Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Contos adultos » Contos eróticos gay » Conto erotico gay Amigos novinhos no sexo gostoso

Conto erotico gay Amigos novinhos no sexo gostoso

Publicado em setembro 14, 2019 por CooledCutie

Meu nome é victor tenho 18 anos, cabelos escuros, pele clara, corpo bem definido e lisinho, e o que eu vou contar aconteceu no ano passado com meus dois melhores amigos Felipe e Eduardo. Somos colegas de aula a doze anos então praticamente crescemos juntos, seguidamente fazíamos acampamento na casa uns dos outros mas nunca havia rolado nada de interessante ate então. Felipe é alto cabelos escuros, corpo bem definido apesar de nunca ter feito academia, sem falar no peitoral com pelos aparados o que me fascinava. Já Eduardo era moreno, baixo, regulava de estatura comigo e um corpo também bem definido com pelos aparados, ambos os dois tinham 18 anos. Eduardo namorava uma colega nossa, já Felipe namorava uma garota de outra cidade, já eu nunca fui de ter compromisso sério, saia com garotas mas nada com compromisso. Éramos verdadeiros machos garanhões, pegavamos gatas e imprecionava qualquer um que visse nós jogando futebol, quando jogávamos sem camisa entao levávamos as garotas a loucura, porém o único que saia na boa era eu logo o que não namorava, os meninos eram de fato muito fiéis.

Certo dia do ano passado cheguei na sala e como de costume meus amigos chegavam primeiro, ao entrar na sala vejo o Eduardo diferente, estava triste, cabeça baixa, apenas o Felipe conseguia consolar ele, cheguei e fui logo ver o que tinha acontecido com meu brother, depois que acalmei ele foi que o mesmo me disse que tinha terminado com a namorada, aconteceu que ela foi pra outro estado com os pais e só disse que não queria mais nada pois seria complicado de manter, levei um choque já que sabia como o Eduardo era apaixonado por ela. Felipe depois de tudo nos propôs a fazermos um acampamento pra distrair um pouco, e mesmo que a dias não nos reuniamos, logo eu topei e convencemos o Eduardo que faria bem pra ele. Tudo certo, os três amigos com acampamento marcado pra esquecer da vida, Felipe nos conseguiu o sítio do seu pai no interior pra acamparmos, estaríamos sozinhos já que seu pai estaria na cidade, e como só o Eduardo tinha carteira e carro sobrou pra ele nos levar.

No sábado de manhã cedinho eu já estava com tudo pronto só esperando o Edu, 7h em ponto ouço o barulho da buzina, Eduardo tinha chegado e Felipe já estava com ele, Edu já parecia bem mais animado e conformado com o acontecido, pelo visto ancioso pelo nosso acampamento, Felipe então estava numa animação só, do modo que só ele sabe. Estávamos a caminho de um fim de semana muito louco entre amigos, e depois de uma hora de viagem chegamos ao sítio, já descarregamos o carro, guardamos as malas, tomamos um café bem reforçado e partimos pra nosso primeiro programa, uma pescaria numa barragem perto dalí, fomos para lá e voltamos só bem a tardinha e já muito cançados, o dia até que rendeu, foram 11 peixes, fora os que o Felipe deixou escapar kkk. Tomamos nosso café e o Eduardo foi o primeiro a subir pro banho enquanto Felipe havia ido por comida para os cavalos, e eu fiquei na sala esperando o Edu sair pra mim ir. Não demorou muito e o Felipe voltou e ficamos conversando um pouco na sala, Eduardo saiu e foi direto ao quarto em que estava hospedado e eu prontamente me direcionei ao banho enquanto sobrou para o Felipe limpar os peixes na cozinha.

Fui pegar a roupa no meu quarto e já me dirigi pro banheiro, porém antes de chegar a porta do banheiro passei pelo quarto onde estava Eduardo, e como a porta estava meia aberta vi uma cena chocante, Eduardo estava deitado na cama de frente pra porta numa deliciosa punheta, estava dando uns gemidos baixinhos e aquilo me atiçou algo que nunca havia sentido antes, rapidamente meu pau começou a dar sinais de vida no meu short, aquela cena do eduardo somente de cueca amarela se penhetando com aquele corpo moreno bem definido me deixou louco, como ele não me viu eu fiz logo questão de sair dali e fui direto ao banheiro, mas a essa altura meu pau ja estava a ponto de bala, tomei meu banho só pensando naquilo e não tive como segurar a vontade e acabei me punhetando pensando em tudo que tinha visto, nunca havia sentido atração por homens mas eu só conseguia me imaginar fodendo com o Edu. Me vesti, coloquei só uma cueca estilo ciclista e fui pro meu quarto antes de descer pra sala, era verão e estava muito quante então coloquei só a ciclista mesmo e uma regata e desci pra sala, nessa altura Eduardo e Felipe já estavam lá conversando, só de short e sem camisa, como já disse o corpo de nós três é bem definido e eu não tive como não reparar, fiquei parado dentre os sofás pra me fazer de desentendido, logo que me olharam o Felipe já mandou:
– haha viu só Edu, o victor ficou tanto tempo sem sair com os amigos que esqueceu que não precisa ter vergonha com os manos. E logo riu. Edu disparou:

– poha mano tira essa camisa aí, tá o maior calor haha. Eu ainda retruquei:
– vocês sabem que comigo não tem cerimônia.
Tirei minha camisa e larguei no sofá, do mesmo modo eu também aproveitei e me joguei deitado em um. Conversa vai, conversa bem começamos no assunto de relacionamentos, e ao que parece nenhum de nós estava muito satisfeito, Felipe era era o único a namorar, mas foi o primeiro a queixar-se sobre a sua, fazia mais de um mês que ele não via a namorada já que ela fazia faculdade e estava concluindo o semestre. Puxei assunto:

– Mas eae Lipe, como vai o namoro com a sarah?. Ele:
– se é louco, mais de um mês que não vejo ela e estou na seca…
– pelomenos você tem uma bucetinha fixa pra gozar neh…
Edu também aproveitou e falou:

– pow véi eu com a minha namorada do lado estava na seca imagina agora…
Aquilo me gerou certa curiosidade e eu tive que perguntar:
– perae Edu, quer dizer que tu não tava comendo a amanda?
– Acredite mano, ela tava só negando pra mim nos últimos dias, não sei o que tava acontecendo.
Felipe aproveitou o gancho e zombou:

– Mano, se precisa aprender como fidelizar a gata no sexo, será que estava comendo direito? E rimos.
-ihh acho que o moreno não sabia meter. Eu disse.
– Ah mas não vão me deixar em paz, por falta de pika que não foi. Afirmou Edu.
Aquila conversa tava tomando outra proporção e percebi o Felipe puxar uma almofada e colocar em seu colo como se quisesse disfarçar algo, eu percebendo isso comecei a me ecitar, e eu só de cueca já dava pra se perceber o volume, Edu viu e não deixou escapar:

– Haha falou em seca e o Victor ja lembrou que não tem ninguém fixo pra meter… E riu.
– Ah negão, esse corpo aqui não é pra qualquer mulher, mas meu pau já fez muita gata feliz. Disse eu. Felipe largou:
– Haha porém a Luísa não parecia muito contente lá na escola. Lembrou ele de uma antiga namoradinha minha de escola.
– claro, ela não aguentava o tamanho do papai… Zombei dele.

– Quanto a isso a quem duvide… Disse Edu já reparando no meu volume. Eu muito safado fiz questão de não esconder para ver até que ponto iríamos…
Felipe entendendo a maldade olhou para o Edu e depois pra mim, tirou a almofada de seu colo e revelou um monstro volume, nessa hora já estávamos todos com o pau a ponto de bala, e se olhando com desejo de machos querendo acasalar, afinal chegamos a conclusão que todos estavam na seca a tempos.
– já que tão duvidando do tamanho da minha pika é porque devem ter maiores… Falei eu provocando.

– simples, vamos medir, afinal nunca fizemos mesmo em anos de amizade. Exclamou Felipe que já pulou na gaveta e pegou uma régua. Eu sempre me troquei no vestiario depois do futebol na escola na frente deles, e eles na minha frente, sempre percebi o volume de cada um, apesar de nunca ter gostado ficava imaginando qual de nós três tinha o pau maior, apesar do volume do Felipe sempre ser o maior um pouco, sempre gostava de usar uma cueca bem colada então podia reparar na bunda avantajada que ele tinha também.
Edu saiu na frente e ditou as regras:

– Podemos medir sim, mas… Quem perder da o cuzinho pros outros dois.
Mesmo reciosos por sermos os três cú virgem topamos numa boa. Edu saiu primeiro, pegou a regua da mão do Felipe e foi pra nossa frente no sofá, meteu a mão no short e tirou seu caralho grosso pra fora, tinha o corpo moreno e a cabeça bem rosada, reto e perfeito, lisinho. Encostou a régua e deu no ponto 18cm. Felipe só riu e disse:

– Não foi dessa vez negão. Pegou a régua da mão do Edu e se posicionou do lado dele de frente pra mim. Colocou seu pau pra fora e sorriu. Edu nessa hora chocado foi sentar no sofá com o seu pau na mão. Era grosso e enorme, retinho. Não sei como convivi tanto tempo sem me dar conta daquela anaconda, era rosada e se parecia até com o meu, era aparado mas gostoso, e tinha um saco grande também. Colocou a régua e nos humilhou, 21cm ele tava todo contente, chegou na minha frente jogou a régua encima da minha barriga e disse:
– Mostra ai se tem tamanho ou só volume haha.

Eu levantei e arranquei aquela cueca de mim mesmo. Meu pau é grande porém eu nunca tinha medido, tenho pelos aparados também, de um jeito que da vontande de babar a quem vê, pau levemente curvado, quando fui encostar a régua vi o olhar de macho do felipe se punhetando e o Edu só com a mão no volume temendo ter que ser fodido. Encostei a régua… 20cm…
-ohhh… Vai ser nossa feminha hoje Edu, disse Felipe já levantando do sofá. Eu mordi os lábios e fui pro lado do Felipe. Edu levantou e disse:

– eu não vou deixar me foderem sem que eu meta em vocês também…
Eu e Felipe concordamos, Felipe tomou a frente e puxou nós dois pro seu quarto. Colocou Edu deitado e eu fiquei do lado da cama, Felipe saiu e voltou com um vidro de vaselina. Edu já estava nos olhando de um modo como se implorasse pra ser penetrado, e quando menos esperei ele abocanhou meu pau e eu cai deitado do lado da cama.
– shh… Como é gostoso essa mamada Edu… Exclamei eu.

Felipe puxou a cueca que ainda estava no Edu e começou a passar a língua no buraco lisinho do Edu. Depois fez com que nós trocassemos a posição, colocou Edu de quatro, eu me posicionei na frente e ele seguiu a me mamar. Felipe passou vazelina nos seus dedos e penetrou um no cu do Edu. Até então Edu aceitou de boa enquanto seguia a me mamar, Felipe seguiu o movimento e depois abriu a gaveta do bidê e tirou duas camisinhas, jogou uma pra mim e colocou a outra encima do bidê.
– aí vitinho, coloca essa com a boca pra mim… Disse ele.
Eu abri e coloquei na boca logo enpurrando contra seu pau, estava o Edu me mamando e eu mamando o Felipe. Logo Felipe saiu e voltou pra trás do Edu, disse: Hoje eu mato meu desejo por vocês. E enterrou o cacete no cú do Edu de uma vez só.

Aquilo fez com que o Edu fosse pra frente largando um alto gemido, mas antes que ele fosse pra frente felipe o dominou e o trouxe de volta pra dentro do seu pau. Estavamos numa posição enlouquecedora, quando Edu no processo de vai e vem ia pra frente engolia minha vara, quando voltava pra trás sentia até o talo do pau do Felipe. E depois de um tempo Felipe tirou sua rola e a camisinha e colocou o Eduardo sentadinho na cama, e enterrou o pau na boca do Edu.

– Toma o leitinho do teu macho. E não demorou muito espirrou uns 7 jatos fortes na boca do Edu, o empurrou na cama e se jogou por cima beijando a boca do Edu cheia de porra. Eu vendo aquilo não me segurei e comecei a mepunhetar. Felipe saiu, engoliu a porra e se levantou rápido, deu-me um tapa no rosto e disse:
– nada disso hoje você só goza se for no meu cú. Eu fiquei impressionado com o modo que o Felipe era decidido, nunca imaginei o fodedor que ele era. Ele abocanhou o pau do eduardo que estava dando pulos, Edu pressionou sua mão sobre a cabeça do Felipe e fodia a boca dele. Nisso Felipe emoinou a bunda como se estivesse me chamando. Coloquei minha camisinha, passei a vazelina e me posicionei, resolvi pagar a dor do Edu e enterrei meus 20cm tudo de uma vez naquele rabo…

-Gostou seu machinho, é bom sentir a fincada de uma só vez neh… E ri dele.
Ele tirou o pau do Edu da boca e disse:
– fode esse rabo como um animal.
Edu aproveitou e saiu antes de gozar, disse ele:
– aí lipe, tem o maior pau mas não tem o maior cú. Deboxando.
– Aguenta uma dupla… ? Edu ousou.

Eu me espantei mas gostei da idéia, felipe então quietinho apenas saiu do meu pau e colocou eu deitado na ponta da cama com as pernas pra baixo e se sentou no meu pau, Edu foi a gaveta que por sinal estava cheia, pegou outra camisinha, vestiu-se e foi colocando de vagarzinho. Felipe gemia alto, mas para um cu virgem não entendi como coube os dois caralhos de boa… Chegou um ponto em que Eduardo anunciou o gozo e eu acelerei a fim de gozarmos juntos dentro, felipe chorava de dor mas não arregou em nenhum momento.

Shhh… Gozamos eu e o Edu ao mesmo tempo dentro do Felipe, aquela porra escorrendo mostrou que gozamos como cavalos, só de mim foram 5 jatos, e nem percebi o que estava mais gostoso, o rabo do Felipe ou s pressão do pau do Edu junto ao meu.

– se eu soubesse que vocês gozavam e metiam dessw jeito eu ja tinha dado pra vocês antes. Disse Felipe se recompondo e lambendo a nossa porra do lençol. Depois chegou minha vez de levar chumbo, Felipe me colocou de franguinho, me lubrificou com a porra que ainda tinha no lençou e posicionou a cabeça bem na entrada do meu cu. Eu estava ofegante, nunca passei por nada parecido, Felipe deu um gemido pegou e foi… Aaaahhh caralhooo… 21 cm me rasgando aos poquinhos, tentei gemer o mais baixo possivel mas não tinha como. Felipe forçava de maneira que parecia que até seu saco me invadiria, aquele pau me invadindo e voltando, e seu saco batendo na minha bunda a todo o instante. Ele dizia palavras pra mim:

– esse seu cuzinho apertado de femea me faz suar, eu sou seu macho fodedor.
Edu que estava sentado descançando voltou, fez Felipe me colocar de quatro no canto da cama, de modo que ele ficasse de pé para o Eduardo meter ainda mais nele. E assim foi, felipe esperou Eduardo penetrar nele, foi tranquilo felipe deu um gemidinho e voltou a me bombar, com mais força a fim de gozar dentro de mim, saiu bem menas porra mas até me surpreendi como ele se recuperou rapido. Edu Mordeu a nuca de Felipe e o puxou pra fora de mim, beijou ele Gostoso e esfregaram seus paus juntos.

– Lipe, vamos dar o prazer pro victor mamar dois leitadores. E assim Eduardo puxou Felipe e os dois foram meter na minha boca. Eu queria mais… Nem conseguia abocanhar tudo, edu tinha mesmo o pau grosso e Felipe o pau cumprido.

Depois de horas de amor fomos tomar banho, claro que lá deixamos o sabonete cair algumas vezes… Rsrs. Voltamos pelados pra cama e fomos dormir juntos naquela cama com cheiro de suor de macho e porra, um sarrando o outro… No outro dia acordamos tarde, preparamos o almoço, com muita fome já que na noite anterior não haviamos jantado, e antes de voltar pra cidade brincamos muito mais… Ainda hoje nos encontramos pra reaviver nossas orgias, claro que em segredo pois nós tres estamos namorando, quanto a nossos cuzinhos? Ja acostumaram. E a relação com minha namorada e Ótima, mas eu conto os dias pra encontrar com meus amigos.

5121 views

Contos relacionados

ENTREGADOR DE PIZZA – Parte 1°

[Capítulo 1°] Olá me chamo Thiago (nome fictício) tenho 24 anos , moreno claro , 1.82 altura , 80 kg . Me mudei recentemente para uma nova casa no bairro da liberdade em Salvador e divido...

LER CONTO

O primo dos meus sonhos

Oi, vou contar pra vocês sobre quando eu realizei um sonho, que era ficar com um dos meus primos. Pra isso vou (ou não) usar nomes fictícios. Me chamo James, tenho 23 anos. Não vou dar detalhes...

LER CONTO

Recebi uma Punheta no Ônibus

Sou novinho, meu cu e pau são virgens, me considero heterossexual, tenho estatura magra, não sou muito alto e nem baixo, tenho 14cm de pau, sou liso na maior parte do corpo, pois me sinto mais...

LER CONTO

Perdi minha virgindade com meu melhor amigo em seu carro

Olá, meu nome é Arthur, tenho 18 anos e o que vou contar agora aconteceu a um pouco mais de dois anos com meu melhor amigo . Em um dos cursos que fazia no meu dia, acabei conhecendo um rapaz...

LER CONTO

1 - Comentário(s)

  • Guilherme 16/03/2020 10:24

    Hum fiquei com o kcete duro e babando e o cuzinho piscando de vontade de fuder gostoso um cuzinho e tomar im kcete fundo no meu cu delicia

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 2 + 3 = ?

Se você gosta de ler contos eróticos o contos adultos é o site perfeito para você. Aqui você vai ler contos sexuais reais, e o melhor de tudo é que o site é atualizado diariamente.

© 2020 - Contos adultos