website page counter
Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Contos adultos » Contos eróticos gay » A Sauna – Parte 2 Final

A Sauna – Parte 2 Final

Publicado em janeiro 17, 2023 por Azev

Eu não era de deixar ninguem na mão, principalmente homens a fim de foder, entao mesmo sentado no colo com Carlos dentro de mim chamei os 3 para perto da gente comecei a masturba-los um pouquinho de cada vez carlos vendo a cena toda, falou no meu ouvido:

– Tú é muito puta mesmo!!!

Comecei a rir e continuei a masturbando os rapazes então Carlos falou para os rapazes:

– EU QUERO QUE VOCÊS GOZEM NA CARA DESSA PUTA SAFADA!!!

E prontamente os rapazes começaram a se masturbar em um ritmo frenético e todos gemendo muito. Então quando o primeiro falou que ia gozar, Carlos me inclinou eu, para receber cada uma das gozadas na cara e assim foi um a um eles foram ejaculando na minha cara melando meu rosto, era tanto esperma que até escorreu pelo chão, tentei limpar o rosto do jeito que dava e Carlos perguntou:

– Quer mais uma? Aguento mais uma se você quiser!

– Vou deixar para a próxima seção! E saí de cima do seu pau que ainda estava bem duro. Se dependesse apenas da vontade dele teríamos continuado, mas eu queria urgente beber algo gelado então, vesti a toalha e perguntei:

– Vamos tomar algo?

– Vamos! mas, antes você precisa tomar uma ducha esta cheirando a PORRA!!!

Nos levantamos e saímos da sauna a seco deixando nossos espectadores ali sentados e bem relaxados.

Do lado de fora da Sauna tinha uns chuveiros onde já haviam algumas pessoas tomando banho e Carlos falou

– Vamos para um chuveiro mais reservado!

– E tem?

– Tem sim!

Então fomos até os chuveiros reservados que ficavam proximos a escadas e lá haviam três boxes reservados e entramos e começamos a tomar um banho bem gelado. No meio do banho me lembrei da cara de excitação dos rapazes nos olhando ali na Sauna e comecei a rir.

– Tá rindo do que?

– Da nossa foda na Sauna, dos caras nos olhando e da situação toda…

– A gente tem muita história né putinho? Ele levantou meu queixo, enquanto a água caia e falei:

– Temos muitas histórias! algumas boas, outras ruins. Mas o que importa é o agora!

Então o abracei e ali mesmo nos beijamos, sentindo água molhando nossos corpos e senti o pau dele já duro, pronto para mais uma e falei:

– Vamos sair daqui, pois quero uma cerveja!

– Eita! Tá querendo ficar bêbado logo né?

– Claro que não! Falei disfarçando mas, no fundo queria sim (quando se é jovem e imaturo qualquer oportunidade para beber é aproveitada seja uma coisa boa, seja uma coisa ruim).

– Tudo bem! Mas, se ficar bêbado ou der vexame vai se ver comigo! E Carlos ja desligou o chuveiro e se enxugou com a toalha, fomos novamente ao bar nos sentamos e pedimos mais uma cerveja. Enquanto estávamos bebendo Carlos puxou assunto.

– E aí quais são os seus planos para o ano que vem?

– Tô pensando em arrumar um emprego!

– Não seria melhor se dedicar a escola primeiro e terminar os estudos, afinal ano que vem é o terceiro ano do ensino médio, tem provas para entrar na UFPE ou outra faculdade!

Ele como sempre estava certo. Tinha tirado uma nota quase mediana para passar em português e se eu vacilar posso não passar na UFPE. E ele continuou:

– Se for um emprego durante as férias até apoio mas, algo integral pode tomar muito tempo e te prejudicar!

No fundo sabia que ele estava certo, mas eu estava naquela idade de querer ser independente, mais ainda dependia dos outros pra tudo, e isso me irritava muito!

– Eu quero muito ter um emprego, ter minha independência! Tentei argumentar, mas Carlos era inflexível.

– Tudo em seu tempo! se dedicando aos estudos, você só tem a ganhar! Quem sabe você até não passe em um concurso público! Meu filho tem se dedicado muito para passar em um. Sabia que ele terminou esse ano no colégio da policia militar ele quer tentar o exército ano que vem, ou algum concurso caso ele seja dispensado.

– Ele deve ser muito inteligente! Mas eu terminei hoje a escola e pelas próximas semanas não quero ouvir falar de estudos. Disse isso pegando na mão de Carlos, que instantaneamente sorriu pra mim, ele tinha um sorriso contagiante, acho que foi o que mais encantou a minha mãe, quando se conheceram e realmente eu gostava dele! eu detestava admitir, pois admitindo isso sentia que estava traindo a minha mãe. Ele me viu ficar triste e perguntou:

– O que foi você estava tão alegre e de repente ficou triste e sério?

– As vezes esqueço que você é casado com a minha mãe. Que nunca vou passar de um momento pra você, uma distração, uma foda.

– Nossa situação é complicada! Carlos falou isso bebendo mais um gole de cerveja para ajudar a descer esse assunto tão difícil e falei:

– Ainda bem que eu nem acreditei quando você prometeu que ia fugir comigo. Não sou uma garotinha inocente que acredita na conversa de um conquistador, fiz por que fui chantageando e mas, depois fiz por que eu quis.

– Falei isso na empolgação do momento! Foi errado da minha parte. Mas se eu pudesse faria isso mesmo.

– Carlos! Olhei em seus olhos e quis botar um ponto final nesse assunto: É melhor irmos aproveitar a sauna! Olhei no relógio já passavam das 8 e logo teríamos que ir pra casa.

Nos levantamos e fomos até a Sauna a Vapor. Chegando lá assim que entramos o ambiente era quente mas, havia uma densa névoa que tornava possível a permanência ali, as luzes eram em um tom amarelo mas bem fracas para tornar o ambiente mais misterioso. Havia um corredor que tinha uma sala a direita onde tinha 3 chuveiros sem box e a esquerda tinha uma sala com dois bancos longos de cimento e ajulejos um a esquerda e um a direita e no final do banco da direita havia uma outra sala totalmente escura. Nós sentamos no banco da esquerda. Havia alguns homens lá sentados no banco da direita, então tentei puxar assunto com carlos:

– Gostei mais dessa sauna aqui!

– É?

– Ela é mais quente mas da para aproveitar mais a sauna!

– Se ficar quente demais, você vai ali e toma uma ducha fria e volta!

Carlos falou todo atencioso apontando para o chuveiro. Ele estava sendo tão legal comigo que até me fez um leve afago com a mão e sorriu. E nesse momento fui beijar ele me segurou e disse:

– Não!!! agora vai ser do meu jeito! E ele ficou em pé, tirou a toalha ficando completamente nú me virou de costas me inclinou e mandou eu segurar no banco e ali mesmo na frente daqueles homens que nos olhavam sem pudor cuspiu na mao e passou os dedos no meu rabo e começou a penetrar meu cuzinho gemi alto enquanto cada centimetro dele entrava dentro de mim, olhei para os homens que estavam ali era uns 4 de idades variadas desde jovens até um idoso todos nos assistiam em silêncio apenas apreciando nossa cena digna de um filme pôrno. Quando o pau de Carlos estava completamente dentro de mim, dei uma rebolada e senti uma penetração mais forte e dei um gemido e Carlos falou:

– Escolhe um dos 4!

– Aquele! Apontei para um deles, o moreno que era o que estava na outra sauna com a gente nos assistindo primeiro e Carlos falou:

– Chupa o pau dele como se tivesse chupando o meu!

E Carlos meteu seu pau com ainda mais força dentro de mim, o rapaz se sentou na minha frente tirando a toalha e exibiu seu pau, ele era grande como o de Carlos mas, não tão grosso e tinha a cabeça roxa e tão moreno quanto o dono as veias pulsando ali e enfiou na minha boca. Fechei os olhos me deliciando com aquela sensação de dois machos me fudendo, os quatro outros rapazes foram até a gente e começaram a nos acariciar tanto Carlos como o rapaz moreno estavam sendo acariciado e Carlos falou:

– Punheta eles também! Vai!!!

O resultado dessa soma foi Carlos arrombando meu rabo me segurando pela cintura, o rapaz moreno me segurando pela nuca e enfiando seu pau na minha garganta e dois machos sendo punhetados por cada mão minha, e esses rapazes beijando os outros dois que ali estavam e o velho ali assistindo a tudo. Era uma verdadeira orgia todo mundo ali fudendo, confesso que imaginei cada uma daquelas rolas me penetrando e deixando seus gozos dentro de mim. Mas, Carlos jamais deixaria homens que nunca vimos me fuderem assim. O primeiro a gozar foi o moreno ele me segurou forte pela nuca e gozou na minha boca eu quase me engasguei com seu gozo, cuspi tudo que já escorria pelo meu queixo. então ouvi os rapazes gemendo e também estavam gozando melando minhas mãos e Carlos continuava me fudendo sem parar, ate que ele me segurou pelos ombros apertando-os e urrou forte gemendo:

– VOU GOZAR!!!!

Ele me deu três estocadas bem fundas e ficou ali parado com a cabeça inclinada pra cima de olhos fechados com o corpo completamente molhado de suor e vapor daquela sauna e os espasmos percorrendo seu peito. Dessa vez até minhas pernas estavam tremendo e o senhor de idade que estava ali o tempo todo nos olhando, se levantou foi ate a mim e Carlos e falou:

– Pode sair de dentro dele?

Carlos não entendeu nada mas, topou fazer a vontade do senhor e começou a tirar seu pau do meu rabo e o velho disse:

– tira ele bem devagarinho!

E ele se aproximou para ver minha bunda bem de perto, quando o pau de Carlos saiu completamente o meu cuzinho piscou e começou a escorrer o gozo de Carlos o velho me deu um beijo no ânus mesmo com o semem de carlos ali e disse:

– Foi a melhor transa que eu já vi na vida!!!

Comecei a rir e Carlos se sentiu orgulhoso pela façanha!

Saímos da sauna esgotados então quando finalmente eram quase 10 da noite e chegamos em casa Minha mãe estava no portão bem chateada com a nossa demora e falou:

– Isso são horas? Liguei pra você Carlos!

– Mãe desculpa a demora mas, estamos no cinema! E o celular do Carlos descarregou.

Tentei argumentar para não haver mais brigas mas, ela apenas falou:

– Carlos você tem visitas!

Quando entramos havia um rapaz sentado no sofá que eu não conhecia. Quem era ele?

Leia outros Contos eróticos gay bem excitantes abaixo:

UM MACHO COM DOTE DESCOMUNAL

Comida e arrombada pelo caseiro do sítio 1

3665 views

Contos Eróticos relacionados

VERDADES SECRETAS (início) 01

Me considero BI, como aqui não tem espaço específico para este tema, então o mais proximo é este que escolho. Tenho 58 anos, casado a bom tempo , 3 filhos.  Abracei a profissão de ser...

LER CONTO

RECORDANDO COM SAUDADE E NOSTALGIA E UMA ENORME VONTADE DE REPETIR

Há alguns anos tive uma experiência fantástica que recordo com saudade e tesão e adorava repetir. Eu frequentava um ginásio, onde homens e mulheres praticavam desportos vários, entre os...

LER CONTO

O Caseiro

Me chamo Rafael, tenho uns 20 anos, 1,75 de altura e moreno. Eu fui criado a minha vida toda na cidade, porém, meus avós são do interior e com o passar dos anos meus pais decidiram levá-los pra...

LER CONTO

O Cachorro Arrombou meu Cuzinho

Um conhecido tem um cachorro, um Border Collie grande pro tamanho normal da raça. Desde que ele era filhote eu já tratava ele como meu macho, deixando ele me cheirar, pular encima de mim, baixando...

LER CONTO

4 - Comentário(s)

  • Mato Grosso 7 19/01/2023 13:23

    Sim claro foi o verso que gostei mais , muito obrigado ficou tão lindo o ' verso ' , você deve ser 1 fofo mesmo ,,, 1 milhão de beijos , quem sabe um dia podemos nos encontrar , caso você não seja casado , beijos

  • Azev 18/01/2023 21:43

    Presta atenção no verso...

  • Mato Grosso 7 18/01/2023 11:32

    Obrigado mesmo , adorei , são simplismente incríveis seus contos 1 beijo no seu coração

  • Azev 17/01/2023 19:35

    Para o meu amigo Mato Grosso 7 (só para ele) A cada 8 pensamentos meus Dedico apenas 1 pra você; A cada 9 motivos para sorrir Todos os 9 são por você; De cada 6 batidas do meu coração 5 são por você; De cada 25 sorrisos meus 19 são por saber que gosta de mim; São 5 as razões que o mundo me impõe para desistir... Mas apenas 1 para prosseguir te querendo: Por gostar de ti!

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 5 + 4 = ?
ContosAdultos.Club - O seu site de Contos Eróticos
Se você gosta de ler contos eróticos ou contos adultos é o site perfeito para você. Aqui você vai ler contos sexuais reais, e o melhor de tudo é que o site é atualizado diariamente.
© 2023 - Contos adultos