Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Contos adultos » Contos de incesto » Família B.L.I.N: A semana que minha irmã jamais vai esquecer – Cap. 1

Família B.L.I.N: A semana que minha irmã jamais vai esquecer – Cap. 1

Publicado em setembro 7, 2020 por Família B.L.I.N

Quatro anos se passaram, chegamos ao 2012, isso mesmo, há oito anos atrás, eu tinha 19 anos, minha irmã, estava as vésperas da sua festa de debutante, que, como vcs sabem, a minha família toda moderna, e a festa de debutante da minha irmã, não seria nada tradicional. (Não me incriminem, pela constituição brasileira, está tudo certo).

Era uma segunda qualquer do ano de 2012, bem cedo, acordei de rola dura mas não com a minha irmã me chupando, como fazia isso até o dia anterior, fui até o banheiro, tomar banho e me escovar os dentes, e não é que a danada da minha irmã estava relaxando na sua banheira, quando eu entrei no nosso banheiro, ela me viu e disse:

Continua depois da publicidade

– Bom dia, mano gostoso.

– Bom dia, nana gostosa. Madrugou aí na banheira, foi?

– Kkkkkkkkkk. Foi não, mano. Tou aqui na minha banheira só tem meia hora.

Continua depois da publicidade

– Eita, mana. Tá tão ansiosa pra sua festa de debutante?

– Ansiosa não, toda.

– Que bom, mana.

– Pois é, mano. Quero muito dar pra todos da nossa família, até para os nossos avôs e nossas avós.

– Nada parecido com a das suas amigas, né mana.

– Sim, elas nunca vão saber que sou safada que nem a nossa mãe e nossas parentes, mano.

– Eita, mana. Tbm ninguém sabe dos meus amigos.

– Que bom. Tu não sabe o que os nossos pais me autorizaram pra fazermos hj e essa semana, mana.

– O que, mano?

– Deixaram eu passar o dia de hoje te fodendo, amanhã, vc vai continuar fodendo comigo, mas os nossos pais junto, na quarta, tbm com todos os nossos tios e tias, na quinta, tbm com todos os nossos primos e primas, na sexta, tbm com os nossos avôs e avós e no sábado, todos da nossa família juntos, te fodendo.

– Nossa! Meu aniversário será mais perfeita do que das minhas amigas, mano.

– Vai ser sìm, mana.

– Mas no domingo, não vai ter mais ninguém pra me foder gostoso, junto com a nossa família?

– Não, mas o que vc sugere pra fazermos no domingo?

– Poderia ser com todos da nossa família, mas em todos os lugares de onde for a minha festa de debutante.

– Mas aonde seria a sua festa?

– Sei lá, talvez lá no hotel que de vez em quando vamos lá.

– A do amigo dos nossos pais?

– Sim, essa mesma.

– Tá bom, mana. Depois falamos pra eles.

– Ok. Mano. Quer ficar comigo aqui na banheira, não?

– Sim, quero muito. Mas deixa eu só escovar os dentes, tou com bafo, mana.

– Um homão desse, todo gostoso, não dá pra acreditar que tem bafo, mano.

– Mas tenho, mana.

– Tá bom, mas não demora. Quero já começar os trabalhos de mudança de amadurecendo sexual, de menina totalmente virgem para mulher totalmente puta.

– Ansiosa não, toda.

– Tô mesmo. Vem, mano. Quero chupar essa sua rolona gostosona que eu já tô conseguindo colocar ele todo na boca.

– Sim, mana. Amo ver vc com a minha rola toda na sua boca. Nem parece aquela menina que só conseguia colocar a cabeça da rola nada boca e tinha nojo de leite de rola.

– Aff, mano. Eu era muito besta mesmo. Não tem coisa melhor do que chupar uma rola bem dura, e a partir de hj, dando pra todas e todos da nossa família.

– Sim. Tu quer que o restante da nossa família te coma aqui em casa ou lá no hotel, mana?

– Lá mesmo, no hotel e semana que vem aqui em casa, pois tou com muito fogo.

– Sei disso, mana. Mas, comigo e os nossos pais aqui em casa né?

– Sim. Vem, mano. Tou louca pra te chupar.

– Toma a minha rola dura pra vc, mama.

Então, ela saiu da banheira e começamos a se beijar bem gostoso, um pegando no rabo do outro. Depois disso, assim que ela pegou na minha rola e nas minhas bolas, ela disse:

– Nossa, mano! Que rola grande grossa e cabeçuda, nem parece que já comeu a família toda e que tá prestes pra me dar prazer. Tu fez alguma coisa nessa rola além de foder todos?

– Eu não, mana, deve ter ficado mais grossa nesses quatro anos. Tá arregando?

– Não! Claro que não, mano. Não sou de arregar. Quero é essa rolona arregaçando a bucetona e arrombando meu rabão, fazendo do mesmo jeito que vc fez naquele dia com a nossa prima, no celeiro.

– Eita, mana. Tá tão fogosa assim, tu?

– Sim, mano. Quero sua rola agora dentro de mim, acabando comigo na nossa cama, pois as nossas primas me contaram que é vc que faz as nossas primas virarem mulheres completas de fato, por isso que quero essa sua rola dentro de mim.

– Nossa! Vcs já tão nesse nível de conversa?

– Claro, não somos mais inocentes mais, apesar de sou a última a deixar de ser virgem, por parte de pai. Pois, não vou ser a última prima, por parte de mãe, que é virgem da família.

– Que bom. Vou fazer o meu dever de fazer todas as safadas da nossa família em mulheres de verdade. Pode ter certeza disso, mana.

– Eu sei que vc é bom de cana, mano. Eu amo ver as nossas primas falando que vc é muito delicioso e que vc faz muito gostoso, com força e sempre sem camisinha.

– Sério mesmo, mana?

– É sim, mano.

– Que bom! E como vc quer que seja a nossa primeira vez?

– Eu quero muito te sentir bem gostoso dentro da minha bucetona e do meu rabão, mas quero que vc goze do mesmo jeito que vc goza na nossa mãe, nas nossas tias, primas, avós e t no rabo de todos os nossos parentes, 6 vezes na mesma foda, 3 em cada buraco, pois sei tbm que vc goza 6 vezes no rabo de todos os homens da família e que recebe a mesma quantidade de jatos de porra no seu rabo.

– Sim, mana. Amo tomar no cu e sentir porra dentro do meu rabo. Vc vai amar tbm.

– Vou sim. Vamos que quero chupar essa sua rolona gostosona até nossos pais chegarem, pra nos chamar pra tomar café, portando, segura essa porra que quero depois do café da manhã e não vai valer nada para as suas 6 gozadas.

– Que mana safadona. Amo mulher assim.

– Sou sim. Mas vc vai amar me foder, depois me fazer de fato mulher, mano.

– Pois, deixa a minha rola toda babada, pra vc ver se não vou gozar antes do café, mana.

– Ok, mano. Vai ser agora que vc vai tomar café com a rola toda badada.

Foi dito e feito. Assim que ela parou de falar, se abaixou, ficando de joelhos e começou as suas chupadas com maestria. Os nossos amigos nem imaginam que a minha irmã sabe chupar rola e beijar na boca, muito menos que anda sempre nua. Pra eles, ela é a amiga mais pura da turma, tipo noviça, mas na verdade, até hj ela é uma verdadeira puta.

Depois de um tempo, mãe bate a porta do nosso quarto e fala:

– Filhos, acordem pra tomar café.

– Estamos indo, mãe.

– Pronto, mano. Vc tá de parabéns, aguentou firme as minhas chupadas bem gostosas. Merece fazer meia nove comigo depois do café.

– Que bom, mana. Bora tomar café.

– Vamos.

Quando chegamos na mesa de jantar pra tomar café, meus pais viram a minha rola toda molhada e a bucetona da minha irmã ensopada, disseram:

– Eita que os nossos filhos já amanheceram com tudo hj, amor.

– Pois é, amor. Obrigado por ter me dado filhos muito gostosos e por sempre me foder com força sempre sem camisinha, amo muito quando vc me faz gozar, mesmo no resguardo e menstruada.

– De nada, meu amor. Mas tbm tem essa rola babada alí que te come, daqui de casa, fora as outras rolonas que te come, da família.

– Pois é, meu amor. Tenho muitas rolas a disposição, pra me foder gostoso com força.

– Nossa, mãe! Que café gostoso.

– Que bom, filho. Fico feliz por saber que vc gostou do café da manhã que eu e seu pai preparamos. Está gostoso pra vc tbm, filha?

– Tá sim, mãe. Mas será gostoso de verdade será daqui a pouco que vou me tornar a mais nova putona da família, por parte de pai, pois não vou querer ser a última menina que terá que perder a virgindade da família, por parte de mãe.

– Quer ser a mais puta de todas as primas né, safada?

– Sim, mãe, até desafiei meu mano a gozar 6 vezes em mim, fora a gozada do meia nove que vamos fazer daqui a pouco no nosso quarto.

– Que gulosa que é essa nossa filha, meu amor.

– Pois é, meu médico gostosão. Gulosa que nem a mãe.

Depois que tomamos café, eu e minha irmã damos um beijo gostoso na boca dos nossos pais e chupamos a rolona e a bucetona deles, depois, nossos pais fizeram a mesma coisa, nós beijaram na boca e chuparam a minha rolona inteira e a bucetona da minha irmã. Em seguida, fui de mãos dadas com a minha irmã para o nosso quarto. Chegando no nosso quarto, nós deitamos na cama e começamos a se beijar bem gostoso como sempre fazemos, depois, fomos tomar banho e escovar os dentes pra nossa meia nove, assim que voltamos pra cama, minha deliciosa irmã falou:

– Eu te amo muito, mano. Vc já é o amor da minha vida.

– Tbm te amo muito, mana. Vc tbm já é o amor da minha vida.

– Que bom, mano. Vamos se chupar até o almoço ficar pronto?

– Vamos, mana.

Começamos a nos se chupar, ficamos até o horário do almoço. Até que gozamos, um na boca do outro, em seguida, escovamos os dentes e tomamos banho juntos, sempre com muitos beijos e chupadas. Depois, fomos almoçar. Mãe viu nós dois juntos de mãos dadas e falou:

– Que lindos os meus filhotes gostosos como se namorados. Tô amando ver vcs assim.

– Tbm tou amando, amor.

– Olha que ainda não perdi toda a minha virgindade, meu papito gostoso e mamacita deliciosa.

– E essa bucetona gozada, é do seu gozo, filha?

– Sim, mãe. Fiquei com a bucetona toda na boca dele, ele enfiou a língua tão gostoso que pensei que ia perder a virgindade da minha bucetona na boca dele.

– Eita, filha. Ele chupa muito gostoso mesmo.

– Até a minha rolona, ele chupa muito gostoso.

– Pois é, pai. Amo ver vcs se chupando e se comendo.

– Só falta te transformar em mulher de verdade, pra mãe te comer com a cinta dela.

– E a senhora tem cinta, mãe?

– Tenho sim, filha. Sem ela, não dá pra eu comer o rabo do seu pai e do seu irmão.

– Pois quero ter uma pra comer o rabo deles tbm, mãe.

– Vai ter sim, filha. Vão ajudar seu pai pra colocar as coisas na mesa que o almoço tá quase pronto.

– Filha, aonde vc quer que seja a sua festa de debutante?

– Lá no mesmo hotel que o amigo de vcs é dono.

– Ok, filha. Mas no domingo, vc quer que todos da família te coma todos nos quartos do hotel ou tbm nas áreas sociais do hotel?

– Em todos os lugares, pai.

– Ok, filha. O que mais vc deseja que tenha lá? Sei que vc é muito gulosa e sempre vai querer mais.

– Quero muito que todos os funcionários de lá me comendo tbm, mas eles com camisinha, pois não quero engravidar no dia do meus 15 anos de um completamente desconhecido.

– Tá certíssima, só deve dar no pelo apenas pra quem vc conhece bem, filha.

– Eita mana gulosa que é essa minha princesa gostosa! Vai foder gostoso com todos. Só não sei se vai ficar com a bucetona e o rabão inchados de tanto dar.

– Acho que vou ficar não, mano. Pois mãe não fica quanto dar a bucetona e o rabão dela.

– Quando eu tinha a sua idade fiquei sem andar por uns dias de tanto dar, hj já tou acostumada.

– Eita, mãe. Não dá pra imaginar que esse rabo gostoso e essa buceta deliciosa sua já sofreu um bocado.

– Pois é, filho. Mas eu não parei de dar, só não sentia se tinha ainda buceta e rabo.

– Eita.

– Vamos almoçar que hj é uma comida bem gostosa.

– Oba! Amo muito comer isso, dá uma bela sustância pra uma foda mais demorada. Pois quero dar muito a minha buceta e o meu rabo pra meu irmão, será que eu fico que nem a minha prima, pai e mãe?

– Vai sim, filha.

– Bora comer logo, se não devoro 3, aqui mesmo na sala.

– Pois vamos comer logo.

Assim que acabamos de almoçar fomos mais uma vez para o nosso quarto, comecamos a se beijar, isso ficamos com muito fogo, mais do que já somos, tomamos banho juntos novamente e fomos pra cama. Chegando na nossa cama, começamos a namorar, nem parecia que somos irmãos. Ficamos juntos namorando, por um bom tempo, até que, minha irmã falou:

– Nossa! Que boca gostosa! Te amo muito, meu amor. Me come do jeito que vc come as nossas primas, tias e a nossa mãe. Que q vc goze 2 vezes na minha buceta e no meu rabo.

– Tá bom, meu amor. Tbm te amo muito. Vc quer em qual posição?

– De lado. Pois foi assim que vc gozou pela primeira vez na nossa prima né, meu safado gostoso?

– Sim, minha safada gostosa. Quero ver se vc vai ser que nem ela e todas as nossas putonas na cama.

– Ah, vou ser sim. Me coma logo pra vc ver.

Assim que ela falou isso, soquei tudo de uma vez na bucetona dela, pra arrebentar mesmo o selinho. Logo em seguida, ela começou a fazer que nem a nossa prima, tendo vários orgasmos múltiplos sem parar, se tremendo toda e com os seus olhos lindos revirados. Eu não tava nem aí, pois, eu estava dando pra ela prazer pela primeira vez. Fiquei fodendo ela até gozar dentro da bucetona dela, no mesmo instante, meti com força no rabão dela até gozar no seu rabão, foi assim até ela parar de ter orgasmos múltiplos e eu de gozar mais uma vez dentro da sua bucetona e do seu rabão gostoso. Quando ela voltou a consciência, ela olhou para a minha rola dura e toda gozada, começou a chupar. Logo que terminou de limpar a minha rola, ela disse:

– Nossa, meu amor! Que rolona gostosa, que ela pra sempre.

– Sempre vai ter, meu amor. Vamos tomar banho pra lanchar, que depois quero te comer mais.

– Vamos. Assim eu vou ficar louca por vc e pela sua rola.

– Tem ficar mesmo, pois todas as putas da nossa família são e não é por essa rola aqui que elas ficam loucas, até a do nosso pai elas amam.

Assim que terminamos, de tomar banho, fomos lanchar e quando voltamos pra cama, fodemos mais até a janta ficar pronta. Depois, fodemos mais uma vez, ela limpou a minha boca e apagamos exaustos.

Até o próximo conto.

4296 views

Contos relacionados

Minha irmã me fez gozar

Meu nome é Rodrigo, tinha 23 anos e minha irmã Priscila tinha 17 anos, branquinha, magra, cabelos compridos, peitinhos médios, coxa grossa, e uma bunda empinadinha. Ao contrário de muitas minha...

LER CONTO

Estou namorando minha irmã

A seguir vou contar como tudo começou, meu nome é Guilherme tenho 17 anos, sou um cara normal porém muito popular, tenho uma única irmã seu nome é Natália mais velha que eu, tem 19 anos,...

LER CONTO

CAPÍTULO 5 – REALIZANDO MEUS DESEJOS COM A PRIMINHA JAKE

Bom entre todas minhas primas que sentia tesão na época (Kiany, Karol e Jake), a Jake era a melhor... Tanto em beleza, como em simpatia e corpo... Jake era minha prima mais velha (1 ano apenas),...

LER CONTO

CAPÍTULO 7 – THAYANI, MINHA PRIMA MAIS VELHA

Após passar um final de ano agitado com a Dani, a vida volta ao normal... Em casa, como os pais da Kiany haviam tirado férias em janeiro, a Kiany estava viajando, ou seja, estava sem minha...

LER CONTO

Minha enteada safada

Olá, venho aqui relatar o que aconteceu, sou casado a 7 anos, tenho uma enteada que hoje tem seus 19 anos, sempre fui muito atencioso e cuidadoso com minhas ações, afinal sempre tive medo se ser...

LER CONTO

GOZEI NA BOCA DA FILHA DE MINHA ESPOSA

Minha linda e deliciosa esposa tem uma jovem filha, belíssima e provocante. Chama-se Luciana. 19 aninhos. Além de linda e gostosa, ela tem uns olhares muito maliciosos. Mas nunca dei corda, pois...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 5 + 5 = ?

Se você gosta de ler contos eróticos o contos adultos é o site perfeito para você. Aqui você vai ler contos sexuais reais, e o melhor de tudo é que o site é atualizado diariamente.

© 2020 - Contos adultos