Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Contos adultos » Contos eróticos verídicos » Comendo a loira mineira

Comendo a loira mineira

Publicado em julho 17, 2019 por CooledCutie

Enviado por: Pedro

Bom, depois de muito tempo lendo contos eróticos, resolvi contar um fato que aconteceu comigo alguns tempo atrás. Vou me chamar de Pedro, sou negro 39 anos 1,60 de altura 58 kg é com uma rola grande. Algum tempo atrás, eu moro em um bairro de São Paulo z/n, eu tinha acaso de sair de uma empresa onde trabalhava em Osasco, estava em casa sem fazer nada, foi quando meu vizinho que vou chamar de antonio, que sempre morou em SP, mais estava já algum tempo morando em minas gerais, me convidou para passar um tempo lá nesta cidade de Minas.

Continua depois da publicidade

Me falou que lá havia muitas mineiras gostosas, pois estava la com mais um amigo nosso morava os dois em uma casa grande. Diante da situação aceitei seu convite, arrumei minhas coisas e fui pra Minas com este meu amigo, chegando lá ele me mostrou a casa os quartos e aonde eu iria ficar morando com eles, pois era ele é mais agora comigo ficou nois três na casa, cada um com seu quarto.

Acabado de me instalar na casa, fomos até uma padaria que era na esquina da casa, compramos algumas cerveja e fomos para casa beber. Lá a gente bebendo as cervejas e ele começou a falar sobre as festa que eles faziam nos fim de semana, eu já comecei a gostar daquela ideia, falou que o outro amigo nosso estava namorando é não gostava da farra, então antonio me disse “vou marcar com umas mulheres aqui em casa no próximo fim de semana no sábado as 14:00 hrs”, ele me disse “pega o carro e vai com o outro amigo dele buscar as mulheres no posto de gasolina”, pois iria ficar para preparar as coisas do churrasco.

Me disse “seja discreto pois elas eram casadas”, falei pode deixar para está festinha vinha três mulheres para três homens, eu, o antonio e outro amigo dele de lá, mais chegando no posto quando elas chegaram em um outro carro, havia três mulheres e mais um homem. Estava no carro uma ruiva, uma morena e uma loira, quando eu a vi meu olhos chegava a brilhar. Todo mundo desceu do carro, nos comprimentamos e fomos para a casa. Ao chegar e guardar os carros na garagem, foi que eu pude ver melhor aquela loira gostosa que estava de vestido e um salto alto, que mulher… as outras também eram muito gostosas. Logo ao entrar a loura cumprimentou meu amigo e foi tirando um pacote de camisinha do meio daqueles lindos peitos, que eu já estava de pau duro com vontade de chupar.

Continua depois da publicidade

Então começaram a conversar e eu fiquei um pouco afastado, pois tinha acabado de chegar na cidade e não tinha tanta intimidade. Passou algum tempo, colocaram uma música e as mulheres começou a se esfregar nas orlas dos caras, fiquei um pouco triste nesta hora, pois o esquema era uma mulher para cada, mas como tinha vindo um cara a mais, então fiquei de fora. Meu amigo me pediu para eu se enturmar, pois eu iria comer tbm, então formaram casais e cada um foi para um canto da casa e eu fiquei só de pau duro, foi quando eu fui para o meu quarto, abri a janela e fui fumar um cigarro.

Com a porta meia aberta, meu amigo antonio entra no quarto com aquela loira maravilhosa toda pelada, ela na frente e ele atrás, com as duas mãos em seus peitos e ela segurando a rola dele, quando ele me falou “ela disse que quer ser fudida por sua rola preta”. Eu estava com tanto tesão que meu pau já estava latejando pra fora da bermuda. Ele falou “foda essa loira, que eu vou fuder com a ruiva”, deixou ela no quarto e saiu. Ela com aquele jeito de safada, ali parada olhando, me falou “vc vai me fuder negão, ou vai ficar só me olhando aí?”. Eu puxei ela de costa para mim comecei a beijar seu pescoço e passar a mão naqueles peitos, que estavam durinhos, com ela gemendo de tanto tesão sentindo minha rola na sua bunda.

Começou a pedir para mim fuder com ela toda, então comecei a chupar seus peitos, fui descendo beijando até sua bucetinha, coloquei ela sobre a cama e comecei a chupar sua buceta. A cada chupada que eu dava, a loira gemia, dizia que minha boca quente e meus lábios carnudos era tudo que aquela buceta precisava. Chupei ela até ela segurar minha cabeça e gozar na minha boca. Falou “agora é minha vez de chupar esta rola deliciosa”, começou a chupar minha rola, em um boquete maravilhoso, chupando a cabeça e ele todo com uma cara de puta do caralho. Engolia ele todo, neste tempo entrou no quarto o amigo dela, que tinha vindo com elas, ela de quatro chupando meu pau o cara encostou é foi colocando a rola dele pra dentro…

Achei meio estranho mais não disse nada, ele bombou umas 5 x e gozou igual um cavalo e saiu do quarto. Ela disse pra gente ir tomar um banho pois o animal havia gozado nas Costa dela. A gente fomos para o banheiro, em baixo do chuveiro ela continuou aquela maravilha de boquete e pedia pra mim gozar na boca dela. Queria beber toda minha porra, com o tesão que eu estava não aguentei muito e acabei gozando em sua boca, que bebeu toda aquela porra. Saímos do banheiro e fomos para a cama de novo, ali ficámos deitados, ela alisando meu pau e eu alisando aquela buceta gostosa que eu estava louco pra fuder, quando minha rola levantou novamente ela meteu a boca. Pedi pra ela dar uma parada, comecei a chupar ela, passava a língua na buceta e na beira do cuzinho dela, que estava derirando de tesão.

Pediu pra me deitar na cama, pois queria minha rola fundando a buceta dela, sentou no meu pau e rebolava gostoso, até eu sentir seu gozo na minha rola. Coloquei ela de quatro, falei “agora quero fuder seu cuzinho”, ela disse que estava com medo, pois meu pau era grande e nunca tinha dado o cuzinho, nem para o marido dela. Falei pra ela ficar tranquila pois iria com carinho, se caso ela não se sentise bem, a gente parava. Ela concodou, aí passei a língua em volta do cu dela, fui massageando com os dedos até ela dizer que estava com muito tesão, então pedi pra ela abrir o cuzinho com as duas mãos e coloquei um pouco de cuspe Sobre a cabeça e coloquei bem devagarzinho.

Fui bombando devagar até se acostumar com minha rola, deixei um pouco dentro pra ela sentir o tamanho e logo em seguida comecei novamente a bombar. Ela já estava com muito tesão, pedia pra mim fuder o rabo dela que ninguém havia mexido ali, então peguei nos cabelos dela e metendo forte, falava “toma sua puta, é assim que vc quer, sua cachorra vadia?”. Ela estava derirando de tesão, pedindo pra fuder o cu dela. Ela com as mãos sobre sua buceta, batendo uma siririca enquanto eu fudia o cu dela, gozou novamente. Quando percebi que ficou um pouco mole mas eu continuava a meter forte no cu dela e a dar tapas na sua bunda, falou “vai devagar pois sou casada”, mas na hora do tesão não consegui ver isto.

Depois de bombar bastante, ela disse “quero tomar mais leite, meu negão gostoso, que fudeu meu cu”. Logo em seguida, não aguentando mais, tirei meu pau do seu cuzinho, coloquei na sua boca e com as minhas mãos segurei sua cabeça sobre meu pau, que estava todo em sua garganta. Quando gozei ela até se engasgou e disse a ela “chupa tudo vadia”. Limpou meu pau e em seguida disse “vou para o banheiro tomar banho”. Falou que o tempo que ela tem de casada o marido dela nunca fez ela gozar tanto e sentir tanto prazer. Depois que saiu do banheiro se trocou e disse que já ia pra casa, pois não podia ficar muito tempo, tinha que chegar em casa antes do marido, mais iria combinar com meu amigo antonio pra ir mais vezes lá em casa, pois gostou muito que eu fudi com ela. Ficou apaixonada pela minha rola preta, depois foi embora me dando um beijo na boca é disse “eu volto pra fuder mais com vc, meu neguinho”. Ttem mais contos, mais depois eu falo sobre estas histórias, meu email é [email protected], espero que tenhao gostado desta foda com a loira mineira

7109 views

Contos relacionados

Eu fui o presente de aniversario

  Meu nome é Yara tenho 20 anos, sou morena, baixinha, cabelos lisos médios, seios médios durinhos , bunduda e  com coxas grossas. Namoro o Eduardo de 26 anos a cerca de 6 meses ele é...

LER CONTO

A putinha da igreja

Hoje vou contar uma das histórias que aconteceram comigo. Sempre gostei de ir à igreja e sair depois do culto para confraternizar com o pessoal. Certa noite em uma dessas reuniões, um amigo se...

LER CONTO

Novamente no presidio querendo mais pica do zé droguinha

A semana passava devagar e eu contava cada minuto pra encontrar meu zé droguinha Darlan,batia varias siririca ouvindo aquela voz rouca cheia de malandragem,salivava desejando chupar aqueles 2 palmos...

LER CONTO

Fui no presidio ser marmita de um zé droguinha desconhecido

Olà meus gostosos e gostosas,eu sou karen e vou relatar a vocês uma das mais estranhas e ao mesmo tempo gostosa fodas da minha vida. Sou estagiaria em um escritorio de advocacia e de vez enquando...

LER CONTO

A primeira vez com ele.

Quando Sandra conheceu Ed ela tinha 23 aninhos, pouca experiência com sexo. Sandra só tinha se relacionado com seu ex e não expunha suas vontades e fantasias. Até hoje quando vai encontrar Ed seu...

LER CONTO

Empregada noiva, religiosa e novinha descobriu vocação para Puta!

Trabalho em um escritório e sempre recebo pedidos de pessoas para estágio, desse vez quem tinha chamado era Alessandra,20 anos, Loira, 1,50cm de altura, bundinha empinada e uns peitos bem...

LER CONTO

1 - Comentário(s)

  • Pedor 19/07/2019 15:25

    Que saudades deste dia

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 5 + 5 = ?

Se você gosta de ler contos eróticos o contos adultos é o site perfeito para você. Aqui você vai ler contos sexuais reais, e o melhor de tudo é que o site é atualizado diariamente.

© 2020 - Contos adultos