website page counter
Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Contos adultos » Contos eróticos gay » Fui pedir um orçamento e acabei cheio de porra – parte 2

Fui pedir um orçamento e acabei cheio de porra – parte 2

Publicado em julho 29, 2022 por Luis

Finalmente chegou o tão esperado dia, sábado!

No dia anterior o Diego havia me mandado mensagem que chegaria as 9h e pediu para eu providenciar um café e confirmei que tudo bem.

 

As 9h em ponto me chega ele, de mochila, caixa de ferramentas, blusa regata e short da seleção brasileira e tênis, a mesa do café já estava pronta, nada demais, pão, queijo e mortadela, café e um bolo panco.

Ele entrou e já chegou com tudo.

– Cheguei de pau duro, está esperando o quê? Disse ele.

Segurei firme por cima do short e já ajoelhei colocando a boca, enquanto isso ele tirava a mochila e deixava a caixa de ferramenta no chão.

Abaixei logo o short e a cueca e cai de boca, ele gemia e pedia para eu olhar para ele. Depois de aproximadamente uns 3min mamando aquele pau maravilhoso, levantei e disse:

– Vamos tomar café, porque você tem muito trabalho pela frente hoje.

Ele riu e disse que iria trabalhar só de regata e que era para eu fazer o mesmo, passar o dia apenas de blusa.

Tomamos café, naquele clima de querendo fuder logo, ele foi até o quarto para começar a colocar a massa na parte da parede que precisava e instalar o ventilador e o filho da puta de fato ficou só de regata e eu olhando aquilo desesperado de tesão.

Ele começou pela massa, fechei a porta do quarto por conta da poeira e fui arrumar a mesa do café e fazer outras coisas enquanto ele terminava, depois de uns 40min ele saiu e pediu a escada para instalar o ventilador, peguei a escada na área de serviço e passei para ele, então ele parou e ficou me olhando na entrada da cozinha e disse.

– Dá um volta novamente e levanta só um pouco a blusa.

Fiz o que ele pediu e já vi aquele pau reagindo.

– Pode vir comigo agora no quarto para me ajudar, vou instalar e preciso de um apoio para não ficar descendo da escada. Disse ele.

Fomos para o quarto ele subiu na escada e ficou aquele pau e saco pentelhudo na altura do meu rosto, obviamente peguei suavemente com a mão, fazendo um carinho e dando uns beijinhos, em menos de um minuto ficou rígido igual um pedaço de ferro.

– É para continuar trabalhando, eu disse.

Ele de pau duro trabalhando com outro macho tocando ele, escutava ele gemendo baixinho enquanto terminava a instalação.

Após o término, ele disse.

– É hora do banho e de fazer você virar a minha puta hoje!

Confesso que ouvindo aquilo da boca dele, ele de pau duro, sujo de massa, eu faria qualquer coisa que ele quisesse.

Fomos para o banho, peguei o sabonete e comecei a esfregar no corpo dele, ele me beijando e com um olhar bem safado de que realmente iria judiar do meu corpo.

Me colocou de bruço contra a parede, passou o sabonete no meu corpo e ficou esfregando o pau na minha bunda e colocando só a cabecinha na porta do meu cuzinho, nessa altura ambos de pau duro cheios de tesão, abaixei e mamei novamente aquela pica maravilhosa, ele empurrou com força e segurou minha cabeça contra o corpo dele, senti a cabeça no fundo da minha garganta, meus olhos lacrimejavam, eu tentando tirar a boca e ele pressionando para manter.

Finalmente levantei, terminamos e fomos para o quarto, ele colocou a camisinha e eu peguei o lubrificante, ele ordenou que eu ficasse de quatro e ele sem dó, enfiou com tudo. Quanto vigor, ele metia sem parar, segurando na minha cintura e ele falando putaria sem parar. Eu já cansando da posição fiquei de joelhos e ele por trás metendo e me beijando, dizendo que iria me fuder o dia inteiro.

Fomos para o frango assado ele metendo com tudo segurando meu pau duro de tesão, depois de alguns minutos naquela posição eu não aguentei e gozei e ele lá sem me dar trégua.

– Agora quero comer você em pé na cozinha! Disse ele.

Vamos, eu com parte do abdomen todo gozado da minha porra, levantamos e fomos para cozinha, me apoie na bancada da cozinha americana, ele novamente por trás começou a empurrar aquele pica que mais parecia que era feito de titânio de tão dura que estava.

Ele metendo e gemendo, até que depois de alguns minutos senti a camisinha enchendo dentro do meu rabo, ainda em pé e sem tirar ele foi me puxando para o sofá, sentou e não me deixou sair.

– Foi bom? Perguntei para ele.
– Foi ótimo, mas foi só o começo, hoje só vou embora daqui com pelo menos 3 gozadas.
– Então você vai passar o dia aqui comigo! Eu disse.

Continua parte 3…

11875 views

Contos Eróticos relacionados

De Noite Meu Primo se Aproveitou de Mim

Quando eu era mais jovem eu ia sempre visitar minhas tias por parte de pai porque meu pai era separado da minha mãe, e uma vez fui passar férias na casa de uma tia, e ficou de eu dormir no mesmo...

LER CONTO

Coroa me fez virar fêmea

Coroa me faz virar femea dele por muito tempo   Essa historia aconteceu a  muito tempo atras, eu era muito novo e inocente e viviva com minha mãe em uma regiao muito carente. Minha...

LER CONTO

Tirando o atraso do irmão da igreja – 1

Me denomino pelo pseudo DeoG24 e vou contar um caso que me aconteceu há uns 5 anos, qd eu morava com minha mãe e meu irmão mais velho... Minha familia sempre foi ligada a evangelicos, mas eu não...

LER CONTO

Uma surpresa de fim de semana

1   Ele sabia, eu tinha certeza. Ele sabia do que eu gostava. E sabia que eu sabia que ele sabia.   2 Era festa de Carnaval, última antes da pandemia. Minha família e a...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 2 + 1 = ?
ContosAdultos.Club - O seu site de Contos Eróticos
Se você gosta de ler contos eróticos ou contos adultos é o site perfeito para você. Aqui você vai ler contos sexuais reais, e o melhor de tudo é que o site é atualizado diariamente.
© 2022 - Contos adultos