Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Contos adultos » Contos de fetiche » Nossa amiga russinha,uma safadinha

Nossa amiga russinha,uma safadinha

Publicado em maio 15, 2020 por lucima f. silva

Olá meus queridos leitores,este é o oitavo conto do meu livro(contos de lu),este conto aconteceu quando meu marido William trabalhava num bar a noite,e muitas vezes eu ia até lá e retornava junto com ele para casa.E algumas vezes também ia uma conhecida dele lá no bar, ela era uma pessoa muito querida dele,eu até ficava com ciúmes deles,eu a chamava de russinha,pois realmente ela tinha seus cabelos mais para russo que loiros,seus olhos eram de um castanho claro,muito lindo.Eu confesso que ficara muito interessada nela,e meu marido nos apresentou,e durante nossa conversa,cogitamos de um dia dar uma saída para uma gostosa transa,como minha morena estava sumida lá por Angra,eu queria mesmo aproveitar.Essa amiga do meu marido se chamava Heleny, seus olhos podia-se dizer que eram cor de mel,suas pernas eram bem torneadas,roliças,ela nesta época tinha se separado do seu marido,um mulatão que eu às vezes tinha dado algum olhar para os lados dele,eu estava doida para dar para ele,mas meu marido me proibiu de dar qualquer chance para ele.Pois o mesmo achava que meu marido tinha transado com a russinha,mas era só amizade,quem realmente estava na área, era um amigão dele de serviço.E num dia que ela foi ao bar a noite,ficamos nós duas numa mesa papeando e assim que estava para o bar ser fechado, combinamos dela ir conosco até a quitinete do meu marido,e durante o trajeto eu fiquei sabendo das aventuras dele junto com ela.Fiquei sabendo pelos dois que ela fazia muita safadeza com uma loira de olhos azuis,muito doidona que se chamava Sharlene,e quando meu marido ainda morava num bairro afastado do centro,essa mulher ficava com ele e também com o mulatão que seria depois marido da Heleny,era um triângulo amoroso,uma doideira só,além dela ficar com a Heleny,e depois a Sharlene ficou com minha prima,a Rose,que tinha sido amiga da Heleny um ano antes.Mas ao chegarmos em casa,meu marido para nos deixar mais a vontade,foi ver se comprava algumas cervejas,eu muito safadamente,fui me aproximando da Heleny,fomos nos beijando,e nos abraçando,e tiramos nossa roupas e fomos para o chuveiro.Embaixo do chuveiro,com aquela água morninha,fomos nos beijando,e passando sabonete uma na outra,enfiávamos nossas mãos uma entre as pernas da outra,nos enchendo de tesão,fazendo que soltássemos gemidos e gritinhos de tesão.Eu a abraçava por trás,roçando meu grelinho na bunda dela,e ela fazia o mesmo em mim,estava uma delícia,chegamos a dar uma gozada,uma na mão da outra.Fomos para a cama e nesse meio tempo meu marido chegou trazendo algumas cervejas,nos dando um copo pra cada uma,que já estávamos com calor, apesar de estar um pouco frio,ele foi preparar um petisco para nós.Deitamos fazendo um 69,que estava simplesmente divino,aquela bocetinha dela estava meladinha,ela gemia e suspirava,a cada passada de língua dela na minha,eu ia nas nuvens,apressamos nossos movimentos e nos estremecendo,e gritando,acabamos dando uma gozada deliciosa;

Aaaaaahhhhhh…..uuuuuhhhhhh…..sssssshhhhhhh…..caaaaaraaaaaalhoooooooo….eeeeesssstoooouuuu…gooooozaaannndooooo….

Continua depois da publicidade

Eeeeeeeuuuuuu…..taaaammmmbeeeeemmmmm…sssssshhhhhhh……aaaaaahhhhhhhh….

Sentimos que nossos gozos escorriam,me senti na obrigação de retribuir aquela gozada deliciosa,fiz que ela gozasse mais,fiz Heleny começar a estremecer  e a gemer muito,eu sentia suas contrações aumentadas,quando estava gozando em minha língua que trabalhava sem parar,enquanto um dedinho malicioso a entrando no cuzinho dela,que chegava a me morder de tesão.

Aaaaaahhhhhhhh…..uuuuuhhhhhhhh…..aaaaaaiiiiiiiii……sssssssshhhhhhhh…..

Continua depois da publicidade

Meu marido william só ficava olhando,com sua pica dura,admirando aquela cena,enquanto tocava uma gostosa punheta,ele queria que aquele momento fosse só de nós duas,ele não queria atrapalhar aquela deliciosa transa.Demos uma descansada,tomamos uma gelada e comemos um petisco,enquanto batíamos um papo,e ao ficarmos de frente uma com a outra,nosso tesão foi voltando,e nos abraçamos e nos beijando,enquanto íamos roçando nossos grelinhos que estavam durinhos,parecia que uma corrente elétrica nos envolvia,acabamos tendo um orgasmo tão forte que acabamos caindo no chão,onde nos embolamos mais.Mas não parou por aí,bebemos agora uma caipirinha,e peguei meu amigo,o tchuk(consolo),o coloquei na minha cintura,e colocando minha safadinha russinha na cama,fui penetrando naquela bocetinha que estava toda meladinha,eu sentia ele penetrando macio,fazendo que ela gemesse e me agarrasse,me beijando com fúria,como se fosse me engolir.

Aaaaaahhhhhhh….meeeee…cooooomeee….aaaaaiiiiiii….deeeliiiiciiiiiaaaa…..uuuuuuhhhhh…..

Eu a coloquei de quatro,e fui metendo naquela deliciosa boceta,por trás,aquilo me deixava louca de tesão,estava quase gozando.Eu de malvadeza, molhei o cuzinho dela e com meu pensamento libidinoso,fui metendo no cuzinho dela,que a princípio não queria deixar,mas eu a segurei com força,dando uns tapas na bunda dela,não deixando que escapasse,e disse para ela não me deixar zangada,senão eu iria usar um cinto na bunda dela,se el queria que eu usasse o cinto….Eu sentia que seu cuzinho estava bem apertadinho,eu estava até com minhas pernas tremendo de tesão,principalmente por ver que ela tentava sair fora,e eu muito malvada,segurava ela com força,empurrando tudinho no coitadinho do cuzinho dela,meu gozo foi tão forte que acabou abafando o grito que ela deu de dor.Fiquei até um pouco zonza,com minhas pernas tremendo,havia conseguido enfiar tudo nela,meu marido estava com sua pica duríssima na boca dela,que chegava a morder nela um pouco pela dor que estava sentindo,mas passado alguns instantes da penetração anal,ela começou a sentir prazer,começou a gemer e a pedir mais,estava delirando…

Meeeeteee….maaaiiiissss….coooomeeee….estaaaaa…putiiiinhaaaa…coooomeeee…meeeuuu….cuuuziiinhoooooo…uhhhhhh….deeeliiiiiciiiiaaaa….meee…fazzzzz…..goooozaaarrrr…peeelooooo….cuuuuuuuu….uuuhhhhh….

A safada agora até rebolava na minha pica,e eu muito má metia com mais força,indo até o fundo daquele cuzinho,eu queria deixar ele bem arregaçado.Ela em pouco tempo, deu um tremor intenso e deu um grito que até me assustou,achei que estivesse passando mal,seu gozo foi muito forte,ela gritava,seu corpo estremecia todo,meu marido acabou dando um urro e deu uma gozada tão forte que voou sua porra pela cara dela, melando até seus cabelos.Eu por minha vez, acabei acabei agarrando a cintura dela com força e dei uma gozada tão forte,que senti meu gozo escorrendo pelas minhas pernas,eu gritava também,tremendo muito.Ao retirar o tchuk do cuzinho dela,minha respiração voltara ao normal,fiquei com pena dela,eu tinha sido muito má,seu cuzinho agora era tudo, menos um cuzinho,estava bem vermelhinho,e arregaçado,ela reclamava que estava ardendo um pouquinho.Eu então dava beijos nela para compensar a maldade que eu fizera,trocávamos juras de amor,e pedia desculpas pela maldade.Mas ela falou que tinha sido muito bom,não imaginava que pudesse ter um gozo anal como o que tivera,parecia que era seu cu que estava gozando.Fomos tomar um gostoso banho e nos despedimos,e acabou não repetindo a dose, por eu ser um pouco ciumenta em relação a ela e meu marido,e uns dias depois, eu fiquei sabendo que ela levara uma coça da mulher que ela estava morando junto,a Margô,que ficou procurando ela naquela noite, e ela muito safada esta lá em casa conosco,e uns anos depois, ela se mudou para a cidade de Juiz de Fora.Nesta cidade,anos depois eu fiquei sabendo através do meu marido, que  ela estava morando com uma morena,a Lisa, em que ela se vingou nela essa malvadeza que eu tinha feito com ela anos antes,ela arrumara um tchuk enorme e foi comer sua amiga,praticamente arrombando o cuzinho da infeliz…Bjssss….LU ([email protected])

4955 views

Contos relacionados

Comi a minha sogra

Conto real! Me chamo Bruno, tenho 25 anos, negro, corpo nem gordo, nem magro, 1,80 de altura e 20cm de pau. Essa história aconteceu com a minha sogra Paula que é divorciada e tem 44 anos,...

LER CONTO

Comi o cu das minhas duas primas juntas

Foi a maior experiência sexual . Agora relato a vocês com detalhe Minhas duas primas moravam em uma cidade vizinha próxima a minha 30 minutos apenas Duas irmãs loiras uma estatura de 1,70...

LER CONTO

Assalto a chácara

Meu nome é Carlos B., tenho 34 anos e sou agropecuarista. Eu so casado com Nadia, de 28 anos. No dia 23 de dezembro eu cheguei no meu chácara no bairro Itamaracá, em Campo Grande. Na verdade eu...

LER CONTO

FOTOS VOYEURS DE GOSTOSAS DE PERNAMBUCO.

Bom dia a todos os amigos que adoram fotos e filmes voyeur. Tenho o maior fetiche e o maior tesão quando vejo mulheres simples nas ruas, shoppings e praias daqui do Estado de Pernambuco. As mulheres...

LER CONTO

PRIMEIRA EXIBIÇAO

Primeiro exibicionismo de leve Eu e minha esposa.. vou relatar un nome fecticio.. nome dela é maria baixinha 1.68 um quadril grande uma bela bunda tatuagem na cintura super atraente e...

LER CONTO

O Cu do traficante

Hoje vou contar umas da minhas maiores loucuras, essa situação aconteceu a 2 anos quando fui a são Paulo visitar uns parentes. Eu fiquei hospedado na casa de uma tia na area nobre por 2 dias e...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 2 + 5 = ?

Se você gosta de ler contos eróticos o contos adultos é o site perfeito para você. Aqui você vai ler contos sexuais reais, e o melhor de tudo é que o site é atualizado diariamente.

© 2020 - Contos adultos