Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Contos adultos » Contos eróticos de corno » Tudo começou com uma massagem tântrica

Tudo começou com uma massagem tântrica

Publicado em fevereiro 20, 2020 por Neto

Bom pessoal,

Sou o Neto, tenho 51 anos, engenheiro, um bom porte físico, mesmo já sendo um coroa e vou narrar uma estória que me aconteceu a pouco tempo.

Sou de Recife e atualmente moro numa cidade da Mata Sul do estado de Pernambuco, viajei muito trabalhando por este Brasil a fora. Quando morei em Belo Horizonte – MG em 2011, conheci pela primeira vez a massagem tântrica e me apaixonei pela prática desta massagem de origem indiana e terminei fazendo um curso básico, pois sempre fui um entusiasta no que se refere a massagens.

Mais vamos ao que interessa, alguns anos depois casei pela segunda vez e atualmente moro numa cidade do interior cerca de 110 Km de Recife e há uns 6 meses passei a prestar serviços de consultoria a uma empresa local. O dono Caio ( Nome fictício) é um homem já dos seus 55 anos e casado com uma moça bem mais jovem que ele, Letícia (Fictício), é uma mulher aloirada, falsa magra, um belo par de seios e um bumbum bem empinado, mas nunca a observei com má intenções, aliás uma mulher casada e esposa do meu ” chefe” digamos assim, até por que criamos uma relação de amizade.

Em uma das nossas viagens, conversando sobre putaria, confessei a ele o quanto sou um entusiasta por massagens e principalmente sobre a tântrica, e daí expliquei que a massagem tântrica ela não é erótica mas tem uma conotação de erotismo considerável e comentei das minhas experiências como massagista, deixando claro que as oportunidades que apliquei a tântrica foi sempre com mulheres, o que na tântrica chama-se Yoni.

Passados uns 15 dias minha esposa viajou com nossos filhos para visitar a mãe em Recife e terminei ficando, pois tinha tido uma semana assoberbada de muito trabalho. Era um sábado de muito calor e todos sabem que cidades interioranas não se tem muito o que fazer. Nisso meu celular toca e era Caio, convidando para que fosse passar o dia no seu sítio, aleguei que estava cansado e afim de descansar e agradeci o convite, mas Caio terminou insistindo, pois sabia que minha esposa tinha viajado. Então tomei um banho, coloquei uma bermuda e levei consigo uma sunga, lá no sítio passa um rio e tem uma cachoeira, realmente um lugar lindo.

Ao chegar fui muito bem recebido pelo casal de anfitriões, já conhecia a Letícia. Caio pediu que me sentisse a vontade e colocasse a sunga para tomar umas cervejas e um bom banho de cachoeira, o que aceitei prontamente, o calor estava demais neste sábado.

Letícia pediu licença para buscar as cervejas e preparar uns petiscos. No retorno trazendo as cervejas e petiscos fiquei em êxtase, Letícia veio vestida com uma saída de banho transparente e por baixo um minúsculo biquíni vermelho contrastando com sua pela branca e cabelos aloirados. Confesso que fiquei fascinado com tanta beleza e elegância. Começamos a beber e conversar, quando ela tirou a saída de banho e aproveitou para pegar um bronze. Galera, aquela bunda linda e empinada de frente aos meus olhos me deixou completamente excitado e fui tomar um banho para tentar relaxar, pois não tinha como disfarçar o volume sob minha sunga. Da onde estava notei que os dois riam e conversavam baixinho, voltei depois de ter acalmado os ânimos … Rsrsrsr e continuamos na cerveja e conversando.

Em determinado momento Caio foi para o interior da casa e ao retornar falou que teria que ir a Caruaru mais que eu ficasse a vontade e aproveitasse o sábado, que Letícia faria companhia a mim. Confesso que fui tomado por uma excitação enorme só de imaginar de ficar naquele paraíso na companhia da Letícia.

Enfim Caio nos deixou e continuamos na beira do rio bebendo e conversando quando Letícia pediu para passar o bronzeador nela. Ela deitada de bruços e lá foi eu espalhando o bronzeador pelas suas costas e ombros quando ela pediu que passasse também o bronzeador no seu bumbum. Gente, minha pica quase que pulava pra fora da sunga e minhas mãos trêmulas de tanto tesão, e observei que ela notou o volume do meu pau, pois estava de sunga branca o que realçava bem o volume da minha pica, pois tenho uma pica de normal para grande e a cabeça bem grossa.

Fiquei meio que sem graça e foi quando a Letícia comentou que Caio falou que eu aplicava massagem tântrica e que ela ficou muito curiosa sobre o assunto e pediu para explicar como é que funciona a tântrica. Bom, expliquei a ela com detalhes deixando claro que não é uma massagem erótica, porém tem uma dose de muito erotismo, já que a mulher tem que ficar despida e recebe toques na área genital e pode vir a chegar ao orgasmo. Senti que ela ficou muito excitada no decorrer das minhas explicações e perguntou se eu poderia aplicar a massagem nela. Falei que não me sentiria a vontade, já que Caio tinha viajado e que além da minha relação profissional tinha uma grande amizade a ele, e que seria inadequado a massagem e ela retrucou – me dizendo que Caio criou a viagem como pretexto para que a massagem fosse feita e a condição dele era saber depois com detalhes a experiência dela com a tântrica. Então me senti a vontade e falei que sim, que faria a massagem nela mais que no momento não tinha óleo ou creme de massagem.

Letícia falou com ar de riso que se fosse por isso não deixaria de tomar a massagem e que tinha óleo e creme, pois bem, adentramos na casa e ela me levou até o quarto do casal e falou que tomaria uma ducha, fiquei ali aguardando e com o pau duríssimo, quando ela aparece enrolada numa toalha e com um pote de óleo.

Pedi que tirasse a toalha e deitasse de bruços o que ela fez prontamente e iniciei a massagem com as pontas dos dedos em suas costas , ombros, pernas e finalmente naquela bunda maravilhosa, provocando arrepios e notei sua respiração ofegante. Sentindo que a Letícia já estava totalmente entregue ao prazer, passei a explorar mais a sua bunda e iniciei uma massagem naquele cuzinho rosado e na sua buceta, e que buceta, enorme e extremamente greluda, aliás, adoro uma buceta greluda.

Depois pedi que ficasse de frente e comecei novamente com as pontas dos dedos a massageá-la e concentrei em seu belo par de seios, durinhos e biquinhos duros e rosados. Finalmente cheguei naquela buceta enorme, suculenta e greluda e ela gozou várias vezes e passou a gritar e me chamar de safado, gostoso, tarado, etc e tal.

Em determinado momento minha pica de tão dura saiu de lado da sunga e ela começou a me masturbar e elogiando que fazia tempo que não via uma pica grossa e cabeçuda ( segundo a foto da minha pica aí postada no conto) e começou a me chupar, ali já não tinha mais massagem tântrica, era sacanagem pura e pedi para ela abrir bem as pernas e retribui com uma bela chupada naquele grelo enorme.

Ela gozou mais uma vez e pediu para que eu enfiasse meu caralho na sua buceta . Ela de quatro e eu comendo com força aquela buceta e depois pediu que comesse seu cuzinho, passei óleo no seu cuzinho e na minha pica e arrombei seu cuzinho e enchi todinho de porra. Foi uma experiência inesquecível.

Aos homens casados ou casais que queiram experimentar tal experiência, entrem em contato e deixe seus emails. Responderei a todos. A massagem é exclusivamente para as mulheres.

Espero que tenham gostado.

6074 views

Contos relacionados

SOU CORNO E ADORO VER MINHA ESPOSA DANDO A BUNDA.

Bom dia de quinta a todos. Meu nome é ricardo, casado com vera e moramos no Recife. temos na faixa dos 45 anos, já coroas e bem cuidados. Somos um casal liberal e adoramos fazer contatos com pessoas...

LER CONTO

Convenci minha mulher a dar para outro

Olá, meu nome é Paulo e a história que vou contar é incrível e aconteceu comigo há um mês. Considero-me um cara de muita sorte, tenho trinta anos e sou empresário em São Paulo onde moramos. ...

LER CONTO

De Esposa Evangélica e Comportada á Uma Puta Safada

Enviado por: Dotado Safado O relato que vou contar agora já aconteceu a alguns tempo, mais revela e muito como passei a gostar de descobrir a verdadeira mulher (desejo, vontade sem medo de...

LER CONTO

Convenci meu Marido a dar o cú junto comigo,meu Corno manso!

Enviado por: Júlia Olá queridos leitores, o que venho contar aqui é o que anda acontecendo na minha vida e na minha do meu corninho,me chamo Julia tenho 27anos sou loira ,rabuda,e muito...

LER CONTO

4 - Comentário(s)

  • Neto 25/03/2020 20:05

    Caro Edson, Entre em contato comigo pelo e-mail lá eu passo meu whatsaap e conversamos melhor. Abraços, Neto

  • Edson 25/03/2020 01:00

    Oi Neto também tenho esse fetiche de vê um cara fazendo essa massagem na minha esposa porém ela ainda não aceita ela é um pouco tímida pra isso tem alguma dica de como eu converser Elá a fazer essa massagem e depois fuder bem gostoso com o massagista

  • José Carlos Dutra 18/03/2020 00:19

    Olá boa noite Neto, td bem? Eu li o seu conto e gostei muito, me identifiquei com ele, já recebi esse tipo de massagem feita por mulheres, e como acabei fazendo amizade com algumas delas, elas permitiram que eu as massageassem tbm, me deram uns toques sobre alguns pontos específicos, já toquei nesse assunto com minha esposa, sobre eu fazer nela, mas ela nunca mostrou muito interesse, de uns tempos pra cá as coisas estão mudando e eu acho que vou conseguir, não fizemos nada ainda, caso tenha algum conselho, dica, ou algo relacionado e quiser compartilhar comigo ficarei agradecido, se tiver fotos tbm eu gostaria de receber, sem revelar a identidade das pessoas é claro. Boa noite e até logo.

  • Neto 21/02/2020 18:39

    Bom meus amigos, aqui é o Neto, quem escreveu o conto. Esqueci de deixar meu email: [email protected] Se algum casal ou mulher que tiver interesse em saber mais sobre a tântrica ou conhecê-la na prática, escrevam que responderei a todos. Abraços, Neto.

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 3 + 2 = ?

Se você gosta de ler contos eróticos o contos adultos é o site perfeito para você. Aqui você vai ler contos sexuais reais, e o melhor de tudo é que o site é atualizado diariamente.

© 2020 - Contos adultos