website page counter
Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Contos adultos » Contos eróticos gay » TREPADA COM O NEGRO DO SITIO

TREPADA COM O NEGRO DO SITIO

Publicado em dezembro 5, 2022 por Ademir

TREPADA COM O NEGRO DO SITIO

Como já mencionei aqui,perdi o cabaço do cuzinho para o meu tio Pedro quando era bem novo e esqueci o assunto até meus 32 anos já casado e pai de 2 meninas, eu me lembrava as vezes do acontecido com meu tio e sentia grande tesão, até me masturbava lembrando das deliciosas penetrações do meu tio em meu cuzinho, porem depois daquilo nunca mais dei pra ninguém até que surgiu nova oportunidade; o pessoal da empresa onde trabalho resolveu passar uns dias em uma chácara alugada e me convidaram, não sou dado a estas reuniões pois não bebo nada de álcool e o pessoal quando se junta e sempre pra encher a cara porem desta vez resolvi ir também.

na data marcada, fomos para a tal chácara que era muito bem montado, com piscina, campo de futebol e afins mas o que mais me chamou a atenção foi o caseiro que nos recebeu, um negro enorme, tão preto que até brilhava, mas extremamente simpático, estava vestido de regata e um shorts largo que deixava seus músculos dos braços e coxas a mostra,nossa que homem grande, me chamou a atenção a mala que dava pra perceber nitidamente sob o shorts, tem um pinto enorme pensei, o negro muito gentil nos recebeu cordialmente e nos ajudou a descarregar as bagagens e já dentro da casa, percebemos que as camas não eram suficientes para todos, estávamos em 8 pessoas e só havia 7 camas; o negro muito gentil informou que em seu quartinho que era separado da casa grande, havia um colchão sobrando e se ofereceu para trazer até a casa grande e eu imediatamente já antevendo uma provável aventura com o negro me prontifiquei a dormir lá mesmo no seu quartinho se ele não se importasse.

O negro informou que não havia problema algum, que eu poderia dormir em seu quarto sim e acertado o problema de cama, o pessoal começou com a bebedeira e a farrear na piscina, eu que não bebo, fiquei ali batendo papo com o caseiro que me disse chamar-se Paulo, abri um refrigerante e ofereci ao negro que também não bebia álcool e ficamos ali no papo enquanto ele preparava os espetos de carne para a churrasqueira, fiquei sabendo que o negro era casado e estava ali só para ganhar um dinheirinho extra para arrendar um sítio em sua terra para plantar pois era agricultor; conversamos bastante e na hora de dormir, meus amigos já estavam todos bêbados cada um dormindo em um canto, fui tomar um banho e procurei me limpar bem caso houvesse algo com o negro.

Entrei no quartinho e ele já havia deixado o colchão pronto para mim, estava só de cueca e eu pude perceber o volume na frente; para atiçar o negro, falei que tinha um sono muito pesado e do jeito que estava cansado nem terremoto ia me acordar, e perguntei se ele se importava de eu dormir nu pois estava muito calor, ele disse que tudo bem e eu me deitei de lado de costas para ele me cobrindo com um lençol leve e imediatamente comecei a ressonar fingindo dormir e em uma virada estratégica puxei o lençol deixando minha bundinha descoberta para o negro ver, eu sou magro mas tenho uma bundinha carnuda e arredondada, bem firme e sem pelos no corpo, só tenho um pouco de pelos no peito e assim de ladinho com a bundinha branquinha e lisinha.

Tive certeza que o negro estava de olho, mexia a bunda de vez em quando só para atiçar o homem e não demorou muito, senti sua mão pesada e quente pousar sobre minha nádega nua, me arrepiei todo e fiquei na expectativa esperando, o negro começou a acariciar minha bunda deliciosamente, eu sentia suas mãos enorme e firmes apertando minhas nádegas e seu dedo atrevido entrando entre elas e alisando meu cuzinho que piscava loucamente, senti algo úmido me tocando e percebi que era a língua do negro me lambendo a bunda e abrindo minhas nádegas, enfiou a língua até o meu cuzinho que piscou de tesão ai o homem me lambia e enfiava os dedos em mim até me lubrificar bastante sempre espiando pra ver se eu estava dormindo rsrsrsr, eu continuava fingindo, logo depois senti o negro se deitando ao meu lado e senti a enorme do seu pau se encaixando entre minhas nádegas, uma delicia, eu sentia a cabeça rombuda do seu cacete escorregando entre minha nádegas quase me fazendo gozar.

Ai sentindo a ponta do pau encaixado na entrada do meu cuzinho,empurrei a bunda para trás de encontro a ele bem de leve e senti a cabeça escorregar para dentro do meu cuzinho , entrou e se acomodou, eu quase dei um grito de dor pois era enorme, eu sentia meu cuzinho extremamente esticado para acomodar a cabeça do seu cacete, ele assim que sentiu o calor e aperto do meu cuzinho em torno do seu pau, começou a empurrar o membro para dentro de mim bem devagar, eu mordia o travesseiro para não gritar de dor mas continuei fingindo dormir, levou uma eternidade para ele enfiar todo o pau mas assim que senti seu saco encostando em minha bunda, percebi que estava todo atolado, a dor era intensa mas o tesão maior ainda, e eu consegui continuar fingindo que dormia mas minha vontade era de gritar.

Dei uma mexidinha para acomodar seu enorme pau dentro de mim e comecei a morder seu pau com as paredes super esticada do cuzinho e ele ficou ali gemendo sem meter por uns 10 minutos e teve um orgasmo assustador, gemia e me apertava com as pernas e braços poderosos, gozou tanto que a porra escapava dos lados, quase desmaiei de tesão com a gozada do negro, nossa como tinha porra aquele pinto; fiquei ali mordendo seu pau até sair todo o leite dentro de mim, ai o negro se aquietou e foi tirando o pinto de dentro de mi bem devagar, senti sua porra escorrendo pelas minhas nádegas e o negro levantou e foi dormir me deixando ali todo melado; quando ouvi ele ressonar dormindo, me levantei e fui ao banheiro me limpar, o esperma ainda escorria de dentro, a gozada do homem tinha sido abundante e o cuzinho estava todo dolorido da penetração, fui dormir e nas 2 noites seguinte, ele meteu em mim de novo diversas vezes sempre achando que eu estava dormindo, que homem delicioso,, deixou saudades e meu cu todo aberto e dolorido rsrsrsr

Leia outros Contos eróticos gay bem excitantes abaixo:

Sexo na ponte

O coroa do site me comeu (Fantasia)

5669 views

Contos Eróticos relacionados

Perdi minha virgindade com meu melhor amigo em seu carro

Olá, meu nome é Arthur, tenho 18 anos e o que vou contar agora aconteceu a um pouco mais de dois anos com meu melhor amigo . Em um dos cursos que fazia no meu dia, acabei conhecendo um rapaz...

LER CONTO

Tentação na pescaria

Desde muito novo, sempre tive tesão por meninos e meninas mas sempre mantive as aparências para as outras pessoas. Sempre me masturbei fantasiando situações com outros homens e até comprei um...

LER CONTO

Presidiario roubou meu carro e fudeu meu cu

Hoje trago algo fresquinho pra vocês. Ontem fui levar mantimento para o meu avo que mora no interior,quando estava próximo da entrada da cidade um homem entra na frente do carro e aponta a arma...

LER CONTO

Perdi a virgindade no cú

Meu nome é Fernando, tenho 51 anos, e resolvi contar o que aconteceu comigo alguns dias átras. É a primeira vez que escrevo , então irei tentar resumir toda  história para não ficar extensa...

LER CONTO

1 - Comentário(s)

  • Mato Grosso 7 11/12/2022 13:15

    Delícia ficou muito bom

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 3 + 4 = ?
ContosAdultos.Club - O seu site de Contos Eróticos
Se você gosta de ler contos eróticos ou contos adultos é o site perfeito para você. Aqui você vai ler contos sexuais reais, e o melhor de tudo é que o site é atualizado diariamente.
© 2023 - Contos adultos