Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Contos adultos » Contos eróticos picantes » Conto porno com vizinha novinha

Conto porno com vizinha novinha

Publicado em setembro 14, 2019 por CooledCutie

Enviado por: Brenno de Porto Alegre

Tudo que escrevo é real. Geralmente ficamos desconfiados que os textos aqui são invenções. O meu é verdadeiro. Vamos lá!

Moro ao lado de uma família que não nos damos ( Sou casado). O cara é muito implicante, daqueles xarope mesmo. Ele tem uma filha que é a coisa mais linda, super educada e querida. Na época tinha 15 aninhos. Sempre que ela me via sair de carro me dava tchau com um jeito muito provocante. Começou a usar uma sainha brim que adoro. Pensei: essa guria quer coisa comigo.

Mas seria muito perigoso eu falar com ela ali. Um dia fui ao mercado perto de casa e por sorte minha encontrei ela sozinha no caminho. Ela me deu Oi toda meiguinha, eu respondi: Oi linda! Tu me acha linda? Perguntou ela. Óbvio que sim, eu disse. ( Tá me dando tesão só de relembrar). Ela disse que adora ficar linda pra ver eu saindo ou chegando. Eu disse a ela: Nossa, que delícia ouvir isso. Mas sou muito mais velho que você.

Ao que ela replicou: Adoro homens mais velhos, embora eu nunca ainda tenha feito nada, mas só de pensar fico louca. Fiquei louco pra beijar ela ali mesmo mas era muito arriscado. Eu tenho (até hoje) um aparelho de celular para whatsapp que só eu tenho acesso, não se preocupe. Anota aí no teu o meu número? (51) 9.9569-8786. Nos falamos mais por lá, aqui é perigoso. Ela concordou. Ela foi pra casa toda Alegre e eu aó mercado de pau duro.

Cheguei em casa nesse dia de folga, liguei o tal celular e já tinha mensagens dela. Resumindo: ela queria me ver naquele dia ainda e o quanto antes. Há uns 15 min de casa tem um grande parque com mato e marcamos lá para nos encontrarmos. Pedi que ela fosse com aquela sainha de brim. Ela disse que tá. Cheguei lá e ela já estava me esperando toda sexy e de batom levemente rosa. Nós retiramos pra um lugar discreto mato a dentro. Nem falamos muito e já nos grudamos nos beijos.

A guria tava quente de tesão. Aquele beijo gostoso de novinha… Hummmm… Comecei a descer os beijos pelo pescoço. Ela disse: pode fazer o que tu quiser! Mesmo? Mesmo. Tô nem aí, disse ela. Nosssssa! Meti o dedo por baixo das calcinhas dela, tava molhadíssima e muuuito quente. Deitei ela numa grande pedra que tinha ali, levantei a saia e cai de boca sugando todo o líquido dela. Essa guria foi a loucura. Gemia e se contorcia toda. Meu pau mais que duro latejava. Tirei minha bermuda.

Ela se apavorou com a grossura e tamanho do meu pau. Ela disse que assistia filmes de putaria na internet e queria chupar ele igual as mulheres dos filmes. Eu disse: calma gostosa, falta eu fazer mais coisas com minha língua. Beijei ela pra ela sentir o gosto da buceta dela o que a deixou ainda mais louca. Aí, virei ela de costas pra mim e meti a língua no cu dela. Ela chorava de prazer. Depois de um tempo, grudei ela aos beijos de novo pra ela se deliciar com o gosto e cheiro do sexo e fiz ela descer até meu pau grosso de 18 cm.

Ela começou devagarinho aprendendo, quase não entrou em sua boquinha. Mas depois de uns 2 minutos tava chupando como puta. Eu ali bem louco já. Levantei ela, enchi de beijos, posicionei o pau e fui metendo devagarinho. Tava bem molhada e não foi muito difícil. Sangrou um pouco mas conseguimos. Ela aguentou firme a metida, gemia, gritava, se contorcia no meu vai e vem. Até sentir que ela gozou indo ao delírio e gritando. Meio que tapei a boca dela pra evitar alguém de longe ouvir.

Ela disse, nossa o que foi isso, que coisa boa. Aí expliquei que era o gozo feminino. Ela ficou encantada com a sensação. Kkk . Rimos e disse que agora seria minha vez. Dei mais umas metidas e disse no ouvido dela que eu derramaria leitinho na boca dela pra evitar algum risco de gravidez. Ela disse que topava. Bombei mais na xaninha dela, quando senti o gozo vindo grudei ela por traz pelos cabelos e a posicionei com a boca no meu pau, bati uma até a porra vir e gozei na boca dela muito leite quente. Eu mandei ela engolir e ela engoliu tudinho. Eu gritei de prazer. Nos abraçamos, trocamos carinhos e comentamos a experiência. Ela amou e disse que sempre iria querer comigo, sempre no sigilo pra não atrapalhar em nada minha família. A gente transou por 2 anos seguidos. Depois ela se mudou pra outro estado. Pena. Mas nos curtimos um monte. Foi ótimo!

Se vc, de qualquer idade, é de Porto Alegre ou arredores, pode me enviar WhatsApp com foto e provocante. Se vc gosta de quarentão de olhos verdes, com uma leve barriguinha, me contate agora mesmo. Não tenho local. Ele é por sua conta.
E só posso durante o dia. Aguardo. Beijos. Brenno.

7221 views

Contos relacionados

Uma Viagem Inesquecível – Parte 2

Uma Viagem inesquecível - Parte 2   Essa história continua depois de voltarmos da viagem a Ubatuba; eu, Linda e Marcos. Chegamos todos em casa num clima de que nada tivesse acontecido, a...

LER CONTO

Comendo minha amiguinha na casa de praia

Tenho uma casa de praia da família e sempre passo as férias por lá, desde criança. Muito tempo atrás, conheci Sabrina, uma loirinha magrinha, com cabelo liso e comprido, muito faladeira e um ano...

LER CONTO

A amiga da minha mulher foi lá em casa

Estava em minha casa sozinho pois minha mulher tinha ido viajar, e ela me avisou que a amiga dela ia ir la para buscar um vestido e um sapato que ela queria emprestado. Já era um pouco tarde...

LER CONTO

Comendo a mãe do amigo de trabalho

Olá gente, meu nome é Rafael, tenho 25 anos e neste conto erótico vou relatar como foi o dia em que eu terminei comendo a mãe do amigo que pediu para eu ir na casa dele. A história começou...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 5 + 5 = ?

Se você gosta de ler contos eróticos o contos adultos é o site perfeito para você. Aqui você vai ler contos sexuais reais, e o melhor de tudo é que o site é atualizado diariamente.

© 2020 - Contos adultos