Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Contos adultos » Contos de incesto » O dia que meu pai tirou minha virgindade

O dia que meu pai tirou minha virgindade

Publicado em setembro 16, 2019 por Amanda

Eu sou morena samba porno de olhos verdes, com um corpo bonito, sei que chamo atenção dos homens e pra falar a verdade, eu amo isso. Desde pequena meu pai sempre pedia para ver meus seios ou ver minha bucetinha quando minha mãe estava trabalhando, ele dizia que era pra saber se eu tinha tomado banho direitinho, mas conforme eu fui crescendo ele começou a por a mão, eu sabia que ele não deveria, mas eu gostava e ele sempre dizia que se eu contasse algo para a minha mãe, ele ia dizer que eu estava mentindo, eu nunca contei, até porque eu gostava dos carinhos .

Ele sempre era breve, passava a mão, fazia um carinho e saia, até porque minha mãe podia chegar em casa. Um dia fomos para a casa do campo, que ficava fechada no inverno e no verão não íamos lá limpar e aproveitar, nesse dia, minha mãe ficou ruim e não foi junto, então foi somente eu e meu pai. Limpamos a casa eu fui tomar banho no banheiro de baixo e ele no de cima, quando terminei, subi para o quarto para dormir e meu pai foi beber whisky na cozinha.

Então acordei com meu pai tirando minha roupa, na hora fiquei meio assustada, então ele disse: _ Calma filha, o pai vai só te fazer um carinho gostoso, você não é mais uma criança, precisa saber que é gostoso! então eu fiquei imóvel enquanto ele baixava levemente minha calcinha e me dava beijinhos na perna, cada vez que ele se aproximava da minha bucetinha eu enloquecía, ele continuava falando que ia me fazer mulher, que eu ia gostar de tudo e se eu quisesse que ele parasse, era só pedir.

Mas que parar que nada, eu estava amando aquilo, ninguém nunca tinha me tocado assim, meu Deus, era tão gostoso. Então ele colocou a boca na minha boceta e enquanto me chuva disse susurrando: _ papai vai te fazer mulher e você vai amar minha filha. Prontamente eu respondi que queria muito que ele me fizesse mulher, estava tão gostoso que eu mal conseguia falar, só esfregava mais a minha bucetinha na boca dele.

Então ele foi subindo a boca e chupando os meus seios enquanto dizia que eu era muito gostosa e que ele tinha muita sorte. Eu estava explodindo de prazer, então botei a minha mão no pau dele e ele deu uma gemida muito gostosa, fiquei toda arrepiada e ele disse falando no meu ouvido: _ você quer provar né minha putinha? so acenei com a cabeça, pois meu corpo todo tremia de tesao por aquele homem.

Ele colocou a mão no meu cabelo e puxando o meu cabelo levou minha cabeça até a rola dele, disse pra mim chupar, igual eu chupo um pirulito gostoso, eu por não ser mais criança, apesar de ser virgem até então, sabia o que era pra fazer e tentei retribuir ao máximo o carinho que ele tácame dando, eu só queria mais, minha bucetinha formigava de tesão, chupei aquele pau como se fosse a última coisa que eu ia fazer na vida e ele gemia de prazer, me chava de putinha, dizia o tempo todo que eu era muito gostosa e que ele ia me ensinar uma lição rei só querendo mais e mais, que delicia era tudo aquilo. Então ele disse chega, eu não aguento mais, preciso gozar gostoso e ainda quero te fazer mulher.

Ele me deitou na cama e disse, agora vai doer um pouquinho, mas depois você vai me agradecer por isso, aí ele enfiou o pau bem lentamente na minha bucetinha e doeu muito, mas ao mesmo tempo eu não queria decepcionar ele, então fingi que não estava doendo e mandei ele continuar, vi que estava sangrando e fiquei assustada, ele percebeu e disse para eu ficar calma, que era normal e que jaja ia passar, ele começou a foder mais rápido e a esfregar minha bucetinha com a mão, derretem-se ficou tão gostoso novamente e que eu não queria que ele parasse de jeito nenhum, comecei a gemer com ele e ele disse: – tá gostando vagabunda? Assim o pai não vai aguentar mais, você é gostosa de mais.

Então ele mandou eu abrir a boca que ia provar o leitinho dele, abri e ele gosou na minha boca e quando eu ia cuspir ele fechou a minha boca e disse: _ engole que o pai tá mandando. engoli tudinho e ele disse que se eu não contasse pra mãe, ele iria me agradar sempre que ele pudesse. Entoa nunca contei nada para ninguém, hoje faz quase um ano que quando minha mãe sai, ele vem me foder e é maravilhoso, amo foder com o meu pai e ele deu a eu foder com outros rapazes também, desde que eu sempre seja discreta e continue fodendo com ele!   espero que tenham gostado!

6553 views

Contos relacionados

Meu tio me comeu de quatro no meu quarto

Olá minha gente, firmeza? Meu nome é Nicole, tenho 23 anos, moro em Porto Alegre e hoje vou contar todos os detalhes do dia em que meu tio me comeu de quatro na minha cama. Este meu tio não é...

LER CONTO

Conto incesto com minha cunhada tarada

Enviado por: Moreninho Olá hoje vou contar-lhes um caso verídico que ainda esta acontecendo por isso dependendo dos desenrolar do que for acontecer voltarei pra contar mais algo... Enfim, o...

LER CONTO

Comi a mulher do meu primo

Quando adolescente bati muita punheta imaginando estar comendo a mulher do meu primo . Ela era uma loira, de olhos verdes e bem branquinha, peituda. Eles eram 10 anos mais velhos do que eu e eu era...

LER CONTO

Dando pro padastro e meio irmão

Minha família decidiu fazer uma viagem de fim de semana, para um hotel fazenda da região, com várias atividades campestres. Fomos eu, Carol de 18 anos, meu meio irmão Lucas (filho do meu padrasto)...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 5 + 3 = ?

Se você gosta de ler contos eróticos o contos adultos é o site perfeito para você. Aqui você vai ler contos sexuais reais, e o melhor de tudo é que o site é atualizado diariamente.

© 2019 - Contos adultos