Comi minha sobrinha safada no sofá da sala

Meu nome é Francisco, tenho 42 anos, a história que eu vou contar a seguir é do dia que eu comi minha sobrinha gostosa de apenas 19 anos de idade.

Todas pessoas da minha família são evangélicas, com exceção de mim e desta sobrinha safada. Certo dia a família marcou um almoço na casa de minha mãe onde todos parentes foram para conversar e orar. Eu e esta sobrinha mesmo não sendo evangélicos fomos para reencontrar os familiares.

Almoçamos, conversamos bastante, tudo normal, até que certo momento toda a família se reuniu no terraço da casa para orar. Eu como não sou crente fiquei na sala assistindo um jogo do Flamengo que estava passando e logo após minha sobrinha também chegou na sala para me fazer companhia.

Eu já sonhei comendo minha sobrinha várias vezes pois ela é uma ninfeta bem gostosa, morena, magrinha e peituda, do jeito que eu gosto. Quando ela se aproximou de mim eu já fiquei excitado lembrando dos sonhos que tive com ela.

Ela sentou ao meu lado, falou oi tio e alisou as minhas coxas, eu falei não faz isso que eu fico animado e ela deu uma risadinha, logo eu vi que ela estava com segundas intenções.

Comi minha sobrinha safada no sofá da sala

Quando percebi que ela estava com segundas intenções eu não pensei em mais nada, só em foder aquela safada então eu falei: “Sabia que eu já sonhei diversas vezes com você?” ela disse: “como foi estes sonhos” eu disse:“Tenho vergonha de falar prefiro mostrar” ela falou: “então pode mostrar”.

Depois disto eu fui pra cima da safada sem pensar duas vezes, não tive medo nenhum de alguém aparecer pois o tesão estava falando mais alto, tirei toda sua roupa sem falar nada e já fui metendo a pica na buceta da safada que estava lisinha pronta para uma transa gostosa.

Após alguns minutos ela queria que eu parasse pois estava com medo de alguém aparecer, então eu peguei um pano que tinha no sofá, enrolei sobre a gente e soquei a pica nela de ladinho.

Acabou que eu gozei de ladinho mesmo e ninguém apareceu para atrapalhar.

Depois disto eu já transei com minha sobrinha outras vezes, sempre que nossa família se encontra a gente dar um jeitinho de foder. Mas essa história que eu contei foi a primeira vez que eu comi minha sobrinha, dia inesquecível, como falam: “A primeira vez a gente nunca esquece”.

conto erotico sobrinha
conto erotico sobrinha