website page counter
Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]

O DIRETOR COMEDOR

Publicado em dezembro 25, 2022 por Ademir

O DIRETOR COMEDOR

Mais um dia pensou o professor e diretor  Sr Alfredo, despertando e espreguiçou-se longamente, levantou da cama direto para o banho, Alfredo além de professor e diretor, é também o proprietário do mais afamado e concorrido colégio do estado; Havia herdado o colégio dos pais e além de boa vida, era solteiro convicto, preguiçoso e muito rico, fazia do seu trabalho no colégio uma diversão, na verdade não trabalhava mas na época de entrevistar as mães dos novos alunos, como diretor e proprietário do colégio, fazia questão de fazer as entrevistar das mães dos futuros privilegiados alunos, a concorrência era tão grande que somente 10 vagas eram disponibilizadas por ano a preços exorbitantes que somente os ricos podiam pagar e mesmo assim a procura era enorme com centenas de mães desesperadas para matricular seus filhos ali, mais pelo status que isso proporcionava perante a sociedade do que pelas necessidades dos filhos, tanto que somente famílias abastadas e privilegiadas conseguiam matricular seus filhos ali e uma grande curiosidade todas as mães de alunos eram lindas, bem casadas, e extremamente gostosas; O sr Alfredo pessoalmente, não pesquisava os filhos e sim as mães dos futuros alunos, das centenas inscritas, ele escolhia somente as 10 mais lindas e gostosas mães, pouco importava se os filhos eram merecedores ou não, as mulheres tinham de ser casadas, lindas e muito vaidosas, o suficiente para fazer qualquer coisa até vender a alma ou ir prá cama com o diretor pelo status de ter os filhos matriculado naquele colégio.

Naquele dia, o sr Alfredo tinha entrevista marcada com a sra Márcia, uma mulher lindíssima bem casada com um famoso e rico industrial, ele só entrevistava um pessoa por dia pois a entrevista costumava ser demorada, por volta de 3 horas rsrsrs, é claro que poderia atender 2 ou mais pessoas mas o sr Alfredo não tinha presa e gostava de fazer uma entrevista bem feita rsrsr.

Terminou o banho se admirando no enorme espelho que ocupava toda uma parede do luxuoso banheiro, era um homem de 40 anos, bem apessoado, simpático e em boa forma, vestiu-se com esmero e em seu próprio carro, dirigiu-se ao colégio estacionando na vaga privativa do diretor, dirigiu-se a seu gabinete muito bem montado não sem antes passar pela sua secretaria e informar que durante a entrevista com a sra Marcia não queria ser importunado por nada, além do que o filho desta deveria ser acompanhado por um monitor em visita ao colégio até o termino da entrevista, a secretaria até sabia o que acontecia ali mas não entrava no mérito afim de conservar o emprego já que não tinha nada com isso; após as instruções entrou em seu gabinete e foi verificar se estava tudo em ordem, sua sala era um verdadeiro matadouro rsrsr, era bem mobiliado e tinha diversos sofás, poltronas e diversas câmeras espalhadas por todos os cantos devidamente camufladas que podiam captar imagens em toda a sala, principalmente sobre os sofás onde o sr Alfredo costumava seduzir as mães candidatas, as portas de acesso só podiam ser abertas por ele por dentro para não ter perigo de um flagrante indesejável; Tudo verificado e funcionando, sentou-se esperando a hora de atender a entrevistada que foi anunciada pela secretaria pontualmente as 10 hs, abriu a porta e ficou deslumbrado com a presença da sra Marcia, estava maravilhosa e lindíssima em um vestido elegante, longo e com uma abertura generosa em um dos lados, com um decote também generoso mostrando o inicio dos enormes seios, era esbelta, ainda mais elegante pelo salto alto, pele morena, cabelos longos, pretos e ondulados, ancas generosas, uma bunda grande e perfeita, enfim, uma morena de tirar o fôlego, convidei-a para entrar, ofereci um poltrona em frente minha mesa e começamos a conversar sobre seu filho que não me interessava de maneira nenhuma, ficava olhando seus lábios carnudos e vermelhos que convidavam a beijos, mas continuando com o plano de comer aquele mulherão, fiz diversas perguntas enquanto preenchia um questionário e depois parti para o que interessava, bom dona Marcia, a senhora sabe que este colégio e o mais disputado da cidade e está muito difícil conseguir uma vaga aqui, ela meio desesperada se prontificou a pagar o que fosse necessário para conseguir a vaga, eu disse que não era uma questão de dinheiro, ela perguntou o que é então, eu disse a ela que eu pessoalmente poderia interceder por seu filho mas para isso havia um preço, ela teria de fazer sexo comigo…

Ela me olhou incrédula, levantou-se e disse como ousa me fazer uma proposta desta, sou uma mulher casada, honesta, você ficou louco, vou processa-lo por isso, eu esperei ela destilar toda sua indignação e raiva sem nada dizer, quando ela se calou, eu fui direto,,, vai querer a vaga para seu filho ou não??? ela se sentou abalada, me olhou com raiva e perguntou, você faz isso com todas as mulheres interessadas na matricula dos filhos?? eu sorri e respondi que não,, somente com as mais lindas e gostosas assim como você rsrsrs, ela parecia não acreditar no que estava acontecendo, seu bastardo, imundo, você vai se arrepender, eu só esperei sua queda que não demorou e acabou se rendendo pois o status, orgulho e vaidade falaram mais alto, e disse com raiva, está bem eu aceito suas condições mas quero garantia que meu filho estará matriculado ainda hoje, eu respondi claro, assim que terminarmos nosso namoro rsrsrs, já prepararei os papeis de matricula e assinamos juntos ok.

Outra coisa ela disse, isso não pode sair desta sala, pois se acontecer meu marido manda ti matar, e quero que nunca mais me procure pois não vai acontecer novamente entendeu, respondi que ela podia ficar tranquila pois aquilo seria nossa segredo, mesmo porque eu tinha de manter a reputação do colégio e que jamais a procuraria de novo pois meu interesse era só aquele momento; Convidei-a para o sofá e ela reclamou, mais aqui, é muito perigoso fazer isso aqui, alguém pode chegar, me nego a fazer isso aqui, eu a tranquilizei e deixei claro que em minha sala ninguém entra sem que eu abra a porta por dentro, ela pareceu ficar mais tranquila e levantou-se vindo para o sofá, me sentei a seu lado e comecei a beijar seu ombro perfumado, ela se encolheu toda, eu a abracei e beijei seu pescoço, toquei um dos seus seios, ela voltou a se encolher, segurou minha mão mas não me impediu de apertar seu seio volumoso e firme, eu já estava com o pinto doendo dentro da cueca de tão duro, procurei o zíper do seu vestido e deslizei devagar para baixo desnudando suas costas que alisei verificando que estava sem sutiã.

Eu continuava a morder seu pescoço, ela pediu ofegante para não deixa-la marcada, procurei seus lábios mas ela desviou o rosto não aceitando o beijo, puxei as alças do seu vestido desnudando os maravilhosos seios, enchi a boca com o bico marrom e saliente e comecei a mamar aquela delicia, ela começou a arfar, passei para o outro seio sugando como se fosse um bebe enquanto me desnudei sem tirar a bica do seu peito, ficando peladão com o cacete muito duro, enfiei a mão por sob seu vestido através do corte lateral, alisando suas coxas lisinhas e quentes , tirei seu vestido com alguma dificuldade pois ela não colaborava só para dificultar, mas deixei ela só de calcinhas, nossa como era deliciosa a mulher, enquanto mamava seus peitos mordiscando os bicos, tirei sua calcinha, admirei sua pele morena jambo perfeita, seios grandes e firmes, ancas largas, bunda grande e perfeita e uma bucetinha pequena e lisinha com a ponta do grelinho aparecendo, abri suas coxas admirando sua linda buceta, ela estava de olhos fechados toda envergonhada, enfiei a cara entre sua coxas e saboreei sua maravilhosa buceta, suguei seus sucos enfiei a língua dentro dela, suguei seu grelo delicioso, ela tinha pequenos orgasmos seguidos gemendo de prazer apertando minha cabeça entre suas coxas grosas, aproveitei e lambuzei o dedo em sua buceta e devagar enfiei em seu cu.

Ela tentou evitar segurando minha mão reclamando ai não, mas continuei enfiando até por todo o dedo dentro do seu cu super apertado, continuei a sugar sua buceta girando o dedo dentro do seu cu até ela ter novo orgasmo agora avassalador, estava toda molinha de tanto gozar, ai tirei a língua da sua buceta e fui pra cima dela, agora procurando sua boca e enfiando a língua em um beijo longo e delicioso, encostei a cabeça do pinto entre os lábios da sua suculenta buceta e deslizei devagar para dentro dela, ela gemeu e reclamou, ai que pinto grosso, me abraçou e trançou as pernas em meu corpo, acabei de enterrar o cacete nela e meti devagar, sentido o aperto e o calor do seu interior, era demais, uma mulher divina, ela gemia e choramingava com minhas estocadas profundas e me enterrei dizendo vou gozar, ela pediu para eu tirar e não gozar dentro dela mas não deu tempo, esporei forte no mais profundo do seu corpo, ela gemeu e gozou novamente no meu gozo, ficamos assim ligados pelo meu cacete ainda duro, descansei sobre seu corpo, ela estava ofegante e ficou ali algum tempo agarrada comigo ai despertou daquela letargia e saiu de baixo de mim, quando ia se levantar eu a segurei e disse?? calma, ainda não terminei com você, ela replicou, o que mais você quer de mim, acabou de meter e gozar dentro de mim feito um porco, me fazendo trair meu marido.

Eu ri e respondi, eu quero essa bunda maravilhosa, ela disse que nem pensar, eu nunca permiti que ninguém metesse em meu cu e não é agora que vou permitir, falei que ela não estava em condições de exigir nada e a puxei para o sofá, tornei a beija-la e pedi a ela para ficar de bruços, ele se negou mas eu a forcei, ate ela se virar de bruços no sofá , olhei para aquela bunda enorme esparramada no sofá, nossa como e deliciosa pensei, eu ia me acabar dentro daquele cu, mordi toda a sua bunda deixando manchas vermelhas e abrindo suas nádegas, enfiei minha língua profundamente em seu cu, ela gemeu alto , fiquei ali chupando seu cu e lubrificando bem , ai subi sobre seu corpo e encostei a cabeça do cacete na entrada da sua bunda e forcei, ela se encolheu gemendo, não quero disse, continuei a segura-la e em sua orelha disse, abre gostosa, abre o cu para mim, relaxa que entra mais fácil e forcei mais forte sentindo a cabeça escorregar para dentro dela, ela gritou e tentou escapar, segurei-a escorregando devagar para dentro daquela maravilha, ela gemia e tentava escapar, continuei a segura-la e fui enterrando mais e mais, até colocar todo meu cacete dentro daquele cu divino, fiquei bem quieto até ela se acostumar com o volume do meu pau dentro do seu cu, escutando seu choro e gemidos de dor.

Comecei a meter bem devagar para não machuca-la muito e não aguentei muito tempo, era gostosa demais, me enterrei nela em uma ultima e profunda estocada e gozei forte dentro da sua bunda, fiquei descansando sobre ela respirando forte e ela arfando e gemendo de dor, perguntou se eu já tinha gozado, tira por favor, não aguento mais de dor, voltei para a realidade com ela pedindo para eu sair de cima e de dentro dela, sai do seu cu com o pau melado de porra e um pouco do seu sangue, tinha tirado o cabaço do seu cuzinho e quebrado algumas pregas rsrsrs, assim que tirei o pau da sua bunda, meu esperma escorreu pelas suas nádegas e coxas sujando o sofá de esperma misturado com seu sangue, ela levantou-se com dificuldade e perguntou pelo banheiro, recolhendo suas roupas correu para lá, me limpei com papel toalha, limpei o sofá e me vesti, após 20 minutos ela saiu do banheiro como se nada tivesse acontecido, altiva bem vestida, penteada, uma verdadeira dama, perguntou pelo contrato que eu já havia preparado e assinamos juntos, em seguida me estendeu a mão, despediu-se como se nada tivesse ocorrido mas eu sabia que ela estava com a buceta e o cu doloridos e cheios da minha porra rsrsrsr, abri a porta para ela sair, novamente nos despedimos, pegou seu filho pela mão e se foi, eu voltei para a sala e me sentei exausto, a mulher era deliciosa demais, me acabei dentro dela, mas agora e preparar o corpo e espírito para a próxima entrevista no dia seguinte rsrsrsr.

Veja outros contos de Contos eróticos picantes e bem gostosos logo abaixo:

Um Relacionamento Estremecido

Ganhei oral do estranho da praia

11906 views

Contos Eróticos relacionados

Fantasia Realizada Com Negão no Carnaval

- . . . - Fantasia Realizada Com Negão no Carnaval - . . . . - Tinha uma fantasia de ver minha mulher ter relações sexuais com um negão. - . . . - Não sei o porquê disso, mas sentia essa...

LER CONTO

Passeio Na Praia

Aconteceu numa sexta-feira, eu estava num tédio sem fim em casa, quando resolvi mandar uma mensagem para uma velha amiga que estava na cidade. Conversamos bastante, sobre as novidades e coisas...

LER CONTO

Meu vizinho é tarado demais

Na época tinha 18 anos não podia dirigir, ai encarava o onibus. Entrei no ônibus que já estava lotado e fiquei em pé, como quase sempre ocorria. Não demorou muito e a minha bundinha empinada sob...

LER CONTO

CONTO ERÓTICO – UMA ‘FODA’ DELICIOSA E GOSTOSA

CONTO ERÓTICO – UMA ‘FODA’ DELICIOSA E GOSTOSA. - - - - - . . . - - Estou recém separada, e resolvi abri uma conta no Facebook, tenho somente 22 anos, magra, cabelos negros, 50kg 1,65 de...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 2 + 4 = ?
ContosAdultos.Club - O seu site de Contos Eróticos
Se você gosta de ler contos eróticos ou contos adultos é o site perfeito para você. Aqui você vai ler contos sexuais reais, e o melhor de tudo é que o site é atualizado diariamente.
© 2023 - Contos adultos