website page counter
Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Contos adultos » Contos eróticos picantes » O dia que deixei minha amiga me usar – Pt. 1

O dia que deixei minha amiga me usar – Pt. 1

Publicado em outubro 21, 2022 por Lorena

ESSE CONTO É VERÍDICO E CONTÉM FOTOS REAIS.

Oi gente, meu nome é Lorena, tenho 22 anos. Venho pra vocês uma experiência que tive esse ano. Sou casada, novinha, baixinha de 1,50 com peitão e bundão e morena. Adoro me sentir desejada e gosto muito quando me secam e me olham de cima a baixo.

 

Em uma das muitas viagens a trabalho do meu marido, eu iria passar mais um final de semana em casa sozinha. Uma amiga minha se ofereceu para ir lá em casa para lanchar e beber comigo, aceitei.

Assim que ela chegou começamos a assistir um filme, bebemos e comemos a vontade. Assim que acabou o filme já nos animamos com uma música, dançamos, rebolamos, e daí surgiu a ideia de ir para uma boate. No começo fiquei um pouco com o pé atrás, mas ela me convenceu dizendo que eu tinha que me soltar, que era muito nova pra ficar trancada em casa, e que tinha que aproveitar. Prontamente concordei.

Tomamos banho e ela, como veste basicamente o mesmo que eu, escolheu um short e um top do meu armário e se trocou. Eu escolhi um vestido curto, vermelho e bem apertadinho. Ela disse que eu estava uma gostosa. Comentei que o vestido era meio transparente, ela riu e disse que assim que era bom. Falou pra eu usar ele sem calcinha e sutiã.

Como era uma boate, tudo escuro, e eu já estava com fogo e levemente alterada, fiz o que ela falou. Nunca havia ido no lugar que ela recomendou, mas concordei. Pegamos um Uber e fomos para lá pouco depois de meia noite.

Chegando lá, passamos pela porta, colocamos nossas pulseiras e nos dirigimos ao balcão para pegar uma bebida. As pessoas já estavam na pista de dança, e enquanto eu esperava nossos drinks ficarem prontos, olhei pra lá. E foi aí que percebi o lugar que eu estava. Vi mulheres rebolando e homens de pau duro encoxando nelas, o lugar cheirava a sexo. As pessoas estavam realmente se divertindo, se soltando e todas com tesão.

Olhei pra minha amiga na mesma hora, com os olhos arregalados. Ela me disse pra me acalmar, beber e dançar, que não tinha nada demais. Disse que o lugar era reservado e eu não tinha que me preocupar com nada, e sim relaxar. Nesse ponto nossos drinks já estavam prontos, e eu dei uma golada que me esquentou. “É só por hoje”, pensei, tentando me tranquilizar e não me preocupar tanto. E então ela me puxou pra pista de dança.

Dançamos juntas por um bom tempo, ela se esfregava em mim, me sarrava enquanto eu rebolava, apertava e dava tapas na minha bunda. Nunca tinha feito nada do tipo, mas estava tão gostoso…

Entre uma música e outra, ela aproveitava pra se agarrar em mim, lambia e beijava meu pescoço, minha orelha, apertava minha bunda e roçava em mim. Aquilo estava me deixando louca. Ela colocou uma das mãos no meu mamilo, por cima do vestido, e sussurrou que estavam durinhos, que queria chupar eles e perguntou se minha buceta estava molhada.

Cheia de tesão do jeito que eu já estava, me soltei. Perguntei se ela não queria conferir por si só. Ela abriu um sorriso malicioso e beijou minha boca, chupou minha língua, e enquanto isso descia a mão bem devagar, passando pelos meus seios, minha cintura, acariciou minha bunda e começou a passar a mão na minha buceta por cima do vestido mesmo.

Instintivamente abri as pernas, já bambas, e ela aproveitou a deixa pra tocar a minha bucetinha. Eu estava completamente molhada, e deixei… Ela sussurrou que eu era uma putinha, que queria me usar. Enquanto sussurrava um monte de putaria no meu ouvido, esfregava a minha bucetinha me fazendo gemer. Não estava prestando atenção em mais nada ao meu redor, só nela e aqueles dedos que estavam me deixando louca.

De repente ela parou. Subi o olhar para o seu rosto, ela estava sorrindo. Perguntei porque ela tinha parado e ela disse: senta ali no balcão, e me espera. Eu já volto. Fiquei confusa, mas obedeci. Bebi mais um drink enquanto via ela se afastar e conversar com o que parecia ser algum funcionário do local. Na pista de dança, observei pessoas masturbando as outras, se esfregando e curtindo. Nunca havia ido em lugar parecido com esse. E apesar de tudo, eu estava gostando.

Rapidamente minha amiga apareceu de novo, segurou minha mão e me puxou para o que parecia ser uma área mais reservada. Quando entrei, não acreditei. Era uma sala com chicotes, dildos, amarradores, mordaças, tinha de tudo! E além disso, haviam pessoas se entregando ao prazer, gemendo, fudendo gostoso. Eu estava maravilhada.

Minha amiga me puxou para um canto escurinho, onde tinham alguns amarradores. Ela já chegou me beijando e arrancando minha roupa, me deixou completamente nua. E por incrível que pareça, eu não estava com vergonha. A partir daí, ela já começou a ficar mais autoritária. Mandou eu ficar quieta e obedecer, e me fez abrir as pernas e os braços. Me amarrou de forma que eu ficasse completamente aberta, e me olhou com um sorriso malicioso.

Ela então subiu em cima de mim, e começou a beijar meu pescoço, minha boca… Chupava meus mamilos já duros, e eu sentia minha buceta piscar mais e mais. Já estava entregue, e pedi pra ela me chupar. Ela me deu um tapa na cara, mandou eu ficar quieta. Obedeci.

Na minha frente então, começou a se despedir. Tirou o short de costas pra mim, revelando a sua bunda grande e redonda. Virou novamente e tirou o top, seus seios eram lindos. Eu estava com a visão do paraíso, com água na boca. Ela subiu em cima de mim, sentou na minha cara e mandou eu chupar ela. Coloquei a língua pra fora e comecei a chupar, ela gemia gostoso e eu chupava cada vez mais.

Ela estava bem molhada, e esfregava a buceta na minha cara, e eu lambia e enfiava a língua sem hesitar. Depois de um tempo, ela abriu bem a bunda e mandou eu chupar o cuzinho dela. Que safada! Eu pensei, e fiz. Chupava com gosto e sentia o cu dela piscar, a putinha estava completamente louca de tesão, abusando de mim, e eu estava adorando.

Até que ela se virou num 69 e começou a me chupar também. Ela chupava tão gostoso, e eu pensava que não era chupava desse jeito há muito tempo. Ela enfiava os dedos junto, me lambia, chupava, se deliciava. Estava tão gostoso e tão intenso que eu já estava pronta pra gozar a primeira vez. Eu estava delirando…

30220 views

Contos Eróticos relacionados

Um Relacionamento Estremecido

Um Relacionamento Estremecido - - - Sou casada a 15 anos, e meu relacionamento sexual com meu marido andava muito ruim. Para dizer a verdade, eu já não sentia mais tesão quando ele me tocava. ...

LER CONTO

Um final de semana com a prima que me odeia – Dia 1

Antes de começar vou explicar o porque minha prima me odeia. Aqui chamarei ela de Bianca/bia. Todo esse ódio que ela carrega por mim até hoje, é somente porque quando éramos adolescentes, eu com...

LER CONTO

Ganhei oral do estranho da praia

Ganhei oral do estranho da praia A publicitária Laura, 34 anos, sabe que sexo sem penetração pode ser o melhor de todos. Com um estranho de sunga verde, então.... ''Desde que me mudei para o...

LER CONTO

A MINHA LINDA E TESUDA VIZINHA – 3º CAPÍTULO

- . . . – A MINHA LINDA E TESUDA VIZINHA. - - - - . . . – UMA DESCONFIANÇA INTERMINÁVEL. - - - Personagens desta História – Karoline e Ferdinando – Vizinhos. Categoria – Conto Erótico...

LER CONTO

1 - Comentário(s)

  • Andreia 28/10/2022 09:12

    Nossa! Adorei .

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 3 + 3 = ?
ContosAdultos.Club - O seu site de Contos Eróticos
Se você gosta de ler contos eróticos ou contos adultos é o site perfeito para você. Aqui você vai ler contos sexuais reais, e o melhor de tudo é que o site é atualizado diariamente.
© 2022 - Contos adultos