website page counter
Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Contos adultos » Contos de incesto » NOVA TREPADA COM MEU VOVOZINHO TARADO

NOVA TREPADA COM MEU VOVOZINHO TARADO

Publicado em janeiro 6, 2023 por Ademir

NOVA TREPADA COM MEU VOVOZINHO TARADO.

Depois de mais de 20 dias curtindo o celular novo ganho do meu querido vovozinho em troca de uma boa trepada, voltei a necessitar dos préstimos do vovô, apareceu uma festa para ir e a mesada que o vovô me da mensalmente já havia acabado e eu tinha de ir a essa festa, pois ia estar cheias de gatos e serem domesticados rsrsrs, então fui a casa do vovô novamente atrás de grana, eu sabia que teria de deitar com o vovô para conseguir isso mas estava disposta a isso, ainda me lembrava perfeitamente das gozadas deliciosas que tive com o vovô a 20 dias atrás quando em troca do celular novo chupei e dei a buceta para o vovô pela 1a vez, até então eu tinha ficado só nas brincadeiras com o vovô para conseguir tirar grana dele rsrsr, e claro que eu preferia os gatos da faculdade, jovens e bonitos mas quando se tratava de grana, era com meu avozinho que eu preferia e naquele dia após as aulas, avisei minha mãe que ia visitar o vovô e lá fui eu, estava vestida com o uniforme da escola, uma sainha curta plissada azul, que deixavam uma boa porção das minhas coxas grosas e branquinhas a mostra, blusa branca apertada que realçava o volume dos meus seios durinhos e pontudos e uma gravatinha vermelha, rsrsr.

Para melhorar o visual e tornar mais sexy coloquei uma meia fina com cinta liga e calcinha pretas fio dental que adoro, pois entra por entre as nádegas me deixando com tesão todo o tempo rsrsr parecia uma colegial safadinha e chamava muito a atenção de todos os homens por onde eu passava, eu me divertia com isso, adorava chamar a atenção principalmente dos homens, fui assim rebolando a bundinha até chegar na casa do vovô, assim que abriu a porta e me viu, seu rosto se iluminou e me puxou para dentro todo contente me abraçando forte, nossa minha netinha querida, que saudades de você, e me levou ate o sofá, me fazendo sentar, fato que descobriu ainda mais minhas coxas, o vovô esbugalhou os olhos nas minhas pernas e disse, nossa como você está linda menina, como sempre meu avozinho estava usando uma bermuda samba canção bem larga rsrsr e já percebi um início de ereção rsrsr, era meu avô tarado sendo ele mesmo rsrsr, perguntou se eu estava curtindo o novo celular, sem tirar o olho das minhas coxas rsrsrs.

Confirmei que sim, amei o celular vovô brigada e sabendo o que viria a seguir, entrei logo no assunto, e disse a ele que precisava de um pouco de grana, ele perguntou da mesada que havia depositado recentemente, eu menti dizendo que tive de comprar algum material escolar e fiquei dura, ele perguntou quanto eu precisava, eu disse não sei vovô, quanto você me dar tá bom, mas acho que uns 300,00 já dá, ele concordou e sentou-se a meu lado, posou a mão atrevida sobre minha coxa lisinha e branquinha, senti um choque rsrsrs, comentou que estava com saudades pensando em nosso último encontro, quando aconteceu pela 1a vez a transa com ele, eu respondi que também estava com saudades, ele percebendo que eu estava me dispondo , começou a alisar minhas coxas e tentou me beijar, eu só pra atiçar e valorizar um pouco, disse a ele que a gente não podia fazer aquilo pois ele era meu avozinho querido e era pecado o que aconteceu da vez passada foi um erro, mas ele continuou a me alisar tentando beijar meu pescoço, eu me esquivava deixando ele mais tarado ainda, ai levou a mão até meu seio e apertou minhas tetas, eu segurei sua mão pedindo para ele parar mas ele insistiu, vamos meu bem, seja boazinha com o vovô, prometo que vou aumentar sua mesada e hoje em vez de 300 ti dou 500,00 ok, eu dei um sorriso maroto percebendo que meu plano estava funcionando, bancando a inocente disse , ho vovô que bom, como o sr é tão bonzinho, e soltei sua mão permitindo que ele amassasse meus seios durinhos, percebi que a cabeça do seu enorme cacete já aparecia pela perna da bermuda, o velho estava no papo rsrsr.

Me convidou para o quarto e lá me abraçou, novamente agora já de maneira diferente, não como avô e neta e sim como amantes, procurou minha boca enfiando a língua em um beijo longo enquanto alisava minha bunda por sob a sainha, o velho ofegava, louco de tesão, me desvencilhei do seu abraço, espera vovô, deixa eu tirar a roupa, quero que me sua opinião sobre as meias e cinta liga que estou usando, e comecei a me despir, o velho, parado a minha frente me olhava cheio de desejos com os olhos esbugalhados enquanto eu acabava de despir a saia e blusa ficando vestida somente de meias finas, cinta liga e calcinha pretas, os seios duros com bicos salientes nus a disposição dos olhos do vovô, o velho babava de tesão e percebi que seu pau pulava dentro da bermuda samba canção, e então vovô? Perguntei? Gostou da minha lingerie, ele balbuciou algo como: meu deus que delicia de garota e passando a língua nos lábios, se despiu liberando o enorme cacete duro apontando para mim rsrsr.

Como eu disse no outro conto meu avô tem quase 70 ano, corpo flácido já, barriga proeminente, era o contrário dos garotos da faculdade que eram musculosos, esguios e bonitos, mas o pinto do vovô era algo assim fora do comum, nenhum dos garotos da escola chegavam perto daquilo, era enorme e grosso, mais de 20 centímetros de comprimento e grosso como um frasco de desodorante, eu fiquei bem uns 3 dias com a buceta dolorida da nossa ultima transa mas lembro que gozei como nunca naquele cacete, ele se aproximou, me agarrou me chamando de putinha gostosa, me beijou apalpando meu corpo e foi me arrastando para a cama, tirou a língua da minha boca e caiu de boca nas minhas tetas mamando como um bebe faminto, nossa como era delicioso, sugou um hora outro bico apalpando minha buceta por sobre a calcinha, ai foi descendo com a língua pelo meu corpo tremulo, enfiou a língua em meu umbigo, lambeu minhas coxas e em volta da calcinha me deixando doida de tesão, ai devagar foi puxando minha calcinha até retirar pelos pés me deixando só de meias e cinta liga, o velho não se cansava de elogiar meu corpo, mordia e lambia tudo até finalmente chegar em minha buceta que a estas alturas estava babando de pura tesão, senti sua língua lambendo a testa da buceta com o corpo queimando de prazer na expectativa de sua língua chegar em meu grelo, ele abriu minhas coxas expondo totalmente minha buceta novinha, ele olhava fascinado para as carnes jovens e macias da minha buceta e devagar com toda a experiência que tinha, caiu de boca ali, senti sua língua grossa lambendo e sugando meu grelo me levando a loucura, em um sugada mais forte, tive o 1o orgasmo, mas ele não parou, enfiou a língua dentro de mim, chupando meus sucos do gozo, eu estava nas nuvens e gozei de novo, meu vovô tirou a língua da minha buceta e veio para cima de mim, senti a cabeça rombuda do seu cacete se encaixar entre os lábios da minha buceta e me contrai toda lembrando da dor da penetração daquele cacete.

Ele tentava pôr o pau pra dentro mas estava super contraída, ele me beijou e pediu para mim relaxar, abre a bucetinha para o vovô abre, eu relaxei um pouco e senti a cabeça do enorme cacete entrar devagar para dentro de mim, gemi de dor, ele me abraçou forte e pediu calma meu bem, esta entrando, eu sentia as paredes da minha buceta super esticada para agasalhar seu pinto, me agarrei a ele sentindo o cacete escorregando mais e mais até enterrar tudo me deixando sem fôlego, minha buceta estava totalmente preenchida com seu pinto, nossa como era grande, começou a se movimentar devagar me levando aos céus, era delicioso demais o tamanho daquilo, chegava tão fundo, metia devagar, olhando para meu rosto, meu avô era muito experiente e sabia como comer uma mulher, não era como aqueles moleques novinhos que assim que enfiavam o pinto na buceta gozavam me deixando a ver navios, mais umas estocadas e gozei no seu pau, um gozo longo e duradouro eu prendi ele com as pernas para mantê-lo enterrado no mais profundo de mim e me acabei no gozo, ele sentindo as contrações da minha buceta gozando, não aguentou e despejou um monte de porra dentro de mim, gozou um monte e descansou sobre meu corpo exausto, respirando com dificuldade, fiquei com medo que tivesse um infarto, mas foi acalmando e saiu de cima e de dentro de mim deitando-se ao meu lado, senti minha buceta encharcada vazando esperma do meu vovozinho, eu também estava exausta, tinha gozado 3 vezes já, cochilei um pouco e despertei com meu vovô me cutucando a bunda com seu pinto duro de novo, me virei rapidamente e disse não na bundinha não vovô, meu cuzinho continua virgem e não pretendo dar pra ninguém, ele me disse vamos minha netinha, da pra mim, sou louco por seu cuzinho virgem, não vovô, ainda não, a gente até pode negociar isso, o sr me da um carro e eu dou a bundinha para o sr, o que acha, ele pensou um pouco e disse que seria meio difícil pois não tinha tanta grana mas ia juntar, eu disse que assim que tivesse comprado o carro, minha bundinha virgem seria dele, ok ele disse até o fim do ano então, até lá consigo juntar o dinheiro, a gente estava no meio do ano, daqui a 6 meses então, concordei e ele me agarrou novamente me penetrando a buceta de novo, nossa como podia um velhote com quase 70 anos manter uma ereção dessas, acho que o vovô estava exagerando no viagra rsrsrs.

Tinha acabado de gozar dentro de mim e ali estava de novo com o pinto super duro escorregando para dentro da minha maltratada buceta, me ajeitei sob ele para acomodar melhor seu cacete e comecei a rebolar para ele gozar logo pois eu tinha um encontro com meu namorado logo mais, ele gemia dentro de mim e fodia gostoso eu me agarrei a ele gemendo e pedindo mais para aumentar o seu prazer e de repente em uma ultima estocada profunda, gozou, senti as contrações do seu cacete esporrando no mais fundo de mim e novamente gozei no seu gozo, ficamos assim agarrados até passar os espasmos do gozo e seu pinto começar a amolecer e escapar de dentro da minha buceta, imediatamente senti sua porra escorrer melando minhas coxas e os lençóis, me levantei da cama meia acabada acabada, havia gozado diversas vezes, cambaleando corri para o banheiro onde me lavei rapidamente, voltei para o quarto, buscar minhas roupas, meu avô continuava deitado peladão, agora com o pinto mole caído sobre a perna, estava mesmo exausto o velhinho rsrsr, tinha gozado 2 vezes na idade dele não é fácil, me vesti sob o olhar do meu avozinho, beijei ele nos lábios e disse que ia pegar a grana na sua carteira, ele concordou e me lembrou que podia vir sempre que quisesse e que fosse preparando para dar o cuzinho virgem para ele, eu sorri e prometi que estaria pronta, peguei na sua carteira todas as notas de 100 que encontrei, muito mais que os 500 que ele prometeu, mas eu merecia, não foi fácil agasalhar o cacete do vovô 2 vezes na bucetinha, estava dolorida e melada mas valeu a pena pois além de ter gozado diversas vezes ainda tinha conseguido bem uns 1.000,00, já estava preocupada quando teria de aguentar o seu pinto no cuzinho, mas por um carro estava disposta a tudo….

Veja outros contos de Contos de incesto e bem gostosos logo abaixo:

Minha esposa delícia fudeu com meu filho Guilherme.

CAPÍTULO 5 – REALIZANDO MEUS DESEJOS COM A PRIMINHA JAKE

23545 views

Contos Eróticos relacionados

Enrabando Minha Prima Novinha

Ola a todos venho compartilhar com voçês o que aconteceu comigo e minha prima. Me chamo M.... E minha prima chama S..... Eu tenho 30 anos e minha prima tem 15 anos, moro com meus pais minha prima...

LER CONTO

Filhos trocando de mães incestuosas – II

Vicente foi até a extensa varanda com vista pra lagoa pra encontrar sua mãe. Ela estava nua e com sapatos de salto alto, apenas uma camisola de tecido finíssimo dava um ar diáfano a beleza dela. ...

LER CONTO

O início de tudo – Tio Matias

O início de tudo Tio Matias Foi em um bairro de quinta categoria do Rio de Janeiro. Minha mãe decidiu ir para São Paulo com o novo homem dela e me deu para meu pai me criar. Simples assim. ...

LER CONTO

Conto de incesto Transei com meu tio

Enviado por: Bianca Bom como já disse sou ruiva , magrinha peito grande e bunda média Nessas férias fui passar um tempo na casa dos meu tios (já fazia um bom tempo q eu não ia lá ) Assim q...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 2 + 3 = ?
ContosAdultos.Club - O seu site de Contos Eróticos
Se você gosta de ler contos eróticos ou contos adultos é o site perfeito para você. Aqui você vai ler contos sexuais reais, e o melhor de tudo é que o site é atualizado diariamente.
© 2023 - Contos adultos