Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]

sexo noturno

Publicado em abril 23, 2020 por Bad bitch

sempre quis escrever um conto, mas não tenho certeza se sou bem sexual. A historia que vou contar aconteceu recentemente.
Eu me chamo Adriano (nome fictício) , tenho 1,70cm, olhos castanhos médio, cabelos ondulados e um corpo normal, pernas e bunda grande, barriga sem definição e não muito grande, meu pau é médio, tenho 21 anos. Conheci um cara por um aplicativo e estávamos marcando de ficar, um sexo casual. Chamei um uber e fui, chegando la fiquei de boca aberta, o cara tem 1,90cm e é um negro muito lindo, magro, cabelos crespos estilo black e uma boca que chamava atenção. Fomos para o quarto dele e tinha uma decoração bem interessante, tinha imagens de africanos e orixás. Ele começou beijando minha boca, um beijo bem molhado, o que é ótimo quando estamos com tesão, eu cheguei dizendo que era atv e ele disse que tava tudo bem, me pediu para se entregar e deixar tudo acontecer. Ele começou e me colocar buços na cama e fazia carinho com a boca por todo meu corpo, beijava com todo gosto, meu pau babava muito e ele continuava arrancando meus suspiros, ele pediu para fazer uma beijo grego em mim e eu apenas acenei com a cabeça concordando, ele começou com beijos leve e foi acrescentando a língua, me penetrava com a língua e eu estava delirando, meu corpo já estava entregue. Após o beijo grego ele pediu para penetrar, mas se eu falasse parar parar ele iria parar, eu concordei pois estava com tanto tesão que imaginei que seria muito bom dar para ele. ele começou colocar seu belo pau, cheio de veias e com uma cor de chocolate ao leite, uma cabeça glamourosa e veias pulsantes. Ele começou devagar e foi acelerando, eu gemia de muito tesão, quase não sentia que estava com um pau de 23cm em mim, ele fazia de um jeito maravilhoso, me fazia gemer descontroladamente, nossos corpos suava muito, mesmo o ar-condicionado estando no 15C°, eu podia sentir sua boca no meu ouvido e seu pinto penetrando cada vez mais todo meu rabo. Após alguns minutos trocamos para a posição de frango assado e ele beijava minha boca socando todo seu pau no meu cu, ele tava bem ofegante e me perguntava se estava bom, eu pedia para ele continuar, ele pediu para trocar de camisinha e eu disse que poderia continuar com a mesma, mas ele preferiu trocar e ao longo do nosso sexo ele trocou umas 3 vezes, meu corpo já estava cansado, já era umas 2 horas da manhã e ele ainda não tinha gozado, eu perguntei se ele já ia gozar pois eu ainda precisava dormir para ir trabalhar, ele disse que poderíamos continuar mais um pouco que dava tempo, então ele socava com força, meu corpo tremia e meus pelos arrepiavam. Depois de 2 horas de prazer, eu já estava morrendo de sede, mas minha boca não parava de produzir saliva, parecia que eu estava vendo algo bem gostoso, mas eu realmente estava vendo e sentindo, meu cu piscava sem parar, meu pau todo babado, minha boca ficava mordendo o travesseiro com uma tentativa de controlar meus gemidos, e ele pedia para ue eu não me controlasse, e eu mostrava todo meu poder, fazia ele chegar o quase lá, eu estava louco para sentir seu leite, então ele me colocou de quatro e começou a lamber minha bunda inteira, abria com as mãos dele e socava a língua, enquanto eu me masturbava, e depois ele socou seu pau e socou com toda sua força, eu gemia e ele também, ele socou até gozar. Depois de gozar ele foi jogar a camisinha e voltou perguntando se eu queria gozar comendo ele e eu disse que sim, então começamos uma nova jornada. Ficamos transando umas 3:30 de relógio e no final me atrasei no trabalho, mas tive o sexo mais longo e um dos melhores.

4220 views

Contos relacionados

Meu vizinho sacaninha

Hoje tenho 17 anos, mas a história que vou contar aconteceu há mais tempo, quando eu tinha 13 anos. Eu tinha acabado de me mudar para Juiz de Fora, em Minas. Eu era um garoto de cidade grande...

LER CONTO

A CAÇADA

Olá,  sou anny (fictício) vou contar pra voces quando e como eu dei pela primeira vez de verdade, fui literalmente arrombado perdendo meu cabacinho, digo isso porque já aos sete anos eu já dava...

LER CONTO

Perdendo as pregas com o amigo

De: Naldinho Desde quando eu era moleque e brincava na rua, os meninos maiores me passavam a mão na bunda, me encoxavam e falavam pra eu dar a bunda pra eles. Nem sabia nada dessas coisas. Não...

LER CONTO

O YouTuber da minha cidade – Capítulo 2

... Lembra que eu tinha falado que fui contratado para fazer doces pra festa dele? Pois é, rolou! Fiz vários pudins e cupcakes, tudo sozinho, e pedi ajuda para ele para levar até o local. Eu...

LER CONTO

Do passeio a trepada

Olá! Continuando os encontros com meu cabeleireiro. Após algum tempo que estávamos nos encontrando, já estávamos bem íntimos, sabíamos as preferências um do outro, nossas trepada cheias de...

LER CONTO

Sexo gostoso em frente à varanda do prédio

Entre os 17 e 25 anos, meu relacionamento com o Léo teve várias idas e vindas. A primeira separação foi a que durou mais tempo, mas deixamos nossas discussões bestas de lado por um bom período e...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 5 + 2 = ?

Se você gosta de ler contos eróticos o contos adultos é o site perfeito para você. Aqui você vai ler contos sexuais reais, e o melhor de tudo é que o site é atualizado diariamente.

© 2020 - Contos adultos