website page counter
Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Contos adultos » Contos eróticos verídicos » C H R Y S – 11º CAPÍTULO – A SAGA DE UMA LINDA MULHER

C H R Y S – 11º CAPÍTULO – A SAGA DE UMA LINDA MULHER

Publicado em novembro 22, 2022 por CARLOS A. LYRA

• – . . . – 11º CAPÍTULO – C H R I S – MENINA / MULHER E ESPOSA. – – –
• – . . . – A SAGA DE UMA MULHER VITORIOSA. – – –
• PRIMEIRO ATO / 11º. – – –
• – . . . – O INÍCIO DE UMA NOVA MISSÃO E PROJETO DE VIDA …
• – . . . – Chris estava muito radiante e orgulhosa em participar ativamente da minha vida, agora, no quartel. … Sentia nela alegria e preocupação no seu olhar e nos gestos. … A mãe, também muito observador e atenta ás atitudes da filha, lhe perguntou. … ‘Filha’, alguma está lhe preocupando, neh!
• Ela, Chris. … Sim, mãe, agora vou estar com meu marido direto e a casa vai ficar sem mim e eu serei a primeira-dama da Escola. … Ela, mãe. … ‘Filha’, você soube administrar sempre bem e a casa estará bem guardada na presença ou na sua ausência e ficamos felizes com essa missão de vida que se projeta para você. …
• – . . . – Ela foi assimilando tudo com muita dedicação e perfeição … Ela mentalizava e observava atentamente a fala dos dois Comandantes … E o General pergunta: … ‘Filha’, daqui para frente o que você pretende fazer … Você já tem um curso Técnico e no futuro, qual é o curso superior que você deseja cursar … Ela rápida e objetiva diz: ‘Meu Amado Comandante, Engenharia’ … Os dois sorriram de felicidade e o Subcomandante, como Engenheiro que é diz: ‘Minha querida Filha’, lhe dou pleno e total apoio e deu um abraço nela… E o General o acompanha neste abraço …
• – . . . – Já eram 16:50 horas e o Sargento pede a presença do Capitão na sala do Comando Geral e o General informa que está encerrando o expediente da semana e pede para formatura do Cerimonial para encerrar o expediente e convoca a Tenente para conhecer esses protocolos, já que será ela que vai comandar essa missão a partir da semana que vem … O Capitão C. Lyra faz todos os protocolos de despedidas e de encerramento e desejando ao Comandante e ao Subcomandante um excelente final de semana.
• – . . . – Uma nova missão se projetava na minha vida e na vida da Chris … Chegamos em casa e os pais dela já tinham chegado . . . Eram 18:10 horas e os pais preocupados com a demora dela, apesar de estar em companhia segura . . . Eles a veem fardada e ficam admirados com ela fardada e linda e comentam . . . Filha, você está linda nesta farda!!! … Entramos e os pais pedem para tirar algumas fotos com a filha fardada e ficam orgulhosos e dizem para mim: … Carlos, meu filho, você me orgulha e nos um abraço, em mim e na Chris . . . Aí eles foram para sessão de fotos e registraram tudo com ela fardada e muito linda …
• – . . . – Passamos um final de semana em plena sessão de estudos e conhecimento da sua nova missão de vida e seus projetos . . . Foi um final de semana gratificante e de muita entrega e estudos … Com a participação muito ativa da mãe e a Chris muito preocupada com ela e sua saúde, depois do ocorrido com ela … Aqueles remédios que ela supostamente tomou eram ‘bombas’ para aumentar o desejo sexual e afetou o coração dos dois e recomendei outros remédios devidamente legalizados pelos órgãos de saúde do governo …
• – . . . Começamos a semana bem cedo lá na Escola e todos admirados com uma mulher linda, morena e atraente no comando do Cerimonial e na assessoria da Ajudancia Geral … Ela assimilou em casa todos os protocolos de recepção aos nossos Comandantes e logo que eles adentraram à Escola, passei o comando para ela … Demonstrou um certo nervosismo, mas compreensivo no seu primeiro dia de trabalho e comando … Fiquei orientando-a e ela foi ficando mais solta e desinibida …
• – . . . O Comandante pede uma reunião com ela e entra no Comando, bate continência, se apresenta e o General a observa atentamente e diz: … Cara Tenente, aqui dentro, não há necessidade de tratamento ‘Meu excelentíssimo Sr. Comandante’, Ok… Basta somente de Comandante, ok … Ele pede para ela aguardar no Gabinete para fazer uma visita na Escola e suas unidades de ensino e a Companhia de Comando e Serviços …
• – . . . Em 10 minutos eles saem e fui acompanhá-los ao lado do Subcomandante … Todos paravam para bater continência e ela curiosa perguntava e ele explicava com imensa paciência e maravilhado com ela… Ele disse: Nunca pensei em treinar uma mulher linda, jovem, educada e meiga. …
• – . . . – E é a primeira mulher que eu treino nesta missão, já que isto é prerrogativa do subcomandante…
• – Ela seguia literalmente as orientações…
• SEGUNDO ATO / 11º. – – –
• – . . . – AS RECOMENDAÇÕES E SUAS PRERROGATIVAS DO CARGO A EXECUTAR …
• – . . . – A ADMIRAÇÃO DO COMANDANTE COM A SUA NOVA ASSESSORA …
• – ….. Começaremos uma semana de grandes atribulações…
• – . . . – Segunda-feira, a viatura já estava na porta nos aguardando… Cris estava linda de 1º Tenente… E os pais nos observavam… Seguimos para o quartel… Chegamos no quartel, bateram continência para ela e para mim… Nós apresentamos ao Subcomandante. Já tinha explicado a ela os procedimentos de apresentação aos oficiais superiores, de major em diante e as estrelas correspondentes… Ela entendeu perfeitamente…
• – Ela, então, se apresentou ao Subcomandante… Sr. Coronel Fraga, 1ª Tenente Chris Lyra, se apresentando ao digníssimo Sub Comandante e bateu continência… Ele bateu continência e disse: Cara 1º tenente, parabéns… Ele: Aguardem o Comandante… Tiraram várias fotos e ela agradeceu muito o Sub.
• – Dez minutos depois o Comandante entra no quartel e o subtenente passa o Comando para a 1º Tenente, já que ela era um oficial subalterna e expliquei isso a ela.
• – . . . – Ela manda apresentar armas e dá boas-vindas ao Comandante. …
• O Comandante bateu continência e fez reverência à 1º Tenente e a chamou até a sua sala e me pediu para que o acompanhasse… Bati continência e me apresentei… Ele estava radiante… Entramos em sua sala e ele, Comandante: … Agora tenho um especialista em Fisioterapia Ortopédica e Neurológica e aqui está o seu Diploma. … Ela estava com uma caixa e falou parabéns meu filho e a você, dirigindo a Cris, minha filha, estou gratificado contigo… E me deu beijo… Eu o retribuo. …
• – . . . – E falou, Cap, você está um pouco cabeludo e falou para a 1ª Ten. Filha, monitora o seu marido, ok, Filha. …
• – . . . – Fui à barbearia dos oficiais, estava vazia e pedi para dar um corte no cabelo, já que o Comandante determinou…
• – . . . – O Comandante e o Subcomandante nunca imaginariam treinar uma jovem, linda, dinâmica, ativa, atraente e culta em uma missão tão importante assim dentro da Escola. …
• – . . . – Ela só tinha 18 anos de muita beleza e exuberância. … Eles já conheciam a beleza e o carisma da 1º Tenente, agora. … Nos anos anteriores essa função cabia ao Subcomandante, juntamente com o Chefe da Comunicação Social, um major de carreira e com formação superior e com diploma de ESAO. …
• – . . . – E a partir deste ano o Comando da D. E. mandou desvincular essa função de Comando dos Subcomandantes e da Comunicação Social e a escolha recairia sobre uma mulher de oficial de nível superior em uma Universidade federal conforme determina uma Portaria do M. Ex. …
• – . . . – E todos os critérios de avaliação deveriam ser observados, anotados, analisados pelos Comandos superiores e enviados a Brasília para referendar a escolha. …
• – . . . – E a Chris foi unanime em todos os quesitos elencados pelos Comandos. … Fazia várias perguntas e todas elas de caráter objetivo . . . Ele explicava com muito carinho para ela e sempre era interrompido para cumprimentar os Chefes Instrutores . . . Ela, muito observadora, percebia que vários oficiais a comiam com os olhos e não comentavam nada por ela estar na presença do nosso Comandante …
• – . . . – Em seguida passa o Instrutor Chefe da Engenharia, cumprimenta o Comandante e dá um aperto de mão na Tenente e fala: … Caro Comandante e está a sua nova Assessora e Chefe do Cerimonial está cada vez mais linda, observadora e atenta a todos os detalhes que estamos ministrando a ela. . . .
• – . . . – O Cel. pede licença e vai para sala de aula e a Tenente fica observando o Cel. …
• – . . . – Eles foram caminhando para a C C S e o Cap. Luiz estava dando instruções e treinamento a vários Sargentos … Ele para o treinamento, dá ordem de comando de ‘sentido’ e bate continência ao Comandante e a Tenente também … Todos a observam, uma jovem linda, atraente e charmosa e todos imaginam … E Filha do General e o pessoal só observam … O Comandante apresenta a Tenente e o Capitão dá as boas-vindas a ela e que seja bem recebida em nossa Escola … Ficamos conversando por 10 minutos e seguimos para conhecer as unidades de ensino e o Cel. Subcomandante seguiu para sua sala atender alguns oficiais alunos …
• – . . . – A 1ª Tenente, linda e cabelos presos como determina o protocolo, estava tendo as aulas do Cerimonial… Terminamos o expediente da manhã e fomos almoçar com o Comandante. …
• – . . . – Ninguém tinha essa prerrogativa, somente ele e o Subcomandante almoçavam juntos e nos convidou… Chegamos no refeitório e ele determinou mais dois pratos e os Sgtº e Cb responsáveis e eles prepararam tudo… E o Comandante determinou que durante esta semana está mesa deveria ter mais dois pratos. …
• – . . . – Almoçamos e fomos para o nosso alojamento de oficiais. …
• – . . . – O Comandante entrou no alojamento e nos viu. …
• – . . . – Estávamos agarrados um ao outro e acariciou nossos cabelos e disse: “Filhos, estou encantado com vocês, o amor, a dedicação e o carinho de duas pessoas que se amam… Amo muito vocês… E entrou no seu alojamento… Antes de fechar a porta, disse: 13:30 no meu gabinete, ok. Meninos. …
• – . . . – Ela, Cris, o nosso Comandante é muito carinhoso, eu disse que sim… É o melhor Comandante que já tivemos… Ela me acariciava muito e eu sentia muito desejo por ela…
• – . . . – Ela, Amor, está muito duro e você está muito vigoroso e agora. …
• – . . . – Você não pode botar em mim, estamos fardados, como você vai fazer… Terei que dar um jeito… que horas tem, perguntei… Ela: 13:20. …
• – . . . – Nós sentimos aliviados que ele estava se relaxando, ela, Cris, sentiu aliviada…
• TERCEIRO ATO / 11º. – – –
• – . . . – CONHECENDO TODAS AS UNIDADES DE ENSINO …
• – . . . – Fomos conhecer todas as unidades de ensino. … O Comandante dava todas as coordenadas para ela de cada atividade. …
• – . . . – Na Intendencia, Engenharia, Cavalaria, Infantaria, Artilharia e Saúde ela já conhecia os Instrutores Chefes e fora muito recebida por todos. …
• – . . . – Na Diretoria de cursos ela só foi bem recebida porque estava acompanhada do Comandante, já que é um T.C. intragável, arrogante e muito mal-educado com todos. …
• – . . . – Falou secamente com a Chris e agradeceu a visita do Comandante e o Gen. lhe devolveu a forma como atendeu: … T. C. existe afinidade e respeito e os dois saíram da sala. … Os Sgtº não suportavam aquele T. C.
• – . . . – Passamos primeiro na Engenharia e o Cel. nos recebe com muito carinho e atenção …
• – . . . – Dá as boas-vindas a tenente e todos a observam com muita atenção e respeito … Eles ficam conversando e o General fala: … Tenente este homem aqui é um dos mais dinâmicos e experiente do nosso Exército, cola nele e tire todo ensinamento dele e sua equipe e logo, logo você será uma das nossas engenheiras da equipe e o Cel. era pleno sorriso e dá os parabéns a tenente …
• – . . . – Passamos em todas as unidades de ensino e todos elogiaram a beleza, cultura e educação da Tenente … O único arrogante e sempre soberbo foi o Cel. do Centro de Ensino Superior da Escola …
• – . . . – Mas, como estava na presença do Comandante, ele foi um pouco mais educado e deu um sorriso meio cínico … E seguimos para as nossas salas . . .
• – . . . – Em um dado momento, ele fala comigo, Cap. a viatura vai levar e buscá-los todos os dias, ok. Já está autorizado e lançado em Boletim, Ok. Agradeci e ela também… Vocês podem descansar que eu já estou me retirando para casa . . .
• – . . . – Eu falei . . . Amor, o Comandante falou: Cap. eu sei que você ama demais e sua esposa, mas aqui dentro é Ten. e Cap . . . Ok. E não . . . Amor, Meu Bem, Minha paixão, Ok . . . Sim Senhor … Fomos para entrada da escola e o pessoal já estava lá para as despedidas do dia ao Comandante . …
• – . . . – Aí o Subtenente passa o Comando para ela, eu a orientei e ela aprendeu muito rápido e o Comandante apareceu no saguão e ela com voz firme e delicada… Disse: Guarnição apresentar Armas, e ela se postou a frente da bandeira da escola e eu da bandeira do Brasil… Ela determinou o descansar armas e o Comandante nos chamou e disse: Parabéns Ten. Bateu continência e foi embora . . . Já eram 16:20 e o carro estava na porta
• – . . . – Vão descansar e as 17 horas o carro vai levá-los… Eram 16:30 horas e ficamos passeando pela escola e todos que passavam por ela davam continência…
• – . . . – Na entrada do Comando e o cabo me chamou e falou: Cap. e Ten. Estou a disposição, ok… Em dez minutos iremos…
• – . . . – Me despedi do Subcomandante e ela também… Batemos continência e fomos embora…
• – . . . – A surpresa dos pais ao vê-la vestida de 1º Tenente do E. B. Eles ficaram radiantes…
• -. . . – Entramos em casa e os pais dela ficaram extasiados e perguntaram é esse uniforme… Eles sorriram de felicidade…
• – . . . – Eram 17:10 e fomos para o quarto mudar de roupa, aí o pai entrou e pediu para tirar uma foto…
• – . . . – Ela estava linda demais com esse uniforme de oficial…
• – . . . – Eles tiraram várias fotos…
• – . . . – Aí eles foram arquivar as fotos… Fomos para o quarto, tirar o uniforme, já que segunda, tinha uma maratona de trabalho…
• – . . . – Ela estava exausta e muito atribulada… A mãe disse para que ela não preocupasse com meu uniforme, pois ela já tinha lavado e passado… Ela agradeceu muito a eles… E disse você é a coisa mais importante na vida dela… A mãe disse: ‘Agora e você e seu marido’ Ok.
• – . . . – Fomos ao banho e ela entrou e tirou o uniforme no banheiro… A ajudei… Tirei a blusa, ela tirou o quepe, ela sentou e eu tirei os sapatos, as meias e a calça… Ela estava de biquíni marrom… E tirei o biquíni e ela estava inteiramente nua. …
• – . . . – Abri o chuveiro e pedi para não lavar os cabelos… Ela concordou… Ela tinha levado uma cadeira de praia… Eu perguntei o porquê da cadeira e ela disse que ia me explicar… Ficamos no banho e ela colocou a cadeira embaixo do chuveiro e ficou de quatro ajoelhada com o jato de água na sua ‘bundinha’ e eu disse vai molhar o seu cabelo… Ela não tem problema, vou lavá-lo amanhã. Eu disse, Ok… Ela, Cris, Carlos, vem penetra, quero sentir o teu gozo na minha ‘bucetinha”, vem. Apesar do cansaço que estávamos a penetrei completamente e ela sentiu a força da penetração…
• – . . . – Ela, Amor, você foi muito intenso… Pedi desculpa… Ela… Sem problemas, Amor… Mas, adorei a penetração… Gozamos intensamente…
• – . . . – Nos secamos e fomos para o quarto… E o pai dela disse: Vamos jantar… Sim, vamos… Acabamos jantando…
• – . . . Ficamos conversando por aproximadamente 1 hora na sala com os pais dela… A Chris deitada em meu colo, com a cabeça no meu pescoço . . . Eu a abracei e acariciava os seus seios e ela respirava muito profundamente de desejo . . . Eu coloquei em meus braços e a levei para cama… Ela era uma magrinha, mas um pouco musculosa . . . A coloquei na cama e fui tirando o seu short, bem minúsculos e a sua calcinha cinza. …
• – . . . – A deixei nua completamente, já que não usava sutiã, beijei seus mamilos e ela delirou de prazer e percebi seu ponto fraco… Eram seus seios. … Os beijei com muito carinho e delicadeza e ela vibrava de desejo… Ela se sentou em meu membro e enterrou na sua buceta de prazer… E foi logo gozando muito. …
• – . . . – E disse: Carlos, Amor, goza que vou gozar de novo e dito e feito, gozou abundantemente… Eu estava cansado desse dia, dos preparativos da formatura, e o nosso dia no quartel, dia sem sono… Cansado… Ela: Amor, está cansado, você ainda não gozou em mim… Eu disse: ‘Amor, me perdoe, cansado… Ela: Entendo Amor… Mas, sentia ele muito duro em sua vagina… E falou: ‘Amor’ vou gozar novamente, tenta Amor… Eu disse: “Amor, se prepara’… Ela disse: “Quando você diz, se prepara, sei que vem um jato forte e quente… Eu disse: “Amor”, vai vou gozar, se prepara e de repente, ela grita, e diz gostoso… Caramba, esse foi o jato mais possante que recebi em minha buceta desde que nos casamos… Ela, Chris … Amor, vem me penetrar mais e me fode gostoso, quero muito o seu creme dentro de mim… Vem, Amor me fode gostoso e abriu maravilhosamente as pernas e enfiei a piroca naquela buceta muito linda e cheirosa com tanto gosto que ela vibrou de tesão . . . E a buceta dela ‘chorou’ de tanto esperma que depositei nela e ela estava bem ofegante de prazer…
• – . . . – A mãe dela bateu em nosso quarto e disse: Filhos, tudo bem… Dissemos: Ok, mãe e ela foi abrir a porta e a mãe dela entrou . . . A Cris estava toda melada ainda . . .
• – . . . – A mãe disse: Filha, vai com calma, você deu um grito tão intenso que seu pai ficou preocupado . . . Ela, mãe, foi só muito prazer…
• – . . . Fomos dormir . . . Ela colocou uma calcinha muito sensual . . . E pediu para que eu dormisse sem cueca… Eu a atendi…
• – . . . Ela como sempre, me pede para colocar entre as suas coxas . . . E fiz o desejo dela . . . dormimos bem a noite toda…
• QUARTO ATO / 11º. – – –
• – . . . – UM CAFÉ DA MANHÃ COM O COMANDANTE. – – –
• – . . . – Era um dia bem tranquilo e prazeroso. … Chegamos a Escola bem cedo e fomos tomar café no refeitório da Escola. … Todo Cerimonial já estava no pátio para os ajustes e apresentações aos Comandantes. … O Grupo deu as boas-vindas a nova chefe e brindaram com um buquê de flores. … Ela agradeceu muito lisonjeada com o carinho do pessoal. … O Subtenente e Subcomandante da equipe deu as ordens de comando e passou para ela o comando da equipe. … Ela muito educada e carinhosa com todos perguntaram se já tinham tomado café, alguns disseram que sim e outros disseram que não por não terem autorização do Chefe. … Ela disse que após a recepção ao Comandante vai pedir autorização para que eles se alimentem dignamente. …
• – . . . – Ele pediu para acompanharmos no café dele e a mesa já toda preparada… E a Cris me perguntou baixinho: “Amor” nós já tomamos café…
• – . . . – Ele, o Comandante, para ela: Sorrindo: Filha, escutei a sua fala e não é amor, tá… É Cap, tá… Você não fique zangada comigo… Eu posso te chamar de filha aqui, filha ali e tudo mais, Ok… E me deu um beijo de pai para filha…
• – . . . . – Fomos tomar café com ele e o Sub… Eles sorridentes demais… O Gen abraçado a 1º Tenente e o Sub do lado direito dela e eu atrás dela… Ela postou a mão para trás e eu a segurei e o Comandante percebeu e disse: Vocês se amam muito, neh… Ela disse que sim, que ele é o homem da vida dela… O Comandante estava radiante com a declaração…
• – . . . – Tomamos café e o Gen. e a Tenente. estavam radiantes… O Subcomandante comentou comigo e disse que ele tem uma filha, educada, maravilhosa, linda e muito inteligente. …
• – . . . – Eu agradeci a atenção e o carinho, também, do Sub. … A Chris pede uma rápida conversa com o Cel e pede: … ‘Pai’, como ela o chama, o Sr. autoriza alguns membros da nossa equipe tomar já que eles saíram de casa de madrugada e não autorizaram ele tomarem café aqui. …
• – . . . – Ele se indignou com o relato e os dois foram ao restaurante e a equipe aguardava a autorização dela. … O Subcomandante pediu um relatório do restaurante / refeitório da não autorização dos membros do Cerimonial não terem tomado café e se alimentarem dignamente no quartel. … Ele autorizou que todos tomassem café e fossem para as suas unidades de trabalho. …
• – . . . – Entramos na sala do Gen. E ele disse que eu podia fiscalizar todo o quartel e que iria dar novas missões a Tenente… A equipe do Cerimonial agradeceu a Tenente a autorização do café e que ela será a nossa madrinha da C C S. …
• – . . . – Eu bati continência aos meus comandantes e segui como ele determinara. …
• – . . . – Fui à CCS, cumprimentei o Cap. Comandante da Companhia e fomos fiscalizar todo o quartel. …
• – . . . – Fizemos nosso relatório e fomos apresentar ao Comandante. …
• – . . . – A Cris estava lendo todos os procedimentos da formatura… E o Comandante disse que iríamos almoçar em meia hora. Eram 11:45… Ele dispensou por alguns minutos a Tenente e me chamou: Cap. vai namorar um pouco e volte dentro de 20 min. Fiquem lá no meu alojamento… E disse: Ten. Acompanhe o Cap… E fomos para alojamento do Comandante como ele falará… Chegamos lá e a Cris me pergunta: Amor, vamos fazer um amorzinho rápido… Te desejo muito… Ela tirou a calca e ficou só de biquíni, linda estava… Eu tirei a minha calça e estava com muito tesão por ela e fui logo penetrando nela e ela imediatamente correspondeu e gozamos de imediato… Ela sentiu o frenesi do gozo… Ela sorriu radiante… Fomos nos lavar imediatamente e seguimos para o gabinete do Comandante…
• – . . . – Nos apresentamos e ele disse: descansaram um pouco… Dissemos: Sim Comandante…
• – . . . – Fomos almoçar com os nossos comandantes… Depois dessa refeição, fomos descansar mais um pouco…
• – ….. A missão da tarde – O comandante determinou que ela conhecesse as unidades de ensino… Fui apresentando todas as unidades e ela, estava muito linda, muito prestativa e atenciosa e todos os oficiais ficaram admirados com a beleza e educação dela. …
• – . . . – No curso de infantaria, um dos últimos a visitarmos, um major disse: ‘Que mulher linda, charmosa e gostosa’… Ele perguntou se ela era casada, e o Cel. Fernandes, nosso Instrutor Chefe lhe dá C. R. e ele fica sem graça perante s outros oficiais e eu disse: Major é a minha esposa… Ele, sorriu sem graça…
• – . . . – E a nossa última visita foi na C C S e fui apresentar a Tenente o Cap. Comandante… Ele já estava em pé frente a Companhia já formada. Apresentei a Tenente ao Cap. e ele deu voz de comando a Cia e todos em posição de sentido, bateu continência à Tenente e a Tenente retribui da mesma forma, o cumprimentando efusivamente e ele muito amável, passou o Comando a Tenente e a apresentou a Cia… Todos na posição de sentido, já que era um oficial…
• – . . . – Ela deu voz de descansar e devolveu o Comando ao Cap. Comandante… O Cap. a felicitou e parabenizou como nova integrante da Escola… Ela agradeceu e todos foram liberados… Eram 16:45… O Cap. falou comigo e disse, com muito respeito, Cap. Lyra o felicito pelo casamento e pela esposa linda e atenciosa que tem e que seja bem-vinda ao quartel… Nos despedimos e seguimos para o Gabinete do Comandante… Ele ainda trabalhava… E nos recebeu festivamente… Ele falou, já vamos embora… Eu fiquei curioso… Ele sorriu e percebeu o meu espanto… E logo em seguida disse: ‘Dispensei o motorista de vocês, ok… Eu disse que estava tudo bem… Ela fardada, toda linda e disse que não se importava em ir de ônibus… Ele pediu licença, mas vocês não irão de ônibus e disse: Meus Caros Oficiais farei uma visita a vocês, posso e por favor, Cap. olha o nosso café e o Subcomandante deu uma gostosa risada. …
• Ela: Meu Comandante, sim pode e fico muito feliz…
• – . . . – E em seguida, me deu um abraço e me beijou nos lábios… o Comandante viu tudo isso, mas não recriminou. …
• – . . . – Ela prontamente põe-se em posição de sentido e pede desculpa pela atitude intempestiva de amor ao marido. …
• – . . . – Ele se levanta e diz: ‘Filha’, me sinto muito feliz por vocês dois. …
• – . . . – Eu amo muito vocês dois, Ok… Ela acabou chorando de felicidade… Ele, Comandante, a abraçou carinhosamente… E disse: Ten. Faça a recepção de despedida do Subcomandante, ok…
• – . . . – Te agradeço e seguiu para o pátio de formatura e o Corpo da Guarda já estava formada… Ela recebeu o Comando do Subtenente que era o responsável dessa atividade… Ele, Sra. Tenente, passo o Comando a Sra… Ela deu ordens de sentido, apresentou a Guarnição ao Subcomandante e este determinou missão cumprida, bateu continência e entrou no seu carro.
• – . . . – E a Tenente deu a missão por encerrada e o Sub Tenente perguntou qual era horário que o Comandante iria sair e ela disse em 15 minutos… Pois estava assinando vários documentos…
• QUINTO ATO. – – –
• – . . . – A MISSÃO DA TARDE – CONHECER TODAS AS UNIDADES DE ENSINO. – – –
• – ….. A missão da tarde – O comandante determinou que ela conhecesse as unidades de ensino… Fui apresentando todas as unidades e ela, estava muito linda, muito prestativa e atenciosa e todos os oficiais ficaram admirados com a beleza e educação dela. …
• – . . . – No curso de infantaria, um dos últimos a visitarmos, um major disse: ‘Que mulher linda, charmosa e gostosa’… Ele perguntou se ela era casada, e o Cel. Fernandes, nosso Instrutor Chefe lhe dá C. R. e ele fica sem graça perante s outros oficiais e eu disse: Major é a minha esposa… Ele, sorriu sem graça…
• – . . . – E a nossa última visita foi na C C S e fui apresentar a Tenente o Cap. Comandante… Ele já estava em pé frente a Companhia já formada. Apresentei a Tenente ao Cap. e ele deu voz de comando a Cia e todos em posição de sentido, bateu continência à Tenente e a Tenente retribui da mesma forma, o cumprimentando efusivamente e ele muito amável, passou o Comando a Tenente e a apresentou a Cia… Todos na posição de sentido, já que era um oficial…
• – . . . – Ela deu voz de descansar e devolveu o Comando ao Cap. Comandante… O Cap. a felicitou e parabenizou como nova integrante da Escola… Ela agradeceu e todos foram liberados… Eram 16:45… O Cap. falou comigo e disse, com muito respeito, Cap. C. Lyra o felicito pelo casamento e pela esposa linda e atenciosa que tem e que seja bem-vinda ao quartel… Nos despedimos e seguimos para o Gabinete do Comandante… Ele ainda trabalhava… E nos recebeu festivamente… Ele falou, já vamos embora… Eu fiquei curioso… Ele sorriu e percebeu o meu espanto… E logo em seguida disse: ‘Dispensei o motorista de vocês, ok… Eu disse que estava tudo bem… Ela fardada, toda linda e disse que não se importava em ir de ônibus… Ele pediu licença, mas vocês não irão de ônibus e disse: Meus Caros Oficiais farei uma visita a vocês, posso e por favor, Cap. olha o nosso café e o Subcomandante deu uma gostosa risada. …
• – . . . – Ela: Meu Comandante, sim pode e fico muito feliz…
• – . . . – E em seguida, me deu um abraço e me beijou nos lábios… o Comandante viu tudo isso, mas não recriminou. …
• – . . . – Ela prontamente põe-se em posição de sentido e pede desculpa pela atitude intempestiva de amor ao marido. …
• – . . . – Ele se levanta e diz: ‘Filha’, me sinto muito feliz por vocês dois. …
• – . . . – Eu amo muito vocês dois, Ok… Ela acabou chorando de felicidade… Ele, Comandante, a abraçou carinhosamente… E disse: Ten. Faça a recepção de despedida do Subcomandante, ok…
• – . . . – Te agradeço e seguiu para o pátio de formatura e o Corpo da Guarda já estava formada… Ela recebeu o Comando do Subtenente que era o responsável dessa atividade… Ele, Sra. Tenente, passo o Comando a Sra… Ela deu ordens de sentido, apresentou a Guarnição ao Subcomandante e este determinou missão cumprida, bateu continência e entrou no seu carro.
• – . . . – E a Tenente deu a missão por encerrada e o Sub Tenente perguntou qual era horário que o Comandante iria sair e ela disse em 15 minutos… Pois estava assinando vários documentos…
• SEXTO ATO. – – –
• – . . . – UMA AGRADÁVEL SURPRESA E VISITA RELÂMPAGO. – – –
• – . . . – O Corpo da Guarda foi dispensado e fui para o Gabinete do Comandante e ele estava conversando com o meu marido… Ele perguntou: Tenente Missão cumprida… Ela: Meu Comandante, missão cumprida com perfeição… Ele agradeceu… E disse: Vamos demorar mais meia hora, ok… Muitos documentos a assinar e analisar… Eu estava em minha mesa e ela, agora, na mesa dela… Nos olhávamos sempre e muito… E o Comandante sempre nos observando… E falou: ‘Meninos’ Vocês são maravilhosos. Fico maravilhado com o amor de vocês…
• – . . . – Já eram 17:50 e o Gen. Disse para que ela determinasse a formatura da guarda para término do expediente… A Tenente mandou reunir o Corpo da Guarda e solicitou a presença do carro do Comandante… Em cinco já estavam todos reunidos… O Subtenente deu voz de comando e apresentou a Guarnição à Tenente…
• – . . . – Ela deu voz de comando. Deu ordens de comando de apresentação de armas e se despediu do Comandante… E disse: Exmo. sr. Meu Comandante, passo o comando ao Exmo. Comandante… Ele bateu continência e deu como encerrado o expediente administrativo. …
• – . . . – Estávamos próximos e o Comandante determinou que ficássemos no banco de trás. nos mandou sentar na poltrona de trás e ele foi na frente… Ficamos surpresos… E no caminho disse: Cap e Ten. Tenho novidades para vocês, ok… Eu, curioso, Comandante novidades… Ele disse: Sim, Meu Filho…
• – . . . – Chegamos em casa, os pais dela já nos esperava na porta de casa, apreensivos com a demora… Sentiram aliviados com a chegada… Filhos, tudo bem… E o Comandante ao meu lado… Ela, sem saber como recepcioná-lo… Comandante o Sr. nos pegou de surpresa… Ele não se preocupe… Estou aqui para convidá-los para nossa formatura de oficialato de fim de ano… Posso contar com vocês…
• – . . . – Dia 18, coloca na agenda de vocês, um carro será destinado a vocês, Ok.
• – . . . – Ficamos na sala conversando por uma hora. O Comandante pediu para que eles autorizassem um documento para que a filha deles, durante quatro anos, fosse membro de oficial auxiliar da Escola.
• – . . . – Os pais dela ficaram felizes e admirados com o carinho e o amor do Comandante com a Chris. …
• – . . . – Perguntaram por que eles têm que autorizar já que ela é casada e tem o marido como mantenedor dela. … Ele, o Comandante, são normas regulamentares da Casa. … Abaixo de 21 anos, a não ser que ela seja legalmente emancipada. … Os pais têm que autorizar. … Ele, o Comandante, eu já autorizei e os senhores também. … O Capitão, marido, já autorizou e agora vocês. …
• – . . . – Os pais verdadeiros pegaram o documento e assinaram. …
• – . . . – Os pais, vieram e nos abraçaram com carinho e muito amor… E disseram: ‘Cap. obrigado por fazer a nossa filha muito feliz e você é o filho maravilhoso, postiço, que temos… E meu deu um beijo muito caloroso e a Cris me beijou com muito carinho…
• – . . . – E a mãe falou: Filhos o uniforme de vocês está lavado e passado e seu pai me ajudou… Ela, mãe, falou para nós, eu sei que vocês são adultos, inteligentes e cultos e estamos aprendendo muito com vocês. Sabe naquele dia que vocês fizeram amor próximo ao nosso quarto. …
• – . . . – Eu respirei profundo e a Cris ficou vermelha e disse: “Mãe….Por favor…”. Ela, a mãe, ‘Filha, também aprendemos muito com vocês dois e fizemos também, o mesmo que vocês praticaram lá, seu pai penetrou até na minha bundinha. …
• – . . . – Foi delicioso e ele gozou e comeu intensamente o meu cuzinho… Ficamos vermelho com este relato…
• – . . . – A Cris, Amor, caramba, minha mãe é doída… E a sinceridade dela e originalidade dela…
• – . . . – Fomos tirar os nossos uniformes e a Cris estava toda melada e foi colocar o nosso uniforme para lavar. A mãe disse: deixa comigo que eu ponho na máquina e a mãe percebeu que a calcinha estava com muito esperma… Ela lavou a mão… E o restante da roupa na máquina… Podíamos dormir até mais tarde e falamos para os pais dela que iríamos mais tarde… Eles deram Ok…
• Sétimo Ato. – – –
• – . . . – UM TESÃO IMENSO PELO MARIDO. – – –
• – . . . – Fomos tomar banho… E a Cris, Amor, estou toda melada… O nosso esperma escorreu todo pela perna e é por isso que eu sentia um forte melado em mim… será que alguém percebeu… Eu disse que não… Eu disse: “Amor”, você está um pouco cansada, neh, Amor… Ela: Por quê??? Amor… Estou muito desejoso de você… Ela, Amor, nem precisa falar, eu sou toda sua e principalmente sua esposa / mulher e amante… Ela sorriu e disse: Vem Amor… Fui, invadi a sua / minha ‘bucetinha’… Ela: Amor, já, senti um jato muito forte dentro de mim… Foi rápido… Ela: Amor, vou gozar, vou gozar, vou gozar e gritou forte demais e os pais dela foram bater na porta… ‘Filha’ Ela: está tudo bem pai… E ao sair do banho, o pai falou: ‘Filha’, você gritou forte e nos preocupou. …
• – . . . – Ela: ‘Ahhh, Pai, o Carlos penetrou tão gostosamente e lançou um jato muito gostoso em mim e logo em seguida em gozei e delirei muito de prazer…
• – . . . – A mãe sorriu muito divertida… E falou, não lhe disse: ‘Essa juventude parece que triplicou a produção deles’… o Pai sorriu e entrou para o quarto dele. … E a mãe falou: Se alimentem, Ok… agradecemos a atenção e pedimos desculpas do ocorrido… Ela, disse que não há problema, já que agora estou conhecendo mais a minha filha e foi para o quarto dela…
• – . . . – Fomos lanchar um pouco e a Cris fez um gostoso sanduiche para nós…
• – . . . – Fomos nos deitar e preparar o nosso uniforme, apesar de o carro vir nos buscar as 09 horas… Ela preparada e se deita em meu peito e disse: Amor, eu te amo demais, nunca esperava um homem como você aparecer e de imediato me fazer muito feliz e ser sua mulher logo de cara…
• – . . . – Amor, estava marcado em nossas vidas… Ela agradeceu a atenção…
• No próximo Capítulo. –
• C. F. Carlyle Lyra

19 views

Contos Eróticos relacionados

G H E – 17º CAPÍTULO – A MINHA GHE

• TEMA – GHE – CARINHO – AMOR – GRATIDÃO E PAIXÃO – 17º. - - - • Autor: C. F. Lyra; • Uma Autobiografia Real e Verdadeira • Personagens: Ghe (Paraense – 40 anos) – C. L....

LER CONTO

Boa esposa, Vizinha Casada, Evangélica e Agora Submissa!!!

Sou casado há vários anos, um casamento feliz em todos os sentidos, eu e minha esposa sempre nos entendemos muito bem, e sempre fui uma pessoa caseira, recatada e muito discreta, do tipo da pessoa...

LER CONTO

Viagem dos prazeres parte 1, Shika virando putinha de negão !

Olá, Me chamo Carlos tenho 30 anos 1,81 e 85 KG corpo definido pois malho, e minha esposa Shika tem 27 anos 1,67 e 59kg uma bunda bem durinha por conta da academia e peitos naturais de tamanho...

LER CONTO

Fudendo a novinha cabaço

Tudo aconteceu em 2015,  ficava sendo admirado por essa novinha  que vou chamar de kkkk, ela toda vez que eu saia na porta  vinha e ficava me olhando  até um dia que  consegui o número...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 5 + 5 = ?
ContosAdultos.Club - O seu site de Contos Eróticos
Se você gosta de ler contos eróticos ou contos adultos é o site perfeito para você. Aqui você vai ler contos sexuais reais, e o melhor de tudo é que o site é atualizado diariamente.
© 2022 - Contos adultos