Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Contos adultos » Contos eróticos verídicos » Meu Chefe comeu meu cu Algemada na mesa dele

Meu Chefe comeu meu cu Algemada na mesa dele

Publicado em março 7, 2020 por Anna Sophia

Para quem leu meu primeiro relato, onde um amigo da minha mãe bem mais velho me seduz e me fodem com força e sem dó, agora eu virei amante dele, e estávamos fodendo praticamente 3 4 vezes na semana. Uma maravilha.

Pois então, depois de cerca de uns 4 meses sendo puta do cara, minha mãe teve a brilhante ideia de dizer que eu deveria trabalhar. Ok, sem problemas! O Detalhe foi quando ela me falou que o amigo dela, esse do qual eu comecei a ser amante, aceitou que eu fosse a assistente pessoal dele por um período de apenas 4 horas por dia, depois que eu saísse do colégio.
Cheguei para conhecer a empresa dele, um prédio de andares, onde a sala dele é no último andar, e somente eu e ele ficamos naquela sala… Acho que vocês já imaginam no que deu ao longo dos dias né.

Continua depois da publicidade

Pois bem, geralmente vou trabalhar com legging, coladíssimas na minha bundona, algumas calças jeans também, e as vezes quando está muito calor um vestidinho, sem calcinha né.
Em um belo desses dias, era dia de manutenção de várias salas, e não tinha ninguém na empresa. Além disso, como eu só entro por volta do meio dia, o nosso prédio já tinha passado por toda a manutenção e estava completamente vazio. O pessoal da manutenção, estava todo no outro prédio. Mas meu lindo e caralhudo chefinho não avisou a putinha dele.
Pois bem, cheguei peguei o elevador, vi que estava tudo bem calmo, até achei estranho, porque passo pelo galpão para ir até o prédio, e todos os motoristas vivem me cantando e dando apelidos aos montes para minha bunda gigante.
Quando cheguei na sala ele já me atacou com a porta aberta me dando um beijo com vontade e passando a mão por todo meu corpo, tomei um susto, mas adorei, lógico, puta né! Então, ele me falou

– Hoje somos só nos 2 nessa empresa minha putinha, vou meter vara em você a tarde inteira. Vou arrombar esse cuzão com gosto por toda a empresa!

Esse é um tipo de ameaça que me deixa louca de tesão, adoro que come fodam com essa vontade. Na mesma hora, voltou a me beijar enquanto tirava meu vestido e percebeu q não tinha nada por baixo, nem sutiã, nem calcinha, parou de me beijar olhando meu corpo, deu aquela risadinha falando

Continua depois da publicidade

– Aninha… Isso que é uma puta de verdade, para ser fodido pelo chefe né minha cadelinha?

É claro que a cadelinha dele confirmou isso. Ainda pelada, ele me levou para o elevador, apertou estacionamento. Me deu mais um beijo, me pegou pelos cabelos, me jogando no chão, botou aquele cacetão grosso para fora. Então, começou a me dar uma surra de pica com aquele pau grosso enquanto o elevador descia, e eu de joelhos, pelada e sendo surrada por ele.
Quando chegamos no estacionamento, não tinha nenhum carro. Porém, ele é um estacionamento aberto, ao ar livre, mas com visão para um mato, já que por ser uma transportadora, ela fica meio fora da cidade, para ter mais espaço. Abriu a porta do elevador, ele me levantou, foi me levando para o meio do estacionamento, me jogo no chão de novo e só deu a ordem:

– Mama minha cadelinha cuzuda! Eu sei que você quer o leite do teu macho!

Já comecei lambendo aquele pau gostoso e grosso, saindo da base e indo até a cabeça, abocanhando ele todo, lambendo, dando umas cuspidas, e para ele não gozar tão rápido, quando escutava ele gemendo muito, começava a dar uns beijos nele todo melado para não gozar. Até que ele me puxa para cima, me encosta em uma parede, segurando forte na minha cintura, enfia na minha buceta, toda melada, e começa a me foder com vontade, com força, dando aquela enfiadas que chegava a estralar o corpo dele contra o meu. Acho que ficamos uns 20 minutos nessa metida na minha buceta até que ele tirou o pau da minha buceta, me jogou no chão e gozou tudo na minha cara. Que delícia!

Achei de depois dessa primeira hora ele ia se acalmar, mas foi bem o oposto. Levantei, comecei a tirar a porra da cara com os dedos, e ia chupando os dedos enquanto ainda estava pelada e indo para o elevador. Percebi que ele não apertou 5° andar que é a sala dele. Percebi também que o pau dele estava mega duro… geralmente depois que o cara goza, o pau da uma abaixada de leve, mesmo que bem pouca, mas ele tava uma rocha! Quando abriu a porta do 2° andar, ele veio para cima de mim e disse:

– Hoje, vou te comer em todos os andares. Uma gozada por andar! Vou deixar a minha cadelinha toda arrombada hoje!

Hoje em dia, seria tranquilo foder por 4 5 6 horas sem parar, estou acostumada a foder tanto. Mas nessa época, eu ainda tinha 15 anos! Naquelas 4 horas, ele me comeu em todos os andares da empresa. E fodeu todos os buracos. Quando deu 16:00 horas, a gente tinha voltado pra sala dele, minha buceta tava toda inchada, meu cu então, estava completamente aberto de tanto que aguentei aquele pau grosso.
Mas a cereja do bolo ele deixou para última hora. Depois de eu tomar uma ducha, para limpar toda a porra que ele tinha gozado em mim, ele entra no chuveiro comigo, me dá uns beijos, me tira do banho, já com a mão na minha bundona e fala:

– Eu ainda não acabei minha rabuda putinha, vai fazer uma horinha extra para o teu chefinho né…

Falou isso com o pau duro cutucando minha bunda, mas eu toda arrombada e zuada, não sei dizer não pra um pau grosso cutucando meu cu… e disse a ele que sim.
Ele me tirou do banho, me botou na mesa dele, deitada de frente. Abriu bem minhas pernas, e as algemou na perna da mesa, e depois, algemou meus braços na outra parte da mesa. Ou seja, fiquei completamente aberta para ele, sem poder ter reação alguma. Completamente pelada, toda arreganhada para ele. Ele poderia fazer i que queria comigo… foi o que ele fez.

E saiu e me deixou lá sozinha, daquele jeito na mesa, e voltou alguns minutos depois com um pote de gelo, e com um vibrador muito grosso!
Começou a brincar com minha buceta que já estava toda inchada de tanta rola que tinha levado, mas fica a dica para os meninos ai! Gelo na buceta e no cu da novinhas! Vocês não fazem ideia do quanto aquilo me deixava louca! Mas eu estava algemada e não conseguia me contorcer, uma mistura de tesão, orgasmo e medo, nem consigo explicar direito. Acho que gozei mais umas 5 vezes ali. Então, ele veio com aquele vibrador, foi ajeitando na minha buceta, metendo de leve e escutando eu gemer e quando eu olhava ele, ele tinha uma cara de putão, safado e com muita satisfação de me usar como brinquedo particular dele.

Quando deu um tempo, meteu ele todo que só não dei um pulo para trás, porque nem conseguia me mexer, era um vibro muito grosso e grande, me disse ele depois, 22cm o vibrador.
Quando ele liga aquilo dentro de mim, foi um escândalo, tive orgasmos múltiplos com aquele monstro me arrombando, e eu gemendo e quase indo a loucura pois nem me mexia, só sentia os orgasmos sem poder me controlar.

No meio desse carnaval de orgasmos, senti a cabeça do pau dele entrando no meu, mas nessa hora, ele soltou as algemas das minhas pernas, pego nas minhas coxas e colocou minhas pernas nos ombros dele e enfiou aquele cacete inteiro, todo de uma só vez no meu cu…

Meus amigos, palavra arrombada, teve sentido pela 1 vez na minha vida. Mas ele fodeu com força, sem dó, eu sentia meu cu sendo alargado, tava doendo demais, eu gritava igual uma louca, mas ao mesmo tempo, um duplo tesão de ser fodida pelo cu e pela buceta que chega ser difícil de explicar, o prazer era maravilhoso, uma mistura de dor e prazer, que passei a amar, que inclusive, depois dessa experiencia, comecei a pesar em dar pra 2 machos ao mesmo tempo.

Por mais de 1 hora sendo fodida daquele jeito, ele gozou a última vez dentro no meu cu, que de tão largo que ele ficou, quando ele soltou as algemas e eu levantei, porra dele nem ficava mais dentro do cu de tão arrombando. Era porra escorrendo pelas minhas coxas, pingando pelo chão, e eu andando toda torta. E ele só rindo e achando o máximo aquilo.

Fui para casa, tomei uma ducha e fiquei deitada mais de uma hora na banheira de casa. Quando fui jantar, ainda estava meio torta, assada e toda dolorida, quando minha mãe me pergunta se estava tudo bem comigo, e eu tenho que dizer que está tudo ok, só um pouco de dor nas costas!

Essa foi só mais uma das muitas transas que tive com ele e outros caras, lógico, mas vou tentar seguir exatamente todas as transas que tive ao longo dos anos. Aqui eu ainda tinha 15 anos.
Espero que tenham gostado. Quem quiser falar comigo, meu e-mail é

[email protected]

12884 views

Contos relacionados

Fotos Vazadas

Foi saindo pra uma balada com as amigas da faculdade que às quatro da madruga eu estava mexendo minha bunda embaixo de um homem lindo e misterioso numa cama de motel. Depois do primeiro encontro eu e...

LER CONTO

Dei pra 5 de casa até a faculdade

Olà,eu sou karen e vou contaroque aconteceu em um dos dias que acordei com fogo na xereca mais vadia do que de costume...jà acordei e subi no meu marido começando a chupar sua piroca e em seguida...

LER CONTO

No capô do carro

Era final de ano, as ruas estavam cheias, eles se encontraram num pagode e ali permaneceram por um tempo. Trocavam olhares de longe a fim de que ninguém percebesse que tinham uma ligação, difícil,...

LER CONTO

A afilhada gostosa da minha esposa – parte 2

Continuação. Leia a parte 1: A afilhada gostosa da minha esposa     Eu e Glaucy começamos a tomar café e, lembrando da noite anterior, comecei a provocá-la:   –...

LER CONTO

Minha deliciosa afilhada – parte 2

Continuação. Leia o primeiro conto: Minha deliciosa afilhada – parte 1     Deixando de ser BV     A semana ia passando e nada de Sophia dar um sinal. Já era...

LER CONTO

Dando pro coroa do Tinder

De: Elisa DANDO PRO COROA DO TINDER Sou Elisa ( nome fictício) Tenho 16 anos, cabelo preto ondulado, olhos pretos, alta, 70kg, seios pequenos. Sou totalmente fora dos padrões (não gosto de...

LER CONTO

1 - Comentário(s)

  • Juan Pablo Gomes 09/03/2020 12:24

    Excelente conto. É muito bom inovar com gelo,ou Halls.

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 5 + 1 = ?

Se você gosta de ler contos eróticos o contos adultos é o site perfeito para você. Aqui você vai ler contos sexuais reais, e o melhor de tudo é que o site é atualizado diariamente.

© 2020 - Contos adultos