Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Contos adultos » Contos de incesto » Incesto com minha enteada Célia

Incesto com minha enteada Célia

Publicado em janeiro 19, 2020 por CooledCutie

Eu, tenho 43 anos, moreno, médio dotado, (18 cm), engenheiro civil.
Célia 17 anos, morena tipo mestiça, bum bum avantajada, seio médio.Em uma tarde de domingo após uma festinha entre família após ingerir uma certa quantidade de cerveja, eu e minha esposa fomos dormir pois já era aproximadamente as 23 horas.

Minha esposa dormiu, mas eu não consegui dormir, então resolvi levantar e ir para a sala assisti televisão! E ao chegar na sala encontrei a Célia assistindo um filme pornô e se masturbando, eu parei e olhei para e disse esta bom para você ou está precisando de ajuda? Ela assustou com minha presença, mas eu a tranquilizei dizendo pode continuar pois eu também quando assisto esses filme eu acabo batendo punheta também, e já fui aproximando dela, ela me disse por favor não fale nada para minha mãe, eu disse, se você não falar eu também não vou falar nada.

Sentei no sofá ao lado dela e comecei a passar as mão na perna dela, e peguei a mão dela e coloquei no meu pênis, ela disse Erick como seu pau é grande e grosso do meu namorado é menor e mas fino.
Então eu comecei acariciar a bucetinha dela e ela começou a bater uma punheta no meu pau! Logo em seguida ela gozou, e eu tentei fazer sexo com ela, e ela me disse aqui não da pois eu ainda sou virgem, eu transo com meu namorado somente no cuzinho e faço um boquete nele, mas nunca deixei ele gozar na minha boca.

Eu disse a ela e eu como vou ficar pois estou com muita vontade de gozar também! Ela me disse eu vou dormir lá no quarto com mamãe na beira da cama no chão, e eu tenho um desejo de fazer você gozar quase na frente dela. Eu disse é perigoso, pois se ela acordar vai dar problema, ela me disse eu gosto de correr risco. Eu fui deitar, e logo em seguida ela foi também, eu deitei e minha esposa não percebeu, pois ela estava dormindoe meio embriagada. Em seguida Célia levou a mão em meu pau e começou a bater uma punheta e me fez gozar bem rapidinho. Como já era tarde e no dia seguinte nós teríamos que trabalhar e Célia teria que ir para o colégio.

Por volta da cinco horas da manhã eu e minha esposa levantamos e fomos tomar banho para o nosso novo dia de trabalho, e ao sair do banheiro encontramos Célia todo sorrindo com um short bem ligado no seu corpinho.

Tomamos o café da manhã todos juntos, e como já estava quase na hora de irmos para o trabalho, Célia pediu uma carona até no colégio, e a mãe dela disse o Erick me deixa lá no meu serviço e depois ele te leva até próximo do seu colégio, pois senão ele vai atrasar para o trabalho dele. E assim aconteceu, deixei minha esposa o trabalho dela e segui a viagem com a Célia, que não demorou muito para levar a mão no meu pau e dizer hoje eu quero terminar o que nós começamos ontem a noite, hoje eu vou ser sua mulher por inteiro, eu vou entregar a minha virgindade para você.

Eu não pensei duas vezes, fui logo tomando a direção de um motel que eu sempre frequentava, entramos e começamos a beijar, e fui levando ela para a cama e comecei a dispi-la, e ela foi me desabotoando a calça e foi caindo de boca no meu pau fazendo um delicioso boquete! Eu a retribui chupando aqueles mamilos e a sua linda bucetinha. A Célia me pediu vamos tentar fazer amor, pois estou queimando por dentro de tanto fogo que estou sentindo em minha bucetinha, mas seja carinhoso, como eu te disse ainda sou virgem na minha bucetinha, lá atrás eu já fiz sexo com meu namorado, mas ele tem o pau menor que o seu e más fino. Eu disse a ela você vai se realizar como mulher hoje, pois serei muito carinhoso com você. Já fui entrando no vão da perna dela e comecei a esfregar a cabeça do meu pau na portinha da sua bucetinha e no seu grelinho, ela começou a se delirar falando quase gritando que estava gostoso e que era para eu começar a forçar a entrada do meu pau para dentro dela.

E u falei que iria ser carinhoso com você e serei carinhoso, eu quero entrar todo dentro de você, mas não quero lhe causar dor, que u quero que você sinta prazer e não dor! Ela disse caralho ponha com força para dentro pois eu quero sentir todo ele dentro da minha bucetinha. E como ela já estava bem molhadinha eu fui forçando a cabeça para dentro dela e com pouco tempo tinha entrado tudo dentro dela, então eu falei agora e só você relaxar e gozar junto comigo, pois agora você já é minha mulher e eu sou seu homem.
Gozamos juntos e ela ficou mole, e me disse eu vou ser sua mulher por toda vida.

Em seguida fomos tomar banho juntos no banheiro e embaixo do chuveiro ela fez um boquete até eu gozar na boca dela.
Ela me disse você é o primeiro homem que gozou na minha boca, eu várias vezes fiz boquete em meu namorado mas nunca deixei ele gozar na minha boca.
Logo em seguida fomos embora.
Hoje Célia está casada, mas quando a gente se encontra sempre damos um jeito de ir para cama.

Hoje nós fazemos amor por completo.
Mas isso eu vou deixar para contar outro dia.
Esse fato é verídico e aconteceu aqui na cidade de Cuiabá mt.

Enviado por: Erick

20113 views

Contos relacionados

Sexo com o primo em plena férias

Olá gente, me chamo Karolinny, tenho 18 anos e hoje vou contar uma história que me deixa super molhada quando lembro. É a história de quando eu fiz  sexo com o primo nas férias. Então, isso...

LER CONTO

Homem proibido

Sentir tesão por alguém proibido é foda! Nunca me imaginei nessa situação. Juro que tentei resistir. Morávamos apenas eu e ela no Ap da Avenida Principal. De vez em quando, pela manhã, eu a...

LER CONTO

Como perdi minha virgindade no cu da minha mãe

Vou contar aqui da forma que nunca contei em toda a minha vida.  Os meus pecados e desejos que eu deveria mas não me arrependo, me arrependo sim de não ter aproveitado as situações que...

LER CONTO

Mamae e Titia

Meu nome é Rodrigo e desde meus 14 anos percebi ser bem diferente dos meus amigos. No meio das minhas pernas tinha um pau de tamanho considerável que não tinha como esconder. Meu pau com essa...

LER CONTO

4 - Comentário(s)

  • Comedor 04/03/2020 14:09

    Sou casado porém não tem filhas e nem sobrinhas mais adoro ouvi histórias reais de incesto principalmente de pai com filha ou tio com a sobrinha meu zap

  • Neguinho 01/03/2020 19:43

    Meu pau é preto e grande novinha ou coroa interessada chama no zap

  • Ana 05/02/2020 17:48

    Amei o conto e os comentários.

  • Pedro 24/01/2020 11:58

    Amei esse conto, gozei duas vezes batendo punheta.

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 4 + 5 = ?

Se você gosta de ler contos eróticos o contos adultos é o site perfeito para você. Aqui você vai ler contos sexuais reais, e o melhor de tudo é que o site é atualizado diariamente.

© 2020 - Contos adultos