website page counter
Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Contos adultos » Contos de incesto » Eu e Meu Padrasto

Eu e Meu Padrasto

Publicado em fevereiro 25, 2024 por Claudianna

Meu nome é Claudianna, mais conhecida como Anninha. Sou casada, morena estilo gostosa e a história que vou contar nunca falei pra ninguém pois sei os problemas que iriam gerar e sou hoje feliz com a minha vida. Mais preciso contar tudo isso que vivi.
Meus pais se separaram quando eu tinha cinco anos, então minha mãe passou a ter alguns namorados mais nunca os tinha levado para morar conosco.

Sempre gostei de durmi com meu avo, pois a noite ele me abracava forte e sentia uma coisa quente na minha bunda e ele gostava de durmi bem abraçado comigo. Mais depois que minha mãe se separou fomos embora da cidade e passei a durmi com el. Quando completei nove anos, ela trouxe meu padrasto para morar conosco. Eu sempre durmi na mesma cama com a minha mãe mais isso mudou quando ele chegou. Mais algo me incomodava a noite era o barulho vindo do quarto deles, gemidos, gritinhos e tapas e aquele barulho pofe pofe pofe bem rápido isso me deixava curiosa.

Faltando pouco tempo para completar meus dez anos, disse a minha mãe que estava tendo dificuldades para durmi, pois estava com medo e se podia durmi no quarto dela, ela deixou e coloquei meu colchão no chão. Agora eles só transavam depois que achavam que eu já tinha dormido com o quarto escuro eu ainda conseguia vê os vultos deles transando e agora ouvia melhor os barulhos e escutava minha mãe pedindo pra ele fude ela mais forte e ele dizendo que minha mãe era a puta dele. Um dia durmi cedo mesmo e quando acordei eles estavam no banheiro me levantei devagar e fui vê pois a porta estava aberta e eles estavam transando no chuveiro, minha mãe estava de costas, ele tirou o pau de dentro dela e ela se abaixou para chupa ló, nossa foi o primeiro pau que vi na vida, o primeiro homem nu… Senti algo diferente no meu corpo.

Dali em diante algo mudou em mim… Completei dez anos e um dia disse a minha mãe que estava com saudades de durmi com ela e ela então disse que naquele dia eu poderia durmi com eles e assim deitei no meio deles. De madrugada eles levantaram e foram transa na sala e eu fingi q estava dormindo quando eles voltaram se deitaram e minha mãe durmiu rapido, me virei e abracei meu padrasto com a mão bem perto do short dele quando ele durmiu eu coloquei minha mão dentro do short dele o pau estava pequeno e pegajoso, daí ele acordou tirei a mão, mais ele pegou a minha e colocou di novo e aquela rola começou a crescer na minha mão, ele me fez punheta ele e mão dele levantou levemente minha camisola pelas minhas costas e entrou na minha calcinha e começou a soca o dedo no meu cuzinho, não sei o senti na hora, mais estava bom, eu gostei daquilo e queria mais.

Agora ele sempre fazia isso comigo, enquanto eu punhetava ele metia dois ou três dedos no meu cuzinho, na verdade quando ele pois três doeu e levo uns dias pra eu acostumar mais logo eu já estava adorando aquilo. Quando fiz onze anos minha mãe me deu um celular de presente e passei a vê videos pornos, meu padastro nunca tocou minha bucetinha mais eu vi os vídeos e no banho comecei a me toca e socava dois ou três dedos igual ele fazia no meu cuzinho.

Um dia minha mãe saiu a tarde e ele chegou mais cedo do trabalho, entrou e foi direto para o banheiro e daí me chamou e disse para eu tirar a roupa e ir banha com ele e eu fui, ele me beijou foi meu primeiro beijo, depois ele chupou meus seios pequenos na epoca e começou a descer chupando minha ppk pela primeira vez, e socando o dedos no meu cuzinho, quando gozei na boca dele, ele se levantou e mandou eu chupa ele, achei o pau dele muito lindo coloquei na boca ele disse como fazer e comecei a chupa lo, ja tinha visto nos videos os cara gozando na boca das garotas e assim ele fez e mandou eu engolir e obedeci, nesse dia não gostei muito, mais ele me fez acostumar com o gosto, pois sempre mandava eu engolir tudo.

Meu corpo estava mudando comecei a ganhar volume na bunda e nos seios, os garotos comecaram a me querer e eu deixei meu padrasto de lado. Queria novas experiências novas rolas, outras bocas, comecei a fica com todo garoto que me cantava, enquanto beijava pegava naqueles paus duros, imaginando eles me fudendo, mais ainda era virgem e ficava só nisso, pois ainda não tão safada.

Quando completei doze anos, entrou um professor de física novo na escola ele era um gato, um dia esse professor me pediu pra fica depois da aula pra falar com ele e ele me disse que minhas notas estavam muito ruins e que se eu não melhorasse iria reprovar, mais que ele poderia me ajuda se fizesse um favor pra ele.

 

Perguntei que favor seria esse e ele me disse que se eu desse um beijo nele, ele me daria  um dez, eu aceitei, então ele trancou a porta e veio me beijar, na verdade o beijo foi quente ele começou a me passar a mão no meu corpo todo e levantou minha blusa e caiu de boca nos meus peitos, eu não sabia o que fazer fiquei sem reação ele abriu sua calça e tirou seu pau duro pra fora, a rola dele era menor que o do meu padrasto e bem mais grosso, me abaixou e mandou eu chupa, me perguntou se eu era virgem e eu disse que sim, então ele me pois de costas guspiu no dedo e socou dois no meu cuzinho, puxou meu cabelo e disse vou tirar o cabaço do seu cú, começou e coloca e doeu muito e ele disse se vc grita vc reprova, então segurei a dor e senti a rola dele entrar toda no meu cu que agora estava arrombado por aquela tora grossa e ele meteu ate gozar, quqndo acabou me beijo e mandou eu me vestir, fui pra casa dolorida tomei  banho e fiquei com o cu dolorido por uns dias.

Esse professor logo saiu da escola, pois uma das alunas o denunciou e outras três também disseram a mesma coisa mais eu não falei nada, acho q ele deve ter comido outras, mais nunca especulei pq não  qria q ninguém soubesse que eu tinha dado pra ele. A escola manteve as notas e a vida seguiu, pra mim estava tudo certo, meu cuzinho não doia mais e eu não via a hora de dá de novo.

Aos treze iamos nos mudar para outro apartamento no mesmo condomínio mais em outro bloco… Eu continuava tendo um bom relacionamento com meu padastro mais sem deixa ele me toca, pois eu tinha feito isso com medo da minha mãe descobrir, ela que já tinha me visto nua várias vezes até isso não deixava mais, pq eu gostava do pau dele do toque dele, mais ficava com receio de alguém. Então após a mudança meu padastro contratou um pintor, pra reformar o apartamento. Minha mãe foi trabalhar e disse q se o pintor precisasse de alguma coisa ele iria me pedir e era só eu lava no antigo ap e volta pra casa. Derrepente o pintor me pediu água gelada e fui levar.

Quando cheguei no apartamento me deparei com aquele cara moreno, musculoso na casa dos trinta aos quarenta, notei que ele também me olhou e me comeu com os olhos, pois eu estava usando um top e uma saia curtinha rsrs, quando eu ia saindo ele me fez uma pergunta e começou a puxa conversa, ele desceu da escada lavou as mãos e continuou a puxa assunto, até que chegou no assunto de garotos onde ele me disse que eu devia chama a atenção e deixa os garotos doidos por mim, daí ele me perguntou se eu já havia ficado com um homem mais velho, eu ri sem graça e menti, disse que não e ele perguntou se eu tinha vontade de experimentar e eu disse que sim. Ele foi ate a porta e a fechou e então veio até mim e me beijou, aqueles braços me apertaram de tal forma, mais ele não queria só um beijo, pois foi passando a mão em tudo apertando meus seios e minha bunda então ele puxo meu top de lado e meu peito pulou pra fora e ele caiu de boca, então me perguntou se eu era virgem e eu disse sim e ele falo que ótimo pq hj vc vai se torna mulher, fiquei com receio e um lado meu queria dizer não. Mais a vontade de tensar foi maior e eu me entreguei aquele momento. Ele levantou minha saia tirou minha calcinha a cheirou e a colocou no bolso disse q seria uma lembrancinha e caiu de boca na minha ppk, chupava meu clitóris e metia dois dedos ao mesmo tempo daí ele tirou o pau pra fora, nossa ate hoje ele foi o maior pau que ja me comeu devia ter uns 23cm. Me coloco pra chupa mais nem cabia direito na minha boca e tinha um cheiro forte, o do meu padrasto era cheiroso, mais o do pintor tinha um cheiro forte.

Ele me deitou no chão, abriu minhas pernas guspiu na mão e passou na rola e na minha ppk e começou a me comer, nossa posso sentir ainda hoje aquela tora me arrombando e me rasgando. Não foi ruim peree o cabaço, mais descobri um coisa sobre picas muito grande é melhor você já ter transado bastante, levado muita rola antes de aproveitar um pau muito grande, pq pode machuca mais do q da prazer e se vc tiver o útero baixo sempre vai doer muito, mais naquele dia ele me comeu de lado, de quatro e mandou eu senta nele, apesar de sentir dor dei muito, a hora passou e quando voltei pra casa muito dolorida com a ppk inchada e feliz dele não ter colocado aquela tora no meu cu. fui tomar um banho, pois ele tinha gozado nos meus peitos e tinha praticamente me dado banho de porra com aquela mangueira dele.

Depois que perdi o cabacinho, vi uns vídeos e fiz o dia do teste, peguei uma camisinha nas coisa da minha mãe, uma banana, um pepino grande e grosso, uma vela de sete dias, um desodorante rexona e claro meus quatro dedos e comecei a me toca, eu queria que minha buceta se acostumasse com aquilo logo, pois eu não queria mais só beijar então dos treze aos quinze eu dei muito, sim fui uma vadia, gostosa e muito putinha, pois safada sempre fui desde novinha, mais eu aproveitei a vida. Nesse tempo conheci caras com pau de todo tamanho, médio, grande, muito grande e pequenos esses vou te fala só a língua resolve. E nesse tempo nunca mais havia ficado com meu padastro. Quando estava com quinze, um garoto veio transferido de outra escola pra minha e tinha a fama de ter pegado todas as garotas da escola dele eu fiquei animada e queria conferir se ele era gostoso mesmo, então dei moral  e claro que deu certo e logo ficamos e assim que deu certo nos transamos mais esse garoto me passou alguma coisa, e acabei tendo que pedir a minha mãe pra me levar ao médico. Assim ela descobriu que eu não era mais virgem e claro que eu menti e falei que perdi com esse garoto, pedi a ela pra não falar pro meu padrasto mais ela disse que isso era grave e q tinha que falar. Eu vi a tristeza nos olhos dele quando ela falou pra ele. Me senti tão mal pq eu o amava muito e ver ele triste comigo me deixou muito mal. Outra coisa nunca mais transei sem camisinha com um cara que mal conheço. Fica a dica mulheres de quem aprendeu na marra, sem camisinha só com parceiro fixo.

Um dia sai com meu padrasto para ir ao mercado e acabei puxando conversa e ele me perguntou como foi  de vdd me assustei e ele disse eu sei que vc mentiu me conte como foi… Então falei apenas sobre o professor, o pintor e o garoto transferido. Ele me disse que eu deveria ter tido uma primeira vez melhor com um homem de vdd e me disse que havia chegado a vez dele me mostrar e me perguntou se eu aceitava deixa ele me mostrar, depois de tudo que passei, dando igual  eu ja tinha dado, eu aceitei. Combinamos e então dissemos  que iamos ao shopping vê um filme que minha mãe não gostava e ele então tocou para o motel fomos a um quarto lindo cheio de rosa, eu só transava em lugares estranhos. Ele mandou eu troca de roupa e usar uma lingerie que ele comprou pra mim muito pequena e sexy. Foi tudo incrível, Deixei ele me beijar sem fica com medo e como foi bom ele me chupou e chupei ele, fiz tantas posições com ele e gozei muitas vezes, Por último ele comeu o meu cuzinho enquanto eu me tocava que coisa maravilhosa. Não sei, mais as vezes tenho nojo de algumas coisas, deve ser mal de Ana, mais quando meu padrasto chupa meu cuzinho eu vou ao delerio como é gostoso, q delícia, claro a chupada na pok é melhor, mais eu adoro que ele chupe meu cuzinho e depois abra com dedos antes de mete aquela pica deliciosa. Ele estva muito feliz em transa comigo, parecia uma criança que acabou de ganhar um doce.

Depois disso pra não me apaixonar por ele disse que a gente não pudia mais fazer aquilo e ele concordou mais com uma condição, que quando eu me casasse a despedida de solteiro seria com ele eu ri e concordei. Aos vinte três anos, eu estava noiva minhas aventuras já tinham acalmado, quando marquei o casamento meu padrasto me procurou e disse chegou a hora de cumprir sua promessa, eu demorei a cair a ficha pois havia esquecido, então quando lembrei ri demais e disse claro pelos velhos tempos, mais combinei que iria sair com minha mãe e minhas amigas primeiro e depois eu iria escolher o lugar onde ele iria me levar e ele concordou.

Naquela noite ele disse que daria plantão e eu disse que ia durmi em uma amiga que ia me arrumar então me arrumei dentro do carro dele fiquei nua no carro ele ficou louco, coloquei em mini vestido sem sutiã e sem calcinha e com a ppk mais lisa do que nunca e contei que queria ir em uma casa de swing, ele ficou surpreso mais concordou. Quando chegamos fomos conhecer todos os ambientes e então achamos uma gabine livre, entramos e trancamos a porta. Começamos a transar e logo apareceram as mãos pelos buracos que tinham no quarto e iam me tocando e então começaram a colocar as rolas pra eu punheta e chupa e chupei todas…. Depois eu disse ao meu padrasto que tinha vontade de experimentar uma dupla penetração, então ele se vestiu, saiu da sala e quando voltou, trouxe junto com ele um cara novinho com rosto de oriental e um negão muito gostoso, meu padastro é branco, com os cabelos e preto e grizalhos com um pau de 18 cm, o negão era gg devia ter uns 21 e o novinho era pqno mais eu chupei muito. Meu padastro de mandou senta no negão e aquela pica entrou na minha buceta deliciosamente, em seguida comecei a chupa o novinho e meu padastro, dois paus na minha boca que visão sempre imaginei isso, então meu padastro disse que era hora deu experintar duas rolas e colocou aquele pau delicioso que eu adoro no meu cuzinho e eu sentia aquela rola preta apertar minha buceta junto com a rola que entrava e saia do meu cuzinho. Transei muito e gozei demais, voltei pra casa com a buceta inchada e muito feliz.

Me casei, passou um tempo e um dia eu perguntei ao meu marido o que ele achava das casas de  swing e ele me disse que não tinha vontade de conhecer pois era um lugar pra cornos verem sua mulher transando. Nunca mais toquei no assunto com ele, daí em um fds na minha mãe teve um churrasco e toquei no assunto com meu padrasto e ele me contou que levou minha mãe para conhecer uma casa, claro q ele disse q era a primeira vez dele tbm, daí ele disse que minha mãe não quis fazer nd e q ódio o lugar  que tinha cheiro de porra e que não gostou de estranhos pegando nela e mandou ele esqueci aquilo ou se separar dela.

No meio dessa conversa ele me disse acho q todo ano temos que comemorar o seu aniversário de despedida de solteira. Eu ri e achei o máximo e assim começamos a frequentar anualmente.  Assim uma vez por ano faço questão de soltar a safada que vive dentro de mim. Acho que só nessa data tá ótimo pois não quero fica fazendo isso direto, pq amo meu marido, mais eu não posso negar quem eu sou de vdd, pq isso me faz mal, então eu sei q sou safada e aceito quem eu sou. Entao seu padrasto criou uma pagina em um site de swing, onde eu posto nossas fodas, fotos nuas minhas, me tocando e videos desses encontros anuais, quando estou com muito tensão, entro lá vejo esses momentos e me toco locamente e as vezes gravo e posto, usso me ajuda a me controlar e esperar pela aventura do próximo ano, pois asoro le os comentários e vê o pau dos caras com tensão na minha ppk.

Foi inclusive através desse site que meu padastro neste ano selecionou um casal, para trocarmos e nesse encontro fiquei pela primeira vez com uma mulher, o beijo foi bom, mais não gostei de chupa ela, gostei mais de ser chupada e me lembrou muito os caras de pau pqno com quem eu já sai que me faziam goza só na língua.

Aqui eu contei tudo, coisas do passado q nem meu padastro sabe ainda. Hoje também sei pq meu avô me abraçava forte e o que era aquela coisa quente na minha bunda. Também sei o risco de transa sem camisinha. Mais o melhor de tudo é ter meu padrasto como meu amigo, cumprisse alquem que posso ser eu mesma sem ser jugada e outra ele não força nada. Numca disse pra ele, mais ele tinha razão, eu já tinha transado com vários caras, mais com um homem de vdd ele foi o primeiro e o segundo foi meu marido. Ele pode ter errado no passado quando eu tinha dez anos, mais eu nunca fui santa e sempre deixei tudo pq era curiosa demais e de vdd eu gostei muito de tudo. Só não fiz mais por medo. Acho q ele vai gostar de lê essa história quem sabe um dia mostro e assim ele fica sabendo de tudo, parei de fica preocupada com o que é errado e o que é certo e foquei em fazer o que eu queria e dava prazer e felicidade assim me sinto hoje completa do jeito que eu sou e adoro a vida q tenho.

Agora já estou planejando a despedida do proximo ano, quero dá um presente especial para o meu padrasto, uma novinha virgem… Pra vê  se consigo me redimir de não ter perdido a minha com ele. Será se ele vai gostar e me perdoar? Imaginem só que aventura maravilhosa, então se de tudo certo eu volto pra conta aqui todos os detalhes pra vocês.

Bjs

Leia outros Contos de incesto bem excitantes abaixo:

Comir a tia da minha mulher

De Noite Meu Primo se Aproveitou de Mim

62743 views

Contos Eróticos relacionados

Minha primeira gozada foi na boca da minha irmã

Ola pessoal sou o Novinho, me desculpem algum erro e a falta de detalhes faz muito tempo que aconteceu... Bom na época eu e minha irmã éramos bem novos ela sendo mais velha que eu e eu sendo o...

LER CONTO

MEU AVÔ PIROCUDO…

Sempre fui muito namoradeira, e até certo ponto bastante putinha... Sempre gostei de ter uma piroca enfiada na minha buceta, e quando o cara não dava no couro eu dispensava e partia pra outro....

LER CONTO

Cuzinho Lindo Da Titia

Cuzinho Lindo Da Titia

LER CONTO
  • Enviado por: Admin
  • ADS

Me Fode Papai

Me Fode Papai

LER CONTO
  • Enviado por: Admin
  • ADS

Os Grools, Família Jurássica

Os Grools, Família Jurássica

LER CONTO
  • Enviado por: Admin
  • ADS

os demonios da luxuria, parte1

Eu mais seis amigos, nos reunimos na minha chácara, todos os sábados para, jogarmos pôquer. Somos um grupo de viúvos, ou quase, dois  são divorciados,  somos muito entrosados , cinco jogam e...

LER CONTO

Complexo de Édipo e mãe grávida

Boa noite/ bom dia, tudo bem? Vou relatar uma historia que um fã dos meus contos de incesto me enviou. Ele quis colocar meus toques em sua história para fazer a magia acontecer, e também me pediu...

LER CONTO

DEPOIS QUE MEU PAI ME FLAGROU SEMINUA.

Com a separação dos meus pais, devido minha mãe se mudar pra outro Estado com seu novo marido; ex-sócio do meu pai, e nitidamente não querer minha presença com eles, acabei ficando com meu pai....

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 1 + 1 = ?
ContosAdultos.Club - O seu site de Contos Eróticos
Se você gosta de ler contos eróticos ou contos adultos é o site perfeito para você. Aqui você vai ler contos sexuais reais, e o melhor de tudo é que o site é atualizado diariamente.
© 2024 - Contos adultos