website page counter
Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Contos adultos » Contos eróticos de travesti » A amiga dela veio morar na nossa casa – (Parte 4)

A amiga dela veio morar na nossa casa – (Parte 4)

Publicado em março 12, 2024 por Alesandro Pierinni

Continuando o sábado… Na nossa casa têm 3 quartos, casa antiga, porém reformada, mais modernizada, quintal grande, área gourmet com churrasqueira e no fundo do quintal um quartinho onde faço de escritório, com computadores e tal. Depois dessas transam loucas fui arrumar a casa, tava uma bagunça e como tava chovendo não iríamos sair, enfim, fui arrumar.

Comecei pela cozinha, pela bagunça que deixamos do dia anterior e fui esquentando o almoço, tínhamos feito churrasco e havia comida pronta, arrumei a mesa e fui chamar as meninas, a Eduarda estava dormindo no nosso quarto, a Júlia no quarto que deixamos pra ela, passei primeiro no quarto da Júlia, entrei sem bater, ela estava dormindo peladinha, de ladinho com aquela bunda gostosa pra porta, cheguei bem perto dela e chamei devagar, baixinho pra não assustá-la e ela foi virando devagar, meio que se espreguiçando e quando ficou de barriga pra cima o pau dela tava apontado pra cima, durão e vendo perguntei a ela o que houve e ela respondeu: “Estava sonhando com você me chupando até eu gozar!”, olhei pra ela e falei: “Sério? Então é bem fácil de realizar seu sonho!” Fui segurando o pau dela, acariciando, punhetando bem devagar, com muito tesão ela fechou os olhos e então eu comecei a passar a língua pelo pau dela, de baixo pra cima, ela soltou um gemido, me acomodei no meio das pernas dela, lambendo o pau dela, com a mão direita eu segurava aquela pau duro e com a mão esquerda segurava um peito dela.

Continuei passado a língua por todo pau dela, ela soltou mais um gemido, comecei a chupar e coloquei o dedo do meio, da mão esquerda na boca dela, ela chupava meu dedo, mamava o pau dela com vontade, tirei o dedo da boca dela e segurei o seio esquerdo, soltei a mão direita do pau dela e segurei o seio direito, segurando os peitos dela continuei mamando o pau dela, e mamava, chupava, lambia, até que senti o pau dela latejar na minha boca, achei que ela iria gozar, soltei os peitos dela e segurei o pau dela, com as duas mãos, punhetava ele na minha boca chupando ainda, ela segurava minha cabeça pressionando ela contra o pau dela, senti que ela iria gozar, parei de chupar e fiquei punhetando o pau dela passando a ponta da língua na cabecinha, quando passei a língua sobre o canal ela gozou, gozou muito, n tirei a ponta da língua de cima do canal, não estava pressionando, apenas encostadinha de leve, até mesmo para não sujar muito, ela parecia que não iria parar de gozar, punhetei no finalzinho, chupei q cabeça, jogou um pouco na minha boca e fui beijar a boca dela, me beijava com vontade, parecia que iria me engolir.

Fui no banheiro lavei a boca e falei pra ela tomar banho e descer pra almoçar, que eu iria acordar a Eduarda bem gostoso também e que dava tempo dela se arrumar, ela foi pro banho e fui pro meu quarto. Entrei no quarto e vi que a Eduarda estava de calcinha, fui tirando devagar, pra não acordar no susto, tirei e fui mexer no pau dela, passava a língua, lambendo, punhetando e ele tava ficando duro, ela estava de barriga pra cima, fui lambendo e o pau dela ficando duro e ela despertando, acariciou meu rosto e perguntou o que eu estava fazendo, respondi: “Te acordando, não está gostando de ser despertada assim?” e ela respondeu: “Pode continuar me despertando, é muito bom ser despertada assim, me despertando bem gostoso!”.

Comecei a mamar porque o pau dela já tava bem duro, mamava, lambia chupava, passava a língua do cuzinho dela a cabecinha e descia até o cuzinho de novo, fiquei ali chupando bem gostoso até que fui passar a língua de novo, fiz o movimento de descer até o cuzinho e subir até a cabecinha e na quarta vez que cheguei na cabecinha a Eduarda segurou minha cabeça, pressionou contra o pau dela com ele todo na minha boca e soltou um gemido, ela gozou na minha boca, bem na minha garganta, tive que mamar o pau dela e fui engolindo tudo, enquanto ela não acabou de gozar ela não soltou minha cabeça, não ficou uma gotinha se quer pra trás, me fez engolir tudo, quando ela soltou minha cabeça ainda fui chupando e lambendo pra não deixar nada, já tinha engolido tudo mesmo, fiz o trabalho por completo. Terminei e falei com ela pra tomar banho e descer também que o almoço estava pronto.

Desci, fui terminando de arrumar o que faltava, a Júlia desceu e foi na cozinha, me ajudou e assim que terminamos a Eduarda chegou, sentamos a mesa e almoçamos. Ficamos conversando por um tempinho e falei que iria arrumar a área da churrasqueira e ela ficaram lavando a louça e organizando a cozinha. Eu estava lá fora ainda e a Júlia chegou lá, continuei fazendo o serviço e ela sentou numa cadeira e ficou falando comigo, conversa vai, conversa bem, ela falou que ainda estava com tesão pelo que aconteceu de manhã e chegou bem próximo de mim, como se fosse me abraçar, foi beijando meu peito, descendo pela barriga, arrancou meu short e chegou no meu pau, começou a chupar.

Sentei em uma cadeira e ela de joelhos mamava, mamava com uma vontade louca, mamava olhando pra mim, com olhar de safada e eu olhando pra ela e falando que estava gostoso, ai mesmo que ela mamava, estava com muito tesão sim, segurei nos cabelos dela com força, ela soltou um som, como se fosse de dor, e continuou mamando com mais vontade ainda, ela me encheu de tesão.

Levantei tirando o short, debrucei ela na pia, tirei o short dela, abri a s pernas dela, fui abri do as nádegas dela já fazendo ela ficar bem empinadinha, mandei um linguadão no cuzinho dela, lambi bem molhado, cuzinho dela já tava piscando, levantei, segurei meu pau, passei no cuzinho dela pra cima e pra baixo, quando fui subindo com ele e senti que cheguei a cabeça no cuzinho dela empurrei bem devagar, fui empurrando bem devagar e foi entrando pouco a pouco, ela soltou um gemido, também a boca dela, fui empurrando até cravar meu pau todo no cuzinho dela, fui socando, eu tava cheio de tesão, fui socando e já fui segurando o pau dela, socava o cú e punhetava o pau dela ao mesmo tempo, tava duro o pau dela já, segurei os peitos dela e continuei socando, puxei ela pra cima, com meu corpo continuei mantendo ela empinada e continuei socando, fui indo em direção a cadeira onde ela estava sentada, sentei com ela no meu colo, abri as pernas, elas colocou as mãos nos meus joelhos e começou a quicar, dava umas olhadinha pra trás, com aquela cara de tesão, ela falou que iria gozar e eu também iria, coloquei ela sentada de frente pra mim continuei socando e fui buscando o pau dela com a boca, ela segurou o pau e guiou, comecei a chupar e continuei a socar o cuzinho dela, soltou um jato na minha boca, soltou outro, mais outro e outro e assim não me aguentei, abracei ela forte, gemia no ouvido dela e ela no meu falando pra eu gozar gostoso dentro dela e gozei, gozei muito, gozei muito mesmo, meu corpo ficou mole.

 

Ela levantou, colocou o short e foi pro banheiro dentro de casa, fui no banheiro da área ali de fora mesmo. Continuei na arrumação e a Eduarda aparece, eu estava lavando a pia, ela me abraça por trás, senti que ela estava de pau duro, continuei lavando a pia mas entrei para brincadeira dela, fiquei balançando o corpo pra direita e pra esquerda, como se estivesse caçando o pau dela, parei e mexi o corpo pra cima e pra baixo, como se punhetasse o pau dela, ela colocou o pau pra fora e abaixou meu short, olhei pra trás e perguntei o que ela queria e ela respondeu: “Seu cuzinho!”, empinei a bunda pra ela na mesma hora, ela abriu com as mãos e foi empurrando o pau duro no meu cú, ela deu uma cuspida na cabecinha, pincelou e enfiou, foi empurrando até entrar tudo e quando entrou tudo começou a socar e eu me empinei mais e ela foi socando.

Segurou meu pau e foi punhetando, durão de novo já, me empinei pra minha namorada e ela metendo, acariciando minhas costas, me beijando, sai da posição, me virei e beijei ela na boca, ficamos nos beijando ali por uns 5 minutos, abaixei e fiquei de “4” pra ela, eu sei que ela gosta quando fico nessa posição pra ela, ela mais dominante, fica com mais tesão, e eu também gosto de ficar nessa posição pra ela, eu sinto ela ficando com mais tesão, gosto de sentir ela dominando a transa em certos momentos, ela foi metendo, socando gostoso, batendo na minha bunda, eu já estava com muito tesão, me pau latejava já, eu dava umas olhadinhas pra trás e sorria pra ela, falava pra ela meter, ela sorria de volta e aumentava o movimento, eu continuava falando pra ela socar e ela socava, eu tava entregue ao tesão já, falei: “Vai, fode gostoso, fode gostoso meu cuzinho!” Isso olhado pra trás, cheio de tesão e me empinando mais pra ela, ela diminuiu o ritmo, enfiava tudo e tirava quase tudo, metia tudo bem devagar e voltava tirando bem devagar, meu pau latejava de tesão, ela foi aumentando o ritmo, senti o pau dela latejando dentro de mim, olhei pra ela e falei: “Goza, goza gostoso pra mim, vai goza bem lá dentro!” Ela começou o movimento normal, o pau dela latejava, parecia que ela tava se segurando, tava me enchendo de tesão, até que senti os jatos, senti aquele leite quentinho dentro de mim, escorrendo pelo meu cuzinho, sentia o pau dela dar cada jato.

Me levantei, fiquei de frente pra ela e ela começou a mamar meu pau, mamava com vontade, chupava gostoso, até que gozei, gozei na boca dela, foi pegando tudo, enchi a boca dela que foi engolindo, sugando meu pau e engolindo tudo, levantei ela e nos beijamos por um tempinho, sentimos nossos paus amolecer um por cima do outro, nem me vesti e fui pro banheiro ali de fora e ela foi pra dentro da casa. Me limpei de novo e voltei a arrumação. Acabei de arrumar o quintal, a área da churrasqueira, e fui pra dentro de casa, ninguém na cozinha, ninguém na sala e então subi pro quarto, já estava passando pela minha mente das duas estarem transando e eu me meter na foda, passei no quarto da Júlia e nada e fui para meu quarto, quando entrei no quarto as duas na casa, com aqueles conjuntos de cinta liga lindas, a Eduarda branquinha com uma preta e a Júlia de pele morena com uma amarela, fiquei na porta olhando, olhando e o pau ficando duro e elas chamando, fui correndo pro banheiro, tomei banho rápido e voltei, já pelado e de pau duro, claro que primeiro fui beijar a Eduarda, beijei ela na boca e com a mão na cintura da Júlia, meio que fui puxando ela e o beijo virou um gostoso beijo triplo, ficamos ali nos beijando e eu acariciando as duas, terminamos o beijo e fui pra cima da Eduarda, tirei a calcinha dela sem tirar o conjunto, tirei apenas a calcinha, fui mamar o pau dela, que estava meio duro já, fui mamando até ficar bem duro, foi rápido, fui subindo pelo corpo dela até chegar nos peitos, tirei o sutiã e mamei os dois, fui pra cima da Júlia, comecei tirando o sutiã e mamando os peitos, desci beijando pela barriguinha até chegar no pau, tirei também só a calcinha e fui mamando também até deixar bem duro.

Vieram as duas pra cima de mim, começaram a beijar meu corpo, cada uma fixou mamando e lambendo um mamilo meu, foram descendo, beijando minha barriga até chegar no pau, mamaram as duas juntas, se beijavam e mamavam ao mesmo tempo, muito gostoso, e foram mamando e chupando até que a Eduarda abriu minhas pernas e se encaixou entre elas me colocando na posição de “frango assado”, cravou o pau no meu cuzinho com vontade e quando fui gemer a Júlia empurrou o pau na minha boca, ainda gemi mas com o pau na boca, fui mamando, a Eduarda sacando com vontade e eu mamando a Júlia no mesmo ritmo, elas trocaram, a Eduarda tirou a camisinha e veio colocando o pau na minha boca e a Júlia cravando aquele pau quente no meu cú, socava gostoso, a mesma coisa eu fazia, mamava a Eduarda no ritmo , a Eduarda deitou de barriga pra cima e a Júlia foi me colocando de “4”, continuei mamando a Eduarda e fiquei todo empinadinho de “4” pra Júlia, que continuava socando gostoso, que pau gostoso, continuei na posição e a Júlia veio pro lugar da Eduarda, tirando a camisinha, e já fui caindo de boca no pau dela, parecia que a cada minuto o pau dela ficava mais duro, veiudo, a Eduarda cravou o pau no meu cuzinho de uma vez, soltei um gemidinho com o pau na boca.

A Eduarda foi colocando a camisinha no meu pau, eu de “4” ainda e foi se deitando de lado me puxando, puxei a Júlia pra minha frente, a Eduarda já cravou o pau em mim e foi socando e eu tava tentando ainda meter na Júlia, dei uma empinadinha nela e consegui, fizemos um “trenzinho”, ficamos um tempinho ali e a Eduarda trocou de posição com a Júlia, veio pra minha frente, já fui cravando na Eduarda e a Júlia também não perdeu tempo, deu uma enfiada gostosa no meu cuzinho, até dei uma olhada pra trás pra dar um beijo nela, tava fodendo gostoso, não queria mais que ela tirasse de dentro. Ficamos mais um tempinho ali, sai e coloquei a Eduarda de “4”, fui fodendo a Eduarda bem gostoso, a Júlia tirou a camisinha e ficou em pé na minha frente, fui mamar o pau dela e mamei, socava uma e mamava a outra, coloquei a mão por baixo e tirei a camisinha da Eduarda, fui punhetando o pau dela, coloquei a Júlia de “4” e a Eduarda veio pra minha frente e comecei a mamar o pau dela, mamava gostoso.

Deitei na cama e coloquei a Júlia sentada no meu pau de frente pra , ela foi quicando gostoso e a Eduarda se ajoelhou com o pau do lado do meu rosto, fui mamando o pau dela e as duas se beijando, a Júlia, fazia movimentos pra frente e pra trás, sentia o pau dela esfregando na minha barriga, fui acariciando como dava, com a mão esquerda, porque com a direita eu segurava o pau da Eduarda pra eu conseguir mamar. A Eduarda trocou de posição com a Júlia, sentou no meu pau e também ficou fazendo movimentos pra frente e pra trás, a Júlia trouxe aquele pau gostoso pra eu chupar, fiz a mesma coisa, acariciei o pau da Eduarda com a mão esquerda e segurava o da Júlia com a mão direita. Eu já estava ficando com vontade de gozar, acho que as meninas também, a Júlia já falava que queria gozar, tirei a Eduarda de cima e coloquei as duas sentadas uma de frente pra outra, juntei as duas picas e comecei a mamar as duas juntas, mamava, chupava, colocava as duas na boca e punhetava, até que gozaram, as duas juntinhas, jatos atrás de jatos, continuei chupando e pegando o que conseguia, as duas picas todas meladas, comecei a mamar uma depois a outra, as duas juntas de novo, até deixar limpinhas, sem vestígios de porra nenhuma, com a boa toda lambuzada. Me encheu de tesão isso, vieram as duas me mamar, só fechei os olhos e aproveitei, gozei muito, nem sei quem chutou mais ou menos, sei que gozei muito e elas mamaram tudo. Ficamos ali, deitados os 3, até a hora de ir tomar banho, aquele banho gostoso.

Leia outros Contos eróticos de travesti bem excitantes abaixo:

A amiga dela veio morar na nossa casa. (Parte 2)

Onde minha vida de cdzinha teve origem

28736 views

Contos Eróticos relacionados

Tesão de transa com a namorada

Uma história bem rapidinho, coisa que aconteceu esses dias. Cheguei em casa do trabalho, normalmente, dei um beijo na Eduarda e a Júlia ainda não tinha chegado. Subi a escada, fui pro banho e a...

LER CONTO

Meu melhor amigo travesti (Parte 2)

Continuando a parte 1... Acabamos a transa e fui tomar banho e ele veio em seguida. Tomamos banho juntos, até que foi gostoso o banho, terminei e saí, voltei ao quarto e sentei na cama e continuei...

LER CONTO

Arrombando A Sobrinha Virgem

Arrombando A Sobrinha Virgem

LER CONTO
  • Enviado por: Admin
  • ADS

Me Fode Papai

Me Fode Papai

LER CONTO
  • Enviado por: Admin
  • ADS

Minha Tia Tirou Meu Cabaço

Minha Tia Tirou Meu Cabaço

LER CONTO
  • Enviado por: Admin
  • ADS

Meu melhor amigo travesti (parte 3/final)

Como falei nas partes anteriores essa história se passou em janeiro de 2019 e no desenrolar da história o, até então, Eduardo conseguiu um estagio em Campinas, para começar em fevereiro de 2019...

LER CONTO

Minha única vez com Travesti

Nem sei por onde iniciar este conto... Mas, talvez o melhor seja eu me apresentar. Por questões óbvias vou me apresentar como Josef, hoje com 40 anos, 1,80 mt, moreno com corpo que se pode chamar de...

LER CONTO

Fui fêmea da minha namorada travesti

Contei aqui como começou minha relação com a Eduarda e pensei em não contar mais nada, porém hoje, dia 26 de março, aconteceu algo que ainda não havia acontecido e achei que vale a pena...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 4 + 5 = ?
ContosAdultos.Club - O seu site de Contos Eróticos
Se você gosta de ler contos eróticos ou contos adultos é o site perfeito para você. Aqui você vai ler contos sexuais reais, e o melhor de tudo é que o site é atualizado diariamente.
© 2024 - Contos adultos