website page counter
Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Contos adultos » Contos de incesto » MINHAS TIAS ROSA E VANDA…

MINHAS TIAS ROSA E VANDA…

Publicado em novembro 19, 2022 por LINARDO

Morando na roça, talvez por instinto e ficar muitas vezes de pau duro sem nenhum motivo, comecei a meter na buceta de uma cabrita que a gente criava. Sempre esperava meu pai ir pra cidade pra pegar a cabrita dentro do celeiro e mandar a piroca e ficar socando por vários minutos até gozar… A cabrita já parecia gostar que ficava quietinha enquanto eu metia. Só que eu nunca esperava, que minha tia Rosa (50 anos), irmã do meu pai, viúva e morando sozinha em uma casa dentro da cachara me flagrasse com a bermuda arriada socando a pica na cabrita. Tirei meu pau da cabrita e fiquei olhando assustado pra tia Rosa, que olhava direto pro meu pau duro… Nem eu imaginava que na minha idade eu tinha uma piroca bem desenvolvida (18cm e grossa). Ela se aproximou, e eu sem reação continuava com meu pau exposto.

– Nossa Mauro, fazendo isso com a Julieta (nome da cabrita)?

 

Um nó na minha garganta me impedia até de falar alguma coisa, e quase cai pra trás quando ela pegou no meu pau.

– Pode deixar que não vou contar pra ninguém não, tá?

Fui me acalmando, e quando tentei levantar a bermuda ela impediu e voltou a segurá-lo, que ele ao invés de amolecer ficou mais duro ainda.

– Vou te esperar lá em casa, tá bom?

Continuei calado e ela saindo do celeiro pediu pra que eu não demorasse, pedindo pra não deixar ninguém me ver entrando na sua casa. Meio cabreiro fui e encontrando a porta aberta entrei vendo tia Rosa vindo na minha direção… Ela tinha trocado de roupa e estava de vestido largo. Trancou a porta e me levando até o sofá, ela mesma foi abrindo minha bermuda até puxar meu pau pra fora que rapidamente ficou duro. Ela ficando em pé foi levantando o vestido, e como estava sem calcinha, me mostrou seu bucetão um pouco cabeludo.

– Quer me usar como estava fazendo com a Julieta?

– Não sei tia!…

Ela rapidamente se livrou do vestido ficando completamente nua. Tia Rosa era magra, tinha os peitos um pouquinho caídos, mas ainda tinha uma bunda bastante redondinha e lisa. Me levou até seu quarto e ficando de quatro sobre a cama.

– Vem! Faz igual fez com a cabrita!

Mesmo ainda um pouco assustado, botei meu pau no bucetão da tia e soquei com vontade fazendo-a gemer de prazer… Acostumado a meter na cabrita, fiquei por mais de 10 minutos socando até gozar muito dentro da buceta da tia. Larguei a cabrita e fiquei só comendo minha tia, que meu ensinou até a comer seu rabão gostoso. Quase 2 anos trepando com minha tia, nos meus 17 anos meus pais junto com meus tios Sergio e Vanda (irmã mais nova da minha mãe), resolveram me levar pra ficar com eles na cidade pra estudar e tentar a faculdade de agronomia. Tio Sergio era comerciante e tinha uma situação financeira muito boa. Muitos finais de semana eu não ia pra roça e ficava junto com meus tios, que adoravam ficar na piscina e usar a sauna. Estava com meu tio na sauna, quando de repente entrou tia Vanda trajando somente a parte de baixo do biquini. Tio Sergio vendo meu constrangimento, riu.

– Pode olhar Mauro… Aqui você não precisa ficar acanhado!

Tia Vanda devia ter uns 27 anos, corpo escultural com peitos médios lindos, barriguinha tanquinho e coxas roliças. Percebendo que começava a ficar de pau duro, dei um jeitinho pra descer do degrau que estava sentado e ir tomar uma ducha. Mas assim que saí, os dois também saíram e rindo ficaram me vendo debaixo da ducha tentando esconder minha ereção. Tia Vanda me abraçou por trás e com suas duas mãos no meu peito.

– Eu e seu tio queremos ficar na sauna sem nenhuma roupa; você topa?

– Não tia… Prefiro voltar pra piscina.

Sua mão foi descendo e entrando pra dentro do meu calção segurou meu pau duro. Estava assustado, por ela estar fazendo aquilo na frente do tio, que vindo pra minha frente.

– Relaxa Mauro… Sua tia só quer brincar um pouco com você.

De repente meu calção caiu e ela ainda segurando meu pau e meu tio olhando pra ele.

– Caramba meu amor, você já viu o tamanho?…

Ela me fazendo virar de frente pra ela.

– Que beleza… Ó, eu e seu tio vamos ficar pelados também, ok?

Fiquei olhando-a tirar a parte debaixo do biquini e olhando pro meio das suas pernas vendo aquela bucetinha bem depilada, com poucos pentelhos. Ela voltando a segurar meu pau e me puxando por ele me fez entrar novamente na sauna… Foi quando vi também o tio Sergio entrando também pelado e de pau duro. Me fez sentar no degrau mais baixo.

– Seu tio quer ver nos dois brincando, tá bom?

Eu praticamente estava paralisado e sem reação fui vendo ela se ajeitando de frente sobre meu colo e voltando a segurar meu pau foi descendo o corpo até sua buceta encostar na ponta. Ela fazendo sua buceta começar a engolir meu pau. Tio Sergio fazendo carinho nos meus cabelos.

– Aproveita Mauro… Você só precisa manter isso em segredo, combinado?

Balancei a cabeça sentindo minha tia soltando seu corpo fazendo meu pau ficar todo dentro da sua buceta… Foi quando ela começou a subir o corpo e descer cada vez mais rápido.

– Oooohhhhh! Oooohhhhh! Que pau gossssstooooso!!!!

Meu tio se aproximou e ela segurou seu pau duro e ficou tocando punheta no tio enquanto cavalgava na minha pica, até ficar sentada só rebolando.

– Aaaaahhhh! Aaaahhhh! Tôôôô gooooozannnnnnnnnndo!!!!.

Continuou sentada no meu pau e puxando meu tio, ela colocou seu pau na boca e começou a chupar até ele começar a gozar na sua boca e ela ir engolindo tudo. Os dois foram pra ducha e de lá me chamaram… Ainda muito acanhado fui ainda com meu pau a meia-bomba. Tio Carlos me abraçou voltando a falar que tudo aquilo deveria ser mantido em segredo. Disse que estava tudo bem, vesti meu calção e depois de ficar um pouco na piscina, voltei pra dentro de casa e fui pro meu quarto pensando em tudo o que tinha acabado de acontecer. Não demorou pra tia entrar no meu quarto ainda pelada e simplesmente foi deitando ao meu lado. Novamente foi enfiando a mão por dentro do meu calção segurando meu pau, que por mais que eu me tentesse evitar, foi ficando duro. Enquanto acariciava minha piroca, tia Vanda foi me explicando que como eles ainda não tinha filhos, pra apimentar a relação entre eles, meu tio começou a falar sobre ter vontade de vê-la transando com outro homem, mas ela mesmo tendo vontade não tinha coragem, até aparecer a possibilidade de vir morar com eles. Ela mesma tirou meu calção me deixando pelado sobre a cama, voltando a mão pro meu pau.

– Quer meter na tia de novo, quer?

– Mas e o tio?…

– Não se preocupe, ele sabe que estou aqui com você.

E me lascou um beijo na minha boca enquanto movimentava a mão no meu pau. Ficando de quatro sobre a cama me mandou enfiar na sua buceta. Mas assim que comecei a enfiar, tio Sergio surgiu na porta do quarto também ainda pelado, e me vendo indeciso.

– Vai!!!!! Mete na sua tia, parece que ela gostou muito de você.

O próprio tio pegou no meu pau e foi me fazendo chegar com ele até na portinha da buceta da tia. Mesmo com um pouco de medo e um pouco de vergonha e sentindo meu pau duríssimo mesmo naquela situação, enfiei tudo e comecei a bombar com meu tio olhando meu pau indo e vindo dentro da buceta da sua mulher. Tia Vanda rapidamente teve um orgasmo, e passou a gritar pra que eu gozasse dentro dela. Assim que terminei de gozar e tirar meu pau, tio Sergio rapidamente veio ficar no meu lugar e enfiou a pica na tia começando a socar como um alucinado.

– Oh! Oh! Ooooohhhhh! Vou gozar meu amor!…

Ela rebolando.

– Goza, goza na sua putinha!…

Enquanto a tia correu pro banheiro pra se limpar, tio Sergio deitado na cama me impediu de me vestir e passando a mão no meu pau que naquele momento estava totalmente mole.

– Seu pau parece ser muito gostoso hein?…

Achei estranho, mas nem imaginava o que ia acontecer quando fiquei sozinho em casa com ele. Cheguei da faculdade, estava começando a tomar meu banho, quando tio Sergio pediu pra abrir a porta. Já totalmente íntimo, totalmente pelado e com o corpo um pouco molhado abri e ele começando a tirar suas roupas disse que ia tomar banho comigo. Não tive como impedir dele entrar no box e começar a molhar seu corpo, me chamando pra também entrar debaixo do chuveiro. Meio desconfiado, entrei e ele logo veio botando a mão e alisando meu pau.

– Relaxa Mauro, só quero ter um pouco de intimidade com você.

Em seguida ele ajoelhou na minha frente e segurando meu pau começou a chupar mesmo estando mole. Mesmo achando aquilo tudo muito bizarro, meu pau foi crescendo dentro da boca do tio que disse que era o primeiro pinto que ele chupava. Quando fiquei com ele bem duro, tio Sergio parou de chupar, pra ficar com a bunda virada pra mim.

– Vem comer minha bunda, vem!…

Com meu pau todo babado de saliva e lembrando de quando comia até a cabrita, coloquei no cu do tio e fui empurrando. Ele gritava, gemia e pedia pra eu não parar.

– Vai Mauro, enfia! Enfia tudo no meu cuuuuuuu!!!!!…

Ele apoiado na parede um apenas uma das mãos, com a outra ele tocava punheta enquanto eu socava no seu rabo… Assim que comecei a gozar no seu cu, tio também gozou tocando punheta. Passou a ser normal ficarmos os três na cama transando, fazendo até dupla penetração na tia, e eu também comer a bunda do tio, com minha tia olhando. Continuo morando na casa dos meus tios fazendo faculdade, tenho uma namorada, mas sempre que temos oportunidade ficamos os três na cama pelados fazendo todo tipo de putaria.

15975 views

Contos Eróticos relacionados

Perdi a virgindade com meu primo

De: Gabriele Olá,meu nome é Gabriele, e vou contar como foi que perdi a virgindade com meu primo.Tenho 15 anos, na época que perdi a virgindade com meu primo eu era novinha ainda. Apesar da...

LER CONTO

Brincando sozinho com minha mãe

Sempre achei minha mãe bem bonita, mas nunca imaginava algo com ela, ela andava muito pelada em casa, já era acostumado a ver, sempre achei bem gostosa, sua buceta é bem grande e sua bunda é...

LER CONTO

A primeira chupada no tio

Olá pessoal , primeira vez que escrevo aqui, tenho 21 anos , mas o que aconteceu eu era mais nova . Tenho um tio , que assim que eu estava terminando o período escolar , queria me oferecer um...

LER CONTO

Na casa do sitio com minha prima casada

Meu nome é valmir, tenho 40 anos sou alto , corpo atletico, e me considero monito! Eu enho uma prima que se chama Márcia. Ela é casada, loira, baixinha, seios grandes, bunda bem redondinha,...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 2 + 3 = ?
ContosAdultos.Club - O seu site de Contos Eróticos
Se você gosta de ler contos eróticos ou contos adultos é o site perfeito para você. Aqui você vai ler contos sexuais reais, e o melhor de tudo é que o site é atualizado diariamente.
© 2022 - Contos adultos