Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Contos adultos » Contos porno » O coroa feio arregaçou a buceta da novinha

O coroa feio arregaçou a buceta da novinha

Publicado em julho 17, 2019 por CooledCutie

Enviado por: Anderson

Me chamo Anderson sou um coroa de 40 anos, moro em Brasília, era uma quarta feira feriado eu me levantei cedo me sentindo péssimo, sozinho, tomei um banho me perfumei olhei no espelho e me senti tão feio, pensei um cara feio deste ninguém vai querer mesmo, estava frustado pensei vou no shopping comer alguma coisa ou só pra bater pernas, chegando lá sentei em uma mesa e comprei um sanduíche e de repente surge uma morena linda de cabelos longos fiquei impressionado com sua beleza, não consegui tirar os olhos, mas pensei se eu fosse um gatinho eu tentava me aproximar.

Pra minha surpresa ela olhou em meus olhos e me deu um sorriso, não acreditava no que eu via, respondi com outro sorriso e apontei com os olhos para a cadeira ao meu lado , ela se aproximou e me deu bom dia, eu disse agora o dia ficou melhor, conversa vai e conversa vem descobri que era mineira e minha conterrânea falamos sobre nossas cidades e agradeci sua companhia, ela chamava Larissa tinha 22 anos e era noiva, ela perguntou se conhecia algum hotel pq não conhecia nada aqui, então me prontifiquei de leva-la até um mais próximo mas estava cheia por causa do feriado, eu disse vamos passar la em casa e mais tarde te levo no plano piloto e lá tem muitos hotéis talvez tenha algum.

Ela disse se você não se importar posso ficar em sua casa, eu disse seria uma honra eu tenho quarto de hóspedes e toalhas limpas, fomos pra meu apartamento, chegando em casa ela pediu a toalha e foi tomar banho, eu entrei no quarto e deitei em minha cama pra relaxar as costas, e lhe mostrei o quarto e as dependências do apartamento e disse pra ficar a vontade, um tempo depois ela entra de toalhas no meu quarto que imagem linda, e disse tá muito calor posso ficar de shortinho ?

Eu disse sim lógico fique a vontade, quando ela virou de costas pra sair sua toalha caiu ao chão, fiquei anestesiado, ela ficou sem graça e pediu desculpas, eu disse nossa não se preocupe hoje vi o paraíso acabamos rindo, fui banhar também, mas não me saia da cabeça aquela ceda que bunda linda e empinadinha, meu pau não amolecia eu fiquei constrangido de sair do banheiro afinal ele tem 20 cm e é bem volumoso, arrisquei sair do banheiro mas ela estava dentro do meu quarto ainda de toalha me esperando e ela percebeu o volume e ficou parada sem tirar os olhos, eu disse uai você não iria colocar o short?

Ela disse daqui a pouco eu estou em dúvida se visto ele ou uma sainha, nossa meu pau pulsava dava aqueles pulinhos dentro da toalha, ela disse tem alguém animadinho ai né, eu disse me desculpe não quero te desrespeitar mas não estou conseguindo controlar, pode ficar tranquila que não vou te atacar, ela sorriu e disse eu que estou quase te atacando, eu falei seria um sonho mas você é muito linda pra mim, sou feio, ela disse beleza não significa nada desde que o cara saiba conversar e saiba pegar gostoso, eu me aproximei e dei um beijo em sua boca com muita vontade e intensidade que ela ficou sem ar, ela disse nossa cara que beijo imagina o resto, eu disse se vamos fazer vamos fazer valer a pena, tirei sua toalha e deitei ela na cama e falei pra ela ficar relaxada porque primeiro iria fazer uma massagem.

Deitei ela nua de costas e comecei uma massagem tântrica, passei óleo de massagem e fui deslizando as mãos pelo sue corpo, atolava as mãos na bunda e tocando a buceta e passando as pontas do dedo no grelinho, ela já estava se contorcendo quando a virei de frente, continuei a massagem nos seios barriga e na buceta dela fazendo a massagem clitoriana e mamaria, quando a mão direita saia da buceta a mão esquerda tocava ai ela gritou e disse para por favor to gozando ai fiz com mais intensidade até que ela deu aquele suspiro, subi e fui beijando a boca dela e desci mamando seus peitos enormes, nunca tinha ficado com uma mulher com seios tão grandes e firmes, eu fui descendo e atolei minha língua em sua buceta, depois fui fudendo sua buceta com a língua coloquei ela de quatro e meti a língua em seu cuzinho, e lambia suas coxas e entrava debaixo e abocanhava sua bucetinha carnudinha, chupava ela tanto até que ela gozou em minha boca, senti seu melzinho escorrendo em minha língua.

Foi maravilhoso fazer aquela gatinha gozar muito então ela falou agora é minha vez, ela pegou meu pauzão com a cabeça bem vermelhinha e abocanhou e foi mamando e disse agora quero leitinho de macho, eu demoro muito a gozar eu disse no final te dou mas ela mamava olhando em meus olhos com aquela cara de safada e queria leite até que tempo depois eu gozei intensamente muitos jatos de porra em sua boca ela bebeu tudo fiquei doido o meu pau não murchava então ela disse uau, ela ta pronto pra minha bucetinha vem me fuder, eu não resistia tanta safadeza então meti com vontade dentro dela, ela gemia muito parecia que estava sem sexo por muito tempo, nossa a buceta dela engolia meu pau todinho coloquei ela deitada de frente pra mim e levantei as pernas dela e meti fundo ela gozava muito, coloquei ela de quatro segurei seus cabelos e meti a vara com força ela adorava e dizia assim eu vou viciar nesta pika.

Ddava tapas em sua bunda e tapinhas de leve na sua cara e dizia assim que vc gosta putinha safada, ai ela gozava muito, eu não aguentava mais até que gozei muito na barriga e nos peitos dela, fomos tomar banho e quando voltamos estávamos com vontade denovo, cai de boca no meio das pernas dela denovo e chupei muito até que ela anunciou o gozo, fiquei em pé e enganchei ela na minha cintura e fui fudendo no ar, eu levantando ela pra cima e pra baixo, ela segurando no meu pescoço suspensa no ar e suas pernas enganchada nos meus braços e eu metendo a pika enquanto beijava ela loucamente e depois ela veio por cima cavalgando na minha pika, enterrando toda dentro de sua buceta, enquanto ela subia e descia eu mamava seus peitos e massageava seu cuzinho com meu dedo até que ela empurrou para traz e meu dedo atolou dentro do rabo dela então ela mandou fuder o cuzinho dela com meu dedo enquanto fodia sua buceta, depois q ela gozou ela me pediu pra fuder seu cuzinho, eu passei lubrificante e fiquei quietinho pra n machucar ela mas ela já foi empurrando o rabo pra entrar tudo.

Então fui mexendo devagar ate que ela disse não tenha dó pode meter com vontade, então fiquei tipo de pé meio abaixado pra fazer a montaria, ela tava louca cada estocada em seu cuzinho ela pedia mais, neste dia gozei muito, fomos banhar e assim que sai do banho ela me disse eu quero mais, nossa você é muito delicioso, nesta hora me sentir com uma auto estima elevada, comecei beija-la e fui lambendo a buceta dela denovo tirava a língua metia a pika e depois que dava umas trinta estocadas bem fundo e forte tirava pra fora e metia a língua denovo e fui fazendo isso até gozar muito, paramos de meter as 10 horas da manhã do outro dia e dormir a tarde toda, nunca vou esquecer daquele dia, ela foi embora e casou-se com seu noivo em Minas Gerais, perdi seu contato, se tiver uma leitora casada, noiva, virgem, novinha safada que gosta muito de fuder com qualidade manda um email com seu zap e foto se possível, sou moreno claro corpo em forma, pauzão, carinhoso, boa conversa, com pegada, divertido, cheiroso, não muito bonito, rapaz com um bom coração, não fumo e não bebo, sou charmoso tenho 40 anos meu email: [email protected], eu respondo a todas e realizo suas mais secretas fantasias.

4664 views

Contos relacionados

Filha de casal amigo entrou na vara

Tenho 42 anos e ainda tenho um corpo atlético, tudo começou quando eu estava na casa de um casal amigo . Notei que a filha do casal que é minha afilhada estava me olhando diferente naquela...

LER CONTO

Sendo puta no carro

Oi pessoal, me chamo Stefa...o que vou contar aconteceu á uns 4 anos atrás, na época eu fazia um ano que estava separada, dai conheci um cara, como moro no interior em uma vila pouca casa, dai...

LER CONTO

Dia de sorte com a mulher casada

Olá, escrevo para contar algo inusitado que aconteceu com a mulher casada , pois nem sempre a sorte nos sorri. Estava em um dia de domingo em casa entediado, quando resolvi entrar na net em um...

LER CONTO

Finalmente Comi a Baianinha – Parte 02

CONTINUANDO MINHA HISTÓRIA... Obs.: Para entender a história, leia a parte 01 Alguns meses depois que Ana foi embora para a Bahia eu fiquei sabendo que ela havia começado namorar um outro...

LER CONTO

2 - Comentário(s)

  • José soares 26/01/2020 19:41

    Eu odoreii este conto erótico se tiver uma gatinha estressado em dar a bucetinha no nafilo ok

  • Rolatesuda 28/07/2019 01:11

    Novinhas safadinhas que curte uma rola grossa a fim de gozar gostoso me chama [email protected]

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 2 + 1 = ?

Se você gosta de ler contos eróticos o contos adultos é o site perfeito para você. Aqui você vai ler contos sexuais reais, e o melhor de tudo é que o site é atualizado diariamente.

© 2020 - Contos adultos