Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Contos adultos » Contos eróticos gay » Tentação na pescaria

Tentação na pescaria

Publicado em março 15, 2020 por Marcelo

Desde muito novo, sempre tive tesão por meninos e meninas mas sempre mantive as aparências para as outras pessoas. Sempre me masturbei fantasiando situações com outros homens e até comprei um belo consolo pra tentar deixar tudo mais real. Hoje estou casado mas esses velhos hábitos continuam.

Nunca tive oportunidade de algo real com outro homem e até uns 40 dias atrás tudo isso era só fantasia. Mas uma viagem começou a mudar tudo. Moro em Curitiba e nos feriados normalmente aproveito pra viajar com meus dois cunhados, para acampar e pescar em alguns rios mais afastados da cidade.

Às vezes alguns amigos vão junto pra aumentar a bagunça e dividir as despesas Nessa viagem fomos pescar em 7 pessoas. Eu e meus cunhados fomos num carro e uns amigos deles foram em outro carro. Chegando no rio montamos acampamento, armamos as barracas e fomos dormir pra acordar cedo no sábado e pescar. Eu dormi na minha barraca, meus cunhados dormiram na deles, dois amigos deles em outra e os outros dois dormiram carro. Acordamos cedo e pescamos o dia inteiro.

À noite fizemos uma carne e ficamos comendo e bebendo em volta do fogo. Entre muita conversa, acabei comentando que não era muito forte pra beber e que o álcool me fazia apagar mesmo. Um dos amigos que dormiu no carro, o Jorge, falou que gostaria de dormir fácil assim. Ele reclamou um monte dos mosquitos e de como era ruim dormir no banco carro. Sem segundas intenções, falei que tinha espaço na minha barraca e ele prontamente aceitou.

Avisei que eu tinha sono pesado, que roncava e peidava muito, mas ele falou que não tinha problema e qualquer coisa colocava uma rolha em mim. Todos riram mas na minha cabeça já comecei a fantasiar. Tomei umas duas cervejas e achei melhor ir dormir. Mas não conseguia nem cochilar, já que o pessoal fazia a maior bagunça, bebendo e falando alto.

Com o tempo o barulho foi diminuindo e eu comecei a cochilar. Acordei com o Jorge entrando na barraca. Ele estava com a lanterna ligada procurando um espaço pra deitar. Eu não me mexi e fingi que estava dormindo. Ele se deitou ao meu lado e apagou a lanterna. Eu estava deitado de lado, com a bunda virada pra ele.

A partir daí já comecei a ficar excitado. Eu estava só de cueca (só durmo assim) e pude sentir um leve esbarrão na minha bunda. Fingi estar dormindo e logo depois senti outro toque. Como eu não reagia, ele foi se folgando cada vez mais e deixou sua mão encostada na minha bunda, fazendo uma pequena pressão, primeiro com as costas da mão e em seguida com a palma mesmo.

Em certo momento ele voltou a acender a lanterna e começou a alisar minha bunda. Eu já estava explodindo de tesão, mas continuei imóvel. Ele se virou de lado e começou a me encochar de leve. Eu não podia ver mas senti que ele estava com o pau pra fora, esfregando na minha bunda. Depois de um tempo assim ele se afastou um pouco e acredito que começou a se masturbar. Em certo momento ele começou a puxar a minha cueca, deixando ela enterrada de leve.

Acredito que ele gozou olhando e alisando a minha bunda. Logo ele apagou a lanterna e dormiu… Eu por outro lado demorei um monte pra pegar no sono, já que estava explodindo de tesão, louco pra me jogar em cima do Jorge, mas sem coragem. Quando acordei, ele já tinha se levantado. Só sei que naquele Domingo o cara não desgrudou de mim. Ficamos pescando e conversando o dia inteiro, mas em nenhum momento ele tocou em qualquer assunto referente a sexo. No fim do dia desmontamos o acampamento e já planejamos uma nova pescaria para o próximo feriado. Só fico na dúvida se vou pois ao mesmo tempo que gostaria de essa aventura com Jorge continuasse tenho muito medo dessa história vazar e chegar aos ouvidos dos meus cunhados.

Se quiser mandar uma sugestão pro meu email [email protected]

3113 views

Contos relacionados

Pego mamando pelo novo vizinho

Quanto mais o tempo passava, mais putinha eu ficava para o Maicon ( nome fantasia ) e começava a desejar mais, olhava nas ruas o volume de rapazes mais velhos e muitas vezes fantasiei em mamar ou ser...

LER CONTO

Conto erotico gay Amigos novinhos no sexo gostoso

Meu nome é victor tenho 18 anos, cabelos escuros, pele clara, corpo bem definido e lisinho, e o que eu vou contar aconteceu no ano passado com meus dois melhores amigos Felipe e Eduardo. Somos...

LER CONTO

Comi meu primo bundudo de quatro

Olá gente linda, meu nome é Jailton, tenho 29 anos, sou gay ativo e vou relatar neste conto gay como foi o dia em que eu comi meu primo bundudo no motel. A história é simples mas o sexo foi...

LER CONTO

Rebolando para o primo leiteiro

Após ter mamado o Maicon ( nome fantasia ) eu fiquei viciado, enquanto não estava chupando o pau dele, sonhava em estar chupando ou sentando até as bolas como havíamos combinado. Até tentamos em...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 5 + 2 = ?

Se você gosta de ler contos eróticos o contos adultos é o site perfeito para você. Aqui você vai ler contos sexuais reais, e o melhor de tudo é que o site é atualizado diariamente.

© 2020 - Contos adultos