Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Contos adultos » Contos eróticos gay » Um Anjo em minha Vida

Um Anjo em minha Vida

Publicado em maio 6, 2022 por Paulo Henrique do Nascimento

Permita que eu me apresento meu nome é Osvaldo sou um homem de meia idade 50 anos de idades minha esposa Maria tem  30 anos sou  vinte anos mais velho que ela  moramos em um sitio no  interior apos um acidente de trabalho recebi uma pequena indenização aonde eu  comprei este sitio para morar com minha esposa  tudo no interior é diferente  os ares são mais leve as coisas acontece mais lento que na capital   lugar muito sossegado  aonde se dorme cedo e acorda de madrugada com o cantar dos galos e passarinhos   respirar este ar puro nos faz ter longevidade em nossa vida . 

Quando precisamos de algo diferente que não tem no sitio pedimos emprestado aos  vizinhos  se precisar buscar algo na venda que tem aqui e não puder ir pedimos para um garoto ir comprar tipo um moto Boys da capital tem um aqui com o nome de Tadeu um garoto muito educado e  esperto com seus 17 anos  filho de um senhor Justino com Dona Maria tudo que ele ganha fazendo favores  suas economias ele  ajuda seus paí que trabalha cuidando de animais e lavouras em uma fazenda  sempre que preciso  buscar  remédio ou algo   diferente ou pegar encomenda ele esta a disposição , Esta noite tive uma sensação diferente com minha esposa  ela estava radiante como sempre muito sex com sua camisola transparente  sem sutiã com os peitos a mostra  sua boceta pequenina e raspadinha  como sempre ela me levava a loucura  com sua dancinha sensual e depois fazia eu lambuzar sua boceta com minha linguá colocar meu pau em  sua bunda colocando dentro fora esfregando em seu rego até na sua bunda até eu colocar na portinha de seu cu e empurrar até o fim mas eu notei que alguns dias eu comecei a dar algumas falhas e demorar e meu pau amolecer

Foi num destes dias que minha esposa tinha que ir até a cidade comprar alguns utensílios para casa  eu inventei de fazer algo diferente para janta mas os ingredientes que eu precisava não tinha  foi ai que eu lembrei do jovem Tadeu sai para fora  para ver se eu via ele mas não o vi então fui ate sua casa sua mãe falou que ele estava no riacho que tem no fundo da casa deles fui chamar ele para ir de bicicleta  buscar na venda para mim  chegando no riacho eu notei ele encostado em uma grande pedra se masturbando com seu pau enorme   conforme ele batia a punheta ele se espreguiçava com que estava quase gozando contos mais ele batia eu ficava muito mexido esperei ele gozar se vestir e alguns minutos eu apareci e conversei com ele se podia fazer este favor mas tinha que ser rápido para eu preparar para a janta  ele diz sim que já ia antes de ir ele me falou que eu não percebi quando eu mijei que molhei a calça mas não era urina  eu gozei na calça só de ver ele se masturbando   com aquele membro grade

Continua depois da publicidade
 

Em casa eu estava a todo vapor mexendo na cozinha quando tocou o telefone era minha esposa Maria avisando que iria posar na casa de sua mãe pois teria  que refazer alguns exames e teria que ficar por uma semana  como ela não levou roupa iria usar  roupa de sua irmã que tem mesmo tamanho corpo quase igual  fiquei muito triste queria que este jantar seria muito romântico pois na ultima transa ela ficou meio chateada  mas comecei a ter algumas lembranças  quando eu fui chamar Tadeu no riacho aquela cena não saia da cabeça ele batendo uma bela de uma punheta  me sentia exitado com aquilo  coisa mais estranha  apesar que quando eu era menino e brincava de esconde esconde com outros meninos  tinha um tal de Joaquim que gostava de se esconder comigo e ficava esfregando seu pau pequeno na minha pequena bunda  mas isto fazia muitos anos , Quando voltei a si Tadeu estava me chamando eu para  entregar os ingredientes que faltava para eu fazer uma comida diferente palmitos e cogumelos  mas nada disto importava eu ainda fui meio rude com ele parecia que ele era o culpado  por minha esposa não estar ali para jantar comigo  ele ia  se retirando quando eu o chamei de volta e pedi  desculpa  ofereci suco para ele para me redimir da minha falta de educação ele aceitou sentou  para beber seu suco e descansar um pouco da correria que fez para mim

Ele também senti-o falta de minha esposa e perguntou sobre ela  tive que dizer que ela foi ver a mãe dela não podia dizer que tinha ido ao médico não sabia que ela teria  o jovem Tadeu se levantou se espreguiçou levantando seus dois braços para cima e fez formar um grande  volume em sua bermuda foi ai que me exitou mais ainda tentei ser discreto mas não consegui então eu perguntei para ele se alguma vez ele teve relacionamento com pessoa do mesmo sexo ele gaguejou enrolou  não quiz me responder mas mostrou  que deu aparecer que estava com vontade cheguei bem perto dele peguei em sua mão estava tremula  e quente  foi então que eu o beijei com  muita vontade  ele respondeu me apertando forte  senti  seu pau pulsando querendo sai do shorts  eu também estava de pau duro bem diferente quando estava transando com minha esposa   ele  estava começando a me levar a loucura esfregava seu pau enorme em minhas coxas eu estava ficando de pernas  bambas  então ele retirou sua enorme rola para fora e me fez chupar igual a um bezerro desnutrido  socava cada vez mais forte até chegar ao fundo de minha garganta enquanto isto eu me batia  uma punheta   então eu retirei minha roupa toda  ele também eu   fique encostado na parede ele veio por trás de mim e com uma mão ele apertava minha bunda a outra ele esfregava seu pau nas minhas coxas então ele pegou um pouco de margarina que estava em cima da mesa passou na minha bunda na porta de meu cu e  passou na cabeça de seu pau  ajeitou e começou a empurrar foi entrando entrando até que chegou bater as bolas na bunda ele começou a socar de vaga rinho foi  aumentando mais forte mais forte quando eu dei conta estava metendo com força  tirava colocava fazia eu delirar  me colocou de posição de frango assado e me penetrou novamente deixando livre para eu bater uma punheta para acompanhar sua estocada em minha bunda  ele começou a socar mais rápido virando os olhos e estava quase gozando  tirou seu pau de meu rabo e começou a punheta em direção a meu rosto quando ele gozou  muito loucamente  me fazendo tomar um banho de porra quente   eu também acabei de gozar a porra estava escorrendo no vão de minha bunda estava  muito satisfeito  com aquela transa que me fez  Tadeu saiu de minha casa dizendo que se eu precisar de favor só chamar se precisar de uma boa foda ele estará  a disposição mas não cobraria o cache ,

Continua depois da publicidade
 

16137 views

Contos relacionados

A CAÇADA

Olá,  sou anny (fictício) vou contar pra voces quando e como eu dei pela primeira vez de verdade, fui literalmente arrombado perdendo meu cabacinho, digo isso porque já aos sete anos eu já dava...

LER CONTO

Fogo e Paixão

Quando era mais novo e estava no ensino médio , conheci um mano no colégio, veio de Minas com a mãe dele , e a gente começou a conversar , e aos poucos nos identificamos em certas paradas , como...

LER CONTO

Comida e arrombada pelo caseiro do sítio 1

COMIDA E ARROMBADA PELO CASEIRO DO SITIO1 Oi gente, to de volta depois de muito tempo sem escrever. Bom sem muita conversa mole, a um mês atrás fui passar uns dias num sitio de uma tia minha em...

LER CONTO

Tirando o atraso do irmão da igreja – 1

Me denomino pelo pseudo DeoG24 e vou contar um caso que me aconteceu há uns 5 anos, qd eu morava com minha mãe e meu irmão mais velho... Minha familia sempre foi ligada a evangelicos, mas eu não...

LER CONTO

De Noite Meu Primo se Aproveitou de Mim

Quando eu era mais jovem eu ia sempre visitar minhas tias por parte de pai porque meu pai era separado da minha mãe, e uma vez fui passar férias na casa de uma tia, e ficou de eu dormir no mesmo...

LER CONTO

Primeiro contato com outro homem

Olá, me chamo Carlos, sou de SC e hoje vou contar para vocês como foi meu primeiro contato com outro homem. Tenho 25 anos, porém na época em que se passa esse conto, eu tinha 17 anos. ...

LER CONTO

O dia em que virei putinha de negrão, e amei!!!

Eu o David crescemos juntos no mesmo prédio e éramos inseparáveis na infância. Jogávamos futebol, empinávamos pipa e fazíamos todas as outras brincadeiras que dizem ser típicas de meninos....

LER CONTO

Comi meu primo bundudo de quatro

Olá gente linda, meu nome é Jailton, tenho 29 anos, sou gay ativo e vou relatar neste conto gay como foi o dia em que eu comi meu primo bundudo no motel. A história é simples mas o sexo foi...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 4 + 5 = ?

Se você gosta de ler contos eróticos o contos adultos é o site perfeito para você. Aqui você vai ler contos sexuais reais, e o melhor de tudo é que o site é atualizado diariamente.

© 2022 - Contos adultos