Meu primeiro Ménage a trois – verídico

Oi tesudos e tesudas !!!!! já estava louca para postar mais um conto verídico sobre um experiência real…

Então mores eu casei muito nova com 15 anos e fiquei com esse boy até os meus 18 anos de idade (ele sempre diz que serei a eterna ninfa safada dele kkkkk), como eu já havia falado antes eu sempre tive o meu lado sexual muito aguçado, eu era desde nova uma ninfomaníaca real, e com esse boy vamos chama-lo de “Sr.R” eu descobri muito sobre o que eu gostava na hora do sexo.

O Sr. R era muito safado, ele realizou a maior parte das minhas fantasias e na hora da trepada falavamos muita sacanagem, com o tempo eu começava a falar se ele gostaria de me comer enquanto eu chupava uma bucetinha, ou se ele queria ver duas morenas chupando a rola dele bem gulosas e eu percebi que ele ficava louco com isso…

Na época eu tinha uma amiga que eu apelidei de Mel, eu e a meu fazíamos muita sacanagem juntas e ela sempre teve vontade de transar comigo depois que eu fumasse maconha (eu fico extremamente excitada depois de mandar um f1) até então ela só queria ficar comigo, ela era hetero tmb, mas era bem curiosa e se sentia atraída por mim, a Mel era baixinha tinha 1,69, daquelas magrinhas gostosas, cabelão na bunda preto (o meu tmb era na bunda, saudades….vou deixar crescer novamente) ela parecia uma índia.

o Sr.R estava perto de fazer aniversario e logo eu pensei que uma transa a 3 seria um ótimo presente, a primeira amiga que veio na minha cabeça foi a mel, eu tinha certeza que ela iria topar, ele era sarado, bem gostoso, tinha uma rola deliciosa, ela iria amar, comecei a sondar ela e 3 dias depois ele me confirmou que faria, fiquei super empolgada, eu tmb estava louca pra fazer aquela safada gozar na minha boca, combinei com ela como seria pq eu queria que fosse realmente uma surpresa pra ele.

No dia marcado eu disse ao Sr.R ” amor uma amiga minha da escola vira aqui para fazer um trabalho” (detalhe eu estudava a noite e tinha 16 anos e ela tmb tinha ele tinha 26) ele não achou estranho e disse tudo bem…

então a mel chegou, estava com um vestido de alcinha bem curtinho e pasmem SEM CALCINHA kkkk, começamos a ler uns livros e tal e propositalmente deixei que ficasse até bem tarde da noite e disse “amor a mel vai ter que dormir aqui, já esta tarde vou arrumar o colchão pra ela”, ele ficou meio cabreiro mais não questionou, saímos para lanchar e depois fumar um beck.
Ao voltar para casa eu combinei com ela que eu iria abrindo as portas e ela ficaria para fechar o portão da garagem quando ele entrasse com o carro e pedi que quando subissem a escada ela deixasse ele ver que ela estava sem calcinha já pra ele se ligar o que estava acontecendo.

Eu já estava no quarto com uma calcinha e um sutiã de renda vermelha, logo eles chegam aos beijos, ela conduziu ele até o quarto e eu vi que ele tava nervoso e me perguntou “amor isso é serio, vc ta liberando sua amiga pra mim ?”, e eu respondi “para nos”, ficamos as duas de joelhos esperando ele colocar o pau para fora, e começamos a chupa-lo, o pau dele estava mais enorme do que o normal, enquanto chupavamos ele eu e ela nos beijavamos e beijamos a boca dele também, eu levantei e deitei na cama e ela deitou em cima de mim, nossos seios ficavam se roçando e ela me beijava com tanto gosto e me olhava sorrindo dizendo no meu ouvido, “eu gosto quando vc fica assim depois que fuma” e ele começou a penetrar a xotinha dela enquanto eu abria a bunda dela com as minhas mãos, ele colocou as mão dele sobre as minhas e começou a meter nela, horas bem forte horas devagar e falava “amor sua amiga tem a bucetinha apertadinha igual a sua” e eu respondia “fode ela amor, fode essa puta”, ele enrolou os cabelos dela na mão e meteu bem forte e eu ficava vendo os seios dela saltitando com o impacto da foda, ele tirou o pau de dentro e começou a chupar ela de quatro nessa hora eu subi um pouco até que a boca dela alcançasse minha xotinha e ela me chupou, gente isso foi tão gostoso que eu gozei na boca dela e ela gozou na boca dele, mudamos a posição e eu fiquei de 4 pra ele, ela adorava encher minha bunda de tapas até ficar vermelha enquanto metia, ela estava sentada na minha frente e eu chupava os seios dela, ele gemia tão gostoso nos comendo que o clima era cada vez mais de tesão, ele deitou na cama e eu sentei com a xota na cara dele e ela sentou na sua rola gostosa e ficou cavalgando enquanto eu e ela nos beijavamos loucamente ela chupava meus seios e eu os dela, parecia uma cena de filme, aquelas duas mulheres maravilhosas usando o Sr. R e o safado estava adorando, eu senti que ele começou a chupar meu cuzinho o que acendeu minha vontade de sentir aquela vara entrando nele.

Ela saiu de cima do pau dele e eu sentei com o cu naquela rola gostosa e enquanto ela chupava os meus seios ele penetrava o cuzinho dela com os dedos, ficamos um tempo assim.

Ele pediu para que as duas ficassem de quatro na beira da cama, como boas cachorrinhas ficamos e ele falou “podem se beijar agora, quero comer o cu de vcs vendo essa cena”, começamos a nos beijar e ele comia o cu dela, com os dedinhos no meu, depois comia o meu, com os dedinhos no dela, aquele safado sabia comer um cu gostoso, ela segurou minha mão e disse “amiga vou gozar com esse cacete assim no meu cu” nossa que tesão respondi “goza amiga, aproveita a rola desse safado” e sim ela soltou um gemido gostoso, a puta havia gozado e logo chegou minha vez ele começou a meter bem devagar no meu cozinho e eu olhava pra ele, perguntei “gostou amor de comer minha amiga ? esse é seu presente”, ele “eu amei, sua amiga é muito gostosa, mas a minha puta safada é vc”, e eu fiquei ali de quatro olhando pra trás, com aquele cabelão pelas costas e rindo pra ele, ele já sabia que eu iria gozar fácil ali então começou a meter do jeito que eu gosto devagar e colocando tudo, me veio um arrepio e soltei um gemido alto, aiiii que delicia gozei com a rola toda dentro do cu.

Ele pegou as duas pelos cabelos e nos colocou de joelhos e começou a punhetar o cacete eu e a mel estavamos igual duas nenéns de boquinha aberta esperando o leite quente, logo veio o jato, um pouco na minha boquinha e um pouquinho na dela ficamos nos beijando passando a porra de uma boca pra outra mas tomamos tudo e limpamos o pau dele com a boca tmb, eu olhava pra ele e via a cara de realização, estava ali na cama deitado com duas putinhas que ele acabou de fuder…

De magrugada ele acordou ela pra comer de novo, afinal em um casamento quando a mulher libera uma buceta nova o boy aproveita né, deixei ele a vontade e minhas aventuras com a mel só continuaram… quem saber mais ? me pessam amores !!!

Enviado por: Karen tesão
karentesao@hotmail.com