Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Contos adultos » Contos eróticos picantes » Um Show de Vizinha

Um Show de Vizinha

Publicado em janeiro 8, 2021 por J. R. King

Em 2018, uma amiga de infância da minha mãe se mudou para o nosso condomínio. Seu nome era Vanessa, 37 anos, 1,67m, loira, com uma bundinha bem gostosa e peitos maravilhosos. Ela havia se mudado pois tinha acabado de separar do seu marido, e veio morar com os seus dois filhos.

Ela e minha mãe eram amigas inseparáveis, então eu via ela praticamente todo dia. Eu até achava ela um tesão, mas tentava me controlar. Porém, Vanessa sempre foi do tipo de curtir agitação, e agora que ela tava solteira, isso aumentou mais ainda. Ela saía quase todo dia, e sempre vinha pra minha mãe contar as histórias delas com os homens que ela dormia a noite. Eu com os meus 18 anos, tesão a flor da pele, só escutava de longe me imaginando comendo aquela gostosa que tinha o dobro da minha idade.

Continua depois da publicidade

Tudo começou a mudar quando em 2019 ela botou silicone nos peitos. Aí que eu já não me aguentava mais. Ela que já era toda gostosa agora tinha ficado mais ainda com aqueles peitões todo durinho andando pela minha casa. Eu não aguentava mais.

Um dia, eu tava mexendo no meu Tinder, quando de surpresa ela apareceu nas minhas opções. Tava lá ela, com um monte de fotos toda gostosa só biquíni, com certeza devia dar muito match. Foi então que eu decidi arriscar, dei logo um superlike pra ela saber que eu curti, e logo um tempo depois apareceu o match!

Eu não acreditei que ela tinha realmente aceitado. Ela já chegou de conversinha, escreveu “Olha o abuso, menino kkkk imagina se sua mãe descobre que tu tá dando match comigo kkkk.” Então eu já digitei “Ué, não posso dar like em uma mulher gostosa não? Kkkk além disso, você também deu like” E ela respondeu “Que isso kkk.”

Continua depois da publicidade

Começamos então a conversar pelo Tinder. No começo ela fez jogo duro, dizia que era só brincadeira. Mas então as nossas conversas foram ficando mais picantes. Ela começou a me mandar foto da marquinha do bronzeado, me manda foto só de sutiã e calcinha perguntando se tava bonito, essas coisas. Quando ela ia na minha mãe, a gente ficava se olhando, como se tivéssemos um segredo só nosso. E eu doido para comer ela.

Foi então que eu resolvi abrir o jogo pra ela. Falei que já não aguentava mais só ficar de papinho, que eu queria comê-la bem gostoso. E ela disse também que tava doida pra me dar, mas a gente tinha que ser cauteloso, pois nem minha mãe ou os filhos dela podiam descobrir.

Um dia, a minha mãe saiu de casa, e quando eu comentei isso com ela, ela já chegou chamando “Vem agora, meus filhos tão no colégio. Tô cheia de tesão.”. Saí correndo pro apartamento dela, que ficava no andar debaixo do nosso apartamento e toquei a campainha.

Ela já abriu a porta com uma camisola quase transparente, toda justinha com aqueles peitos deliciosos quase saltando pra fora. Ela começou a me beijar e só deu tempo de empurrar a porta com o meu pé. Ela me beijava deliciosamente enquanto eu apertava aquela bunda maravilhosa e apalpava os seus seios.

Depois, ela me levou direto pro quarto dela e mandou eu tirar a roupa. Quando eu já tava todo pela e com o meu pau trincando de tanto tesão ela começou a me chupar. Foi aí que eu descobri o que era realmente foder com uma mulher experiente. Ela fez o boquete mais perfeito de toda a minha vida, não tinha nem 2 minutos e eu já tava quase gozando.

Ela então pegou uma camisinha na gaveta e botou no meu pau, e mandou eu comer ela bem forte. Comecei a fodê-la de quatro bem forte. Ela gemia e gritava de tanto tesão. Eu apertava aqueles peitos delas que mal cabiam nas minhas mãos. Depois eu virei ela e continuei metendo. A gente se beijava, ela me mordia, me arranhava, eu chupava os peitos delas.

Foi então que ela me pediu pra comer o cuzinho dela e se virou de novo. Ela pegou um lubrificante e lambuzou meu pau todo e passou um pouco naquele cu gostoso dela. Eu comecei a meter devagarinho, tava bem apertada. Ela começou a gemer de dor, mas pediu pra eu meter mais. Meti por trás dela por mais uns 5 minutos, até que finalmente gozei dentro dela, foi uma sensação maravilhosa ver a minha porra escorrendo pela bunda da Vanessa.

Depois que a gente terminou, ela mandou eu ir embora logo, antes que levantasse suspeita. Depois daquele dia, a gente se viu mais algumas vezes. Ela adorava ficar me provocando quando eu ia na casa dela ou ela na minha, mas nunca deixamos ninguém descobrir. Eu saía de casa quase toda semana com alguma desculpa diferente e ia comer a Vanessa na casa dela enquanto os filhos não tavam. Até que finalmente a Vanessa arrumou um namorado da idade dela, e a gente parou com as nossas horas de diversão.

Fim.

7594 views

Contos relacionados

Transando na obra com dois pedreiros

Olá, meu nome é Liziane, tenho 30 anos e sou solteira. Separada, na verdade. A história que eu vou contar é do dia em que eu terminei  transando na obra . Há mais de três anos que eu não...

LER CONTO

Pagando uma dívida com a filha – parte 1

Primeiro dia - O banho     Seu Tomas era um agricultor que morava no interior, em um povoado rural de uma grande cidade. Era um homem honesto e honrado, trabalhava duro para...

LER CONTO

Rapidinha nº 79… a mais delícia que já dei

Rapidinha 79... a mais delícia que já dei… que dei   Olás! Sou Tatiane de batismo, Tati para os amigos, putinha para os íntimos.  Sou morena tipo tudo no tamanho exato, nem...

LER CONTO

Comendo a mãe do amigo de trabalho

Olá gente, meu nome é Rafael, tenho 25 anos e neste conto erótico vou relatar como foi o dia em que eu terminei comendo a mãe do amigo que pediu para eu ir na casa dele. A história começou...

LER CONTO

1 - Comentário(s)

  • luis 08/01/2021 20:49

    Muito bom esse conto

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 1 + 5 = ?

Se você gosta de ler contos eróticos o contos adultos é o site perfeito para você. Aqui você vai ler contos sexuais reais, e o melhor de tudo é que o site é atualizado diariamente.

© 2021 - Contos adultos