website page counter
Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Contos adultos » Contos eróticos de corno » Depravando a viuvinha – Parte I

Depravando a viuvinha – Parte I

Publicado em novembro 29, 2022 por Helga Shagger

Gil estava esperando o sinal abrir quando viu sua esposa Gisele e seu cunhado Guto passarem por ele. Gil se lembrou que tinha que avisá-la sobre a recepção mais tarde e aproveitando que o sinal naquele local demorava bastante ligou para a esposa.
-Oi! Gisel, eu queria…
-Oi amor, ainda estou aqui na loja. Mas daqui a pouco vou a uma reuniaõzinha. Não vou poder almoçar com você…

Gil sentiu um arrepio ao mesmo tempo que estava surpreso!! O quê ela estava dizendo?? Que porra de mentira era aquela?! Mil idéias afloraram a cabeça de Gil. Tudo bem com o que houve duas noites atrás. Foi tudo um acidente. Gisele o traíra porque estava bêbada e ele fora obrigado a consentir. Mas…e agora? Por que dizer que estava na loja, já que ela e Guto passaram correndo na frente dele!!
-Tá bem! Eu só queria te lembrar do coquetel de hoje a noite…- disse, disfarçando.
-Ah, sim!- respondeu Gisele. – Um beijo, tchau!

Por uma daquelas grandes coincidências, Gil ainda mantinha o celular colado na orelha feito um abobalhado. Mesmo quando o sinal abriu ainda estava ele na mesma posição, até que alguém lhe buzinou e ele voltou a si e largou o telefone em cima do assento…sem desligá-lo!!
Por outro lado, Gisele se distraia acariciando os cabelos da nuca de seu irmãozinho-amante enquanto falava surpreendida com o maridinho e quando terminou, a grande coincidência aconteceu! Ela depositou o celular no colo…sem desligá-lo!

Gil decidiu segui-los. Em minutos os alcançou devido ao tráfego lento. Ele tinha mil coisas a resolver, mas aquela ali era mais importante, porém ele teria que dar uns telefones cancelando alguns compromissos.
-…huuuumm! você já tá durinho!! aaaah, como eu gosto disso…eu acho que não posso viver sem tua piroquinha! Deixa eu tirar ela pra fora…
-Calma, calma!! Tô morrendo de tesão pela minha maninha!! Mas…já …calma amorzinho assim me atrapalha…já vamos… você é louca….alguém pode nos…ver…aaaah!! Maninha boqueteira…goossstooosa!!

Gil, novamente ficou paralisado. Estava a beira de uma crise nervosa!! Não, não podia ser! Aquilo deveria ser linha cruzada de outro casal!! com certeza…
– Hoje só vou querer tomar leitinho!! Tô toda assada!! O corninho do Gil estava indócil ontem a noite…

Foi a gota d´água pro Gil! A certeza lhe cobriu o rosto junto com o calafrio!! A sorte dele é que o transito tinha parado naquele momento, pois por uns breves minutos o monstro vingativo do ciúme tomou conta dele, fazendo Gil esmurrar diversa vezes o volante e urrar feito um touro chifrudo. Poucas pessoas notaram essa atitude dele, devido ao insulfilm, da mesma forma que não viam, a poucos metros à frente, a boca gulosa de Giselle procurando sugar toda a essência de seu irmão através da sua piroca!!

Quando o tráfego finalmente deslanchou, Guto e Gisele seguiram seu destino, enquanto duas fileira de carros atrás deles ficavam paradas devido a um motorista de um Alfa Romeo estar incapacitado para dirigir devido a uma passageira crise de nervos!

Quando Gil conseguiu se controlar com ajuda das pessoas, ele tentou encontrá-los, mas em vão. Apesar do ar-condicionado Gil suava profusamente. Então ele se lembrou do celular! Ao fundo, baixinho, mas perfeitamente audível, ele escutou.
-…como tá vermelhinho maninha!!…você disse que só eu que comia teu cusinho!!- exclama Guto fixando fascinado o olhinho do cu da irmãzinha que espalmava para os lados as bandas da carnuda bunda para a visão dele!
-Não dou mesmo!! Só pra você!! Está vermelho assim devido a depilação…

Gil escuta o dialogo ainda confuso em seu raciocínio, mas pouco a pouco vai percebendo um outro caráter de sua esposa e de repente percebe o quanto ele estava alheio do comportamento dela.
-Ainda bem que ela engana o irmão ao dizer que não me dá o cuzinho!…Mas…mas…só fui comê-la analmente ontem pela primeira vez… e só depois que o Ruddi a deflorou…deflorou?? Mas… mas como? Cadela!! Rampeira descarada!! Eu pensando que tudo acontecera pela primeira vez a duas noites atrás quando eu pedi a ela que fosse gentil com o Ruddi…e acabou acontecendo aquilo!! Aaah! meu deus!! Como sou burro!! Eu pensando que tinha uma bonequinha fiel dentro de casa!! Vagabunda!! Ela já vinha me traindo com o próprio irmão!! Vou matá-la!!- pensava furioso Gil estacionado em alguma viela enquanto escutava o diálogo da própria esposinha lhe traindo!!
– Goooostoooso irmãozinho….aaah! como voce faz gostosinho!!!…essa tua lingua me mata!! Vai..vai, mete mais…enfia mais…mais fundo!! Faz meu cuzinho pedir por tua…rola…agora!!

Foi demais. Gil teve outra crise nervosa seguida de convulsões de choro. Só se acalmou depois de um tempo e ter vomitado o que tinha e o que não tinha!!

Eram quinze horas quando Gisele desfilando pelos corredores daquele luxuoso shopping fazendo homens e mulheres se voltarem para admirá-la. Gisele estava acostumada aquilo desde muito cedo. Já fora Miss de seu estado e por pouco não ganhou o Miss mundo.
Teve mil homens a seus pés e também algumas mulheres, mas nunca provou das suas sexualidades. Casou virgem com Gil, seu príncipe encantado na época. Sua sexualidade só aflorou quando descobriu sua paixão pelo irmão Augusto!!
Mesmo assim toda luxuria de seu ser foi forçada de um modo até simpático, pelo chefe de seu irmão. Este homem, um verdadeiro canalha em sua concepção, a induzira, lhe ensinando cada passo de como ela tinha que usar seu corpo para satisfazê-lo. O chefe de seu irmão descobrira o caso entre ela e o irmão e desde então vinha lhe chantageando, fazendo-a objeto de seus desejos! Fora ele realmente quem primeiro gozou em sua boquinha e lhe comeu a bundinha.

Gisele vinha pensando qual roupa elas iria usar. Será que Ruddi estaria lá também? Ela preferia que não. Não queria mais trair seu irmãozinho, além de fazer isso com Rafer, o chefe dele.
-Gisele, o Gil está no teu escritório…

Ao fechar a porta do escritório Gisele achou estranho de Gil estar de óculos escuros. Ao se aproximar para lhe dar um beijo recebeu o primeiro tapa!
Antes de sair da surpresa enquanto se equilibrava pra não cair recebeu o segundo e bem mais forte que o primeiro! Gisele sentiu a ardência ao lado do belo olho esquerdo, que agora se tornava bem avermelhado em volta.

Ela então foi se ligando, enquanto Gil despejava um monte de insultos em seu rosto bem perto do dele. Ele tinha descoberto tudo! Tudo entre ela e o irmão! E que não fora Ruddi o primeiro a sodomizá-la!
-Foi o Guto!! Seu próprio irmão, vagabunda!! Como pôde?? Dar pro Ruddi, eu entendo!! Mas fazer com o próprio irmão!! Você é nojenta! Doente!! Vou me divorciar e todo mundo vai ficar sabendo!!

O pavor tomou conta de Gisele. Isso fez com que ela se desmanchasse em lágrimas!!
Se fosse um outro homem qualquer, todos aceitariam numa boa!! Mas o próprio irmão!! Isso era até contra-lei!

Gisele pela primeira vez se deu conta de seus atos. Estava definitivamente perdida! Só um milagre a salvaria! Ela tinha que convencer Gil que tudo era um estado de loucura dela. Que ela na verdade precisava de ajuda! Ela tentava falar isso tudo pra ele aos borbotões!!
-Sr. Gil! Tem dois cavalheiros aqui querendo falar consigo! – ecoou o interfone.

O reboliço entre os esposos pararam. Gil tinha cancelado todos os compromissos e não sabia quem eram.
-Eles dizem que é a respeito da licitação da Petrobrás. – soou a voz do interfone.
Bom, esse pessoal não podia esperar – pensou Gil. Então ele teria que resolver aquele caso da Gisele e o irmão depois.
-Se arrume! Não saia de perto de mim. Vem junto comigo! Toma, põe estes óculos! Putona!

Respondendo a recepcionista, Gil disse:
-Por favor, peça pra eles me encontrarem dentro de cinco minutos do lado de fora do Chez Castel.

Gil e Gisele estão sentados numa mesinha ao ar livre, de frente um ao outro. Gil está morbidamente feliz dizendo a sua quase ex-esposa o quanto ela será infeliz dali em diante, etc etc. Gisele está tão assustada que só escuta apreensiva e se controlando ao extremo pra não chorar!!
-…e também não vou lhe deixar nada! Nada! Se tentar alguma coisa, a lei me protegerá devido ao seu incesto, puta vagabunda!!
Gisele tentava não olhar pra Gil. As pessoas ao lado pareciam felizes, enquanto ela estava ali escutando sua anunciada desgraça!!

Um faxineiro se aproximou pelas costas de Gil com uma garrafa grande de água mineral e de repente não se sabe como, sem nenhum barulho, a garrafa estourou molhando todo mundo à volta e respingando de sangue parte do ombro direito de Gisele.
Lentamente Gil foi se curvando pra frente e abruptamente bateu com a cabeça na quina da mesinha e tombou pro chão!
Gisele ainda viu, e foi a única, quando o olho esquerdo e parte do osso acima dele voarem despedaçados com a enxurrada de sangue logo atrás saindo do rosto de Gil!!

O velório foi com o caixão fechado. A causa do assassinato ainda estava sendo investigada, mas o modo com aconteceu já era sabido. Coisa de profissionais. O assassino encostou o cano da arma na garrafa plástica cheia d´água, abafando assim o estouro do disparo. E ao molhar todo mundo ninguém notava quando ele se afastava ou se lembrava dele.

Gisele sabia quem mandou matar Gil. Se não a mataram também, então estava tudo terminado, ela seria deixada em paz. Enfim, estava livre e herdeira daquele corno babaca que queria vingar-se de uma maneira excessivamente maléfica. “Que queime no inferno!!” pensava Gisele enquanto o caixão baixou pro fundo da terra.

-Larissa e Ju! Levem o pai de Gil com vocês lá pra casa. Vou com Gisele até a loja apanhar uns documentos. – disse Guto pra esposa e pra filhinha de quatorze anos.
Juliana era filha de Augusto e de sua paixão quando ele tinha quinze anos. Aos dezesseis anos ele era pai. A mãe de Ju morreu no parto.

Guto estava casado a três anos com Larissa, tão bela quanto sua irmã . Ele desconfiava que ela o estava traindo. Mas a súbita paixão dele pela própria irmã o fazia esquecer-se de ir a fundo à investigação dessa presumível infidelidade de Larissa, cópia fiel do modelo Luana Piovani.
Sua filhinha, um pouco espevitadinha, como qualquer adolescente com os hormônios libidinosos a flor da pele, poderia se dizer que se parecia bastante com a atriz ninfeta Sâmara Fillipo.

A mãe de Gil não pode comparecer ao enterro. O pai dele, se chamava Olavo, um homem ainda atlético nos seus cinqüenta e poucos anos de cabelos totalmente grisalhos, que lhe davam um ar de nobreza e autoridade. Suas sobrancelhas começavam a embranquecer, mas sua pele era de um tonalidade corada bronzeada. Era ainda um praticante de esportes.

Após chegarem a casa de Guto e Larissa e se acomodarem, Larissa lembrou-se que Guto tinha lhe pedido pra apanhar uma valise com roupas de Gisele. Porém, ela não queria entrar em aposentos de um morto, quase fresco! Alguma coisa a fazia se arrepiar toda.
-Bom, eu posso ir até lá. Também verei o que posso levar para lembrarmos dele. Aaah…meu filho…meu pobre filho…
-Eu vou junto com o senhor – disse Juliana.

Devido toda a atmosfera fúnebre, pareciam que todos andavam, falavam e agiam muito silenciosamente. Ju e o cinqüentão pouco se falaram. Abriram a porta do luxuoso apartamento e iam se dirigindo para o quarto quando ambos escutaram murmúrios. Ju, um pouco mais afoita, avançou até a suite com Olavo logo atrás e através da fresta da porta semi aberta viram Gisele em toda sua esplendorosa beleza, vestida apenas com as pretas meias lhe cobrindo até a metade das coxas, sentando e rebolando com o pênis do irmão entrando e saindo de seu anus!!

Com o rosto transparecendo todo o êxtase que estava sentindo, Gisele tinha os olhos semi-cerrados, os braços acima da cabeça, com as mãos segurando os longos pescoços dos cisnes esculpidos no espelho da cama de casal, serviam de apoio para que ela tivesse total movimento das ancas que rebolava suave e sensualmente, subindo e descendo, de um lado pra outro , sugando e expelindo a rolona de seu irmão!!

Ju e Olavo viam espantados a cena sem acreditar no que viam e sem entender como e por que os dois irmãos estavam alí, após o enterro do marido da viúva, copulando como antigos amantes!.
Mas eram irmãos!! Nesse momento Gisele elevando a anca ficou com quase todo o pênis de Guto exposto, mantendo só glande dentro do cuzinho, em seguida foi descendo lentamente e quando tinha tudo dentro de si deu umas reboladas suave de início e depois mais vigorosamente e ambos começaram a respirar mais forte e gemer cada vez mais alto!! Estavam gozando!.

Convido meus leitores a visitar meu bloghttp://eternahelgashagger.blogspot.com.br/ ou http://eternahelga.blogs.sapo.pt/ onde encontrarão esses contos devidamente ilustrados. Obrigada

Leia outros Contos eróticos de corno bem excitantes abaixo:

Meu irmão descobriu que sou corno e aproveitou da situação

Levei meu primo para casa e minha mulher deu um presente para ele que não dava para mim

4936 views

Contos Eróticos relacionados

AFRICANO FODE MINHA BUNDA, NA FRENTE DO CORNO.

Bom dia a todos. Podem me chamarem do que quiserem, pois não ligo. Se quiserem me julgar, tudo bem. Se acham errado, fodam-se. Ser corno conformado foi a melhor coisa que me aconteceu até hoje. Quem...

LER CONTO

CLARA, DONA DE CASA: FÉRIAS E PRAIA – 01

A DESCOBERTA: Clara é uma dona de casa de 40 e poucos anos, tem 3 filhos, dois meninos, um de 23, o caçula de 15 e uma menina com 18 anos. Sempre foi dedicada aos filhos e ao esposo. O marido...

LER CONTO

VIAGEM DO PRAZER COM MINHA ESPOSA

VIAGEM DO PRAZER COM MINHA ESPOSA No inicio do ano 2019, eu de férias, minha esposa desempregada, aguardando uma proposta de emprego, resolvi convidá-la para uma viagem de laser, ela adorou a...

LER CONTO

Quarto errado mulher errada

Ola pessoal novamente aqui para contar o que ocorreu comigo neste final de 2020 Festa de final de ano reunimos entre casais de amigos, sem nada de mais só amizade dia 29 de dezembro, o lugar...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 4 + 1 = ?
ContosAdultos.Club - O seu site de Contos Eróticos
Se você gosta de ler contos eróticos ou contos adultos é o site perfeito para você. Aqui você vai ler contos sexuais reais, e o melhor de tudo é que o site é atualizado diariamente.
© 2023 - Contos adultos