website page counter
Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Contos adultos » Contos eróticos de corno » MEU CORNINHO ME LIBERA PRO SEU AMIGO

MEU CORNINHO ME LIBERA PRO SEU AMIGO

Publicado em dezembro 25, 2023 por ANGELICA

Me chamo Simone, somente com 18 anos fui perder minha virgindade com meu noivo Claudio, já com nosso casamento marcado para mais ou menos um ano depois. Jairo, o melhor amigo de Claudio ficou estudando nos Estados Unidos por 5 anos, e quando voltou fez questão de convidar Claudio pra trabalhar com ele; na área de contabilidade, em uma das fábricas de manilhas de cimento que herdou do pai.  Claudio um dia comentou que o gerente da fábrica sede estava pra se aposentar e que pensava em pedir o cargo pro seu amigo Jairo. Houve uma festa de confraternização de final de ano na fábrica em um grande restaurante, e Jairo nos chamou pra nos sentarmos do seu lado na mesa. Papo vai e papo vem, de repente senti uma mão apalpando minha coxa e fui ficando tensa, pois claramente era a mão do Jairo que estava do meu lado. Me levantei pra ir ao toalhete, e na volta dei de cara com o Jairo no corredor que me segurou pelo braço.

– Me perdoe Simone, é que não consegui resistir tanta beleza do meu lado.

–  Estamos em um lugar público, o que você fez foi muito perigoso alguém perceber.

– Prometo que não vou repetir, ok? Mas me liga amanhã pra falarmos sobre uma coisa que o Claudio me pediu.

Me entregou um cartão e me deixou ir na frente pra mesa aparecendo instantes depois. Guardei o cartão na minha bolsa, e durante toda festa fiquei tentando imaginar o que aquele homem queria comigo. Somente no dia seguinte é que resolvi contar pro meu noivo sobre o pedido de ligação que o Jairo me pediu… Só não falei sobre a mão na minha coxa. Claudio sorriu e falando que deveria ser sobre o cargo de gerente, me pediu pra ligar naquele momento que ele ficaria do meu lado. Peguei meu celular e liguei pro celular do Jairo que rapidamente atendeu. Logo percebi as intenções de Jairo, que disse que precisava se encontrar particularmente comigo. Como Claudio ouvia a conversa, tapei o fone e olhando pra ele que rapidamente sussurrou que eu deveria aceitar o convite. Perguntei onde, e Jairo deu um endereço de um restaurante chiquérrimo dizendo o horário que estaria me esperando, no dia seguinte (sábado) a noite. Desliguei e olhando pro meu noivo.

– Não tem cabimento isso Claudio… Tá na cara as intenções desse seu amigo.

– Não vai acontecer nada meu amor… Só tente convencê-lo que eu posso ser o gerente na fábrica.

Claudio ficou tentando me convencer que seria ótimo pro nosso casamento ele conseguir o cargo pois ele teria um ótimo salário. Conseguiu me convencer falando que poderíamos ter uma ótima casa, carro e até fazer viagens internacionais nas férias. Já imaginando, me produzi toda no dia seguinte e peguei um taxi até o restaurante onde Jairo já me aguardava em uma mesa isolada das demais. Olhei pra aquele belo homem, alto e forte, e pensando comigo que ia precisar de coragem pra ir pra cama com ele, se ele pedisse. Mesmo antes de chegar nossos pedidos, Jairo já foi falando sobre o pedido que Claudio tinha feito à ele, mas que seu pai tinha dado uma sugestão de colocar uma pessoa que já trabalhava a muitos anos na fábrica… Já imaginando, apenas sorri.

 

– E não tem jeito do Claudio ocupar o cargo?

– Bem, até tem! Mas vou contrariar meu pai, entende?

Quase nem toquei na comida, e olhando direto nos seus olhos.

– E você conseguiria contrariar seu pai?

Ele colocando a mão sobre a minha.

– Tudo depende de você!…

Fingindo total ignorância.

– De mim? Não estou entendendo!…

– Você é uma mulher lindíssima, e qualquer homem faria de tudo pra ficar com você!

– Mas eu vou me casar com o Claudio!…

– Tudo bem, mas eu não teria nenhuma chance de ter algumas horas a sós com você?

– Você é um homem muito interessante, e se prometer que vai ser somente hoje, eu aceito.

Rapidamente ele pagou a conta e em poucos minutos estávamos entrando num maravilhoso motel. Meu coração estava disparado, mas não tinha como voltar atrás. Entramos no quarto e ele foi me abraçando, me beijando na boca e abrindo o zíper do meu vestido que ficava nas costas fazendo cair aos meus pés me deixando apenas de calcinha pois não estava usando sutiã. Me fez deitar, e antes de tirar suas roupas voltou a me beijar na boca, chupar meus peitos e rapidamente puxar minha calcinha. Sentia minha buceta, que só conhecia o pau do Claudio latejar e ficar úmida com aquele homem passando seus dedos. Jairo ficou em pé ao lado da cama e foi tirando suas roupas até ficar completamente nu, me mostrando um cacete maior do de Claudio, e mais grosso. Fiquei tão impressionada que até esqueci da camisinha e deixei aquele homem socar tudo na minha buceta. E quando ele começou a fazer movimentos firmes de vai e volta, fui ficando mais liberada.

– Oooooh! Ooooohhhh! Mete! Meeeeete! Hhhhhaaaaa! Hhhhhaaaa!…

Jairo me fodeu com tanta violência que acabei tendo dois orgasmos seguidos antes de sentir gozando dentro de mim. Só saímos do motel no dia seguinte, quase horário do almoço, com minha buceta ardida de tanto que aquele homem meteu em mim… Foram cinco trepadas que jamais imaginaria ser feita por um só homem. No dia fui comprar na farmácia a “pílula do dia seguinte” e liguei pro Claudio e ele me pegou de carro me levando pra fazer um lanche. Falei que o Jairo tinha prometido lhe dar a gerência e pretendia contar o que tinha acontecido, mas Claudio colocando dois dedos sobre minha boca, abrindo um enorme sorriso.

– Obrigada meu amor… Sabia que você ia conseguir convencer o Jairo.

Claudio nitidamente fingia ou não queria saber que tinha lhe colocado chifre… Só pensava no seu cargo de gerência. Meses depois nos casamos e Jairo nos deu de presente uma viagem de lua de mel para Cancúm México. Realmente, com o salário de gerente do Claudio passamos a ter uma vida de casados tranquila. Jairo, como o combinado, fingia que nada tinha acontecido entre a gente. Mas a presença daquele homem mexia comigo me fazendo lembrar da noite que tive o melhor sexo da minha vida, e por mais que gostasse do Claudio vivia imaginando deitada novamente com aquele homem. Um final de semana, Jairo ligou pro meu celular dizendo que estava tentando falar com Claudio, mas que ele não estava atendendo o celular. Expliquei que ele devia estar jogando bola com os amigos e que devia estar longe do celular. Antes de desligar, resolvi perguntar sobre sua namorada, e Jairo me dizendo que tinham terminado.

– Que pena Jairo… Ela parecia ser uma ótima pessoa!

– Pois é, mas infelizmente não deu certo!

– Espero que você encontre a pessoa certa!…

– A pessoa certa pra mim, seria você!…

– Que isso Jairo; você sabe que eu amo meu marido!…

– Mas me contentaria ter você pelo menos por algumas horas.

– Não sei… Não gostaria de ficar enganando o Claudio.

Resumindo: – Jairo passou a me ligar mais vezes pedindo pra encontrarmos a sós. Lógico que minha vontade era aceitar, mas acabava dando as mesmas desculpas. Certo dia resolvi testar o Claudio e acabei falando que o Jairo depois do final de semana que ele estava jogando futebol com seus amigos, passou a me ligar mais vezes. Ele apenas sorriu.

– Ah é? Que legal meu amor!

– Você não quer saber o que a gente conversa?

– Bem, se você quiser me contar!…

– Ele normalmente diz que gostaria de sair novamente comigo.

Claudio me abraçou, me beijou e olhando diretamente pros meus olhos.

– Jamais vou ter ciúmes do Jairo… É só tomar cuidado para não serem vistos juntos, entende?

Resolvi abrir o jogo.

– Mesmo sabendo que ele quer transar comigo?

Claudio novamente me olhando diretamente nos olhos.

– Eu sei que vocês já transaram antes da gente se casar!

– É????? Mas fiz pra você conseguir ser gerente!…

Ele me beijando carinhosamente.

– Eu sei e lhe sou grato por isso. Mas você tem vontade der transar com ele novamente?

– Nunca duvide do meu amor por você, mas pra ser sincera tenho vontade sim!

Novamente me beijando.

– Só quero que você seja feliz, ok?

Retribui o beijo achando estranho dele saber que já foi corno e me autorizava a lhe colocar mais chifres. No sábado resolvi ligar pro Jairo perguntando se ele gostaria de me levar naquele mesmo motel. Combinamos e falei claramente pro meu corninho que ia pro motel com o Jairo e que voltaria somente no domingo pra casa. Voltei as 9h encontrando Claudio na cozinha preparando um lanche. Ele sorriu me perguntando se gostaria que me preparasse um lanche pra mim.

– Só vou tomar um café, tá bom?

Sentados e tomando café, ele resolveu me perguntar se tinha sido bom.

– Muito bom… Jairo é um ótimo amante.

Quando levantou da cadeira percebi que seu short do pijama tinha um volume grande. Ele chegou do meu lado e baixou o short me mostrando seu pau duro. Segurei seu pau e fazendo apenas carinho.

– Sabe que o Jairo gosta quando eu chupo seu pau?

– Ah é? Mas você nunca chupou o meu!

Comecei a punhetar levemente e olhando pra ele.

– É que eu não sabia chupar e você nunca pediu!

Ali mesmo comecei a mamar a piroca do meu marido pela primeira vez. Ele segurando minha cabeça com as duas mãos.

– Vai sua cachorra, chupa meu pau, chupa!…

Dele me chamar de cachorra foi crescendo meu tesão… parei de chupar.

– Minha buceta ainda está quentinha de tanto dar pro seu amigo!

Ele me fazendo levantar da cadeira e me empurrando pra ficar encostada na mesa, foi levantando meu vestido descobrindo que eu estava sem calcinha. Fui me debruçando sobre a mesa e ele passando a mão na minha bunda.

– Você é muito safada meu amor… vou acabar com essa sua buceta!

– Iiiiisssso! Mete! Mete tudo na putinha da sua esposa!…

Claudio começou a meter com bastante violência. E com a pica toda enfiada passou a dar tapinhas na minha bunda… Em poucos minutos estávamos gozando ao mesmo tempo. Fui tomar um banho e depois fui pro quarto descansar um pouco devido a noite intensa que passei no motel. Passava do meio-dia, quando acordei com meu corninho levantando minha camisola e puxando minha calcinha. Sem falar nada caiu de boca na minha buceta e me deu uma chupada que urrei de prazer até ter um delicioso orgasmo. Depois me fez ficar de bruços pra ficar alisando e beijando minha bunda… Notei que ele parou e abrindo meu rego com as mãos olhava pra meu orifício anal que devia se encontrar um pouco dilatado devido a pica grossa do Jairo.

– Você deu a bunda pra ele, deu?

– Dei sim e adorei!…

Ele dando mais tapinhas na minha bunda enquanto me fazia ficar de quatro.

– Sua vagabunda, nunca deixou seu marido meter na sua bunda, né?

Dei uma bela rebolada.

– Mas agora vou deixar você meter sempre que quiser, tá bom?

E ele socou no meu cu e meteu até ficar com tudo atolado e urrando feito um lobo passou a gozar dentro. Claudio permitiu que eu passasse pelo menos um ou dois finais de semana no mês na casa do Jairo. E quando voltava pra casa ele me possuía feito um animal tarado.

Leia outros Contos eróticos de corno bem excitantes abaixo:

Digão o super dotado comeu o cu da minha esposa

Tiana se encantando com a sodomia

57368 views

Contos Eróticos relacionados

ERIN e FRYEDA BOAS DE BUNDA III

Groerg está meio surpreso com as atitudes de sua noivinha Erin. Eles estão dentro de uma van e Erin arreou o encosto do banco e deitada de lado, exibe os bens torneado e imensos glúteos. Com uma...

LER CONTO

DO NAMORO AO CASAMENTO – 1991 – parte 2 – verídico nomes fictícios

......seguiu normal nossos namoros, agente se encontrava todos finais de semana, era um religião, eu continuava viajando e o Paulo , havia a pouco trocado de emprego, passou a viajar também.  Em...

LER CONTO

Sexo Gostoso Com irmão Caçula

Sexo Gostoso Com irmão Caçula

LER CONTO
  • Enviado por: Admin
  • ADS

O Rabão da MamãeZONA

O Rabão da MamãeZONA

LER CONTO
  • Enviado por: Admin
  • ADS

Sacanagem Da Filha Adotiva

Sacanagem Da Filha Adotiva

LER CONTO
  • Enviado por: Admin
  • ADS

Márcia se acostumando com a sodomia

Marcia está casada há quase três anos. É advogada e trabalha numa grande banca de advocacia. A família dela, sem exceção é toda de juristas e servidores públicos. Teve uma educação esmerada...

LER CONTO

Corretora Casada e Fiel foi mostra os imóveis Mas acabou vendo Outra Coisa

Estava a trabalho no Rio, aproveitei para ver alguns locais para locação, quem me atendeu e ficou de mostrar imoveis era Aline, cabelo longo bem cuidado e bronzeada, no primeiro dia estava com...

LER CONTO

Vontade de ser corno

Olá pessoal vou começar mim apresentando como senhor casado tenho uma esposa maravilhosa que vou chamar aqui de D Bom vamos direto ao assunto sou casado a dez anos casei muito cedo com minha...

LER CONTO

1 - Comentário(s)

  • Silva 27/12/2023 14:05

    Que delicia quero muito ter um sócio, deixar minha esposa ficar com a bucetinha bem aberta e molhada para eu chupar bem gostoso e meter nela.

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 2 + 4 = ?
ContosAdultos.Club - O seu site de Contos Eróticos
Se você gosta de ler contos eróticos ou contos adultos é o site perfeito para você. Aqui você vai ler contos sexuais reais, e o melhor de tudo é que o site é atualizado diariamente.
© 2024 - Contos adultos