website page counter
Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Contos adultos » Contos eróticos gay » Primeira vez o início de tudo

Primeira vez o início de tudo

Publicado em setembro 18, 2022 por Papitoo

Me chamo pedro Quando era adolecente fui mais criado com minhas irmãs mais novas.

Assim não tive um exemplo masculino .

Via e vivia com minhas irmãs.

Até que um dia fui passar na casa de uma tia  e lá tinha um primo mais Velho.

Ele passava a manhã e a tarde sozinho pois minha tia trabalhava de cozinheira .

Nosso passávamos o dia sozinho jogando videogame e jogando bola .

Até que um dia meu primo começou me agarra por traz e começar a me encoxar meio de brincadeira e eu sem maldade fui deixando.

Um dia ela saiu e pra trabalhar e estava muito calor e ele e eu ficamos só de bermuda , ele falou vamos jogar e aí botou um jogo de luta e falou vamos aportar algo e eu aceite o que perder limpa o pátio aí ganhei a primeira a segunda e ele a terceira aí eu comecei a tirar onda e ele vamos de novo se vc ganhar limpo toda casa e vc pode ficar jogando mas se eu ganhar faço oque quiser e eu concordei na hora pois aquele jogo tirava de letra aí ele venho e falou vou botar um jogo melhor e trocou e botou um que não sabia .

Perdi as 3 partidas aí ele falou agora vou cobrar minha aposta mas primeiro vamos almoçar.

Após o almoço ele falou vamos brincar de presidiário e carcereiro pode ser e eu sem intender  aceitei.

Vamos pro banheiro pois a celas são mais apertadas .

E eu concordei e ele falou vou ser o carcereiro .

Entremos no banheiro e na época era bem novinho, não lembro direito e ele tinha uns 16 ou 17.

Ele sentou no vaso e mandou eu ficar de pé e falou vc é  presidiário lave as roupas que tinha na pia e na época era muito quente e o banheiro era quente ai ele falou no presidio se fica de cueca .

Aí fiquei na época era meio gordinho e bem bundudu  e fique só de cueca na frente do vaso  na pia e ele sentado no vaso só mandando e eu de costa .

Nisso não vi direito vi que ele massageava o pinto dele e eu de costa concentrado .

Aí ele falou pra sentar no colo dele que faziam isso na cadeia aí sentei e senti algo duro mas não falei nada .

Aí ele falou tira a cueca e lava também.

Na época não tinha maldade nenhuma então tirei e ele mandou sentar no colo dele pra lavar sentado .E eu sentei e senti aquilo duro roçando na porta do meu vizinho.

E ele estragava e ficava esfregando da porta do cuzinho até meu saco.

E eu lavando e aí ele falou vamos melhor a brincadeira e eu falei como assim . E ele falou lembra da aposta vamos brincar ou vc quer limpar toda casa .

E eu falei tabom.

Agora e hora de dormir  e vc vai deitar me fui deitei e ele deitou do meu lado e falou vira pro lado presidiário.

Eu virei e ele me encoxou de ladinho e falou agora vamos na prova da prisão oque fizermos ninguem pode saber .e eu falei tá.

Ele parou o dedo no meu cuzinho e falou relacha que vc vai gostar .

De conchinha e esfregando o pau dele no meio da minhas pernas até ficar bem duro que na época devia medir uns 15 cm e duro não muito grosso  curvado pro lado passou há cabeça no meu cu e falou vai doer mas vc faz força como fosse fazer cocô e eu sem malícia falei tá.

Ele passou algo molhado co meu cu eu acho que era saliva e encostou o pinto bem na portinha e comecou a empurar e agarando a minha sintura me puxava contra o pinto dele .

Eu senti uma precao tão grande e só falava para que tá doendo e ele falou força pra fazer cocô.

E eu forçando na época era muito apertado e aquela coisa fincava mas não entrava aí ele levantou foi até o banheiro e voltou e trousse creme de cabelo e passou no meu cu e no pinto dele e falou faz forca .

E eu forçava e ele empurrava daqui um pouco a cabeça entrou e uma dor muito mas muito forte venho e parecia que tinha me rasgado ao meio e eu dei um grito e de lado não consegui disparar e ele viu que eu ia tentar sair me abraçou pela cintura e empurrou o resto .

Eu chorava e ele abraçado na minha cintura do falava não se meche que vai parar a dor .

E eu parecia que estava com o vi pegando fogo e aquela coisa dentro de mim.

Ele via eu choramingando e falava calma que vc vai gostar muito daqui um pouco .

Naquela posição uns 4 ou 5 minutos meu cu relatou e ele começou movimentos de vai e vem e eu respirava fundo e apertava o cu e ele gemendo na minha orelha só falava que cuzinho mais gostoso .

E depois de algum tempo comecei a sentir algo gostoso.

E relaxei e ele botava tiro e quase tirava deixava só a cabecinha lá dentro e empurrava de novo e eu delirando pois nunca tinha sentindo algo assim.

Aí ele mete a mão e pega meu Pinto e começa a bater uma nunca tinha batido e nunca seque tinha deixado ele duro e ele estava duro e eu gozando e meu cuzinho piaçava em cada espasmo e ele empurrava fundo e também gozou e ficamos ali mais uns 3 ou 4 minutos de conchinha até o pau sair naturalmente e o gozo escorre pelo meu vizinho primeira vez arrombado . Pedi pra ele me ajudar a levantar pois minhas pernas tremiam e ele ria aí ele falou ninguém pode saber só eu e vc . E eu falei tá e ele falou vc vai ficar aqui uns 10 dias esses dez dias vc vai gostar muito do que vamos fazer .

Levantarmos e ele falou toma um banho e depois vou eu e eu fui quando a água gelada escorreu pelo meu corpo e tocou meu cuzinho eu gemi  de dor e  ele venho correndo e me viu dizendo que tava ardendo e ele falou vai passar vou passar uma poumada mais tarde vc não vai sentir nada embaixo da água ele entrou e mandou encostar as duas mão na parede e empinar a bunda e venho por traz dizendo que ia botar a poumada e eu acreditei e lê venho e encostou o pinto e empurrou e eu dei um grito e ele falou calma que tô botando a poumada e começou a socar e eu gemendo de dor e tesão e ele socando até nos dois goszarmos de novo e ele falou viu que a dor ia passar terminamos o banho e fomos pra sala e ali fiquei deitado toda tarde até minha tia chegar e não notar nada de diferente . Em breve conto mais

5641 views

Contos relacionados

ENTREGADOR DE PIZZA – Parte 1°

[Capítulo 1°] Olá me chamo Thiago (nome fictício) tenho 24 anos , moreno claro , 1.82 altura , 80 kg . Me mudei recentemente para uma nova casa no bairro da liberdade em Salvador e divido...

LER CONTO

Início de um caso

Como disse no meu primeiro conto, tive minha primeira experiência gay com um cabeleireiro do bairro em que morava. Depois de ter saído com ele a primeira vez, não trocamos telefone, mas como...

LER CONTO

Meu consolo, meu amigo

Sou um homem, 31 anos e tenho desejos secretos e o principal deles é ser possuído por um macho bem gostoso já que nunca fui penetrado. Desde de menino conheci as aventuras do sexo com garotos, nas...

LER CONTO

Fui estuprado por 2 flanelinhas

Hoje vou contar uma das loucuras que fiz nessa quarentena depois de 12 dias confinado sem sexo em casa. Em meio a essa lolcura e medo resolvi obedecer fielmente a essa quarentena e me isolar por 15...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 2 + 1 = ?
ContosAdultos.Club - O seu site de Contos Eróticos
Se você gosta de ler contos eróticos ou contos adultos é o site perfeito para você. Aqui você vai ler contos sexuais reais, e o melhor de tudo é que o site é atualizado diariamente.
© 2022 - Contos adultos