website page counter
Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Contos adultos » Contos eróticos gay » Preliminares no sofá

Preliminares no sofá

Publicado em agosto 11, 2020 por Bad bitch

Eu acabara de acordar e logo fui tomar banhoz, enquanto estava no banho uma amiga me grita e me chama para ir a casa de uma amiga dela. Ela me disse que tinha um boy interessado em mim e que se eu quisesse ele iria me buscar, todos tínhamos feito o teste de covid, eles por serem enfermeiro e eu por ter contato com minha prima que estava com COVID. Sem ver problema nenhum eu disse que iria, confiei no bom gosto dela. Quando o boy chega fomos apresentados, e eu gostei (não muito, mas falei pra mim mesmo que pegaria). Chegando lá na casa da amiga de Licia (Licia é minha amiga que me convidou) começamos a beber e conversar e Licia por estar de ressaca foi se deitar no quarto da amiga dela (o nome da sua amiga é Denia) e ficou apenas eu, o boy e a irma de Denia.

Após ficar um tempo sentados na mesa o boy deu a ideia de irmos para sala para assistir melhor a live. Sentamos no só e a irmã de Denia sentou no chão, após um pouco de conversa ela ficou ao lado do sofá praticamente de costas pra nós devido estar com o celular no carregador. Gabriel (nome do boy) pegou a cerveja e colocou nas costas dela e ela nem se importou, ai eu fui colocar a mão na cerveja para ver se estava gelada, Gabriel fez um movimento com a minha mão para tocar no pau dele. Eu sorri com um jeito de quem tinha ficado constrangido, mas eu gostei. Ficamos um tempinho só se acariciando as mãos e ele sempre colocava a minha mão no pau dele, após um tempo eu soprei no ouvido dele e segurei a mão dele, chupei o dedo dele olhando para ele e ele ficou com cara de orgasmo haha. Eu olhava de baixo pra cima com cara de safado, ele suspirava e isso tudo com medo das meninas sairem do quarto ou a outra virar. Eu coloquei minha mão por dentro do short dele, um short fino como se fosse de malhar, coloquei a mão passando pelas pernas até o pau, chegando no pau eu comecei a masturbar ele e fiquei encantado com o tamanho daquela obra de arte, eu estava ansioso para ver tinta saindo do pincel, ai ele se assustou e tirou minha mão, mas não foi nada.

Após algum tempo Denia saiu do quarto e enquanto Gabriel estava no banheiro ela me perguntou se eu tinha gostado, eu respondi que já tínhamos nos beijado e ela ficou abismada (imagina se ela imaginasse tudo que tinha acontecido) e após alguns minutos Gabriel retorna, e me abraça, eu pensei “safado e carinhoso, já quero!”. Após ela sair começamos a nos beijar e ela volta no mesmo instante e fala “olha pra isso” e começa a rir, a irmã dela diz “estão apenas se abraçando”, eu dei um sorriso e Gabriel também. Voltamos a nos tocarmos e muitos beijos depois ele me pergunta “quer ela pra você?” E eu sei graça não conseguia responder, ele perguntou novamente e eu respondi: – nossa como você é safado. Ele perguntou o motivo e eu dei de ombros, ai ele me perguntou novamente e eu disse que queria sim, ele perguntou se eu aguentava e eu disse que não sabia (mas claro que eu iria aguentar, eu nunca peço pra parar, vou até o fim. Eu sou competitivo haha), ele falou: Só a metade (que você aguenta), né? E eu dei de ombros, logo após falei: quero ela na minha boca, ele muito surpreso disse quer agora ou depois? E eu disse que queria naquele exato momento, então ele disse para eu colocar. Eu estava muito seguro de que iria fazer aquele com o risco de ser pego, mas ele disse que duvidava e que eu não teria coragem, eu perguntei se ele dúvida e ele continuou duvidando. Então eu coloquei o pau dele pra fora e ele sem acreditar ficou admirando eu dando meu nome delicioso pau, creio que o pau tinha 20 cm. E ele suspirava e eu fazia movimentos com a língua, sugava como quem quer sentir o néctar e senti a baba do pau. E então eu parei pois ele quase não estava mais aguentado e então ele me beijou com força segurou meus cabelos castanhos que estavam cortados em estilo degradê e puxou, eu não gosto disso, mas com ele eu senti tesão. Eu já estava louco para ficar no pra ele e ver aquele corpo todo nu pra mim, fazia tempos que não ficava com ninguém que tivesse aquela pegada.

Essa história não acaba aqui! Se vocês gostarem eu conto a parte 2 (a melhor parte).

Leia outros Contos eróticos gay bem excitantes abaixo:

Não sabia que era puto

O cara me punhetando no ônibus

13221 views

Contos Eróticos relacionados

Primeira vez mamando

Olá, Maurício (Fictício) aqui de novo, tenho 28 anos e sou de Juiz de Fora - MG. O que vou narrar aqui aconteceu por volta de 2016. Sempre tive muitas experiências sexuais pq gosto muito de...

LER CONTO

Capítulo 2: Após ser iniciado, a primeira leitada – aquela que a gente nunca esquece

Muito obrigado pelos comentários e pelas estrelas, assim vocês me estimulam a escrever ainda mais! Bom, agora vamos para o segundo capítulo, e lembrando que todos os meus contos são reais e...

LER CONTO

Me conhecendo com meus amigos de escola – Parte 5 (madrugada em 100%)

Após nossa noite o Tom acordou cedo junto com os pais dele, ajudou eles a carregar o carro e ficamos somente o Tom a Josi e eu novamente na casa. Assim que ele voltou eu tinha acordado, estava no...

LER CONTO

DA ENCOXADA AO SEXO

Ola gente , como foi contado na conto anterior que tinha tomado uma encoxada de um roludo no ônibus, marquei com ele  pra nos encontrar na sexta , então vamos la . Marcão como gosta de ser...

LER CONTO

1 - Comentário(s)

  • carlos 14/08/2020 02:42

    os contos som muito bom sempre a gente fica com bondade tenho 65 anos nunca fique com h mas tem vontade me escreve

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 1 + 4 = ?
ContosAdultos.Club - O seu site de Contos Eróticos
Se você gosta de ler contos eróticos ou contos adultos é o site perfeito para você. Aqui você vai ler contos sexuais reais, e o melhor de tudo é que o site é atualizado diariamente.
© 2023 - Contos adultos