Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Contos adultos » Contos de putaria » A noite que me apaixonei por uma Garota de Programa

A noite que me apaixonei por uma Garota de Programa

Publicado em novembro 20, 2021 por Wallace da Silva Esteves

Olá, vou contar como me apaixonei por uma garota de programa, que conheci por um site. Esse site, foi indicação de uma amigo. Que por sinal, eu nem sabia da existência de um lugar onde se contratava puta, e olha que tenho 21 anos. Passando um tempo nesse site, verifiquei que tinha novidade, era uma mulher novinha, tinha seus 19 anos, corpo em forma, não que fazia musculação, mas sim de genética.

Era linda, pele branca, tinha seus 1.75, cabelo enroladinho, raízes pretas e pontas loiras. Pernas grossas, bumbum e peito duro, além de ter um quadril incrível. Era a mulher que eu sonhava ter um dia. Agendei um horário e fui lá. Por sinal, ela era de outro estado. Ela devia estar fazendo um tour ou algo assim pelo meu estado, então ia ficar alguns dias por lá. Adiante, quando marquei um horário com ela, o local do encontro era bem longe, deu uns 15 minutos de carro.

Continua depois da publicidade

Chegando lá, eu mandei uma mensagem, dizendo que já havia chegado. Adiante, quando entrei, ela estava lá, do jeito que eu imaginei. Ela estava de Lingerie e já me esperando. Era uma casa bem bonita, ela dividia aluguel com outra garota de programa, que por sinal estava nesse site também. Entrei na primeira porta com ela.

Quando olho em torno, vi as malas dela no chão, devia ter chegado fazia pouco tempo na cidade, até disse que conhecia pouco da região. Depois de tudo isso, começamos a nos deitar e ela começou com o oral. Estranhamente, foi péssimo. Ela fazia oral de camisinha, foi ruim porém aceitável. Nesse instante, ela tirou só o sutiã. Nossa, fiquei doido, aqueles peitos durinhos eram só meus. Ela era linda demais, ela me mamava e olhava pra mim, e eu todo mongozão. Ela era linda. Eu já tinha uma quedinha por mulheres com cabelo cacheado, e vendo aquilo, só me deixava com mais tesão.

Depois do oral veio ela por cima de mim e me encarando firmemente, nossa aquilo, foi maravilhoso, me deu vontade até de beijá-la. Na sequência foi um sequência de penetração, foi bom demais. Eu metia e ela gemia olhando pra mim, isso é fora do normal, isso mexe com o psicológico dos homens. Lembro também de subir em cima dela, levantar as pernas e colocar com força, até ela pegar na minha cabeça e levar em direção aos peitos, quando em comecei a chupar aqueles mamilos durinhos .A cama por sinal balançava horrores. No final, ela me perguntou como eu podia gozar, eu falei que uma punheta ajudava. E lá foi ela, nessa punheta. Ficou uns 5 minutos até que cansou. Eu tentei e nada. Essa noite eu não gozei, não conseguia.

Continua depois da publicidade

Quando cheguei e casa pesquisei e era um tal de “Ejaculação retardada”, não vou entrar em detalhes sobre isso. Continuando, ela falou comigo que era pra mim gozar, porque podia passar a entender que o sexo foi ruim, e isso, pela visão dela, podia interferir no relacionamento com outras companheiras. Eu tentei gozar, só que não saía “poha” nenhuma. Deu pra ver que ela tinha ficado meio “sei lá”, achou que eu não havia gostado. Mas, foi ótimo demais. Ela se despediu meio apática e fui embora. Indo de volta pra casa, meu amigo ainda colocou umas músicas que mexeu comigo ainda mais.

Fiquei uns 15 minutos ouvindo uns sertanejos que arrebentava o coração. Chegando em casa, fiquei pensando bastante nela. Fiquei imaginando, o que levaria uma menina tão bonita a seguir um caminho tão diferente, talvez um sonho, uma faculdade, ajudar a família. Fiquei com muitas perguntas na mente, até que não consegui dormir, só pensando nela. Sério, não consegui dormir, e olha que eu adoro dormir.

No final de tudo, eu entendi que havia me apaixonado por ela. Eu nunca tinha ficado pensando tanto em uma mulher como ela. Naquela noite, fiquei refletindo, se eu fosse rico, eu daria uma oportunidade pra ela, mudar de vida, talvez viesse comigo e deixaria aquela vida, daria outra vida pra ela, porém era pobre e tinha que trabalhar no dia seguinte. Sério, nunca vou esquecer essa mulher. Talvez algum dia eu fique rico e procure ela. Não sei se virei gado ou virei um cara carente.

Só sei de uma coisa, a transa foi ótima, mas a companhia dela foi melhor ainda. Isso tudo aconteceu ontem, estou escrevendo horas seguintes ao acontecido, consigo até sentir o cheiro dela. O sol já está nascendo, decidi ficar o resto do tempo acordado pensando nela e vendo o sol nascer, nunca tinha visto antes.

A foto da capa é de um filme que passava na sessão da tarde, onde um empresário se apaixonou por uma acompanhante.

2337 views

Contos relacionados

Sofá da minha Safada.

Se aquele sofá soubesse falar, tenho certeza que seria - Estou melado e marcado de um sexo gostoso... Tudo iniciou na tarde de julho de 2020. Como rotina depois do almoço de domingo, pegamos o...

LER CONTO

Minha namorada puta dos outros

De: Fernando Me chamo Fernando e a minha namorada se chama Joyce. Somos de São Paulo capital. Ela tem 24 anos e é uma morena clara, lábios carnudos de cabelos castanhos e lisos. Tem...

LER CONTO

Amiga Tesuda

A pouco tempo atrás conheci uma menina que me tornei amigo e aos poucos fomos pegando mais amizade. Em um dos dias que conversávamos, chegamos no papo de putaria, comecei perguntando se ela era...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 5 + 2 = ?

Se você gosta de ler contos eróticos o contos adultos é o site perfeito para você. Aqui você vai ler contos sexuais reais, e o melhor de tudo é que o site é atualizado diariamente.

© 2021 - Contos adultos