Esposa submissa

Eu já disse em outras ocasiões que nasci numa época errada. Gostaria de ter nascido no tempo que homem mandava em mulher, marido mandava na esposa, ela abaixava a cabeça, obedecia e viviam felizes.
Não raro ele ainda comia a irmã mais nova dela ou uma colega, e ao invés dela brigar com o marido, culpava a outra por ser oferecida. Por isso sempre procurava estar deliciosa, amável e prontinha pra tomar ferro dele.

Oque vou escrever é uma fantasia, embora em partes, seja baseada em fatos reais.

Meu marido chegou a tarde em casa depois do trabalho e eu o esperava como ele merecia: perfumadinha, gostosa e sempre amável. Foi dando um monte de beijinhos enquanto ele me apalpava na cintura, coxas e peitos.

Me virou de costas e encoxou quase fincando o pau na minha bunda. Era um sinal que ele tava feliz. Mandou que eu preparasse seu banho, e depois foi assistir TV.

Em dado momento ouvi: “Venha cá!”. Era uma ordem e eu fui o mais rápido possível. Quando cheguei na sala ele assistia um programa onde tinha várias moças de saia curta dançando. Tava sentado no sofá grande, com o pau na mão alisando.

Sem me olhar falou: “Chupa!!!”. Era meu prato predileto e já fui ajoelhando no meio das pernas dele e chupando o pausão.

Quando eu escutava ele falar: “gostosa e tesão” eu sabia que não era para meu boquete, ele estava falando das pernas das moças. Levantou, pôs minhas mãos atrás da minha costa, segurou minha cabeça e começou a meter como se minha boca fosse a bucetinha.

Gozou bastante na minha garganta, que era o lugar que eu mais gostava. Levantei, fui ao banheiro escovar os dentes e fazer higiene bucal, pra ficar perfumadinha de novo.

Mas neste dia tinha uma coisa me preocupando, tomei coragem, fui até o sofá, sentei ao lado dele e falei bem mansamente:

Eu: Posso fazer uma pergunta, senhor meu marido?
Sem olhar pra mim ele disse que podia. Continuei.

Eu: Eu soube que a Ritinha, minha irmã esteve aqui outro dia, num horário que eu não estava. É verdade?
Sem me olhar ele respondeu que sim. Tomei coragem…

Eu: Posso saber oque ela veio fazer aqui?
Ele me olhou como se fosse normal e falou:
Ele: Sim, pode. Ela veio meter comigo!

E diante da minha cara de espanto completou
Ele: Eu peguei ela estes dias, mas era no carro. Daí falei pra ela: quer meter gostoso, vem pra minha cama!

Eu quase chorosa falei
Eu: Mas ela é comprometida, tá namorando…
Ele: Eu sei, ela me falou isso. E disse que o cara não é de nada, só quer ficar alisando. E como ela soube que eu meto gostoso em você, quis dar pra mim.

Eu: Mas o senhor é casado….
Ele respondeu meio impaciente
Ele: E daí? Voce sabe bem que pode ser sua irmã ou sua colega, se der mole, eu meto o ferro mesmo!!!

Faleii
Eu: Ela não podia fazer isso, o senhor é casado comigo!
Ele: Fica tranquila, eu não vou me separar de você. Depois que deixar sua irmãzinha bem largona, eu devolvo pro namorado dela.

E vendo que eu não me conformava, falou em tom bravo
Ele: E você, não vai me atrapalhhar com ela, tá! Eu ainda não comi o cu da tua irmã, porque ela regulou desta vez. Mas na próxima ela vai pro saco. E se você reclamar, eu ponho as duas na cama e como o cu da duas juntas!

E pra terminar a conversa mandou eu ir pra cozinha terminar de preparar o jantar.

Se gostaram do inicio, eu continuo loiracasadinha@hotmail.com

Enviado por: Vivian loira