ler o primeiro episódio. Ouça também no podcast Episódio 02 - Ao acordar Paulo sempre se inspira ao ver o lindo corpo de sua mulher. No amanhecer do primeiro dia da viagem ele...

LER CONTO

Comendo a mãe do amigo de trabalho

Olá gente, meu nome é Rafael, tenho 25 anos e neste conto erótico vou relatar como foi o dia em que eu terminei comendo a mãe do amigo que pediu para eu ir na casa dele. A história começou...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 4 + 4 = ?
ContosAdultos.Club - O seu site de Contos Eróticos
Se você gosta de ler contos eróticos ou contos adultos é o site perfeito para você. Aqui você vai ler contos sexuais reais, e o melhor de tudo é que o site é atualizado diariamente.
© 2024 - Contos adultos