website page counter
Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Contos adultos » Contos eróticos gay » Me conhecendo com meus amigos de escola – Parte 8 (Primeira vez com um cara mais velho e de lingerie) Parte 1

Me conhecendo com meus amigos de escola – Parte 8 (Primeira vez com um cara mais velho e de lingerie) Parte 1

Publicado em setembro 19, 2022 por Japa Suky

Antes de começar quero deixar claro que tudo foi com consentimento, portanto não entendam como abuso ou algo do tipo, na época eu gostei e me ajudou a esclarecer muitas coisas em minha mente. Bora pro conto.

Final de ano chega, férias escolar, não iria mais ver os meninos sempre, e nem desculpa para ir na casa deles fazer trabalho de escola… Após uma semana ou mais sem ir na casa do Tom e nem do Maicão eles ficavam me ligando falando pra ir la, pra “brincar” com eles, eu recusava e falava que tinha compromisso, pois tinha ficado chateado da ultima vez… até que numa sexta feira a Josi me liga e me convida pra sair com éla, que queria me apresentar para um amigo em uma festa, que eu ia gostar muito e poderia rolar alguma cosia gostosa rsr, de começo eu recusei, falei que não, aquelas coisas todas de menino bobo, mas no final acabei aceitando e convenci minha mãe de que eu ia na casa de um amigo jogar com ele que iriam me buscar e levar de volta pra casa, Éla logo aceitou pois éra sexta e queria ficar de balada com as amigas como sempre… Me passou a cartinha de recomendações de sempre, o básico que estamos acostumados a ouvir e foi-se éla para a balada com as amigas… umas 16:00 a Josi chega de carro, entro nos cumprimentamos e já começa o papo dela. (pra resumir bem, éla me disse que saia com uns caras e que faziam umas “festinhas” entre amigos e tal, que o povo éra bem legal e que seu amigo me achou bonito e éla tinha contado de mim pra ele, dos meus gostos e que eu podia ficar tranquilo que ele éra super de confiança e fazer o que quisesse), no começo fiquei com raiva dela por ter contado, mas éla me ganhava na conversa, boa de lábia até hoje… Enfim.

Chegamos em uma chácara em Araçariguama e, pra minha surpresa a festa tinha umas 8 pessoas… estava mais para um encontro do que festa, uma musica de fundo, um pessoal em volta da piscina com umas luzes bacanas, bebidas, umas comidas e tudo bem arrumadinho… Logo chega uma garota cumprimenta a Josi, pareciam ser bem conhecidas, me cumprimenta também, Josi me apresenta, falando que sou o amigo que iria trazer, senti um clima meio estranho, pois élas pareciam muito intimas rsrsr… Fomos adentrando a chácara e na entrada da casa principal um rapaz bonito, magro alto nos recebe com um sorriso de orelha a orelha…

Josi – Olá Djon (nome Fictício) … Falei que eu vinha rsrsr .. (Djon éra um rapaz de 26 anos, filhinho de papai cheio da grana, e que aproveitava a vida rsrsr.. ele tinha o cabelo liso preto, olhos pretos, branco meio bronzeado, éra mais ou menos da altura do Maicão, uns 1,80 por ai…)

Djon – Realmente, sempre conto com você.

Josi – Esse é o Su, que falei que iria trazer comigo… Su esse é o Djon que eu queria te apresentar.

Acenei com a mão meio tímido, pois sabia que estava la para ser “conhecido por outra pessoa” se é assim que posso falar. Ele para olha pra mim de cima a baixo… me sinto completamente envergonhado com aquele olhar…

Djon – Desculpe garoto, você é muito bonito rsrsr … Prazer Djon.

Eu – Prazer Djon …

Djon – Vamos entrar, tem bastante comida, l dentro esta melhor, aqui esta um pouco frio, tem muita serragem essa época do ano.

Entramos e ficamos conversando um pouco, eu quase não falava, só o Djon e a Josi, os dois super íntimos, e um determinado momento a Josi saiu e disse:

Josi – Vou deixar vocês a sós um pouco, vou la ver as meninas se precisam de alguma coisa. (sai dando uma piscadinha pra ele).

Ele me convida pra sentar no sofá, e ficamos conversando um pouco, super educado e sempre me elogiava, perguntava meus gostos e tudo mais, uma lábia monstruosa rsrsrs… (resumindo), ele me contou que gostava de garotos e de garotas, e que tinha se descoberto ainda pequeno e foi me fazendo falar tudo também, contei das minhas duvidas no começo e foi indo, ele sempre ouvindo e indo ao ponto, o cara sabia falar… Provavelmente já tinha feito isso mais vezes (descobri depois), depois de um papo vem e vai, percebi que la fora tinha ficado muito quieto, até comentei com ele.

Djon – Relaxa, é que provavelmente o pessoal já começou a “brincar” rsrsr.

Eu – Brincar?

Djon – É, é para isso que viemos, a galera se reúne as vezes, temos que fazer o que gostamos, que nem vc agora, esta fazendo o que gosta o que quer… (bla bla bla), vamos la ver um pouco, deve ter alguém la fora, vai ser legal pra dar uma aquecida.

Fiquei curioso e fui com ele pra perto da varanda, quando olho pra piscina vejo um dos caras sentado na borda da piscina com os pés na água, e a garota que tinha falado com a Josi no começo da festa destro da piscina no meio das pernas dele chupando o pau dele, olhei meio assustado pois não tinha visto acontecer ao vivo e assim na minha frente… o Djon olha pro cara e faz um Joinha e o cara faz um sinal de rock pra ele segurando a cabeça da garota no pau dele, vejo que o Djon continua olhando, meu coração já acelera, fico me perguntando onde euu fui parar e onde estava a Josi rsrsrsr, ele olha pra mim e aponta pro lado no canto, olho tem mais um casal se pegando no canto, fiquei meio sem jeito.

Eu – Vamos entrar? O pessoal esta meio doido aqui…

Djon – Hahaha, você é mais reservado então rsrs. Ok vamos subir assim agente deixa a galera mais a vontade rsrsr.

Me pegou pela cintura e me direcionando as escadas, não achei ruim pois ele éra bem boa pinta, parecia fazer academia, todo cheiroso arrumado, cara bem legal, subindo as escadas percebo que o barulho que eu estava escutando começa a ficar mais nítido, e percebo que o som não vinha la de fora e sim do andar de cima, quando chego na ponta da escada éra uma sala grande com uns 4 sofas uma mesa de centro, muito bonito o local e vejo a Josi de joelhos no sofá virada para o encosto, chupando um cara e um outro cara atras comendo éla, eu olhei surpreso e eu não conseguia tirar os olhos, ela chupando com muita vontade e o cara atraz dela metendo de vagar aproveitando mesmo, éla estava com a saia levantada e sem blusinha, aquilo mexeu comigo e fiquei olhando, até que o Djon fala:

Djon – Manda ve gata.

Eu quase tenho um treco na hora, fico assustado olhando pra ele e ele rindo. Éla para de chupar e diz: DELICIA… o pessoal começa a rir eu ainda com cara de assustado e começo a ir em direção a escada, o Djon segura meu braço e fala: – Vamos por ali, é mais reservado, da pra ficar tranquilo… Fiquei mais tranquilo e fui junto com ele sem saber onde estava indo, quando ele abre a porta éra um quarto bem bonito, um pouco pequeno mas bem equipado, uma cama grande e um banheiro, dava entrada para uma varanda também, gelou minha barriga, porque tinha entendido o porque dele ter falado mais reservado aquela hora, sabia o que ele queria que acontecesse, fiquei um pouco nervoso, dava pra ver pela minha expressão e minhas mãos… ele foi sentou na cama.

Djon – Relaxa, você esta muito tenso, parece até sua primeira vez rsrsrssrsr, a Josi já me falou que não rsrsrsr, ( ele vai deita na cama bem de boa como se não queria nada mesmo ), deita ai vamos bater um papo, aqui você nào vai fiar vendo a Josi trepar kkkkk.

Eu fui sentei do lado dele ele ficou puxando assunto, falamos de algumas coisas ele éra bom de papo foi me levando na conversa, até que chegou num posto do papo que ele me perguntou se eu gostava de umas roupas diferentes pra usar na hora do sexo, eu fiquei com vergonha e disse que nunca tinha usado nada e que não tinha como pq sempre éra bem escondido e eu tinha vergonha e tal.

Djon – Vou te dar um presente, mas você vai ter que usar pra mim ver como fica, que tal? Você vai gostar, só estamos nós aqui relaxa, hoje é pra curtir, vamos curtir junto, vc vai gostar…

Foi saindo do quarto, abriu a porta e deu pra escutar mais alto o som das batidas e gemidos na sala (certamente da Josi sendo enrabada), eu já estava ficando com tesão pois sabia que iria rolar no quarto, era questão de tempo e como iria começar, eu já tinha aceitado acontecer e queria que rolasse, mas a vergonha éra maior, e o Djon estava indo com muita cautela. O Djon Entra no quarto com uma sacola bem chique entra no banheiro deixa as cosias la e fala.

Djon – Pode ir la ver, é um presente, se você quiser pode ficar com ele, mas tem que colocar pra mim ver. (com cara de atentado)

Eu já estava mais “amiguinho” dele, então dei uma risada concordei e fui no banheiro, olhei a sacola pendurada no toalheiro, fechei a porta ele deu risada, olhei dentro da sacola vi alguns tecidos, fui tirando e colocando na mesinha de canto do banheiro e la estava, eu com o coração quase saindo da boca de tão rápido que batia, eu estava com uma cinta-liga preta chique, com umas rendas alça pra colocar na cintura um par de meia fina preta muito bonitas e tudo mais e uma espécie de camisola de cetim brilhante também preta bem leve curta com duas abertura nas laterais, juro pra vocês eu achei que teria um treco de tanto que meu coração batia rápido, minhas pernas tremia e meu pauzinho duro feito rocha… eu fiquei sem reação, de como colocar, eu queria , mas estava com vergonha de colocar, o máximo que eu tinha feito foi colocar umas saias da minha mãe e umas calcinhas e etc… mas nada daquilo, e ainda mais com outra pessoa la, parei pensei e falei pra mim mesmo, já estou aqui mesmo, a Josi esta ai qualquer cosia… Comecei tirar a roupa, já tinha feito uma geral em casa mesmo nos quase nada de pelos que eu tinha… tirei toda minha roupa, fui olhando como colocar, me atrapalhei um pouco, sabia como devia ficar pois já tinha visto em revistas e etc as garotas usando, coloquei a peça da cintura arrumei ficou bem certinho, coloquei uma meia já testei a alça como travava, fiz o mesmo com a outra meia, dei uma ajeitada, a meia estava colando muito, mas náo liguei pois nunca tinha usado não sabia se estava bom ou não rsrsr, por fim coloquei a camisola de cetim, (que delicia rsrsr geladinho e muito gostoso) parecia que tudo tinha sido feito pra mim, ou pelo menos eu achava isso né, pq eu achei simplesmente o máximo, dei uma arrumada nas meias para que onde acabasse a camisola começaria as meias, ajeitei as cosias do meu jeito mesmo olhei no espelho e estava o máximo, até meus biquinhos salientes no cetim, meu pauzinho duro la em baixo tb me deixando com vergonha, e chegou a hora de sair… Coração na mão e aproveitei a adrenalina arrumei minha roupa na sacola deixei no canto e fui saindo, abro a porta e o quarto já estava com meia iluminação e o Djon só de cueca box deitado na cama… fiquei sem graça de sair de perto da porta com vergonha, ele faz uma cara de surpreso e fala:

Djon – Sabia que você éra uma delicia, mas agora sei que acertei na loteria, esta linda, uma gatinha sexy.

Eu – Obrigado… (e fiquei na porta)

O Djon levanta vem até a porta: – Obrigada né sapeca, você é minha safadinha agora, ouvi vc se trocando e sabia que agente ia dar certo, vamos curtir que eu quero você…

Me puxou pela mão até próximo da cama enfiou as duas mão na minha bunda com força, me puxou pra ele, como ele éra mais alto me colocou sentado na cama, e vejo me beijar na boca, eu fiquei um pouco surpreso sai, ele saiu não ligou e começou a beijar meu pescoço freneticamente, respirava fundo, eu podia sentir o volume na box dele, ele roçava em mim na minha perna e apertava minha bunda com gosto, eu me entregando me apoiei com os braços para traz na cama e ele me beijando no pescoço e passa a mão em mim, e com uma das mão pegou meu biquinho e segurou por cima do tecido, e disse – A Josi me disse que você ia gostar disso, quero ver se éla estava certa… E fazia movimento de rodinha nele me empurrou pra cama, e la estava eu deitado de frente com ele entre minhas pernas com uma mão na minha bunda e outro no meu peitinho, eu ofegante e ele me olhando, abaixou a cabeça puxou a camisola de lado e descobriu meu outro biquinho que estava durinho, deu uma lambidinha e fui chupando ele… não aguentei e comecei a me entregar, já dala uns gemidinhos bem suaves e baixinhos, e segurava a cabeça dele contra meu peitinho já, me entregando… Nítida a diferença de garotos e Ele, um cara com muito mais experiência me fazendo querer mais o tempo todo rsrs, ele tira a mão da minha bunda e vai em direção ao meu pauzinho, e começa a acariciar ele me punhetando, eu dou uma saída, pois como vcs sabem fico meio desconfortável com isso, sei la, é meu jeito… Ele me olha e faz um sinal de (esta tudo bem?) eu balanço a cabeça como que sim e ele levanta me puxando junto, fica de pé ao lado da cama e me traz de pé, da uma forçadinha nos meus ombros para baixo me indicando pra abaixar de joelho, obedeço e fico ai em baixo olhando pra ele, ele acariciando meu cabelo põe a mão atrás da minha cabeça e puxa pra próximo de seu pau, eu olho o volume já tudo duro, olho pra ele e ele fala.

Djon – Pode tirar, não morde rsrsr…

Eu – Estou com vergonha, sei la…

Djon – Vira minha garotinha agora, não tem ninguém aqui, só nos dois, se solta, é só eu e você…

Fui puxei a box pra baixo e saltou pra fora um pau muito bonito, todo branquinho cabeça rosada, sem um pelo, já babado, um pau maduro, com veias e mais groso, grande, comparado aos que eu já tinha visto… fiquei um pouco apreensivo, ele com a mão esquerda segurava minha nuca e com a mão direita pegou o pau dele e foi punhetando, olhando pra mim e falava,

Djon – Quer ele?? Você quer?.

Eu balancei a cabeça meio tímido indicando que sim. Ele foi de novo e falou:

Djon– Não ouvi, quero que você me fale que quer ele…

Eu – Quero, euu quero seu pau. (com muuita timidez)

Ele soltou seu pau, e eu fui com as duas mãos segurei e coloquei aquela cabeça na boca, dando umas primeiras chupadas, fui sugando aquela baba que já estava no pau dele, de olhos fechados, e chupando com gosto, sentindo o gosto dele e engolindo, percebi que ele fazia carinhos mais fortes na minha cabeça, logo pensei que ele estava gostando e fui acelerando o ritmo, aproveitando o momento, chupando, tentando ir com o pau dele mais fundo, tirava da boca e lambia, fazia como eu fazia sempre com meus amigos, ele puxava meus cabelos para olhar pra mim, eu olhava bem rápido e já abaixava os olhos por vergonha, e ele segurou no mei queixo colocou o pau na minha boca olhando pra mim e disse.

Djon – Chupa me olhando, quero ver essa carinha linda chupando, esses olhinhos puxados… quero te ver chupar, quero ver sua carinha de quem esta gostando da minha rola.

Meio tímido fui me soltando e chupando olhando pra ele, e ver ele com aquela cara de safado olhando pra mim e eu chupando foi ótimo, ele estava me ensinando a me soltar, a curtir o momento, coisa que eu ficava bem trancado sempre, fui chupando e vendo as reações dele para cada tipo de movimento que eu fazia, quando eu colocava minha língua na cabeça dele e forçava pra dentro ele gostava mais, quando eu chupava mais forte, quando eu colocava a língua na parde de baixo da cabeça dele e deixava na boca e mamava como se fosse uma mamadeira mesmo, ele até fechava os olhos, foi experimentando tudo, e o pauu dele sempre balando muito, minha boca já estava toda balada, continuei chupando olhando pra ele, as vezes fechava os olhos pra curtir mais, devo ter ficado nessa brincadeira por uns 10 a 15min por ai… ele tira o pau da minha boca e fala.

Djon – Eu que quero brincar agora, depois deixo você brincar com ele mais um pouco minha safadinha gostosa.

Ele me ajuda a levantar, me indica a cama, vou subindo meio que engatinhando, ele me segura, fico de quatro na frente dele, com os pés fora da cama, de joelhos e com as mãos na cama e olho pra traz, ele puxa meu quadril em direção ao pau dele fica la roçando um pouco em cima da minha camisolinha (sujando éla de baba de rola que raiva) ele sobe éla e faz uma cara que já me valia o dia inteiro, eu dei até uma arrebitada nela, porque sabia que eu tinha uma bunda nota 10 rsrsr, abaixei com os cotovelos na cama, deixando éla mais arrebitada, ele me da um tapa de leve, olha pra mim com uma cara de safado e fala:

Djon – Que rabo delicia você tem em safadinha, estava escondendo de mim é ?? vou te tratar muito bem, esse cuzinho rosadinho vai me amar, você vai me querer sempre.

Ele meio que abraçou minha bunda, enfiou a boca no meu cuzinho e foi lambendo bem gostoso, até tremi as pernas, ele foi me lambendo e tentando enfiar a língua em mim, estava delirando, eu de olho fechado curtindo o momento, sabendo que tinha um cara mais velho me desejando, me elogiando, eu ficava falando na minha cabeça, agora sou uma garota safada, uma atriz pornô, vou fingir que estou fazendo um filme, ficava imaginando essas merdas, sei la éra a empolgação da época. E ele me lambia, dava uns tapinhas de leve, apertava minha bunda, euu me realizando, deitava o rosto na cama, subia um pouco, olhava pra ele, arriscava uns gemidos bem tímidos. Ele para fica passando dois dedos no meuu cuzinho todo melado já de saliva, olha pra mim e fala.

Djon – Olha ai como você esta gostosa. ( e aponta pro lado )

Eu não tinha reparado, mas tinha um espelho na cômoda na frente da cama, e dava para me ver la de quatro com minha bunda arrebitada, a camisola na minha cintura pra cima, e a cinta liga preta contrastando com minhas cosas e bunda branquinha, ficando perfeito, eu parecia uma garota muito gostosa dando pro seu macho, ele em pé perto da cama atrás de mim com o pau na mão punhetando e olhando pro espelho tb, foi uma sensação totalmente nova naquele momento, e na coragem do tesão do momento pedi:

Eu – Me lambe mais um pouco pra mim ver…

Djon – Pra já gostosa, me olha te chupando o cuzinho.

Eu já começando a ficar tonto sei la pressão do momento que eu estava passando, olhando a cara dele no meu cuzinho e eu olhando no espelho ele me lambendo e eu la, que nem uma putinha entregue pra ele… estava no auge no tesao, meu pauzinho escorria baba na cama toda. Ele para de me lamber começa a enfiar um dele no meu cuzinho, entra fácil pois ele já estava colocando a língua dentro, eu já estava bemmm relaxado, ele para vai na gaveta do lado da cômoda, pega uma camisinha e vai colocando no pau, não falei nada, so fiquei olhando pois ainda não tinha feito com ninguém de camisinha, éra algo novo pra mim, fiquei la, preparada, com rabinho pra cima, esperando ele vir, ele pega um creme passa no pau, vem até mim, passa no meu cuzinho, bem geladinho, ele faz uum carinho em mim se posiciona atrás de mim, eu olhando no espelho já todo contente mas meio receito pq ele éra mais grosso e etc, coloquei a mão pra traz olhei pra ele e falei:

Eu – Vai de vagar, se não me machuca…

Djon – Sou carinhoso amor, não vou te machucar esse rabinho pra ficar sem, rsrsr.

Fiquei mais tranquilo, deixei ele ir, pensei que ele já ia me comer como os meninos ficavam fazendo, e ele não, foi com um dedo, depois colocou dois, ficou brincando uum pouco, deu uma alargada, dala pra ver ele dando uma puxadinha e eu só curtindo, mas apreensivo, ele parou se posicionou atraz de mim colocou a mão esquerda na minha bunda e direcionou o pau com a outra mão pra entrada, foi forçando bem de vagar, foi indo, voltava, indo e até que entrou a cabeça, eu pude sentir.

Djon – Quero te ouvir gemer Su, você esta muito quietinha, se solta gata, ninguém vai ficar te ouvindo, o pessoal já esta fazendo o barulho deles, quero te escutar gemer, você esta muito tensa gatinha… geme pra mim, se não vou começar a te judiar (falou dando uma risadinha )

Na mesma posição eu comecei a perceber e éra verdade, eu já estava parecendo um cachorro todo curvado quando olhei no espelho, estava muito tenso, pensei comigo, já estou aqui, já chupei ele, estou com uma roupa linga, to gostosa, estava me soltando agora parei de novo, esta só nos dois aqui, ninguém vai ficar sabendo… a Josi não ta aqui… fiquei me convencendo…. respirei fundo e me soltei….. separei mais minhas pernas, arrebitei meu rabinho, olhei no espelho ajeitei minha posição olhei pra traz e dei uma empurrada pro pau dele… Ele me olha com cara de felizão e da um tapa mais forte na minha bunda e fala.

Djon – É assim que eu gosto, vou te comer até você gozar gatinha.

Ele segurou minhas ancas com uma mão e com a outra segurou o pau na estrada e foi forçando… mesmo entrando estava doendo, eu colocava a mão pra traz pra segurar um pouco ele, ele parava ia pra traz e ficava um vai e vem até ali, eu tirava a mão ele ia mais um pouco, me apoiei na cama e me soltei, pensei comigo ( se doer doeu to nem ai, vou deixar ele me comer ),voltei com a mão pra frente, de cotovelo na cama, Ele percebeu que eu me entreguei, ele colocou as duas mão na minhas ancas e foi forçando pra dentro, senti aquele mastro entrando, soltei um Ahhh de dor involuntário…

Djon – Isso, é assim, aguenta que logo passa, vou colocar tudo, vamos indo gostosa, esse cuzinho apertadinho ta me deixando louco, não vou parar agora.

E continuou indo e vindo, e ia entrando cada vez mais, eu já estava me forçando pra frente de novo, ele percebeu me deu um belo tapa na bunda, me fez parar na hora rsrsr ,, ele segurou meu cabelo puxou minha cabeça pra traz e falou ficava falando, vamos gostosa, sei que vc esta gostando, vc aguenta, seu cuzinho esta me sugando… Eu nunca tinha ficado com uma cara que ficava falando comigo assim, pra mim era tudo novo, me entreguei e comecei a gemer mais alto, e ele adorando, euu gemia mesmo, de dor e tesão tb, estava vendo um macho me comendo e gostando, e eu que nem uma princesinha entregue a ele de roupinha e tudo, eu nem ligava mais para dor, estava gemendo e curtindo, até que começou uns estalos na minha bunda, éra o quadril dele batendo, ele já estava com todo pau dentro de mim e socando, começou a acelerar o ritimo, segurou mais forte no meu cabelo e toda vez que eu parava de gemer ele me dava um tapa na bunda, eu gemendo e escutando ele socando em mim, estava misto de dor e tesão, estava indo fundo, eu sentia la dentro o pau dele, estava muito bom, ele tirou a mão do meu cabelo e segurou com as duas nas minhas ancas e acelerava mais o ritmo, e eu gemendo e já quase caindo de bruço na cama, ele olha pra mim ele fala.

Djon – Olha la, ta tudo dentro, ólha como vc esta vermelhinha, que gostoso, olha euu te comendo.

E Euu olhei pro espelho e via aquele pau indo e voltando fazendo um estalo na minha bundinha, com marcas de tapinhas, euu fiquei me olhando la sendo enrrabado por ele, e aconteceu o que eu nunca vou esquecer… eu comecei a gozar, foi a primeira vez na minha vida que gozei sem colocar a mão no meu pauzinho… eu percebi e fiquei em êxtase, não sei se ele percebeu, mas eu gemi sem medo na hora, e ele falava pra mim – Ta querendo me fazer Gozar safadinha, ta apertando meu pau porque em , ta gostando né… e éra involuntário pois eu estava gozando naquela hora… deu um misto de confusão tesão e tudo que vcs podem imaginar kkkkk  … ficamos assim por um tempo nesse ritmo… e escuto a porta abrir,

Josi – Ta tudo bem ai ?

Gelei, estava no meio de uma Gemida gostosa rsrsrs , tentei levantar ele segurou minhas costas na cama e disse.

Djon – Caralho Josi, não assusta assim, a Su quase arrancou meu pau com o aperto que deu no susto kkkkkkkk. Tau uma delícia aqui, já acabou lá ?

E Ele fando isso ainda indo e vindo só que mais devagar, vi a Josi vindo pra frente e me ve la, de cinta liga e roupinha.

Djon – Ta tudo bem Josi, ta tranquilo…

Éla olha pra ele e faz um sinal como de fica queto pra ele não o deixando terminar de falar. Ele para tira o pau pra fora e fica olhando pra éla.

Josi – Ta tudo bem ai ? (olhando bem pra mim mais séria)

Quando ele Fala isso eu olho pra ela, meio ofegante com um sorriso e falo

Eu – Sim, ta gostoso rsrs.

Éla da uma risadinha um tapa na minha bunda, e fala.

Josi – Ta mandando ve em, da pra escutar la de baixo, vim ver se estava tudo bem rsrsr estou vendo que esta se divertindo.

Na saída éla deu um tapa na bunda do Djon e falou, olha la em rsrsr, saiu e fechou a porta. Eu olhei pra ele ele virou pra mim, olhou pra porta mostrou o dedo do meio e veio pra cima de mim, eu já estava de bruços e meio sem entender a situação ele se deitou em cima de mim e o pauu dele meio que escorregou fácil pra dentro de mim, me tirando um Aiii .. Ele me olha e fala, Geme, pode gemer, tem carta branca agora não é rsrsr, eu sem entender nada comecei a manegar nos gemidos por tudo que tinha acontecido, ficamos uns minutos assim e ele saiu de cima de mim, e falou

Djon – Vem… fica de pé, você vai ver como é gostoso assim também…

Me puxou pela mão e me colocou de pé na frente da cômoda com o espelho, como eu éra menor que ele ele se abaixou um pouco pra colocar o pau dele em mim, mas logo que entrou ele começou a se erguer, me forçando a ficar na ponta dos pés e metendo de novo, mas estava meio incomodo pois eu não tinha posição ali, fiquei me escorando na cômoda e nas pontas dos pés e ele atras de mim me forçando pra baixo segurando nos meus ombros, ele respirava fundo e parecia estar um pouco bravo com o que tinha acontecido, me socava bem forte, estava fazendo meu cuzinho forçar pra cima, por eu ser menor que ele… eu fui virei tentei sair…

Eu – Esta doendo, vamos mudar… ( e virei de frente pra ele )

Ele me pegou meio que no colo jogou de costas na cama, e disse.

Djon – É assim que vc quer? de quatro né, você gosta assim… Quer seu brinquedinho de novo né gatinha, jaja te dou ele, estou quase la, se não fosse a Puta da sua amiga agente estava bem melhor agora…

Fui engatinhando pro meio da cama ele veio atrás já de joelhos e se encaixou atrás de mim, me empurrou com força pra baixo e começou me comer, achei meio ríspido, mas deixei porque já estava cansado, e ele disse que já estava quase… já tinha se passado uns 40 min mais ou menos, meu cuzinho já estava laceado, ele colocava e tirava tranquilo o pau, nem doía mais, só as vezes, mas ele sempre usava bastante gel, então tranquilo pra isso rsrsrs.. Ele começou a ficar mais rápido e tirou o pau, saiu da cama ficou do lado em pé, e me puxou pra fora da cama, me colocou de joelhos na frente do pau dele, tirou a camisinha e começou a bater uma punheta na minha cara, vi aquele pau todo babado, pois ele estava de camisinha então segurou tudo nele né rsrsrs … ele puxa minha cabeça e fala pra mim.

Djon – Ta ai seu brinquedinho gatinha, quero gozar.

Euu peguei aquele pau todo babado e comecei a punhetar ele, olhando pra ele, ele tira da minha mão e coloca na minha boca, chupo aquele pau duro feito pedra, todo melado, eu me deliciei la, (aprendi que o que mais gosto é chupar, é gostoso o gosto então não tenho frescura pra isso ), ele vai puxa uma cadeira que tinha do lado, senta e fica acompanhando minha cabeça com a mão dele, enquanto eu chupo gostoso ele, ele tira o pau da minha boca começa a bater uma olhando pra mim e fica de pé, e fala:

Djon – Abre a boquinha… Haaaaaaa engole seu presentinho, toma que é sua gatinha.

E goza na minha boca, sinto aqueles jatos quentes batendo no ceuu da minha boca e escorrendo, indo pra minha língua, muito mais do que eu já tinha visto antes, pois éra minha primeira vez com um cara mais velho, vi que não ia parar e por impulso e tesão de momento coloquei a cabeça na boca de novo e fiquei sentindo o pau dele latejar na minha boca, e enquanto isso tentava engolir o que já estava na minha boca, só que o gosto éra bem mais forte do que eu já tinha sentido antes… não que fosse ruim, mas éra diferente do que eu já tinha provado… fui aos poucos e fui chupando ele, limpando o pau dele, e olhava pra cara dele toda satisfeita, ele ficou la me pedindo pra chupar mais um pouco, fiquei chupando enquanto ele descansava e eu tb, ele sentado na cama e eu mamando ele sentindo o pau dele amolecer na minha boca, deixei limpinho o pau dele, olhei pra ele, ele me deu um beijão na boca, fiquei surpreso, ele se levantou colocou a Box dele, eu fui me levantar pra ir para o banheiro e ele disse:

Djon – Não vai se trocar em… vc vai descer assim comigo pra sala…

Fim Parte 1 … Muito grande vou dividir galera rsrsr…

2830 views

Contos relacionados

Gozei com um pau no cu

Gozei com um pau no cu Olá, estou aqui para contar um conto e ganhar um conto. Sou vidrado em pau, adoro pau, sou apaixonado por pau e o mais, é que adoro gozar com um pau grande e grosso...

LER CONTO

Comida e arrombada pelo caseiro do sítio 1

COMIDA E ARROMBADA PELO CASEIRO DO SITIO1 Oi gente, to de volta depois de muito tempo sem escrever. Bom sem muita conversa mole, a um mês atrás fui passar uns dias num sitio de uma tia minha em...

LER CONTO

Gay dando pela primeira vez na vida

Tenho quase 60 anos. O que contarei aconteceu quando eu tinha menos de 40. Eu chamo de gay dando pela primeira vez pois foi quando eu me descobri. Com dores nas costas, procurei uma massagista,...

LER CONTO

DEI O CU NO BECO PARA UM DESCONHECIDO DOTADO

Olá a todos. Meu nome é lauro e esta história que passo a narrar agora aconteceu na noite do dia 23 de abril de 2022, sábado, carnaval fora de época aqui no RJ, por causa da pandemia. A pessoa...

LER CONTO

2 - Comentário(s)

  • Japa Suky 20/09/2022 18:13

    ; ) .. bjs

  • Mato Grosso 20/09/2022 11:16

    Meu ficou muito bom todas as partes adorei , conta logo o resto , já bati muita punheta imaginando como é sua bunda ,, beijos.

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 2 + 4 = ?
ContosAdultos.Club - O seu site de Contos Eróticos
Se você gosta de ler contos eróticos ou contos adultos é o site perfeito para você. Aqui você vai ler contos sexuais reais, e o melhor de tudo é que o site é atualizado diariamente.
© 2022 - Contos adultos