website page counter
Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Contos adultos » Contos de putaria » O dia que eu tirei a virgindade do amigo do meu primo – Parte 2

O dia que eu tirei a virgindade do amigo do meu primo – Parte 2

Publicado em fevereiro 22, 2022 por Mandy Mad

Oiie sou a Mandy
Bom vou começar me apresentando acabei de completar 18 anos tenho a pele branquinha, sou flexível pois faço ginástica tenho uma bunda que é considera grande, sou magrinha, tenho pernas grandes e coxas grossas, e meus seios são pequenos, além de eu ter uma cintura bem bonita, meus olhos são castanhos e meus cabelos são da mesma cor tenho 1,65 de altura e por aí acaba minha descrição.
Eu decidi acabar de contar o meu relato pois fiquei excitada lembrando daquele pau.
Naquele dia minha tia perguntou se eu não queria dormir lá já que estava meio tarde para voltar, eu aceitei ela me emprestou um pijama e fui tomar banho.
Eu tomei meu banho mas eu tinha esquecido minha toalha e eu pedi para alguém pegar minha tolha, então meu tio entra no banheiro.
“Nossa Mandy você cresceu”
Ele me entregou a minha toalha.
“Infelizmente não tio, faz anos que eu não cresço”
Respondo enquanto me seco.
“Você ta muito bonita”
“Obrigada tio”
Ele sai do banheiro e me troco, como não era o meu plano dormir lá minha tia me empresta um pijama, o pijama era bem curtinho pois era um pijama que ela comprou e não serviu nela o problema é que ele ficava curto em mim também, como eu estava com a minha família eu fiquei meio nem aí, apenas ponho o shorts de cetim sem calcinha o que acaba marcando minha buceta mas se ajeitar não dá perceber, pus a camisa e ela sim ficou perfeita, tudo bem que dependendo da posição eu acabava pegando peitinho.
Cheguei no quarto do meu primo e perguntei aonde eu podia estender minha calcinha e ele falou que estendia, eu tentei relutar, minha calcinha era pequena, não queria que ele a visse, mas ele a arrancou de minha mão.
Fez uma cara safada para mim e foi estender.
Minha tia chegou no quarto e quase surtou de como ficou seu pijama em mim, esqueci de falar que ela é crente, ela me deu um moletom para por em cima do pijama eu pus, então minha tia disse que eu ia dormir no quarto do meu primo porque lá tinha duas camas e a empregada chegaria cedo amanhã, e bom não tinha o que falar então só concordei com a cabeça, ela saiu e falou que se eu quisesse comer alguma coisa para eu pegar na cozinha, quando meu primo chegou ele deixou a cabeça torta.
“Que foi Lucas?”
“Você de moletom? Nesse calor? Você só usa roupas de frio em estrema necessidade”
“Sua mãe”
“Tá explicado, tira isso aí, a gente tranca a porta”
Eu já estava começando a soar então eu tirei a camisa levantou fazendo meus seios aparecerem mas não tinha mas o que esconder ele sem querer tinha visto meus seios hoje.
“Bonitos seios prima”
“Pervertido”
Eu fiquei vermelha e dei um tapa no ombro dele e ele só ria, decidimos sentar na mesma cama e começamos a assistir algumas séries.
Eu cansei de ficar sentada e deitei na cama dele, e ele folgado como sempre, ele deitou nos meus seios e eu fui fazendo carinho nos cabelos dele até que eu acabei dormindo até que de noite sinto meus seios e buceta descobertos, eu abro um pouco meus olhos e percebo que ele está me olhando com desejo, eu confesso que não sei se foi sonho ou a realidade mas logo eu dormi pesado.
No dia seguinte ele me acorda em cima de mim,
“Acorda prima quero que o Paulo venha aqui hoje”
Eu estava meio sem entender nada quando o meu primo começou a tirar minha roupa.
“Temos que ir Mandy”
“Eu sei me trocar sozinha”
“Mas você tá demorando demais”
Relutante deixei ele me trocar.
Primeiro ele pois minha calcinha e a ajeitou.
“Lucas”
Falei o nome dele na tentativa que ele parar de ajeitar minha calcinha.
“Que foi? Quer que ela fica enterrada?”
Ele falou isso e puxou com tudo minha calcinha fazendo ela entrar na minha buceta, e sem querer soltei um leve gemido.
“Seu bruto”
“Dramática”
“Deixa eu me trocar Lucas”
“Não”
Bati o pé e ele riu, e ajeitou denovo minha calcinha, eu sei que meu primo fazendo essas coisas parece algo errado mas juro que não é, ele é prestativo assim mesmo.
Sem querer ele enfiou o dedo na minha buceta.
“Ops, foi sem querer prima”
“Tudo bem Lu, só tira o dedo daí”
Ele tirou e mandou eu lamber já que a buceta é minha, eu neguei e ele falou que se eu não lambese ia fazer algo pior então só chupei o dedo dele.
“Isso mesmo priminha”
Quando finalmente ele me vestiu o amigo dele chegou e o Paulo me abraçou forte, meu primo foi jogar no quarto e eu e o Paulo ficamos de costas para ele e ficamos nos pegando, teve um momento que meu primo quase me viu pagando boquete mas fomos salvos pelo cobertor teve um momento que não aguentamos mais.
Ele me deitou na cama e me beijou apalpando meus seio e abaixando meu shorts.
“Preciso fazer isso”
“Faça”
Ele me virou de lado e começou a me penetrar, mesmo com o cobertor dava para perceber que algo estava acontecendo, toda vez que meu primo olhava fingíamos estar dormindo mas uma hora meu primo chegou bem perto do meu rosto e perguntou
“O que vocês estão fazendo?”
E no exato momento que eu ia responder Paulo deu uma estocada forte e gozou dentro de mim.
“Só estamos abraçados”
O único problema na verdade são dois meus seios quase apareceram e eu falei gemendo, Lucas sorrio me deu um beijo na testa tentando me abraçar o que fez a mão dele encostar um pouco no meu seio de baixo mas por cima do cobertor e depois bagunçou o cabelo do amigo.
Paulo queria muito me fazer gozar então ele começou a me masturbar naquela mesma posição mas ele me mandou ficar falando com meu primo sobre o jogo enquanto ele me dedava eu sem entender nada o obedeci, ele fica sexy mandando em mim, continuamos na mesma posição mas aquela posição era benfica para o Paulo pois não dava para o meu primo ver seu rosto pelo ângulo, mesmo só eu sendo a pessoa que seria exposta comecei a perguntar sobre o jogo as vezes minha voz saia meio manhosa e as vezes entre gemidos no entanto meu primo não percebia nada, depois de um tempo meu primo perguntou se não queríamos ir comprar sorvete e foi nessa hora que Paulo lambeu minha coluna e mexeu mais rápido no meu clitóris e eu gozei gritando, olhando para o rosto do meu primo.
“Sim”
“Não sabia que você era tão fã de sorvete”
“Ah eu amo”

Meus relatos com o Paulo acabaram mas se quiserem posso contar outros, meu e-mail é [email protected], me mandem mensagens ♡

Leia outros Contos de putaria bem excitantes abaixo:

Quanto mais difícil melhor?

Minha mãe e os universitários - Parte 1

6629 views

Contos Eróticos relacionados

PRIMA VIRGEM, MAS ADORA MAMAR EM CARALHOS DE PRIMOS E AMIGOS.

Ainda sou virgem, mas já adoro mamar em caralhos de meus primos e amigos deles, como podem ver nessas fotos. Meu primo mais velho tem 22 anos e seu irmão tem 20. Moro com meus pais em Boa viagem e...

LER CONTO

Paolla ganhando leite na bucetinha

Enviado por: Paolla Tenho 19 anos,morena, alta, seios bem grandes, bunda média, porém redondinha, coxas grossas. Desde de nova sempre chamei a atenção dos homens na rua e isso me deixava louca,...

LER CONTO

Realizando a fantasia de uma amiga

Tenho uma amiga cujo o nome é Bel, morena clara, cabelos até o ombro 38 anos professora, separada, sempre que podemos saímos para nos divertir com um grupo de amigos, confesso que nunca havia...

LER CONTO

Comeram minha namorada na minha frente

Saudações gente do bem, meu nome é José Henrique, tenho 29 anos e vou contar para vocês como foi o dia em que comeram minha namorada na minha frente. Tudo aconteceu este ano, na festa do meu...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 4 + 1 = ?
ContosAdultos.Club - O seu site de Contos Eróticos
Se você gosta de ler contos eróticos ou contos adultos é o site perfeito para você. Aqui você vai ler contos sexuais reais, e o melhor de tudo é que o site é atualizado diariamente.
© 2023 - Contos adultos