website page counter
Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Contos adultos » Contos eróticos gay » Com um senhor maduro (Parte III)

Com um senhor maduro (Parte III)

Publicado em junho 10, 2022 por Carlos Lalucci

Como contei, na parte anterior deste relato, eu estava tendo uma das mais ousadas, excitantes e prazeirosas experiências sexuais da minha vida. Como disse antes, eu era bem jovem e aproveitava meu tempo livre, após o horário de aulas, pra fazer sacanagens, na maioria das vezes com amigos de mesma idade. Só que desta vez, estava tendo minha primeira experiência sexual com um homem mais velho.

E mais ainda, era com um homem maduro, pra lá da meia idade! Totalmente diferente dos garotos com quem costumava fazer sacanagem. Como contei, anteriormente, o nome deste homem era Badia, tinha uns 50 anos, cerca de 1,70m, era calvo, gordinho, peludo e tinha um pirocão grosso, de uns 17cm de comprimento!!! Sério, assustava, pq absolutamente todos os meus amigos, na época, tinham paus de, no máximo, 13cm. O meu pau era um dos menores da minha turma de amigos, tinha uns 8cm, era fino e a cabeça era totalmente encoberta pelo prepúcio, mesmo quando estava duro.

Continua depois da publicidade
 

Ainda que com estas limitações, eu era bastante ativo, e gostava de comer um cuzinho quase tanto quanto gostava de ser enrabado. Nessa época eu era magro, tinha cerca de 1,50m de altura, cabelos pretos um pouco compridos e, por andar muito de bicicleta, tinha pernas bem torneadas e um bumbumzinho bem redondo e lisinho. Não era afeminado, mas quando estava posicionado como passivo, gostava de fazer tudo bem mimosinho… E era assim que eu estava me comportando com o seu Badia. Nós havíamos começado a fazer anal, eu o havia chupado um pouco antes, e, acho que isso o excitou tanto que, mal havia me acostumado com as dimensões do membro e começado a curtir a foda, seu Badia gozou. Gemendo muito enquanto ejaculava fartamente em meu cu. Foi a maior quantidade de esperma que alguém já havia depositado dentro de mim até então! E olha que meu primo gozava farto!

Seu Badia se deitou na cama ofegante, enquanto eu fiquei ali ao lado, sentindo a porra escorrendo do meu cu, aparentemente arrombado, rsrsrsr… Me levantei da cama e disse que ia ao banheiro me limpar. Enquanto caminhava, mais esperma saía, tanto que tive de limpar minhas pernas até o tornozelo. Eu não tinha gozado, pq não consegui acessar meu próprio pau pra bater punheta enquanto era enrabado. A barriga do senhor Badia impedia que eu fizesse. Portanto eu ainda estava de pau duro e muito excitado, e aquele esperma saindo do meu cu me deixava mais excitado! Voltei ao quarto e seu Badia ainda estava inerte. O pau dele estava mole e ele estava encostado nos travesseiros, mas acordado. Eu estava em pé, ao lado da cama, batendo punheta e olhando ele ali, pelado. Então seu Badia me chamou pra deitar na cama, ao seu lado. Pegou minha mão e a levou até seu caralho.

Continua depois da publicidade
 

Eu tratei de acariciar o pênis mole dele, mexi bastante nas suas bolas peludas … tudo isso enquanto mexia na minha própria piça, batendo punheta… notei então que o pau do seu Badia estava começando a endurecer de novo. Tratei então de punhetá-lo mais firmemente, pois queria muito continuar a foda! Seu Badia então me re-posicionou na cama, de modo que eu ficasse de quatro e ele pudesse ver a minha bunda e acariciá-la. Ele me fez carinho, abriu minhas nádegas e brincou com os dedos no meu cu. Isso tudo o excitou e seu pau ficou pronto para me comer de novo. Ele se pôs atrás de mim, pra me enrabar de quatro. Colocou a cabeça na entrada do meu cu e quando começou a forçar o pau escapou pra cima. Ele tentou de novo, algumas vezes, e começou a se desconcentrar, e senti seu pau começar a amolecer.

Então ele meio que desistiu e se deitou de barriga pra cima de novo. Eu estava louco de tesão e resolvi insistir. Me levantei e peguei o frasco de óleo de amêndoas de novo. Fui para ao lado dele na cama, peguei o pauzão dele de novo, que estava meia bomba, comecei a bater punheta e lubrificá-lo com o óleo, ao mesmo tempo  me posicionei pra que minha bunda ficasse virada pra ele. Com a outra mão, cheia de óleo, comecei a lubrificar a bunda toda, não só o cu, mas as nádegas tb. Isso tudo enquanto olhava bem nos olhos dele e mordia o canto do lábio… e era tudo tesão mesmo! Eu estava com muita vontade de ter de novo aquele pênis dentro de mim!!! E funcionou! Seu Badia, rapidamente ficou de pau duro e começou a me mordiscar o pescoço! Eu aproveitei e montei nele, segurando aquele pirocão e encaixando o meu cu na cabeçona! Assim comecei a sentar no pau dele, que entrava em mim, desta vez, com mais facilidade. Não que estivesse fácil, ainda parecia imenso, mas já entrava de forma mais prazeirosa e penetrava muito mais que antes.

Como eu conseguia controlar melhor, e estava muito excitado tb, comecei a forçar mais e mais o pauzão dele pra dentro do meu cu, até que já não precisava mais que eu o segurasse. Então apoiei minhas mãos no barrigão do se Badia e cavalguei seu cacete com muito, mas muito prazer mesmo! Eu sentia o pênis imenso penetrar bastante em meu reto, depois sair quase todo, depois entrar mais ainda e voltar a sair quase todo… Seu Badia gemia, me pegava pela cintura, movia o quadril para cima, forçava seu pau pra dentro do meu cu a cada socada, e eu, sentando, pude mexer na minha piroca! Eu batia punheta enquanto era penetrado e isso me levou a beira do orgasmo!!! Foi quando eu tirei a mão do meu pau, sentei forte o meu cu no pau do seu Badia  e comecei a rebolar e gozar !!! Seu Badia, ao me ver assim, tb não aguentou e gozou de novo dentro do meu cu!

E novamente foi uma imensa quantidade de esperma!!! Tanto que saia muito , ainda com o pau dele socado dentro do meu cuzinho. Já eu espirrei algumas gotas de um líquido transparente, que nem parecia porra.

Nós dois caímos na cama, cada um para um lado. Quando seu Badia tirou o pau do meu cu, saiu novamente muito esperma. Manchou a cama.

Logo em seguida eu fui para o banheiro, me lavar. Vesti minha roupa, nos despedimos e eu fui pra casa.

Nos dias que se passaram eu não saí na rua. Fiquei em casa, vendo TV. Minha rabinho doeu um pouco por algum tempo. Mas logo voltei à ativa (e à passiva tb, rsrsr), quando resolvi contar o ocorrido para o meu primo aquele mesmo do primeiro relato… Mas isso eu conto em uma outra oportunidade.

6629 views

Contos relacionados

O primo leiteiro

Fui criado muito próximo da família, sempre estava visitando as tias e convivia em especial com um primo, Maicon ( nome fantasia ) que era quase 2 anos mais velho. Crescemos juntos e vi ele...

LER CONTO

Perdendo as pregas com o amigo

De: Naldinho Desde quando eu era moleque e brincava na rua, os meninos maiores me passavam a mão na bunda, me encoxavam e falavam pra eu dar a bunda pra eles. Nem sabia nada dessas coisas. Não...

LER CONTO

DA ENCOXADA AO SEXO

Ola gente , como foi contado na conto anterior que tinha tomado uma encoxada de um roludo no ônibus, marquei com ele  pra nos encontrar na sexta , então vamos la . Marcão como gosta de ser...

LER CONTO

Preliminares no sofá

Eu acabara de acordar e logo fui tomar banhoz, enquanto estava no banho uma amiga me grita e me chama para ir a casa de uma amiga dela. Ela me disse que tinha um boy interessado em mim e que se eu...

LER CONTO

Coroa me fez virar fêmea

Coroa me faz virar femea dele por muito tempo   Essa historia aconteceu a  muito tempo atras, eu era muito novo e inocente e viviva com minha mãe em uma regiao muito carente. Minha...

LER CONTO

Me conhecendo com meus amigos de escola (primeiro boquete) Parte 1

Olá galera, vou contar para todos algo que aconteceu na minha adolescência, tinha quatorze anos na época, vou usar nomes fictícios pois a ideia é compartilhar essa experiência sem expor ninguém...

LER CONTO

Primeira vez doeu, mais deixou saudade!

A primeira vez que dei meu cuzinho, era muito novo e morava em uma cidade pequena do Paraná. Era um minino branquinho e tinha uma bunda grande e bonita, que me rendeu muitas histórias, algumas...

LER CONTO

Agarrando o tio na fazenda

Essa é uma história verídica, os nomes foram alterados de modo a preservar a identidade daqueles envolvidos nela. Dito isso, aproveitem o conto. Eu me chamo Rafael, sempre fui um rapaz tímido e...

LER CONTO

1 - Comentário(s)

  • Marcelo 11/06/2022 21:53

    Como eu gostaria de ter um coroa assim pra mim também se tiver um disponível

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 1 + 1 = ?

Se você gosta de ler contos eróticos o contos adultos é o site perfeito para você. Aqui você vai ler contos sexuais reais, e o melhor de tudo é que o site é atualizado diariamente.

© 2022 - Contos adultos