Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Contos adultos » Contos eróticos de corno » Minha mulher fez oral no meu amigo no estacionamento do shopping

Minha mulher fez oral no meu amigo no estacionamento do shopping

Publicado em janeiro 12, 2022 por Julio Silveira

Sou um cara maduro casado com uma mulher bem jovem e gostosa. Magra, estatura média, seios pequenos e durinhos. corpo bem feito, coxas grossas e durinhas, bunda bem feita, tesuda, bucetona úmida e faminta, minha mulher é tarada e teve várias experiências a três (ménage) em relacionamentos anteriores e nunca fez segredo disso. Adora fazer oral, engolir porra e dar o cuzinho super apertado.

Vou narrar a primeira experiência de ménage que tivemos. Antes da experiência conversamos bastante, ela narrou suas experiências anteriores, tivemos certeza que não iria atrapalhar nossa relação e que deveríamos escolher um cara legal e que não fosse interferir na relação. Foi nesse tempo que reencontrei um amigo que não via há anos.

Continua depois da publicidade

E ele se encaixava no perfil. Falei sobre ele com ela e por um feliz acaso o encontramos num shopping. Eu não disse a ela de quem se tratava, mas bebemos umas cerveja juntos e conversamos bastante. Percebi que ela tinha interesse nele. Mulato claro, estatura média, forte, simpático, conversador, bonitão, percebi logo que ela ficou caída por ele.

Nos despedimos de G. e ao chegar em casa tivemos uma foda muito quente. Perguntei a ela se queria foder com o G. na minha frente e senti que ela ficou muito excitada. Gozou inúmeras vezes, chama o nome de G. pedia ele desse o cacete pra ela mamar, pedia que fodesse sua bucetinha quente e que gozasse em sua boca. Marquei um novo encontro com G. no mesmo shopping. Elisa se produziu, bem maquiada, batom vermelho, minissaia provocante, blusa decotada, salto alto. G ficou impressionado. O papo rolou solto, a cerveja ajudou. Falamos muito sobre sexo, sobre ménage, swing, felação, oral, anal…

Teve um momento que sugeri a Elisa que fosse ao banheiro e tirasse a calcinha. Ela atendeu prontamente e ao voltar abriu as pernas e G viu sua buceta raspadinha e ficou excitado. Lá pras tantas saímos juntos para o estacionamento. Ao chegarmos ao lado do nosso carro Elisa se jogou nos braços de G e lhe deu um beijo quente de língua. Nesse momento passou um segurança e nos disse: se vocês não querem ser vistos fiquem embaixo daquela laje ali. Ninguém vai ver vocês e as câmeras também não pegam. Agradecemos e o segurança deu uma tapinha na bunda de Elisa. Fomos pra lá e G puxou o pauzão pra fora.

Continua depois da publicidade

Era um senhor cacete, de cor escura, devia ter mais de 20 centímetros e era bem grosso. Elisa pegou a benga de G e acariciou. Falou, puxa que cacete bonito, G, quero fazer um boquete. Ele respondeu faz minha putinha. Elisa caiu de boca com uma fome insaciável. Estalava a língua e dizia que cacete gostoso e fazia chuip chuip chuip passava a língua, salivava, cuspia no mastro de G, falava ai vou me lascar nessa pica tesuda linda, passou uns 15 minutos lambendo, passando a língua, mamando e pediu pra G gozar na sua cara e na sua boca.

Ele gozou com jatos intensos e repetidos de gala na cara da minha mulher. Elisa ficou com a cara lambuzada do leite de G e engoliu tudo, fez uma faxina completa. Dali fomos pra casa e fodemos a noite toda e ela só falava no mastro de G e que queria penetrando sua buceta e seu cuzinho

3115 views

Contos relacionados

Convenci minha mulher a dar pra outro – parte 3

Enviado por: Paulo Ferreira OBS: Para entender este relato aconselho que leiam os dois anteriores. Oi pessoal, meu nome é Paulo e, dando continuidade à série de contos que venho publicando,...

LER CONTO

ERIN e FRYEDA BOAS DE BUNDA IV

Enquanto isso, Soren chega a mansão de seu sogro Klaus. Há um alto e forte jovem no portão. - Olá Bos! Como está sua mãe? - Ela vai bem, Sr. Soren. Obrigado! Todos já chegaram, mas estão em...

LER CONTO

Dei várias vezes a buceta um morador de rua escondida do meu marido (Parte 2)

Olá sou a Marcela, 35 anos sou de São Paulo , trabalho em operadora de caixa em um supermercado perto de minha casa, lembram_se de mim ,sou aquela funcionária do supermercado que há uns dois anos...

LER CONTO

DANDO A BUNDA DE LADINHO. CORNO FILMA TUDO.

Bom dia, queridos amigos. Olha meu sufoco aqui, de ladinho, recebendo um caralho grande e grosso no cuzinho. E meu corno filma e faz as fotos. Somos também um casal liberal e fazemos parte do site,...

LER CONTO

CORNO ME LEVA PARA FODER COM DOIS CARRETEIROS.

Bom dia a todos os amigos. Olha, tem de ser muito corno mesmo para ser casado comigo, pode ter absoluta certeza. Mesmo estando no meio liberal há mais de 10 anos, ainda fico impressionada com isso....

LER CONTO

ACEITEI UM DESAFIO PERIGOSO DEMAIS PARA MEU CU. QUANDO VI… JÁ ERA TARDE.

Queridos amigos, muito boa tarde. Olha decidi encarar um super desafio, que foi literalmente de arrombar meu rabo. Aceitei dar a bunda a dois Caminhoneiros, que estavam passando aqui pela cidade....

LER CONTO

Erin e Fryda, boas de bunda

Erin, uma belíssima nórdica de dezoito aninhos, joga o lençol pro lado descobrindo o homem adormecido que a havia sodomizada durante a noite toda. Ela vai até o banheiro, faz o exame no anus e...

LER CONTO

traí meu marido com o auditor

Traí meu marido com auditor Tenho 38 anos e trabalho em uma empresa pública no setor administrativo, tenho algumas responsabilidades sérias e na empresa é grande o número de funcionários do...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 4 + 1 = ?

Se você gosta de ler contos eróticos o contos adultos é o site perfeito para você. Aqui você vai ler contos sexuais reais, e o melhor de tudo é que o site é atualizado diariamente.

© 2022 - Contos adultos