website page counter
Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Contos adultos » Contos eróticos gay » Fui pedir um orçamento e acabei cheio de porra

Fui pedir um orçamento e acabei cheio de porra

Publicado em março 4, 2022 por Luis

Durante essa pandemia aqui no RJ tive que me adaptar a nova rotina de home office, tudo começou quando o proprietário pediu de volta a casa onde eu estava morando e com isso precisei achar um novo local rapidamente para me mudar e felizmente encontrei um apartamento com dois quartos, cozinha, sala, banheiro e uma varanda.

Após a mudança precisava arrumar o meu canto de trabalho, porém um dos quartos precisava de arrumar uma das paredes, colocar um ventilador de teto e pintar também e confesso que odeio esse tipo de trabalho, então comecei a pesquisar na internet indicações de pessoas que realizavam esse serviço.

Após algumas pesquisas e ligações apenas dois responderam que teria disponibilidade para realizar o serviço, mas ambos só poderiam passar o valor exato após uma vistoria para realizar o orçamento, sendo que eles cobravam pelo deslocamento e pelo orçamento, um cobrou R$50 reais e outro 100, eu tentei negociar e o primeiro que cobrava R$50 pela visita, informou que não tinha negociação já o outro rapaz disse que sim. Perguntei se poderíamos negociar o valor para baixar e ele falou que aceitava e foi bem simpático disse que se eu desse algum lanche para ele tomar o café e apenas R$30 reais estava fechado, porque ele sairia de onde ele estava trabalhando direto para o meu apartamento, com isso fechei.

Lá por volta das 17h30 de uma terça-feira me chega o rapaz Diego (nome fictício para não expor) abro a porta e me surpreendo, um rapaz moreno boa pinta, barba por fazer, por volta de 1,80m. Nos cumprimentamos e ele já pede desculpas pela roupa um pouco suja e também pelo pequeno atraso, eu disse que não precisava se preocupar e disse para ele não reparar um pouco da bagunça do meu apartamento e também como eu estava vestido já que estava de home office então passo o dia sempre meio largado, eu estava de short bem soltinho de dormir com uma cueca box por baixo e blusa grandona bem a vontade.

Ele logo respondeu também “Imagina, vc está na sua casa, pode ficar do jeito que quiser!”

Inicialmente nem senti maldade no comentário dele e já pedi para ele dar uma olhada no quarto.

Diego: “E meu lanche? Combinado não sai caro, mas posso olhar primeiro sim”

Eu: “Nossa me desculpe, se você quiser pode lanchar primeiro”

Diego: “Deixa eu olhar logo o quarto”

Ele entrou no quarto, expliquei o que precisava e disse tbm do ventilador, ele disse que precisava dar uma olhada na fiação no teto para ver se precisava passar algum fio, peguei um banquinho para ele subir e dar uma olhada, ele começou a suar bastante, RJ verão dentro de um quarto quente e o rapaz nem tinha tomado banho ainda, saiu do serviço direto para meu AP.

Ele pediu desculpas pelo estado dele e perguntou se eu me importava se ele tirasse a camisa, prontamente eu disse que sem problemas e quando ele tirou vi aquele peitoral peludo, confesso que não consegui tirar os olhos ele falou comigo e nem prestei atenção e obviamente ele percebeu.

Eu: “Olha realmente você está bem suado, se quiser tomar uma ducha e depois lanchar não tem problema, podemos inclusive abater os R$30 reais da ducha”. Falei em tom de brincadeira

Diego: “Realmente preciso de uma ducha, você está vendo o meu estado, mas aceito abater os 30, mas você vai me fazer companhia?” Ele riu e disse logo na sequência, estou brincando viu.

Eu: “E seu aceitar o convite?” E olhei fixo no olho dele

Diego: “Se você aceitar, além de não cobrar em dinheiro pelo orçamento, posso abater do valor do serviço”

Eu: “Fechado!”

Imediatamente ele pegou a minha mão e colocou em cima da calça dele, senti um volume enorme e já fiquei com tesão instantaneamente. Enquanto com uma mão eu sentia o volume da calça dele, com a outra coloquei nos peitos dele, queria sentir aqueles pêlos suados e sentir aquele cheiro másculo.

Enquanto isso ele olhando para mim fixamente com uma cara de safado, logo na sequência me beijou e veio no meu ouvido falando que era a melhor escolha que eu tinha feito.

Eu estava tão louco de tesão que abri o zíper da calça dele e coloquei o pau dele para fora e que pau maravilhoso, deveria ter uns 20cm grosso, retinho (algo raro) e o principal, bem pentelhudo. Eu ficando com mais tesão ainda e segurando e fazendo o movimento de punheta bem devagar, queria sentir cada centímetro daquele pau na minha mão e prometi falei que ele só iria embora depois de tirar todo leite daquela coisa linda.

Ele tirou o calça e já tirou o meu short me deixando apenas de cueca box, eu fui tirar e ele disse que ainda não, me jogou contra a parede de costas e começou a sarrar com aquele pau maravilhoso na minha bunda por cima da cueca, até que ele começou a fazer o movimento de estocar o pau bem no meu cu, nossa eu já estava subindo pelas paredes a ponto de deixar ele meter direto no pêlo de tanto tesão que eu estava.

Saímos daquele quarto quente e fomos para a sala, ele pelado com aquele pau duro andando, que cena maravilhosa. Na sala ele bem autoritário mandou eu mamar, prontamente acatei as ordens, ele em pé e eu sentado no sofá, comecei a beijar e lamber aquele caralho, preparando para enfiar na minha boca e tomando coragem também, aquele cheiro dele estava me deixando em um estado tão fora de mim. Até que enfiei na boca, era tão grande que obviamente não consegui colocar tudo e ainda segurei com uma mão a parte do pau dele, ele gemia e dizia que delícia.

Segurou minha cabeça e começou a querer socar na minha garganta, eu me engasgando e com isso ia babando e a baba se misturando com o pau babão dele, peguei o meu rosto e me esfreguei todo nos pentelhos dele, cuspi para deixar tudo babado (isso me dá muito tesão), aumentei o ritmo da chupada e ele ficando louco também, sério após uns 10min de chupada molhada e babada eu perguntei se ele não iria gozar, porque a minha boca já estava doendo rsrs.

Diego: “Só vou gozar depois que eu judiar muito de você!”

Pqp fiquei doido com isso, ouvir isso dele foi como se ele tivesse injetado uma carga de adrenalina em mim, aumentei a intensidade da chupada e meu sofá e parte do chão já tudo molhado da baba que estava ali da minha chupada.

Diego: “Desse jeito vou acabar gozando!”

Eu: “Vem goza, quero porra na minha cara!”

Com isso ele tirou o pau e pediu para eu bater a punheta para ele até gozar. Aquele pau enorme na frente da minha cara todo babado e duro eu tocando até que veio aquele jato quente de porra, o homem rugiu de tal forma que acho até que o vizinho ouviu rsrs.

Depois daquela gozada e com a cara suja fui passando o dedo no rosto e colocando a porra na boca, depois chupei ele novamente, até que ele já exausto pediu para se sentar no sofá.

Mas se engana vocês que acabou por aí. Ele suado relaxado e o pau já ficando meia bomba eu falei.

Eu:”Hora do banho, vc precisa se limpar ou já se esqueceu?”

Eu ainda de blusa toda molhada e suja de baba e porra, me levantei e tirei a cueca e me insinuando para ele. A reação foi agarrar na minha cintura e me colocou sentado no colo dele.

Diego: “Nossa você é pentelhudo também. Porque não me mostrou isso antes? Agora vou ter que comer vc!”

Senti aquele pau meia bomba querendo endurecer novamente e falei “Vamos para o banho”.

No chuveiro o filho da puta começou a sarrar em mim, começamos a tocar punheta um para o outro e quando saímos do banho ele disse “Quero muito gozar na sua bunda!”

Eu: “Goza!”

Fomos para o meu quarto deitei de bruços ele em cima sarrando sem colocar o pau dentro, eu implorando para ele colocar dentro e ele de maldade não colocava, até que escutei ele gemer novamente e gozar na minha bunda toda.

Depois da segunda gozada ele disse que precisava ir que já tinha ficado tempo demais, nem fazer o lanche ele fez, mas fechamos o serviço e ele ficou de voltar no sábado e meu prometeu que seria diferente, que iria atender o meu desejo e para que eu me preparasse porque ele não teria pena.

Em breve a parte 2

Leia outros Contos eróticos gay bem excitantes abaixo:

CHUPANDO PIROCA E DANDO O CU PARA UM DESCONHECIDO NO CINEMA

Não sabia que era puto

17144 views

Contos Eróticos relacionados

Conto erotico gay Amigos novinhos no sexo gostoso

Meu nome é victor tenho 18 anos, cabelos escuros, pele clara, corpo bem definido e lisinho, e o que eu vou contar aconteceu no ano passado com meus dois melhores amigos Felipe e Eduardo. Somos...

LER CONTO

O Lado bom da vida

Muito antes de me tornar um sexagenário eu decidi que queria experimentar sem culpa ou receio, tudo que a vida pudesse me oferecer; é claro que sendo casado um certo sigilo e discrição é sempre...

LER CONTO

Recebi uma Punheta no Ônibus

Sou novinho, meu cu e pau são virgens, me considero heterossexual, tenho estatura magra, não sou muito alto e nem baixo, tenho 14cm de pau, sou liso na maior parte do corpo, pois me sinto mais...

LER CONTO

Primeira vez doeu, mais deixou saudade!

A primeira vez que dei meu cuzinho, era muito novo e morava em uma cidade pequena do Paraná. Era um minino branquinho e tinha uma bunda grande e bonita, que me rendeu muitas histórias, algumas...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 4 + 4 = ?
ContosAdultos.Club - O seu site de Contos Eróticos
Se você gosta de ler contos eróticos ou contos adultos é o site perfeito para você. Aqui você vai ler contos sexuais reais, e o melhor de tudo é que o site é atualizado diariamente.
© 2023 - Contos adultos