website page counter
Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Contos adultos » Contos de incesto » ABUSANDO DA IRMÃ BÊBADA

ABUSANDO DA IRMÃ BÊBADA

Publicado em janeiro 8, 2023 por Ademir

ABUSANDO DA IRMÃ BÊBADA

Olá, meu nome é Marcelo, 18 anos, cheio de sardas e espinhas próprio de adolescente, cheio de tesão acumulada e magro de tanto bater punheta, moro com meus pais e uma irmã mais velha de 23 anos. Mariana é loira, alta, tem uma bunda grande e empinadinha e peitos que parecem melões durinhos e com bicos salientes, sinto uma tesão enorme pela minha irmã, e sempre arrumo uma desculpa para entrar no quarto dela antes de dormir e ela está pronta para dormir, dorme sempre só de calcinhas e camiseta, ela fica brava e se cobre puta da vida comigo me expulsa do quarto mas sempre consigo ver aquele rabão só de calcinha, delicia demais, ela sabe que morro de tesão por ela, corro para meu quarto e bato punheta pensando nela, Vivo espiando ela se vestir escondido em seu quarto e me acabo na punheta de olho naquele corpão da minha deliciosa irmã.

Durante um fim de semana, meus pais viajaram e pediram para nos não sairmos de casa, pois não queriam ficar preocupados, mas Marina baladeira como era ficou muito puta e se trancou no quarto, a noite saiu do quarto vestida como uma putinha, sainha curta mostrando as coxas branquinhas e grossas, blusinha leve tomara que caia, mostrando a metade dos peitões, quando a vi descendo as escadas, levei um susto e quase tive uma ereção de ver como ela estava vestida, e lembrei ela das recomendações dos nossos pais, mas ela disse que ia a um aniversário de uma amiga e ia voltar cedo, me fez prometer não falar nada para nossos pais que depois ela me daria uns beijinhos e deixaria eu ver ela de calcinha, a malandra sabia do meu tesão por ela e se aproveitou disso, concordei e continuei com meu videogame.

A noite passou rápido e lá pela meia noite, meu telefone tocou e vi que era o número da minha irmã, atendi rapidamente e uma amiga dela disse que estavam no carro, parados em frente de casa e pediu para mim ajudar a trazer minha irmã para dentro pois ela estava totalmente bêbada e não se aguentava em pé, corri preocupado para ajudar e com a ajuda da amiga dela, quase carregamos minha irmã para dentro até sua cama, agradeci a sua amiga e fiquei olhando minha irma deitada na cama dormindo bêbada demais, sua sainha subiu mostrando suas coxas e a calcinha enterrada entre as nádegas, nossa que delicia, meu pau estava tão duro que doía, não ia deixar escapar essa oportunidade, tirei com alguma dificuldade sua sai e blusa deixando ela só de calcinha, estava sem sutiã a danada, nossa como era gostosa, a calcinha mal cobria sua boceta e entrava por entre as nádegas carnudas, fiquei observando aquele corpo magnífico com o pau pulando dentro da cueca, ia me acabar naquela noite, matar a vontade que eu tinha de comer minha irmanzinha, dei umas cutucadas nela, chamei, ela nem se mexeu de tão bêbada que estava, tirei sua calcinha, deixando ela peladinha com tudo aquilo a minha disposição, abri suas coxas grossas e admirei a sua boceta lisinha e apertadinha só aparecendo um corte com a pontinha do grelo de fora, cai de boca naquela delicia , lambi e suguei com vontade, sentindo seu sabor, Marina começou a se mexer como se estivesse recobrando a consciência, mas voltou a dormir, bêbada como estava, mesmo que acordasse, no dia seguinte não se lembraria de nada, tirei minha língua da sua boceta e esfreguei a cabeça do meu pau melado em sua boquinha, ela abriu a boca e mamou como se chupasse uma chupeta rsrsrs.

Não demorou 5 minutos e esporrei dentro da sua boca, ela continuou a mamar engolindo todo meu leite, delicia demais, tirei meu pau da sua boquinha e ainda de pau duro e todo babado, me ajeitei entre suas coxas e com jeitinho fui penetrando devagar, ela gemeu e abriu os olhos, mas nem me viu, continuei a enterrar o pinto nela até colocar tudo, enquanto mamava suas tetas durinhas, comecei a meter devagar em uma trepada que se prolongou pois eu havia acabado de gozar em sua boca, meti bem uns 15 minutos até gozar gostoso dentro dela, ela gemia parecendo ter gozado também mas continuava dormindo, acho que estava sonhado que estava metendo e gozou rsrsrs.

Tirei o pau da sua boceta e vi minha porra escorrer, descansei um pouco e com um pouco de esforço virei ela de bruços, nossa aquele bunda grande, ficou maior ainda esparramado na cama, delicia, eu ia fazer barba, bigode e cabelo, ia gozar em todos os seus buracos, peguei um lubrificante e enfiei o dedo diversas vezes no seu cu apertado deixando bem liso, lubrifiquei meu pau também e me ajeitei sobre ela, encaixei a cabeça do pau do seu cu e devagar fui forçando a penetração, ela gemia e tentava se virar , mas eu continuei entrando e a cada centímetro que entrava ela se contorcia toda tentando escapar, gemia alto de dor, acho que seu cu era virgem, ela continuava a se debater tentando escapar, mas eu em cima dela não permitia e fui empurrando até colocar tudo dentro da bunda dela, eu não acreditava que estava dentro daquele bundão enorme, era bunda demais para mim, como era gostosa, meti devagar até ter uma orgasmo cavalar, despejei um monte de porra dentro dela, fiquei um bom tempo dentro daquele cu delicioso descansando sobre seu corpo, sai de dentro dela e fiquei olhando o esperma vazar, nossa como gozei, claro que filmei toda nossa transa para futuras punhetas, fiz uma limpeza para apagar um pouco os vestígios das gozadas deliciosas que tinha deixado dentro dela, coloquei sua calcinha e camiseta e a cobri, indo dormir satisfeito.

No dia seguinte, eu estava tomando café quando ela desceu reclamando de uma forte ressaca, disse que não se lembrava como veio parar na sua cama, expliquei que eu e sua amiga a colocamos para dormir, percebi que sentou de lado na cadeira, acho que estava sentindo o cuzinho ardendo da penetração da noite passada, talvez achasse que tinha transando com alguém e não se lembrava rsrsr, me fez prometer novamente que não contaria nada para nossos pais, concordei mas disse a ela que ficava me devendo uma, ela riu e me prometeu dar uma calcinha para mim ficar cheirando rsrsr, mal sabia ela que eu havia comido até o seu cuzinho….

Veja outros contos de Contos de incesto e bem gostosos logo abaixo:

Filhos trocando de mães incestuosas - I

METENDO COM MEU DELICIOSO SOBRINHO

32378 views

Contos Eróticos relacionados

Como transar com o seu irmão

Desde que eu me entendo por gente, eu sempre fui afim do meu irmão mais velho, não posso negar. Gabriel era apenas dois anos mais velho que eu, e no auge da sua beleza jovial dos seus 19 anos, tinha...

LER CONTO

Como perdi minha virgindade no cu da minha mãe

Vou contar aqui da forma que nunca contei em toda a minha vida.  Os meus pecados e desejos que eu deveria mas não me arrependo, me arrependo sim de não ter aproveitado as situações que...

LER CONTO

ACHAVA QUE MINHA FILHA FOSSE VIRGEM…

Me chamo Eduardo, 34 anos, comerciante e proprietário de uma loja de equipamentos de informática. Com 15 anos engravidei minha prima Eva que já tinha 19 anos. Lógico que não nos casamos, e quando...

LER CONTO

CAPITULO 11 – SENDO DESCOBERTOS

Um mês após ter tido a oportunidade de transar com a Kiany e a Jake juntas, meu tesão por minhas priminhas estava maior do que nunca! Eis então que recebo uma mensagem da Thayani me chamando para...

LER CONTO

1 - Comentário(s)

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 3 + 3 = ?
ContosAdultos.Club - O seu site de Contos Eróticos
Se você gosta de ler contos eróticos ou contos adultos é o site perfeito para você. Aqui você vai ler contos sexuais reais, e o melhor de tudo é que o site é atualizado diariamente.
© 2023 - Contos adultos